Brasileiros desmentem prêmio para “melhor jovem”

622_d52e8051-86a6-34b0-9519-cdd4cfcfbdf7

O atacante do Liverpool Raheem Sterling ganhou, na noite deste sábado, o Golden Boy 2014, prêmio do jornal italiano Tuttosport dado ao melhor atleta na Europa abaixo dos 21 anos, existente desde 2003. Ao todo 13 jogadores já receberem a honraria, e, de todos os vencedores, só os brasileiros decepcionaram e perderam mercado no Velho Continente.

Alexandre Pato e o meia Anderson são os dois nomes do “país do futebol” que já foram reconhecidos como grande promessa e acabaram sendo escolhidos os “meninos de ouro”.

Em 2008, Anderson estava em sua segunda temporada pelo Manchester United. O herói da “Batalha dos Aflitos” tivera uma breve, mas boa passagem pelo Porto antes de chegar na Premier League. Hoje, seis anos depois, ele quase não atua pelos Red Devils há algumas temporadas e, depois de um empréstimo para a Fiorentina no começo de 2014, pode ser dispensado em janeiro.

Pato é talvez o que tenha tido uma ascensão mais meteórica e uma queda maior ainda. Surgiu com 17 anos no Internacional e logo foi para o Milan, em 2007. Nos dois primeiros anos de clube, teve atuações impressionantes e se tornou querido pela torcida, chegando à seleção brasileira e ganhando o prêmio em 2009. Então, vieram as inúmeras lesões, o grande período sem atuar e a volta ao Brasil. No Corinthians, não convenceu. No São Paulo, melhorou, mas segue bastante abaixo da expectativa apenas aos 25 anos.

Se as promessas brasileiras se tornaram grandes decepções, o mesmo não pode ser dito dos outros contemplados na premiação do jornal. Os três últimos vencedores – Sterling, Pogba e Isco – seguem como o esperado, sendo peças importantes em suas equipes e suas seleções. Messi, Aguero, Fábregas e Rooney também já levaram o “título” e dispensam apresentação.

Talvez os nomes mais discutíveis dentre os vencedores sejam os de Balotelli e Van der Vaart. O italiano alterna bons e maus momentos em seus clubes, mas ainda assim sempre esteve em gigantes do futebol europeu. Apesar de não viver boa fase no Liverpool, o atacante, sempre atrapalhado por suas polêmicas fora de campo, ainda é cobiçado no mercado.

Rafael Van der Vaart surgiu como grande promessa no Ajax e foi quem “estreou” o Golden Boy, em 2003. Depois de uma ótima passagem pelo Hamburgo, chegou ao Real Madrid em meio aos galácticos. Assim como outros holandeses – Robben e Sneijder, por exemplo – não deu certo na equipe espanhola, mas recuperou seu futebol no Totteham, e, já com 29 anos, voltou ao Hamburgo em 2012. (Da ESPN)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s