Dilma ganha apoio de artistas e intelectuais

Por Rodrigo Rodrigues, do portal Terra
ARTISTAS
O Partido dos Trabalhadores (PT) divulgou nesta segunda-feira (15) um manifesto de 70 artistas e intelectuais em favor da reeleição da presidenciável Dilma Rousseff. Assim como já vem pregando a campanha da petista na TV, o manifesto diz que o Brasil precisa de mudanças, mas mantendo as conquistas sociais adquiridas nos últimos anos e aprofundando os programas implementados pela atual presidente:
“O Brasil precisa urgentemente de uma reforma política. Mas precisa mudar avançando e não recuando. Necessita fortalecer e não enfraquecer o combate às desigualdades. O caminho iniciado por Lula e continuado por Dilma é o da primavera de todos os brasileiros. Por isso apoiamos Dilma Rousseff”, diz o documento.
O manifesto adianta um encontro que Dilma e Lula terão nesta segunda-feira no Rio com os signatários do manifesto. O encontro será no Teatro OiCasagrande, onde em 2010 Dilma recebeu apoio de boa parte do mesmo grupo no segundo turno daquela eleição.
Entre os artistas e intelectuais que assinam o documento estão o cantor Chico Buarque e a ex-esposa dele, a atriz Marieta Severo, além dos atores Hugo Carvana, Antonio Pitanga, Angela Vieira, Bemvindo Siqueira, Osmar Prado, Tonico Pereira, Zezé Motta e Matheus Nachtergaele.
Os cantores Chico Cesar, Alcione e Beth Carvalho também são signatários do manifesto, que é assinado também pelos escritores Eric Nepomuceno, Fernando Morais e Luís Fernando Veríssimo, além do diretor de teatro Aderbal Freire Filho – atual marido de Marieta Severo.
O documento chamado de “Primavera para o direito de todos” fala em manter o “país internacionalmente soberano, menos injusto, menos desigual, mais solidário”, além de abandonar o atual caminho “para retomar fórmulas econômicas que protegem os privilegiados de sempre seria um enorme retrocesso”.
“Nós consideramos que nunca o Brasil havia vivido um processo tão profundo e prolongado de mudança e de justiça social, reconhecendo e assegurando os direitos daqueles que sempre foram abandonados. Consideramos que é essencial assegurar as transformações que ocorreram e ocorrem no país, e que devem ser consolidadas e aprofundadas. Só assim o Brasil será de verdade um país internacionalmente soberano, menos injusto, menos desigual, mais solidário”, aponta o documento.
Veja a íntegra do manifesto, que pode ser conferido no site oficial da campanha de Dilma Rousseff (PT) (clique aqui).
“A PRIMAVERA DOS DIREITOS DE TODOS: 
GANHAR PARA AVANÇAR
Os brasileiros decidem agora se o caminho em que o país está desde 2003 é positivo e deve ser mantido, melhorado e aprofundado, ou se devemos voltar ao Brasil de antes – o do desemprego, da entrega, da pobreza e da humilhação.
Nós consideramos que nunca o Brasil havia vivido um processo tão profundo e prolongado de mudança e de justiça social, reconhecendo e assegurando os direitos daqueles que sempre foram abandonados. Consideramos que é essencial assegurar as transformações que ocorreram e ocorrem no país, e que devem ser consolidadas e aprofundadas. Só assim o Brasil será de verdade um país internacionalmente soberano, menos injusto, menos desigual, mais solidário.
Abandonar esse caminho para retomar fórmulas econômicas que protegem os privilegiados de sempre seria um enorme retrocesso. O brasileiro já pagou um preço demasiado para beneficiar os especuladores e os gananciosos. Não se pode admitir voltar atrás e eliminar os programas sociais, tirar do Estado sua responsabilidade básica e fundamental.
O Brasil precisa, sim, de mudanças, como as próprias manifestações de rua do ano passado revelaram. Precisa, sem dúvida, reformular as suas políticas de segurança pública e de mobilidade urbana. Precisa aprofundar as transformações na educação e na saúde públicas, na agricultura, consolidando com ousadia as políticas de cultura, meio ambiente, ciência e tecnologia, e combatendo, sem trégua, todas as discriminações.
O Brasil precisa urgentemente de uma reforma política. Mas precisa mudar avançando e não recuando. Necessita fortalecer e não enfraquecer o combate às desigualdades. O caminho iniciado por Lula e continuado por Dilma é o da primavera de todos os brasileiros. Por isso apoiamos Dilma Rousseff.
O Brasil precisa urgentemente de uma reforma política. Mas precisa mudar avançando e não recuando. Necessita fortalecer e não enfraquecer o combate às desigualdades. O caminho iniciado por Lula e continuado por Dilma é o da primavera de todos os brasileiros. Por isso apoiamos Dilma Rousseff.
Os brasileiros decidem agora se o caminho em que o país está desde 2003 é positivo e deve ser mantido, melhorado e aprofundado, ou se devemos voltar ao Brasil de antes – o do desemprego, da entrega, da pobreza e da humilhação.
Nós consideramos que nunca o Brasil havia vivido um processo tão profundo e prolongado de mudança e de justiça social, reconhecendo e assegurando os direitos daqueles que sempre foram abandonados. Consideramos que é essencial assegurar as transformações que ocorreram e ocorrem no país, e que devem ser consolidadas e aprofundadas. Só assim o Brasil será de verdade um país internacionalmente soberano, menos injusto, menos desigual, mais solidário”. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s