3 comentários em “A batalha do Mangueirão (by Mário Quadros)

  1. A cada ano que passa mais eu tenho certeza que o Remo está se tornando um time mediano no cenário estadual, empatar com um nubente já no returno quando teoricamente as equipes já deveriam apresentar um padrão de jogo, ou, no mínimo, melhor entrosamento, e pior ainda, se portou como time pequeno pois o visitante não se abateu em nenhum momento, foi maduro e jogou com vibração e merecedor de sorte melhor se não fosse o fominha Moisés.

    Curtir

  2. O remo caminha pra ficar numa situação de calamidade maior.

    Como provavelmente não vai conseguir calendário pro resto do ano, as dividas vão se acumular ( dai o japonês querendo largar o osso antes do tempo, pois já realizou seu sonho ).
    Seu patrimônio vai ficar mais abandonado, o baelama no caso, pois não terão dinheiro pra continuar as reformas necessárias.

    Se isso acontecer, terão que acatar a ideia do DR André e se desfazerem de um patrimônio, mas saberem usar a grana, do contrario, a coisa vai ficar mais preta do que o mapa do capeta.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s