O Nordeste é a mais bela poesia do Brasil

Por Nirlando Beirão

O documentário O Homem que Engarrafava Nuvens mostra como os nordestinos são capazes de resistir com bravura a coisas muito piores do que ofensas pós-eleitorais

Eis que, passeando a esmo pelos canais mais recônditos da tevê, até a mais cética das criaturas pode ser convidada a acreditar na força providencial das coincidências. O acaso revelador aconteceu nesta noite de segunda-feira no improvável Curta! (canal 56, na NET) quando este desavisado escrevinhador surpreendeu a si mesmo estacionando diante de um documentário brasileiro enigmaticamente intitulado O Homem que Engarrafava Nuvens.

O dito engarrafador de nuvens é Humberto Teixeira, “o doutor do baião”, na homenagem de seu parceiro Luiz Gonzaga – Humberto, o inspirado letrista que, em Asa Branca, escreveu o mais belo verso da MPB, aquele que fala: Quando o verde dos teus olhos/Se espalhar na plantação/Eu te asseguro não chore não, viu?/Que eu voltarei, viu?/Meu coração.

A direção de Lírio Ferreira, aquele de Baile Perfumado, de 1997 (o encontro do mascate Benjamin Abrahão com o dândi Lampião), e a fotografia de Walter Carvalho já teriam credenciado suficientemente o filme, que é de 2009, cuja narrativa segue o fio da dolorosa romaria da filha de Humberto na paisagem geográfica e humana que esclarece seu múltiplo talento e sua controvertida personalidade. A filha é a atriz Denise Dumont.

Assistir à celebração do ritmo – o baião – que irriga nossas raízes musicais por figuras que vão de David Byrne a Silvana Mangano (cantora de cabaré em Anna, de Alberto Lattuada) serviu de terno contraponto pós-eleitoral aos desatinados de ódio, aos golpistas de papel, ao preconceito obstinado contra esses nordestinos capazes no entanto de resistir, com bravura e com poesia, a coisas muito piores do que a cara feia das loiras platinadas do Leblon e dos Jardins. 

4 comentários em “O Nordeste é a mais bela poesia do Brasil

  1. Desde de que não se derrame sangue, eu votaria a favor da divisão do Brasil, Norte e Nordeste e quem sabe o Centro Oeste juntos, uma nação.

    Já tou enojado de ajudarmos tanto esse país e ainda sofrermos preconceito por um bando de vadios.

    Nós continuaríamos sendo Brasil e eles que se virassem pra arrumar outro nome.

    A mesma coisa aqui no Pará.

    O que aconteceu sexta feira, foi um absurdo, jamais visto, mas a imprensa parece que achou normal.

    Já começo a concordar com os separatistas que é injusto Belém decidir o que é bom ou ruim pra eles.

    Queriam a divisão e trocar o governador, mas Belém não deixou.

    Penso que esse assunto tem que ser melhor rediscutido.

    Curtir

  2. Edson, você disse tudo. O sentimento separatista é originado do abandono a que se vê relegado o paraense de outras regiões pelos políticos de plantão. Somente quem viaja por todo o nosso estado pode testemunhar esse descalabro. A elite paraense, encastelada na capital, somente olha para seu próprio umbigo. Mesmo o povão da capital não vive uma vida digna, obrigado a morar em baixadas sem saneamento e sem água tratada e com pouca perspectiva de ascensão sócio-econômica, pois a oferta de empregos qualificados são raros. Os tucanos impuseram ao Pará a maior perda financeira ao nosso povo, ao impedir a cobrança de ICMS pela exploração das nossas maiores riquezas de exportação: minérios e energia. Esta última exportada praticamente de graça para os do sul e do sudeste movimentarem suas indústrias e tomarem seus banhos quentes. Mesmo assim, mal-agradecidos, discriminam os nortistas. Quanto ao artigo de Nirlando Beirão, trocaria o loiras platinadas por loira oxigenadas. Ficaria melhor, se considerarmos a distância geográfica entre o Brasil e a Suécia.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s