Galo Elétrico se prepara e sonha alto

Copa Brasil PSCXNaviraiense-Mario Quadros (4)

Com a mesma base do time que conquistou o terceiro lugar no Parazão 2014, o Independente se prepara para o campeonato sonhando em repetir a façanha de 2011, quando se sagrou o primeiro campeão estadual representando o interior do Estado. A diretoria continua buscando reforços para algumas posições carentes e o zagueiro Ivesson, que defendia o Central de Caruaru, já acertou seu retorno a Tucuruí. Além dele, o técnico Lecheva conta com Cris, Ezequias, Léo Rosas, Chicão, Daniel Piauí, Kariri e Wegno, entre outros.

“Estamos montando uma equipe para não fazer feio nas competições que vamos disputar”, avisa o treinador, em entrevista ao Bola. Com o calendário preenchido por Copa Verde, Copa do Brasil e Estadual, Lecheva (foto) acredita que na Copa Verde seu time já terá chances maiores de avançar. “Nas outras competições a diferença de investimento e o apoio de torcida podem nos colocar em posição inferior, mas na Copa Verde acredito que temos um grupo bem equilibrado com os demais participantes”, avaliou.

O técnico espera os amistosos contra o Gavião Kyikatejê, nesta quinta-feira, e Cametá, no próximo dia 23, para avaliar se outros jogadores devem ser contratados. “São amistosos que servem para avaliar o nível do grupo. O Gavião eu não sei muito bem como vem, afinal tem vários jogadores novos, inclusive alguns índios, mas o Cametá deve ser um dos times mais fortes desse Parazão”, encerrou o técnico.

Tribuna do torcedor (e ouvinte)

POR NELSON SERRÃO

Baluarte, ouvindo o Cartaz Esportivo, descubro que já são 26 contratações somando ambos os lados, mas infelizmente não temos a mínima preocupação em formar jogadores, pois nem estrutura temos para base. Os dirigentes ficam só na promessa. Lembro que Vandik foi a São Paulo pegar R$ 400 mil referentes ao Paulo Henrique Ganso, Ia fazer CT e acabou o dinheiro, e nada. O Minowa falava que já tinha um CT totalmente pronto se ganhasse eleição. Aí vem com o CT do Carajás. Então, não dá para confiar. O Paysandu tá melhor administrativamente mas a base, apesar de revelar alguns jogadores, foi uma decepção na Copa São Paulo. Acho que isso também ocorrem com quase todos clubes no Brasil, até os que têm estrutura, pois lendo o Bola hoje vi que o Flamengo liberou 14, Chapecoense contratou 12, Vasco contratou 11, Avaí contratou 11, Palmeiras contratou 14, Grêmio liberou 11. Aí o nosso setorista, um dos melhores do Estado, vai ser até homenageado no carnaval. Só informa depois que sai a diretoria passada que tinha funcionário com salário atrasado em até 24 meses. E que é preciso diretor de esporte ser contratado de outro Estado para vir falar que temos que comprar novos colchões para a Toca do Leão, colocar TV paga, arrumar gramado etc. Sem contar a tal pré-temporada que ia ser em Salinas ou Barcarena. Precisamos de mais transparência e nosso setorista poderia ser esse canal com o torcedor, pois como trabalhamos até 18h (como é meu caso), me atualizo no Cartaz Esportivo e se for saber da real situação do clube só quando a diretoria sair. Daqui a 2 anos não podemos nos movimentar para pressionar por melhorias. Sds. Nelson Serrão. Desculpe o desabafo. Obrigado.

Ingresso para o Re-Pa tem preço reduzido

Devido à baixa procura por ingressos para o Re-Pa de amanhã, os promotores do evento decidiram baixar o preço das entradas. De R$ 50,00 inicialmente, a arquibancada passa a custar R$ 25,00. A cadeira baixou de R$ 100,00 para R$ 50,00. Quem já havia comprado terá o ressarcimento da diferença.

Empresa garante que Re-Pa está mantido

A empresa responsável pela organização da I Copa Amazônia de Futebol garante que o Re x Pa está mantido. A dúvida sobre a realização do clássico foi desfeita por Geraldo Magela de Oliveira, sócio-dirigente da New Creation Sporting Group. “Isso é um boato, temos a certeza de que o evento será realizado”, afirmou ao DOL. Magela defende que não é possível questionar o evento antes dele acontecer. “Os ingressos começaram a ser vendidos  ontem e as meias-entradas, hoje. As partes estão acertadas, nós estamos aqui para crescer junto com o futebol de Belém. Estamos com pessoas daqui, sediados aqui e fazendo coisas com clube locais”, acrescento.

É a primeira vez que a empresa de Boston, nos Estados Unidos, realiza evento em Belém. “Já levamos grandes clubes para jogar fora do Brasil, como o Cruzeiro e São Paulo, e agora estamos dando esse pontapé em Belém na Copa Amazônia. Já trabalhamos na preparação da Seleção Brasileira de futebol masculina,  e fizemos grandes amistosos com a equipe do Red Bulls. Agora queremos fazer crescer esse futebol de Belém”, acrescentou Magela.

Liberada venda de meia entrada para o Re-Pa

Numa tentativa de aquecer a fraquíssima procura por ingressos para o clássico Re-Pa desta quarta-feira, a empresa promotora do evento liberou nesta manhã a venda antecipada de meia-entrada – R$ 25,00 (arquibancada), R$ 50,00 (cadeira). Correu durante a noite de ontem o boato de que a I Copa Amazônia de Futebol seria cancelada em função da baixa venda de ingressos, mas, por enquanto, o evento está mantido. Diretorias de Remo e Paissandu não confirmam o recebimento das cotas acertadas em contrato. O jogo está marcado para amanhã, às 21h, no estádio Jornalista Edgar Proença. O vencedor enfrenta o Bahia (BA), domingo, às 16h.

Com o vento a favor

B7zLebJCYAAiLaH

Eleitas por meio de um concurso na internet no fim de 2014, Natache Iamayá e Karla Klemente receberam nesta terça-feira (20) a faixa de Musas do Toplessaço na Praia de Ipanema. Encerrada em dezembro, a votação para escolher a nova representante do movimento teve uma mudança de última hora e acabou elegendo duas musas – uma pelo júri oficial e a outra pelo júri popular.

O momento do topless foi registrado por uma imensidão de fotógrafos clicando as oito mulheres que tiveram a coragem de tirar a parte de cima dos biquínis. Outras jovens, apesar de apoiarem o movimento, preferiram não exibir os seios.

Além dos fotógrafos, uma infinidade de rapazes curiosos, que estavam na areias da praia, se reuniram rapidamente em torno das jovens no momento em que elas tiraram a roupa gritando cantadas e pedindo para mais mulheres tirarem a roupa. Ainda assim, o balanço do evento foi positivo, de acordo com a organizadora Ana Paula Nogueira.

top_6

“Este ano tivemos bem menos homens nos abordando. Eram mais adolescentes falando gracinhas. Ano passado eram homens feitos e em maior número. Podemos dizer que, ao longo do tempo, pode ser que eles vejam o topless de maneira mais natural”, disse Ana Paula.

Mulher Melão
A reunião das vencedoras e das participantes do concurso contou com o reforço de cariocas e turistas que lotavam a praia por causa do feriado municipal em homenagem ao padroeiro da cidade, São Sebastião. (Do G1)

O blog, como já é tradição, dando o maior apoio a toda e qualquer causa libertária… Viva as musas do Toplessaço!