Leandrão e Potiguar estreiam contra o Galo

unnamed (82)

Para o jogo de quinta-feira, diante do Independente Tucuruí, no estádio Mangueirão, o técnico Charles Guerreiro já vai poder contar com o centroavante titular. Leandrão foi regularizado e deverá fazer sua estreia. Outro que ganhou condições de jogo foi o atacante Tiago Potiguar, que vem se destacando nos treinos. Dessa forma, a escalação do Remo deve ser a seguinte: Fabiano; Diogo, Max, Rogélio e Alex Ruan; André, Jonathan, Athos e Eduardo Ramos; Leandrão e Tiago Potiguar. O volante Dadá, mais recente aquisição do clube, iniciou ontem os treinamentos. Os ingressos para o jogo serão mantidos em R$ 20,00 (arquibancada) e R$ 40,00 (cadeira), apesar de o mando pertencer ao time de Tucuruí. A opção por Belém deve-se à falta de regularização do laudo do estádio Navegantão. (Foto: MÁRIO QUADROS/Bola) 

Marina, Eduardo etc. (por Janio de Freitas)

Por Janio de Freitas

O choque de objetivos se complica e se acirra entre Marina Silva e Eduardo Campos no PSB. Os grupos de ambos acusam a existência apenas de intrigas da imprensa, mas Eduardo Campos e sua corrente partiram para iniciativas que os recuperem da noticiada perda de força na sua relação com Marina Silva. Tudo sugere, porém, que as iniciativas adotadas não levarão ao resultado pretendido, e, sim, à permanência mais agravada do choque.

A maneira como Eduardo quis invalidar a recusa de Marina a apoiar a recandidatura de Geraldo Alckmin –doou ao PSDB uma secretaria e um cargo de segundo nível no governo de Pernambuco– nem arranhou a intenção da Rede de lançar candidato próprio em São Paulo. E, atraindo peessedebistas de Aécio Neves para a sua candidatura, leva o comando nacional do PSDB a reagir com a proibição de acordos estaduais sem a sua concordância prévia. O que pode trazer danos indiretos ao PSB em outros Estados.

O entendimento com o PSDB de Pernambuco, sem entendimento a respeito com Marina, teve a desculpa de ser ato do governo. Já a planejada reunião, na próxima sexta-feira, de dirigentes do PSB sem a participação de Marina, tem, por si só, um ingrediente inegável de animosidade. E vai muito além disso, com os já antecipados propósitos de acelerar o compromisso de apoio à recandidatura de Alckmin e cravar Marina Silva como candidata a vice de Eduardo Campos.

Por ora, o pretendido avanço da corrente de Eduardo Campos parece pouco para demover Marina Silva de suas posições e propósitos. Mas suficiente para criar novos embaraços na relação em que Eduardo Campos ainda está por demonstrar algum ganho com sua apressada criação do PSB-Rede.

CRIMINOSOS

É esperada para hoje a divulgação do gordo dossiê que denuncia ao Tribunal Penal Internacional os crimes de morte, tortura e brutalidades sexuais cometidos por militares do Reino Unido, sobretudo ingleses e australianos, durante seis anos no Iraque ocupado. Se o tribunal tiver, enfim, a decência de efetivar um processo contra chefes políticos e militares de uma potência ocidental –o que a melhor imprensa europeia acha improvável– veremos ministros e generais ingleses nos bancos dos réus.

Em certa medida, seria uma satisfação moral dada também ao Brasil. Quando se fala, aqui, dos crimes da ditadura, os ingleses jamais são citados. Muitos dos métodos torturantes de interrogatório e castigo aqui usados foram criados pela associação de ingleses e israelenses, como as maneiras de desestruturar mentalmente o preso, muitas vezes de modo irreversível. A exemplo das celas com sons altos e iluminação permanentes. Além das torturas físicas. Tudo adotado pelos ingleses para aplicar contra os irlandeses na segunda metade do século passado.

Papão treina forte para encarar o Santa Cruz

unnamed (98)

unnamed

Na expectativa pela chegada dos volantes Augusto Recife e Héverton, cujas contratações foram fechadas na segunda-feira, o Paissandu mantém ritmo forte nos treinos, preparando-se para enfrentar o Santa Cruz de Cuiarana, nesta quarta-feira, no estádio da Curuzu. A vitória na estreia diante do Gavião deu tranquilidade ao técnico Mazola Junior e aos jogadores. Sem baixas no time titular, a tendência é de que a escalação seja repetida. 

Os ingressos já começaram a ser vendidos, novamente a R$ 30,00 (arquibancada) e R$ 60,00 (cadeira). A diretoria disponibilizou a carga máxima de 16.200 lugares, esperando que a torcida prestigie o time desta vez. O público de apenas 1.700 pagantes contra o Gavião frustrou os dirigentes. Os bilhetes serão vendidos apenas nas bilheterias da Curuzu e na sede social. Não haverá comercialização nas redes de farmácias.

unnamed (99)

unnamed (100)

(Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola) 

Valeu, Maestro!

994709_585766624836933_1762370242_n

Clarence Seedorf anuncia agora sua despedida do Botafogo. Sai para se tornar técnico do Milan. Seedorf defendeu o Bota por duas temporadas com extrema categoria e dignidade, além de obter excelentes resultados. Honrou a galeria incomparável de craques alvinegros e teve a generosidade de escolher o Botafogo para encerrar a carreira. A Estrela Solitária agradece. Boa sorte, Maestro!

Com emoção e sofrimento

unnamed (70)

Por Gerson Nogueira

unnamed (97)O gol de desempate saiu só aos 46 minutos, em meio a um sufoco danado, mas o Remo conseguiu sair do Mangueirão com vitória em sua estreia no campeonato estadual. Mereceu ganhar pelo que produziu ofensivamente, mas se atrapalhou nas próprias pernas e não soube aproveitar a vantagem de jogar com um a mais desde o começo do jogo.

Caso tivesse aproveitado as muitas oportunidades criadas por Eduardo Ramos, Athos e Diogo Silva. O trio manobrou com facilidade, acionando muito os atacantes Leandro Cearense e Val Barreto.

Aí se desenharam as principais dificuldades do time de Charles Guerreiro. A indefinição dos centroavantes e as falhas de finalização. Val Barreto e Leandro Cearense repetiram problemas já visíveis no ano passado quando formavam o ataque remista. De características parecidas, ambos ocupam a mesma faixa, restringindo possibilidades de tabelinha com os homens de criação.

unnamed (90)

É, basicamente, uma questão de posicionamento. Quando joga com dois jogadores concentrados na área, o Remo acaba por facilitar o trabalho da defesa adversária, como ocorreu ontem.

unnamed (93)Um aspecto ilustrativo desse problema era a reação que vinha das arquibancadas. O torcedor azulino, que prestigiou a estreia, acompanhou bons momentos do time, principalmente quando a bola era trabalhada pelos armadores Athos e Ramos, mas se irritava com os erros seguidos de Cearense e Barreto.

O placar foi movimentado por iniciativa direta de Eduardo Ramos, que chegou tabelando com Alex Ruan, recebeu na entrada da área e fuzilou para o gol. A empolgação com a grande jogada foi insuficiente para ajeitar as coisas no ataque, que continuava atrapalhado. De quebra, Robinho ainda mandou uma bola na trave no minuto final, assustando os azulinos.

Depois do intervalo, Val Barreto perdeu duas grandes chances. Ramos também podia ter marcado. O Cametá não aceitava a desvantagem e de vez em quando ameaçava, obrigando Fabiano a duas grandes defesas. Arriscava boas pontadas principalmente pelo lado direito do ataque (nas costas de Alex Ruan) e teve a ousadia premiada aos 30 minutos. Soares cruzou e Gil cabeceou para as redes. Já no desespero, como o rival na véspera, o Remo correu atrás e achou o desempate em lance feliz de Alex Ruan.

unnamed (62)

De positivo no Leão a desenvoltura do meio-de-campo, que pôs a bola no chão e evitou os chutões e ligações diretas. Athos e Ramos em destaque e boa movimentação de Jonathan, além do apoio de Diogo Silva. Na zaga, atuação segura de Max, mas Rogélio decepcionou.

No Cametá, marcação forte até o meio-campo e saídas rápidas com Américo e Robinho pelos lados. Leandrinho organiza a meia-cancha e a equipe tende a crescer na competição. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola) 

———————————————————– 

Cartões aplicados sem critério

A arbitragem de Joelson Nazareno Cardoso chamou atenção pelo critério desigual na aplicação de cartões. Expulsou Alan Peterson com rigor, mas aliviou na hora de fazer o mesmo em relação a Eduardo Ramos. As faltas foram parecidas e Ramos deveria também ter sido expulso. Ficou óbvia a condescendência com o remista, fazendo valer aquela velha história de favorecimento aos grandes da capital.

Cabe dizer que, domingo, na Curuzu, a arbitragem de Andrey da Silva e Silva também fez vista grossa para uma entrada duríssima de Pikachu, além de contemporizar com Vânderson.

Pelo andar da carruagem e esses problemas iniciais, o primeiro Re-Pa do ano deve ter arbitragem de fora.

———————————————————-

Pelé com o mundo a seus pés

Depois de assombrar o mundo durante mais ou menos 15 anos, entre 1957 e 1972, Pelé finalmente ganhou a sua Bola de Ouro. Em reconhecimento à sua obra incomparável, em quantidade de gols e qualidade de jogo, a Fifa decidiu homenageá-lo com o troféu. O choro do rei ao receber a honraria mostra a grandeza e a humildade do grande craque que foi.

Com justiça, Cristiano Ronaldo levou o troféu de melhor do mundo. Ninguém fez mais do que ele na temporada passada. Vem à Copa no Brasil liderando Portugal com um cartaz que nem Eusébio teve em seu tempo.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta terça-feira, 14) 

Liberado pelo JEC, Augusto Recife reforça Papão

img_2712

A diretoria do Paissandu anunciou na tarde desta segunda-feira a contratação do volante Augusto Recife. Ele deve chegar na quarta-feira, depois de se desligar do Joinville, clube que defendeu na Série B. Segundo a imprensa catarinense, o jogador não fazia mais parte dos planos do clube nesta temporada. O JEC só esperava um clube manifestar desejo pelo veterano atleta para a negociação se concretizar – o que aconteceu por parte do Papão. Augusto Recife concedeu entrevista coletiva na Arena Joinville e agradeceu ao clube e torcedores. Deixou claro, porém, que não entendeu o desinteresse do clube por seu futebol. O jogador possui vários títulos na carreira, com destaque para o título brasileiro de 2003 pelo Cruzeiro, além de Copa do Brasil, certames mineiro e gaúcho. Antes de passar pelo JEC, ele jogou no Cruzeiro, de 2001 a 2004; no Inter, em 2005; no Flamengo, em 2005; no Santa Cruz, em 2006. Sua chegada está confirmada para esta quarta-feira. 

Outro reforço anunciado foi o meio-campista Héverton, que defendeu a Portuguesa na Série A e foi pivô da confusão envolvendo o clube. Sua suspensão gerou a punição pelo STJD e o consequente rebaixamento – revertido na Justiça comum. Aos 28 anos e depois de defender vários clubes (Corinthians, Guarani, Atlético-PR), Héverton chega na quarta-feira a Belém.

Leão levou mais de 16 mil pagantes ao Mangueirão

unnamed (94)

O jogo Remo x Cametá, válido pela primeira rodada do Campeonato Paraense, teve um público pagante no Mangueirão: 16.253. Com os não pagantes (1.835), total de 18.088 espectadores. A renda ficou em R$ 330.380,00. Ao Remo coube o valor líquido de R$ 242.671,20. Antes da partida, o dirigente Maurício Bororó se despediu da vice-presidência do Remo para assumir a vice-presidência da FPF. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola) 

unnamed (62)