A retranca incompetente

Por Gerson Nogueira

Depois de mais uma derrota, ontem à noite, Arturzinho mudou o rumo da prosa. Antes, queixava-se da fragilidade emocional do elenco do Paissandu, culpando essa instabilidade pelos maus resultados. Desta vez, o técnico atribuiu o revés às falhas técnicas do setor defensivo.

De fato, a zaga falhou miseravelmente nos gols do Paraná, mas o problema não pode ser debitado exclusivamente ao setor defensivo. Na verdade, o personagem do jogo foi mesmo Arturzinho. Tanto pela estratégia equivocada quanto pelo clima de fim de festa que se criou em torno dele após o novo revés.

bol_qua_180913_15.psO Paissandu não perdeu apenas porque Vânderson escorregou no primeiro gol e não cortou o cruzamento na segunda bola. Nem porque a linha de zagueiros estava mal posicionada nas bolas aéreas. Depois do fiasco em Goianinha no sábado, Arturzinho exagerou na doesse, optando por uma escalação que praticamente entregava o medo de perder.

Com quatro homens na defesa e três volantes de marcação, o Paissandu entrou disposto a não sofrer gol nos primeiros minutos, segundo o próprio Arturzinho. O plano ruiu com o gol de Paulo Sérgio logo aos 9 minutos. A situação piorou ainda mais quando, aos 26 minutos, Reinaldo cravou o segundo.

Inteiramente perdido entre continuar a se defender com o esquema da cautela e tentar iniciar uma reação, o Paissandu acabou não fazendo nada ao longo do primeiro tempo. Aleílson, que substituiu Leonardo, deu um chute a gol e Jailton mandou uma bola por cima, sem direção. Foram as únicas tentativas de chegar à meta do Paraná.

Arturzinho admitiu, ao final da partida, que a opção pela cautela comprometeu qualquer intenção ofensiva. Com Iarley escalado como único homem de frente, o Paissandu na prática jogou sem atacantes. No meio-de-campo, Eduardo Ramos mostrou-se burocrático, exatamente como fez contra o América. Jaílton se movimentava, mas sem qualquer inspiração.

Nesse cenário de desinteresse do Papão pelo ataque, o Paraná acabou deitando em berço esplêndido. Fez dois gols e depois ficou tocando bola, defendendo-se sem maior esforço. Levou assim o restante do primeiro tempo e só voltou a se animar na etapa final, aproveitando-se novamente das facilidades que os 300 zagueiros do Paissandu permitiam.

O terceiro gol paranaense nasceu sem maior esforço. Em novo cruzamento para a área, Pikachu patinou na marcação e a bola acabou sobrando livre para Reinaldo chutar fora do alcance de Paulo Rafael.

Cabe observar que o Paraná jogou muito mal, errando passes e se atrapalhando na transição. Venceu porque o Paissandu fez um imenso esforço para ser ainda pior, conseguindo falhar seguidamente na defesa e mostrar completa inoperância no ataque.

Quando Héliton entrou, já no segundo tempo, o Paissandu passou a ter uma presença menos tímida no ataque. A recompensa veio tardiamente: aos 26 minutos, Héliton foi à linha de fundo e Aleílson recebeu livre na área para marcar o gol de honra. Talvez se repetisse mais vezes esse tipo de jogada o Paissandu tivesse melhor sorte, até porque o Paraná reduziu o ritmo depois que chegou a 3 a 0, relaxando na marcação.

Ocorre que disposição não parece ser o forte do atual time do Papão, que na maioria dos lances demonstrou total ausência de vontade. Era como se quase todos cumprissem tabela, sem preocupação com o resultado. Se a intenção era derrubar o treinador, o objetivo foi parcialmente alcançado.

Apesar de não haver manifestação da diretoria, é improvável que Arturzinho permaneça no comando, tal o desgaste junto ao elenco e à torcida. Duvido apenas que a saída do técnico seja a solução para os muitos problemas do Papão. As coisas são bem mais profundas e exigem providências mais corajosas por parte dos dirigentes.

————————————————————————-

Direto do blog

“Por que o Arthurzito não colocou o Pablo? A lógica manda que substitua um jogador pelo outra da mesma posição né? Contudo, quando chega na vez dos jogadores locais ele resolve improvisar. Se o Bispo tivesse no banco ele entraria no lugar do Leonardo. Duvidam? PSC joga com 2 jogadores a menos. Vanderson com limitação física e o Fabiano nem precisa falar. Está difícil”.

De Inocêncio Mártires, um bicolor cada vez mais descrente em milagres.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta quarta-feira, 18)

28 comentários em “A retranca incompetente

  1. Está complicado Gerson. O time é uma apatia só. Não marca, não chuta em direção ao gol e não tem disposição. Creio que a toalha ja esteja nas mãos dos torcedores e, talvez, caia no próximo dois jogos. Forte abraço.

    Curtir

  2. Penso, Gerson e amigos, que o Paysandu não perdeu por causa do esquema, que a meu ver, foi até bom… O grande problema do Paysandu, é em relação a falta de vontade de alguns jogadores em querer jogar… Ontem, se os jogadores jogassem com vontade, Papão, mesmo com 3 volantes teria saído do Paraná, com um bom resultado…

    – Alguns dizem que com a entrada do Aleílson, o Paysandu foi pra cima e melhorou… Aí fico a pensar, e porque não mehorou quando ele entrou de cara contra o América/RN? Será que é jogador de 2º tempo? Aliás, Aleílson não vinha bem…

    – Uma coisa é certa, amigos… Jogador quando quer derrubar o técnico, você escolhe o esquema que quiser, e o resultado será sempre de derrota… Analisar o Paysandu, com alguns jogadores querendo derrubar o técnico, todo jogo vai se ter uma desculpa…

    – Escalem esse mesmo time de ontem, com jogadores querendo vencer a partida, pra ver se o problema foi o esquema… Elementar..

    – Arthurzinho, sempre falei, é um técnico bombeiro, não é um bom técnico, mas nesse episódio, ele é o que menos tem culpa. Deve ser demitido,hoje, para que o Vandick saia, ileso, de suas lambanças… –

    – Quem será a próxima vítima do Presidente?

    É a minha opinião.

    Curtir

  3. Aliás, uma coisa que não é difícil de perceber, é que os 3 jogadores que o Arthurzinho trouxe: Jailton, Leonardo e Gilton, que foram lançados no time, sem a preparação adequada, começaram bem, mas aos poucos vão começando a sentir as consequências dessa pressa em ter que jogar, a que foram submetidos… Jogador, não é uma máquina.. Eles não tem culpa.

    Curtir

  4. Eu ainda acredito que a equipe paraense não caia …o esquema ontem seria melhor se o Pequeno Arthur tivesse entrado com Aleilson …

    Curtir

  5. Acho que a única forma do papão permanecer na série B, é pedir para o velho gagá parar de secar o Paisandu, acho que ele é quem está rebaixando o nosso time. Vamos fazer a campanha para de secar rocildo, e ai vamos ver se assim escapamos dessa situação vexatória.

    Curtir

  6. Se for verdade que jogadores estão jogando pra derrubar Técnico, então isso tá ocorrendo desde o inicio da serie B, pois o time não muda em quase nada, não evolue tecnicamente. Como já disseram alguns aqui no blog, o problema do Paysandu não é técnico, é elenco, preparação, planejamento. Vícios contínuos de nossos clubes.

    Curtir

  7. Basta no próximo jogo em casa ganhar de meio a zero, pra imprensa e os iludidos começarem com aquela velha ladainha…Agora engrenou…Agora o Arthurzinho encontrou a formação ideal…Agora vai…Blá-blá-blá

    Curtir

  8. To no aeroporto de Guarulhos. A delegação do Paysandu tá aqui em conexão. Nunca vi um time tão desunido. Todos espalhados. A delegação do ABC também tá aqui e é bem mais unida. Não se vê um pingo de remorso pela porrada de ontem. Acho que o mais abatido por incrível que pareça é o Ronaldo, preparador de goleiro. Os outros todos rindo. Torcida tem que dar uma sacudida neles. O Presidente tem que promover churrascos para promover a integração do elenco, já que é isso que dispomos para o restante.

    Curtir

  9. Concordo Icca, o comentário está perfeito, além da mudaça do técnico, precisa também extirpar, a origem das paneladas, demitindo o Eduardo Ramos, Yarlei e Nicácio, o investimento altíssimo, não trouxe o resultado espertado e para pacificar o elenco, é nescessário a redução da folha de pagamento, nem quero cambar prá outra motivação, essa basta.
    Também, não basta nem adianta trazer técnico de fora, pois não conhecem o elenco e farão novas indicações, claro, portanto, penso que o momento é para o “Bocudo de Marabá” R$ 50,000,00 na mão todo mês e ele vem, pagaram bem mais que isso ao Giva e os resultados do João Galvão, todos conhecemos.

    Curtir

  10. O Paysandu lembra aquele filme TITANIC. Tem um momento do filme em que o projetista do “inafundável” navio diz:

    -Nada do que se faça, vai adiantar. O TITANIC vai a pique.

    Todos nós sabemos o final.

    Infelizmente.

    Curtir

  11. Será amigo Cláudio? vamos esperar, mas uma coisa é certa ontem o Arthurzinho foi infeliz no esquema tático e o Vandeson estava horrivel no jogo.

    Curtir

  12. Amigo Gerson. Quem dera que o time atual do Paysandu tivesse o equilíbrio a consistência,a técnica ,a convicção e a segurança das suas palavras nesse perfeito comentário,sobre esse arremedo de time do Paysandu,que hoje envergonha a grande nação bicolor. Pior que o torcedor não tem a menor segurança.Tudo é previsível quando o time entra em campo,isso tende sempre para o lado negativo ! É erro pra todo lado,inclusive da direção técnica que não entende de nada,a não ser prestigiar pernas de pau que apontou para trazer.Nem sei se ainda dá tempo para salvar a lavoura ! É uma pena !

    Curtir

  13. Mais um técnico porém os mesmos jogadores, alguns até podres de caráter, estes deveriam acompanhar o Arturzinho!
    As coisas já andavam mal desde o tempo do Lecheva que relutou em colocar em campo os “reforços” e foi condenado por isto.
    Logo em seguida o Givanildo chega para manter o time praticamente do mesmo jeito! Com o Arturzinho ocorreram alguns momentos de vitórias e mesmo em algumas derrotas o time se comportou bem a queda de rendimento e a aparente entrega de jogo mostraram mais evidente nestes dois últimos jogos!
    Creio que o Vandique e a diretoria do Papão não são cegos para não saberem quem são os “corpo-mole” da equipe, as maçãs podres que estão no come e dorme afundando um time como o Paysandú.
    Mas para esta atitude tem que ter dinheiro e coragem, será que os homens do Papão têm isso?

    Curtir

  14. se confirmado o Benazzi, que o Van que mais parece uma Kombi velha aproveite, e mande embora esses “VILHACOS” que estão afundando o Papão!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s