Vox confirma Datafolha: Dilma abre vantagem

images-cms-image-000399987

Do Brasil247

A pesquisa do Instituto Vox Populi, encomendada pela TV Record, Record News e R7, divulgada nesta segunda-feira (20) indica que a presidente Dilma Rousseff (PT) permanece numericamente à frente do senador Aécio Neves (PSDB) na corrida à Presidência da República, mas o cenário ainda é de empate técnico entre os candidatos. Os números são semelhantes aos que foram divulgados pelo Datafolha mais cedo (aqui).

Dilma aparece com 46% das intenções de voto totais e Aécio registra 43% da preferência do eleitorado. Em relação à semana passada, os dois candidatos oscilaram dentro da margem de erro da pesquisa — de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. No último levantamento Vox Populi, Dilma registrou 45% e Aécio somou 44%. A pesquisa divulgada hoje aponta que brancos e nulos são 5%, e eleitores indecisos somam 5%.

Considerando apenas os votos válidos, ou seja, descontando-se brancos, nulos e eleitores indecisos, Dilma aparece com 52% enquanto o tucano soma 48%. É com esses números que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) chega ao vencedor da eleição. Também há empate técnico.

Por região

O Vox Populi fez a divisão das intenções de voto totais por região do País. Dilma vence no Norte, Centro-Oeste e Nordeste, enquanto Aécio tem melhor desempenho no Sul e no Sudeste. No Centro-Oeste/Norte, Dilma tem 50% das intenções de voto contra 42% do tucano — brancos e nulos são 5% e indecisos, 3%. No Nordeste, Dilma também vai melhor: tem 66% das intenções de voto contra 26% do tucano — brancos e nulos são 3% e indecisos somam 4%.

No Sudeste, onde está o maior colégio eleitoral do País (São Paulo, com mais de 22% dos eleitores brasileiros), Aécio tem 50% das intenções de voto contra 34% da petista. Brancos e nulos são 8%, enquanto 1% não pretende votar e 5% não sabem ou não responderam. No Sul, de novo, Aécio tem melhor desempenho. O tucano tem 56% da preferência do eleitorado, contra 34% da presidente. Brancos e nulos são 2%, e indecisos somam 8%.

Desempenho de Dilma

A pesquisa também quis saber dos eleitores as impressões sobre a presidente Dilma Rousseff. Para 43% dos entrevistados, a forma de governar de Dilma é “ótima” ou “boa”. Outros 36% julgam “regular” o desempenho da presidente. Os eleitores que consideram a forma de administrar o País “ruim” ou “péssima” são 21%. Por fim, 1% não sabe ou não respondeu. A pesquisa ouviu 2.000 eleitores entre o último sábado (18) e domingo (19) em 147 cidades do País. O levantamento, que tem nível de confiança de 95%, foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-01136/2014.

 

“NY Times” elogia contribuição de Cuba contra Ebola

Do Portal Terra

O jornal americano New York Times elogiou nesta segunda-feira a impressionante contribuição de Cuba no combate contra a epidemia de ebola, e pediu que o presidente Barack Obama aproveita a oportunidade para normalizar as relações com Havana. “A impressionante contribuição de Cuba na luta contra o ebola” é o título da matéria, que recorda os médicos e enfermeiros enviados aos países da África afetados pelo Ebola, apesar de seus limitados recursos. “A iniciativa do governo cubano sem dúvida faz parte de seus esforços por melhorar seu status no cenário mundial, mas deve ser aplaudida e imitada”, acrescentou.

O presidente cubano Raúl Castro inaugurou nesta segunda-feira uma reunião de cúpula extraordinária da Alba, com a presença de governantes e ministros da Saúde de 12 países da América Latina e do Caribe e destinada a definir uma açao contra o ebola na região. “Uma terrível epidemia se propagada hoje pelos povos irmãos da África e ameaça a todos nós”, afirmou Raúl na abertura do encontro de um dia.

“Se esta ameaça não for freada na África Ocidental, pode se converter em uma das pandemias mais graves da história da humanidade”, acrescentou, destacando que, “pelas veias de nossa América, corre sangue africano”. O encontro da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América (Alba), que agrupa países com governos de esquerda, acontece num país que se colocou à frente da cruzada contra o ebola, com o envio de 165 médicos e enfermeiros a nações afetadas da África.

Na terça-feira passada, o líder cubano Fidel Castro elogiou a habilidade demonstrada pelo New York Times ao pedir ao presidente Obama que levante o embargo vigente sobre Cuba desde 1962. “O artigo (do New York Times) está escrito, como se pode apreciar, com grande habilidade, buscando o maior benefício para a política americana na complexa situação, quando os problemas políticos, econômicos, financeiros e comerciais se somam”, afirmou Fidel, de 88 anos, em mais um texto publicado pela imprensa oficial.

No editorial “Tempo de Acabar com o Embargo contra Cuba”, publicado no domingo, o jornal americano pede a Obama que “reflita seriamente sobre Cuba e dê uma guinada na política em relação à ilha, o que poderá representar um grande triunfo para seu governo”.

Bolsa sofre queda após pesquisa com Dilma à frente

Com divulgação da pesquisa CNT/MDA, mostrando a candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, numericamente à frente, o Ibovespa acelerou as perdas no pregão desta segunda-feira (20). Investidores embolsam os lucros obtidos com a alta da sexta-feira. No momento da divulgação, o índice caiu 0,6% em cinco minutos. Às 11h25 (horário de Brasília), o Ibovespa caía 1,86% a 54.689 pontos, seguindo a tendência das bolsas europeias, que também começaram o pregão desta segunda-feira (20) em baixa.

Pesquisa CNT/MDA sobre intenção de voto para os presidenciáveis Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) foi divulgada às 11h (horário de Brasília). A candidata petista apareceu com 50,5% das intenções de voto contra 49,5% de Aécio entre votos válidos. Os dois candidatos ainda estão em empate técnico por conta da margem de erro.

Datafolha também deve sair hoje às 18h no site da Folha de S. Paulo, e mais tarde no Jornal Nacional. Ainda pode ser divulgada a pesquisa Vox Populi. Todas essas pesquisas estão no radar dos investidores e devem ditar os rumos do mercado durante a semana.

Ainda no cenário eleitoral, a repercussão do debate entre os dois candidatos à Presidência na TV Record deve ter efeitos limitados na Bolsa. Considerado mais ameno que o debate do SBT, neste último, Aécio e Dilma focaram mais em propostas por medo de uma alta da rejeição a eles por conta da agressividade mostrada nos últimos dias. (Do Infomoney)

Tupi alega que ônibus foi apedrejado no Mangueirão

Problemas à vista. Ônibus da delegação do Tupi-MG teria sido emboscado e apedrejado à saída do estádio Mangueirão, no sábado à noite. Myriam Fortuna, presidente, e Alberto Simão, diretor executivo do clube mineiro, registraram boletim de ocorrência. O caso, segundo a imprensa mineira, será denunciado ao STJD. (Com informações da Rádio Clube do Pará)

Árbitro goiano vai dirigir Tupi x Papão

77702_verticalO goiano André Luiz Castro, de 40 anos, será o árbitro do confronto Tupi-MG x Paissandu, jogo de volta do mata-mata da Série C. A Comissão de Arbitragem da CBF divulgou nesta segunda-feira a escalação dele, que será auxiliado por Fabrício Vilarinho (Fifa) e Jesmar Benedito Miranda de Paulo, também goianos.

Árbitro da nova geração, Castro ainda não apitou jogos de equipes paraenses em 2014. A partida decisiva está marcada para sábado, às 15h, no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora. O Papão joga por um empate para conquistar o acesso à Série B, pois venceu o jogo de ida, no sábado, por 2 a 1.

Fran Costa troca Vênus por Tapajós

O técnico Fran Costa, vencedor da Segundinha do Parazão dirigindo o Vênus, foi anunciado na manhã desta segunda-feira como novo técnico do Tapajós. O time vai disputar a primeira fase do Parazão, substituindo ao Santa Cruz de Cuiarana, que desistiu oficialmente do torneio de acesso à fase principal do Campeonato Estadual. Nesse caso, Costa vai enfrentar seu ex-clube, também classificado para esta etapa da competição.

A um passo da glória

unnamed (71)

Por Gerson Nogueira

Uma importante e merecida vitória. Foi o que o Papão obteve sábado à tarde no Mangueirão. Com 2 a 1 no placar sobre um dos melhores times da Terceira Divisão, o acesso à Série B depende agora de um empate apenas. Empurrados por cerca de 30 mil pessoas (segundo melhor público do país no fim de semana), no primeiro tempo os bicolores atacaram menos do que podiam, respeitando excessivamente a qualidade de passe do visitante.

Para a segunda etapa, voltaram mais resolutos, com ânimo redobrado e alguma sorte também, pois ninguém é de ferro. Logo aos 4 minutos, Pikachu disparou um chute de longe encontrando pelo caminho um desatento zagueiro do Tupi. A bola carimbou a mão esquerda do defensor, já dentro da área, configurando a penalidade máxima.

unnamed (59)

Com categoria, o melhor jogador do Papão na partida foi lá e converteu. Sim, além do gol, Augusto Recife foi soberano naquele espaço reduzido e decisivo da meiúca, aonde os fortes prevalecem. Distribuiu passes, lançou os atacantes e parou jogadas no desarme ou com faltas necessárias. Pena que, em lance meio desnecessário, longe da zona de perigo, exagerou na força e ganhou um amarelo que barra sua presença no jogo da volta, sábado que vem. Baita prejuízo para o Papão.

Mas o jogo teve muito mais lucros que perdas para a equipe de Mazola Junior. A começar pelos gols que o Tupi desperdiçou antes dos 20 minutos do primeiro tempo, em contragolpes agudos. Um dos lances só não resultou em gol porque o centroavante quis tocar de letra e errou a passada, permitindo que Lombardi desviasse para escanteio.

unnamed

unnamed (57)

Lucrativa também foi a participação de Ruan, um atacante que ainda não deslanchou desde que desembarcou em Belém. No sábado, porém, foi um dos mais participativos, buscando o jogo no meio-de-campo, brigando sempre pela recuperação da bola e responsável direto pelo gol da vitória. Apenas três minutos do gol de Augusto Recife, Ruan ganhou no tranco uma disputa pela direita e cruzou na medida para Bruno Veiga só empurrar para as redes.

A partir daí, o jogo ficou muito aberto e mais emocionante. De um lado, o Papão tinha a confiança e a empolgação da torcida para tentar o terceiro gol, que na prática pouco buscou. Do outro, o Tupi se enchia de brios e partiu para fazer o gol que lhe interessava. Durante uns bons 15 minutos a parada ficou equilibrada, mas sem chances muito claras de parte a parte. Cansado, Augusto Recife foi substituído e Zé Antonio logo em seguida cometeu falta desclassificante, levando o vermelho e atrapalhando os planos de Mazola.

unnamed (57)

Aos 40 minutos, veio o castigo que os bicolores não mereciam e o prêmio pelo qual os mineiros tanto esperaram. Em mais um escanteio contra o Papão, o ataque do Tupi se aproveitou de uma das raras falhas do goleiro Douglas no jogo. Ele saiu para dar um soco na bola, mas desviou para o centro da área, justo onde estava Bruno Barros. Este só teve o trabalho de empurrar para o gol. A bola ainda passou entre várias pernas e foi beijar as redes.

Um gol capaz de esfriar comemoração, pois o Tupi conseguiu aquilo que os analistas chamam de melhor derrota, impondo ao Papão o que seria a pior vitória. Sabemos, porém, que as coisas não são bem assim. Toda vitória é positiva. O Papão venceu bem, fez por onde merecer o triunfo e larga na frente nesse mata-mata encarniçado com o Galo Carijó. Metade da missão já foi cumprida. Resta agora se cercar dos cuidados necessários (embora sem exagero) para arrancar em Juiz de Fora o empate salvador ou, quem sabe, uma vitória.

unnamed

Bom time, Galo Carijó não dá chutões

unnamed (19)Sobre o Tupi é importante dizer que Léo Condé montou um time interessante. Quase sem figuras conhecidas, a equipe tem uma excepcional virtude: quase não erra passes e, por isso, dificilmente recorre aos chutões. Veio fechadinha, como se esperava, mas à medida que foi se soltando criou várias situações difíceis para a defensiva paraense.

No primeiro tempo, Ewerton Maradona comandou as ações no meio, mas faltou presença de área. No segundo, Condé corrigiu isso avançando seus laterais e posicionando Maradona mais próximo aos atacantes.

O estilo técnico do Tupi contribuiu para uma partida bonita de ver no Mangueirão. Ficou a impressão de que, em Juiz de Fora, com torcida a favor e tomando iniciativa ofensiva, o Tupi será ainda mais temível. Por outro lado, sua zaga deixou alguns espaços e deve se abrir mais ainda com a necessidade de construir resultado dentro de casa.

A dúvida é saber como o Tupi irá reagir tendo que furar o bloqueio defensivo do Papão no sábado. Uma coisa é jogar contra um adversário que precisa atacar e fazer resultado. Outra, bem diferente, é impor-se a uma equipe fechada e que detém vantagem no cruzamento. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)

unnamed (57) 

Premiação gorda pelo acesso

Diretoria do Papão, conselheiros e grandes abnegados do clube já definiram a premiação pelo acesso à Série B. Elenco e comissão técnica dividirão a quantia de R$ 300 mil se a classificação for alcançada. Em caso de conquista do título da Série C, o prêmio será ampliado para R$ 500 mil.

————————————————————–

Dewson brilha e incomoda

Enquanto na ESPN o trabalho do paraense Dewson Freitas na partida entre Internacional e Corinthians foi louvado pelo comentarista de arbitragem, Sálvio Spínola, em outras emissoras paulistanas prevaleceu o ranço bairrista e preconceituoso de sempre. Milton Neves e o tal Morsa chegaram a insinuar “apito amigo” porque Dewson não deu penal em lance envolvendo William, do Inter.

Tive o cuidado de ver e rever várias vezes o lance, constatando que o árbitro agiu corretamente em ignorar a infração, que lembrou até aquela queda teatral de Fred contra a Croácia na estreia do Brasil na Copa. Dewson acertou também em punir com o amarelo o meia-atacante Alex, que ao final da partida fez questão de admitir a simulação.

Curiosamente, árbitros muito mais inconstantes e erráticos (como o problemático Sandro Meira Ricci) têm sido poupados de ataques, mas Dewson, talvez pela origem geográfica, ainda levanta esse tipo de reação injustificada. Felizmente, para outros (como Spínola) Dewson vem se consolidando como o melhor árbitro da competição.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta segunda-feira, 20)