Vitória sofrida, mas merecida

botaxboavista-roger-carvalho

POR ÁLVARO OLIVEIRA FILHO

Não foi, é claro, a estreia dos sonhos do torcedor alvinegro. Mas ninguém podia esperar uma grande exibição. O mais importante, foi a evolução apresentada pelo Botafogo no segundo tempo, quando jogou com mais confiança, principalmente a partir das substituições feitas por René Simões, e mereceu sair de campo com a vitória. Uma vitória magra, sofrida, mas que será extremamente útil para a comissão técnica neste início de temporada.

O primeiro tempo foi muito ruim. O Boavista esperava pelo Botafogo, que mostrava muita dificuldade para levar a bola até a área adversária. O goleiro Dida fez duas defesas relativamente fáceis: a primeira em chute de Gegê de fora da área; a segunda numa cabeçada fraca de Renan Fonseca, já nos minutos finais.

Logo aos seis minutos do segundo tempo, Gilberto conseguiu uma boa arrancada pela direita, passou de passagem por Jeff Silva e acertou o poste esquerdo de Dida. Na sobra, Pimpão não conseguiu dominar e Bill chutou de virada, com o gol vazio, mas acertou o travessão. O time entendeu que o melhor caminho para tentar chegar ao gol era pela direita e passou a insistir com Gilberto, que até conseguiu uma ou outra boa jogada, mas errou todos os cruzamentos.

Depois da parada técnica, René Simões começou a mexer no time. Primeiro colocou Jobson e Fernandes, tirando Rodrigo Pimpão e Gegê. Um pouco mais tarde trocou Diego Jardel por Sassá. E o time melhorou. Passou a pressionar mais, criando algumas boas oportunidades. Jobson tropeçou na bola diante de Dida, Fernandes teve medo de fazer o gol ao receber um ótimo passe de Diego Jardel e entrar livre, também diante do goleiro adversário. As chances foram surgindo, mas o time não conseguia a esperada vantagem. Até que aos 37 minutos, Carleto cobrou escanteio da direita, a defesa do Boavista não acompanhou o deslocamento de Roger Carvalho, que desviou de cabeça antes da chegada de Dida, colocando a bola no fundo da rede.

Nos minutos finais, Sassá e Jobson ainda perderam duas chances de ampliar o placar. Mas o 1 a 0 garantiu a festa dos torcedores em São Januário. Mesmo sem jogar bem, o time foi superior ao Boavista e mereceu sair de campo com a vitória.

Deixe uma resposta