Céu de brigadeiro

Por Gerson Nogueira

Com oito mil sócios já cadastrados, o Papão caminha para fechar o ano com pelo menos 10 mil sócios torcedores. Nenhum outro clube do Norte chega pelo menos perto dessa marca. É um feito ainda mais significativo quando se leva em conta a evolução administrativa dos clubes regionais. Caso o time venha a conquistar o título brasileiro da Série C, essa quantidade será facilmente superada.

Os números foram revelados ontem à noite, no programa Argumento (RBATV), pelo candidato à presidência do Papão, Alberto Maia. Acompanhado do diretor de Futebol Roger Aguilera, Maia fez uma explanação detalhada da realidade do clube e projetou um horizonte dos mais positivos.

unnamed (68)A atual situação do Papão só encontra paralelo na fase vivida entre 2001 a 2004, período áureo no qual foram conquistadas as maiores glórias da história alviceleste. Sob a presidência de Artur Tourinho, o clube ganhou tudo o que disputou. Ganhou o bicampeonato brasileiro da Série B, vencedor da Copa dos Campeões, disputou a Taça Libertadores da América e fez boa figura na Série A do Campeonato Brasileiro.

É claro que, pelas condições atuais do futebol brasileiro, dificilmente o Papão poderá repetir as façanhas acima citadas. Em gestão conduzida à moda antiga, Tourinho teve a clarividência de saber aproveitar os atalhos surgidos e não titubeou em guiar o clube a limites que dirigentes comuns não ousariam desafiar.

Mas, ao contrário daqueles tempos, quando Tourinho teve que enfrentar adversidades internas, combatendo fogo amigo do tipo mais rasteiro e desleal, o trabalho desenvolvido pelo atual grupo gestor do Papão conseguiu praticamente silenciar as vozes opositoras.

Apoiado pelos grandes beneméritos e conselheiros bicolores, que integram a chamada velha guarda, o presidente Vandick Lima (e seu virtual sucessor, Alberto Maia) conta com outro formidável trunfo político: a novíssima geração de dirigentes e executivos bicolores.

Gente do perfil de Ulisses Sereni, Sérgio Serra, Roger Aguilera, Ricardo Gluck Paul, Alberto Maia e muitos outros. Gente que trabalha com afinco, praticamente em silêncio, contribuindo para a modernização das diversas instâncias administrativas do clube.

Ao torcedor comum pode parecer pouco, mas o envolvimento de pessoas jovens e competentes faz prever um futuro ainda mais glorioso para o Papão. A conquista do acesso à Série B, em consequência de acertos da diretoria no futebol profissional (notadamente, a volta do técnico Mazola Junior e a presença do gerente Sérgio Papelin), permitirá otimização de receitas extremamente benéfica ao clube.

Com os 38 jogos da Segunda Divisão incluídos na grade de programação da TV, o Papão poderá amealhar patrocínios mais robustos, além de fidelizar o sócio-torcedor. Isso tudo, é claro, sem perder de vista a bilheteria dos jogos em Belém.

A estimativa não declarada é de um superávit de R$ 3,5 milhões em 2015, já abatidas as despesas com elenco e setores administrativos. São números até conservadores perto do que o clube pode faturar se a campanha se mostrar auspiciosa desde o começo.

Vale observar, ainda, que a próxima temporada terá ainda competições também rentáveis, como Copa do Brasil, Copa Verde e – com alguma sorte – a Copa Sul-Americana, caso o recurso do clube pela Copa Verde 2014 obtenha ganho de causa no STJD.

O Parazão, deficitário por natureza, pode ser o limão transformado em limonada, caso a torcida resolva abraçar a equipe desde o começo, prestigiando os jogos para buscar a retomada do título estadual. No aspecto técnico, será de fundamental importância para a preparação do elenco para as disputas mais importantes do ano – Copa Verde e Série B.

Quando Alberto Maia falou a Mauro Bonna com entusiasmo sobre o futuro do clube, ontem, não estava pecando por exagero ou fanfarronice. O Papão está de novo pronto para alçar voos maiores, dentro e fora de campo.

———————————————————

Oposição briga para participar da eleição

Na contramão do otimismo da situação, setores da oposição ainda batalham para reconquistar o poder no clube. À noite, depois de ver impugnado pela Assembleia Geral o registro de sua chapa e ter ensaiado retirar sua candidatura, o ex-presidente Omar Pinheiro emitiu nota oficial informando que vai recorrer da decisão, a fim de garantir o direito de disputar a eleição.

Revela que o recurso se baseará no artigo 58 do estatuto do clube, visando preservar o direito de participação democrática no pleito. E, caso a apelação não seja acatada, a chapa “Pra Cima Papão” (sic) está disposta a estender a briga às barras da Justiça.

Aponta, ainda, supostas irregularidades no processo eleitoral e na publicação de um “edital com erros” e denuncia que a chapa situacionista não estaria apta a concorrer, por incluir “dois dirigentes irregulares, em desacordo com o artigo 89 do estatuto do clube, que veda a candidatura de sócios nessa situação”.

——————————————————-

Direto do blog

“Ao crescer na reta final da competição, enquanto outros estão na descendente, o time do Paissandu acaba reforçando que a última impressão é a que fica. Por exemplo, esse Lenine, que há cerca de um mês era totalmente desconhecido da galera, hoje impõe respeito pelo modo simples e eficiente com que desarma e tranquiliza torcida e time; e o Pablo, pelo que jogou sábado durante o tempo que foi terceiro zagueiro, terminarão o ano entre os destaques da equipe, depois de serem alvos da indiferença e da desconfiança.”

De Jorge Paz Amorim, analisando as ironias e falsetas do nobre esporte bretão. 

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta terça-feira, 04)

22 comentários em “Céu de brigadeiro

  1. – Também defendo que o Dr. Alberto Maia seja o melhor para o Paysandu… Não se pode nem pensar na volta do LOP ao clube..

    – Sócio Torcedor do clube, tem tudo pra ir crescendo, porque levou a sério o projeto, contratando um bom profissional e de respeito, como o Sr. Júlio, que fez parte do ST do Internacional, e o que é melhor, trata seu torcedor, como cliente…Só vejo elogios a quando dos jogos do Payandu, sobre a facilidade de acesso às cadeiras e arquibancadas nos estádios..

    – LOP…

    Quanto ao LOP, continua tentando atrapalhar o Paysandu, de qualquer jeito… À noite de domingo, falava ao telefone com um amigo meu e dizia que já com 56 anos e por não depender disso, iria retirar sua candidatura, por não concordar com o jeito que foi levado essas inscrições de chapas e por não querer tumultuar o clube do coração… À noite de ontem, pegando corda de quem não gosta do PSC, alguns, remistas até, achou de voltar atrás e tumultuar o ambiente bicolor..

    Me tire o tubo, LOP

    Curtir

  2. Lop tinha um grande trunfo. Deixou o bicola na B e tinha certeza que o receberia na C. Como perdeu seu maior cabo eleitoral, tenta fazer o possível para se eleger.

    Curtir

  3. Duas coisas: primeiro, seria oportuna uma mudança nos estatutos do clube que desse ao sócio-torcedor o direito de votar. Assim, teríamos um fator a mais impedindo a oscilação gerada por essa receita, hoje dependente do desempenho time de futebol.
    Segundo, a questão de “patrocínios mais robustos” passa necessariamente pela negociação com o governo do estado, este sempre muito parcimonioso na hora de renovar o patrocínio do Parazão, porém extremamente generoso com outras mídias nem tão eficientes.
    Um caso concreto: caso o Papão consiga realizar o sonho de fechar o patrocínio da CEF em seu uniforme, como ficaria o contrato já firmado com o ‘sovina’ Banpará?

    Curtir

  4. Compra do título do Papão (salve engano está 500 reais) + parcelas mensais de 10% do salário mínimo. Jorge,

    Penso que não podemos confundir sócio torcedor com sócio proprietário, de modo particular, concordo plenamente com o fato de apenas o proprietário votar, ja que este adquiriu o título do clube.

    Agora, penso que Maia, Serra e companhia, com a finalidade de gerar mais associados, deveriam unificar (quando assim quisesse o cliente) o sócio proprietário + sócio torcedor, com a finalidade de alavancar a aquisição do titulo do Papão.

    Algo do tipo como:

    Compra do título do Papão (salve engano está 500 reais) + parcelas mensais de 10% do salário mínimo (ou 20% porcento do salário mínimo)

    Direito: Assistir jogos na arquibancada (10% porcento) e assistir jogos na cadeira (20%).

    Curtir

  5. Sobre a entrevista de ontem: De fato a entrevista foi animadora, em que pese a prioridade pela ampliação da Curuzu, quando, para mim, a prioridade máxima deveria ser a construção do CT. Gostaria de destacar alguns aspectos pontuais da entrevista:

    1) Roger: Clube não é empresa, pois, clubes que estão bem no campeonato, como Fortaleza, algumas vezes não consegue alcançar os objetivos.
    2) Maia: O Sócio torcedor é prioritario para o desenvolvimento do Papão. Logo, quem é sócio ponha as contas em dia.
    3) As dividas com Jobson e Arinelson estão congeladas.
    4) Tivemos apenas uma perda trabalhista nesses dois anos.

    Curtir

  6. Se e como o amigo Claudio postou e eu acredito… pela lambaça na sua gestao que envergonhou de ter um presidente assim na grandeza do Paysandu…esse cara LOP(oprado)…perdeu uma oportunidade de amenizar a sua imagem de pior presidente que o Paysadu ja teve em todos os tempo. Te dizer!!! Um desequilibrado… O cara nao se manca mesmo.

    Curtir

  7. Sobre o Fortaleza, vale destacar que o Ceará ficou anos na B, foi pra A e caiu. O Fortaleza segue a mesma trilha. Assim aconselho aos afoitos que o bicola deve ficar cerca de 5 a 10 anos na B, estruturar-se, para depois voltar à série A, para ficar. Se não, vai ficar igual a Ponte, Vitória e Bahia que ficam nesse sobe e cai o tempo todo. Lembrando aos afoitos que agora existe a concorrência de algum dos grandes (Vasco e Bota, por exemplo) e dos catarinenses.

    Curtir

  8. Prezado Gerson Nogueira, gostaria de fazer um adendo sobre o Arthur Tourinho, que foi citado nesta matéria como o presidente que comandou as grandes conquistas no inicio deste século, de fato ninguém pode tirar este mérito dele, mas também é importante frisar que o mesmo Tourinho, foi o presidente que fez com que o papão fosse rebaixado para a série C, lembras que ele não pagou o plantel e com isso os jogadores fizeram corpo mole na derrota de 9×0 para o paulista? gostaria também de lembrar que o Tourinho, não construiu a nova curuzu como havia prometido inclusive lançando maquete do que seria a nova curuzu.enfim para mim Tourinho, NUNCA MAIS!!

    Curtir

  9. Perdão, meu caro Celira, mas só o alto percentual de inadimplência do sócio proprietário já justificaria essa fusão entre essa figura com a do sócio torcedor, pondo fim ao voto censitário, este sempre discriminatório. Afinal, mesmo o clube sendo um ente de direito privado, dado o seu vínculo com a grande massa, deveria democratizar-se mais fundamente e fazer da sua torcida o maior protagonista do clube.

    Curtir

  10. Seguindo meu comentário, eu, por exemplo, não compro o título do Paissandu, pois, a instituição oferece muito pouco ao sócio proprietário. Daí que defendo que o sócio proprietário tenha o direito de entrar nos jogos (o que não ocorre hoje) como o sócio torcedor. Na verdade, Jorge, não seria uma fusão, mas uma extensão dos direitos para o sócio.
    celira

    Curtir

  11. Ou seja, uma fusão de direitos e uma figura só de sócio, com um vínculo mais forte com a vida do clube. Enfim, é preciso superar aquela velha mentalidade de não mistura. Já havia percebido, amigo que Celira é o acrônimo do xará de um dos bambas da nossa MPB.

    Curtir

  12. E Ruy continua batendo no Mazola, dizendo que não ficaria com ele para o ano. Penso que no momento, com o Paissandu próximo de chegar a uma decisão, este tipo de conversa não é muito legal. Para finalizar, deixo, para Ruy, o slogan do ex-mandatario do Brasil… “Deixa o homem trabalhar”.

    Curtir

  13. Me tornei socio proprietario do paysandu em 2007.quando ainda nao existia o socio torcedor.esse ano ao aderir ao sócio torcedor fui informado que poderia unificar as faturas.pagando a mensalidade de proprietário e torcedor so de uma vez.portanto ja esta sendo feita essa unificação das duas modalidades de socio

    Curtir

  14. Mazola não é um grande técnico, mas tem experiência na B. Conhece o clube, a Segundona e pode indicar bons reforços para a campanha de 2015.

    Curtir

  15. Confesso que vi a volta do Mazola com desconfiança, muito em razão de algumas trapalhadas feitas no final do Parazão. No entanto, voltou e foi capaz de dar um padrão de jogo ao time tirando leite das pedras e conseguindo uma classificação improvável além de uma ascensão inacreditável.
    Claro que o comentarista tem total direito de expor suas divergências e ir contra a maré favorável ao treinador bicolor, o que não é nada absurdo, apenas reflete o temor de que a competência de Mazola não o habilite a voos mais altos. Discorde-se. Mas respeite-se.

    Curtir

  16. ESSE VELHO GAGA, JÁ DEVERIA TER SE APOSENTADO DO MICROFONE,SÓ FALA SANDICES,DEVE SER UM TREMENDO DE UM RECALCADO INVEJOSO.COMENTARIOS SENTATOS QUEM FAZEM, SÃO GERSON NOGUEIRA, JOÃO CUNHA, E CARLOS CASTILHO,NÃO SEI PORQUE AINDA ESCALAM ESSE PSEUDO COMENTARISTA, NOS PROGRAMAS DA RÁDIO CLUBE

    Curtir

  17. Respeito sua opinião, amigo Marcelino, mas é inegável que Tourinho foi importantíssimo para o crescimento do Papão de 2001 em diante.

    Curtir

  18. Marcelino, aqueles caras que fizeram o papão perder de 9 pro Paulista, são os mais safados que já vestiram a camisa bicolor.

    Queriam entregar pro Remo, e perder de 7×0, mas alguém avisou que iam correr risco de vida, por isso preferiram entregar fora de casa.

    O Teti, um deles, quase veio pro Remo, mas desistiu, pois ficou com medo de morrer.

    Dito isso, nessa o Tourinho não teve culpa.

    Curtir

  19. Perfeito, C. Lira. E o Ruy Guimarães, no último Bola na Torre, ao dizer que Mazolla não era técnico para o nível da Série-B, citou, ao ser indagado pelo Gerson, quem era, então, desse nível, citou que Benazzi. Espera lá, Ruy…Vou te contar !!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s