68 comentários em “Capa do Bola, edição de sábado, 25

  1. Vamos por parte, Papão…

    – Zé Carlos: O Melhor do jogo, se não fosse ele Papão teria colhido um resultado bem pior;

    – Raul e Diego Bispo: Muitas vezes são salvos pelo Capanema, mas ontem, não estiveram tão bem, fruto de jogarem em um time mal treinado.. Acredito que, num primeiro momento, Raul perderá seu lugar para Fábio Sanches, ou Lecheva fará a opção por 3 zagueiros, na marra, contra o Ceará;

    – Yago e Janilson/Pablo: Yago precisa de ensinamentos táticos, para voltar a render seu bom futebol, mas quem irá passar isso a ele? Lecheva? Tá difícil… Janilson deixou uma boa impressão. É um ala bastante agressivo, como era o Yago e que o técnico segurou lá atrás. Fará a mesma coisa com o Janilson? Pablo, já deveria ser emprestado…Não é jogador para série B..;

    – Capanema e Vanderson: Fizeram o feijão com arroz que já conhecemos.. Vanderson é importante, pela experiência e Capanema, pelo vigor físico que possui… Aliás, Capanema, havia muito tempo, já joga como 3º zagueiro e mesmo assim, o Yago não sai tanto para o jogo… Não comprometeram..;

    – Djalma, Eduardo Ramos e Alex Gaibú: Djalma deve perder a titularidade para o Diego, mas só isso, não será o suficiente para livrar o Eduardo Ramos de certas marcações que receberá. Terá que fazer Yago sair, assim como o Janilson, para acrescentar mais um nessa ligação, caso contrário, Eduardo Ramos vai participar pouco do jogo e isso é ruim para o time. Gaibú, volto a dizer, não pode ser banco de Djalma, e por só entrar de vez em quando, já não é aquele Gaibú que conhecemos, face ao ritmo de jogo, que perdeu..

    – Rafael Oliveira, João Neto e Héliton: Se o meio não ligar, como eles aparecerão? Numa jogada individual, como foi o gol do Rafael, num lance de bola parada ou em cruzamentos para a área, tentando o cabeceio, no abafa… Ficaram isolados no ataque e, depois, tiveram a companhia do Héliton, e o técnico não percebeu isso… Aliás, Héliton, assim como Pablo, deveria ser emprestado…

    – Lecheva: Penso que, técnico que não sabe mexer, é porque não sabe fazer a leitura do jogo, logo, não é técnico para um clube da grandeza do Paysandu, ainda mais para disputar uma série B.. Ontem ele disse que o Paysandu mandou no jogo, mas a bola não quis entrar…. Depois do Mordomo e do Teclado, eis a bola, agora, pra levar a culpa…Então tá?

    Acorda Papão…

    É a minha opinião.

    Curtir

  2. A partida e ontem não foi surpresa para mim, mesmo sendo o gol de empate do time alagoano com o jogador em impedimento, mas tudo bem, a vida segue!
    Muito tem que ser feito para melhores resultados, achei o time muito anciso e um tanto nervoso. Com o gol logo no início faltou tranquilidade para manter o rítmo. A falha da zaga no gol de empate após as intervenções do goleiro Zé Carlos apenas confirma que ele tem que se ajustar bastante para o decorrer do campeonato apesar de não ter comprometido no resto da partida!
    No ataque gostei da movimentação do Rafael porém João Neto deixou a desejar.
    Não considero qu perdemos 2 pontos a impressão que eu tiveno jogo foi que se o ASA tivesse uma postura mais ofensiva teria levado os três pontos!
    Tem que melhorar bastante, o próximo jogo em Fortaleza será bem exigente dada a qualidade do campeão cearense!
    (Quanto aos clones, amigo Cláudio, eu prefiro passar por cima de certos comentários e me ater ao que nos interessa!)

    Curtir

  3. Ano passado o Paysandu se complicou com o Coxa. Esse ano se complicou com o ASA… Dêem graças a Deus por ainda não existir nenhum time chamado peito. Senão já era pra vocês

    Curtir

  4. Desculpa a ignorância, mas o que são os clones, galera?

    Tá parece coisa de ficção científica….

    Curtir

  5. Nesta semana entrei no site do ASA e mandei a informação. Marquem o Eduardo Ramos, Djalma e tirem proveito das desastrosas subidas do pikachu. Com um pouco de inteligência o ASA sai do Pará com os 3 pontos. Um bicolor curioso, foi lá viu minha postagem e veio aqui no blog dizer para todos , que eu já estava mantendo as estratégias para a minha primeira secada kkkkk. Como torcedor do ASA, posso dizer que o resultado foi bom. Agora poderia ter sido melhor, se o atleta da equipe alagoana não tivesse sido expulso ainda no primeiro tempo. Minha opinião papinha um time de uma nota só. André papinha, se o ASA jogasse na retranca igual o mais querido, ele metia 2 x 1 no teu time, que por sinal é o nosso eterno freguês listrado. Agora é me preparar para o jogo do meu querido Ceará Sporting na terça feira.

    Curtir

  6. Vendo o jogo de ontem, só veio a ratificar que o futebol do Pará parou no tempo, tava na cara que esse time do Paysandu, tendo como parâmetro o campeonato paraense, dificilmente irá conseguir fazer uma boa campanha na série B. Com esse time tenho certeza que não, agora, com o tempo que tem pela frente ainda dá para corrigir, porém pelo visto a diretoria encontra dificuldades para contratar bons jogadores. Acima de tudo como Paraense, apesar da rivalidade, torço para o nosso adversário não caia, pois o meu desejo é nos enfrentarmos um dia na série B. Para isso o Remo precisa conseguir essa vaga na série para que abra caminho a outras séries e aqui posso dizer que ainda creio nesta possibilidade, e confirmando o pleito, essa diretoria num gesto de humildade e compromisso com essa instituição, deve desta vez mostrar qualidade nas decisões, e com isso dar alegria a essa apaixonada torcida. Ao Paysandú o alerta está aceso, estamos apenas no começo da série B.

    Curtir

  7. Tem que reforçar. Ou estes oito meses jogando vão ser muito mais sofridos, doidos e sacrificantes do que se passassem oito meses de férias. Bom, mas ainda tem 37 jogos pra recuperar.

    Curtir

  8. Thiago, você já percebeu que essa história de clone, parte somente por parte dos bicolores. Os caras ficam tirando sarro, e quando os azulinos vão para cima deles, eles ficam melindrados e a todo momento tentam induzir o competente jornalista Gerson Nogueira a bloquear as mensagens dos azulinos. Uma clara demonstração de intolerância esportiva. E olha que o time deles está na segunda e o mais querido nem série tem. Imagina se fosse o contrário meu amigo. Creio que bicolor já teria tido um piripaque por aqui. Até que eu tentei entrar no campo de um debate sem gozações, porém fui sacaneado por eles por todos esses dias. Então eu agora vou tirar sarro com eles. É claro que nunca faltando com o respeito com nem um deles, mesmo porque antes de torcedores do adversário bicolor, os mesmo são seres humanos e precisam ser respeitados como tal.

    Curtir

  9. Lucilo perfeita sua colocação. Agora sinceramente eu também gostaria muitissimo de um dia ver os dois rivais como nos velhos tempos, jogando não uma segunda divisão e sim na primeira divisão brasileiro. O problema é que enquanto ficamos alimentando esses desejos, noventa por cento dos bicolores, torcem para que o mais querido desapareça do mapa. Quando começou o campeonato, eu pensava em Remo e Paysandu decidindo o título. Emoção e dinheiro para o cofre dos dois clubes e festa na Cidade. Aqui você testemunhou, que tudo o que os bicolores queriam era a todo custo a eliminação do Remo e principalmente a perca da vaga para a quarta divisão do brasileiro. Portanto de agora em diante, vou endossar o grupo dos que torcem pelo caos total. E minha missão é rebaixar o listrado para a terceira do ano que vem. Quem com ferro fere, com ferro será ferido.

    Curtir

  10. Não desconsidero sua razões amigo Rocildo, realmente eles batem demais nas coisas relacionadas ao nosso mais querido, creio que seja o resultado dos tabus e as peias que levam durante esses anos do Leão. Porém, continuo com o meu desejo de enfrentá-los na serie B em 2015.
    Amigo Antônio Oliveira, de uma forma ou de outra o Remo vai estar na série D deste ano. Pela desistência 40%, pela ação no STJD 60%. Acreditem, a Federação tem a prerrogativa de indicar o representante do Pará, desde de quê os critérios estejam alinhados aos critérios do regulamento específico da competição. Pelo visto existe uma discrepância entre os dois, se confirmado, prevalecerá o da CBF. É o que penso, claro!.

    Curtir

  11. Para a felicidade do amigo Claudio Santos, Charles Guerreiro confirmado no seu Remo….parabéns…vc finalmente conseguiu o técnico do seu sonho….kkkkkk…

    Curtir

  12. Apenas a título de lembrança, ontem reclamei que os torcedores do Paysandú que frequentam o blog, fazem comentários mais em direção aos assuntos relacionados ao Remo do que do próprio time deles, nada sobre o jogo em Paragominas em que começava a caminhada na série B. Ontem durante o jogo, o blog teve uma das piores frequências dos torcedores do bicolor, achei estranho, fiz até comentário a respeito, como pode estarem disputando o 2 série do futebol brasileiro e demonstrarem tanto desinteresse. Confesso que estou surpreso, principalmente depois daquele público pífio presente no estádio no jogo de ontem.

    Curtir

  13. Amigos azulinos e bicolores, ontem a Chapecoense mostrou como se organiza um elenco para uma competição tinhosa como a Série B – serve também de modelo para C e D. Um time não muito caro – folha hoje em torno de R$-450.000,00, mas que, na subida da C, era de uns R$-350.000,00 – com jogadores comprometidos e um treinador que merece ser observado, pois é uma espécie de Felipão (dos bons tempos) que joga equilibrando defesa e ataque. Não acho que os índios – como são conhecidos aqui em SC – vão subir, mas creio em campanha honrosa, sempre na parte de cima da tabela. Se fossem humildes, nossos dirigentes deveriam assistir a uma palestra e buscar outros conhecimentos com os dirigentes de Chapecó e também aqui de Criciúma. São pessoas que não gostam de holofotes, mas que trabalham bastante e com competência comprovada.

    Curtir

  14. Mas,bricadeira a parte Claudio Santos amigo…em uma entrevista justificando esse embrolio que ele se meteu, o Charles Guerreiro demonstrou toda sua falta de personaldade, insegurança a toda prova…era tanto né, né,ne, e mais né…..que parececia que ele queria que o reporte desse razão a sua justificação ao que foi perguntado. Uma decepção.

    Curtir

  15. Beleza, Lucilo.

    Mas tenho um prognóstico um tanto menos otimista do que o seu quanto ao percentual do acesso à vaga da série D pela via do stjd. Por aí eu avalio que as chances são menores do que 1%. Ah, também tenho opinião diferente quanto à base na qual deve ser alinhar o critério da fpf para indicar o representante do Pará na série D.

    Esta base, segundo minha opinião, com todo o respeito a sua, não é o regulamento específico da cbf, e sim, o que determina o estatuto do torcedor. No estatuto do torcedor 9art. 10, parágrafo primeiro) tá escrito que o critério de acesso deve ser técnico, assim entendido, a colocação obtida em competição anterior. E no regulamento da fpf tá escrito que o acesso da série d de 2013, será dado ao melhor colocado no paraense de 2013, desconsiderados os que já tem vaga noutra competição nacional.

    Logo, descontado o Paysandú, campeão e primeiro colocado, que já tem vaga na série B, o clube que terá acesso a serie D de 2013, só pode ser o PFC, que foi o vice campeão do parazão 2013, e, por conseguinte, o segundo colocado, à frente do nosso Clube do Remo que não obstante a pontuação alcançada, só foi o terceiro colocado. Mas, lembrando, como você fez, é como eu penso, claro.

    Curtir

  16. Amigo Antônio Oliveira, sua avaliação também pode ser plausível, mas considerando, os, como dizer; vácuos, pontos mal esclarecidos, ou até mesmo brechas nos critérios da Federação, isso caro amigo Antônio pode resultar acredito eu, em uma vitória do jurídico do Remo nesse recurso. De antemão, quero registrar que prefiro o percentual de 40%, ou seja a desistência dos clubes de Roraima. E quem conhece Boa vista sabe que os clubes de lá são praticamente amadores, mesmo em disputa profissional, sendo assim acho bem provável que desistam de disputar o campeonato brasileiro da série D. Todo esse imbróglio jurídico pode penalizar uma equipe que fez por merecer essa vaga que foi o Paragominas, temos que reconhecer isso. por isso minha torcida pela desistência de algum clube.

    Curtir

  17. Todo mundo tirando uma casquinha no time que usa camisa de MISS MUCURA…Asa (aviação aviária), Naviraiense (navegação), Icasa (imobiliaria) e Salgueiro (escola de samba)…Só falta o IBIS…kkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  18. Raciocínio Lógico -> Será que 8 meses jogando serão mais sacrificantes que 8 meses sem jogar? pqp têm muita gente que viaja ou então é toupeira mesmo!

    Curtir

  19. Elton Sales, que tal uma colaboração sua opinando nesta questão relacionada ao pedido do Clube do Remo ao stjd para representar o Pará na série D, no lugar do PFC, alegando que tem melhor índice técnico do que o Clube do município dito verde?

    Lucilo, pelo menos concordamos numa coisa: o PFC merece mais do que os dirigentes mumificados vêm permitindo o nosso Leão merecer neste últimos anos.

    Curtir

  20. Amigo Hilário, esses dirigentes do Remo deveriam ser presos por pagarem 20 mil ao Charles Guerreiro… É bom não esquecer que pagaram 20 Mil ao Sinomar, com reajuste para 30 Mil, após 6 meses de contrato e até hoje devem ele… O resultado do seu trabalho, todos sabemos… Com o Charles, não será diferente, até porque o PFC não é o Remo…Nem se compara..

    Certa vez no Esporte Cultura, o Charles perguntou a um repórter que participava do programa: ” E aí, fulano, comeu o Pirarucu que te mandei”? E o Repórter, meio sem graça pela divulgação, disse: Ah, sim, sim… E o Charles: “Poxa, nem falaste se tava gostoso”.. Te dizer… E assim eles vão entrando em Remo e Paysandu e agradando quem vai dando o “empurrão”… A crítica que bons técnicos recebem, agora serão esquecidas… Anote.

    A exceção dos seus torcedores, ninguém se preocupa com Remo e Paysandu, amigo.. Anote..

    Curtir

  21. Ei autor dos comentários 27, 29 e 30, te bate aí pra descobrir o óbvio. Não é difícil. Bota o teu raciocínio lógico e a tua competência pra funcionar.

    Mas vou logo te avisando, perspicácia não é como ar que qualquer um pode anonimamente respirar. E mais, tem muita gente que tá na superfície, à luz do sol, não é cego, mas não enxerga uma polegada à frente do nariz.

    Ah, uma última coisa, este teu disfarce de não se identificar é tão fraco quanto são os comentários que fazes e te identificas. Aquele que não assina mesmo, o autêntico, o verdadeiro, é muito mais criativo, e não ofende gratuitamente ninguém.

    Curtir

  22. Esses remistas, te dizer. Riam tanto que todo ano era “vamos subir Papão” e nada e agora vêm abrir o bocão pra dizer que querem ver RexPa na segunda, na primeira, sei lá onde, como que subir venha a ser fácil pra eles. O mestre dos secadores passa a raiva da eliminação pro PFC dizendo que vai a todos os jogos na Curuzu pra ver o Campeão dos Campeões ser rebaixado e coisa e tal. É um kkk pra lá um qui qui qui pra cá e agora diz que sonha em ver Re x Pa na série A como nos velhos tempos. Quanta mentira, a não ser pelos “velhos tempos” porque realmente o Remo há muuuuito tempo não sabe o que é A.

    Curtir

  23. Um site especializado em estatística de futebol aponta o Atlético-GO como favorita ao título da série B com 74,6% de chances e o Palmeiras em segundo com apenas 16,8%!

    Curtir

  24. O mesmo site aponta os seguintes favoritos ao acesso:
    Atlético-GO 98,7%
    Palmeiras-SP 85,1%
    Chapecoense-SC 56,4%
    Joinville-SC 41,1%
    Seguidos por:
    Paraná-PR 29,4%
    Figueirense-SC 22,8% e
    ABC-RN 16,8%.

    Curtir

  25. São apontados pelo site condidatos ao rebaixamento:
    Boa -MG 94,8%
    ICASA-CE 67,0%
    Guaratinguetá-SP 50,3%
    América-RN 42,4%
    Seguidos por:
    ASA-AL 37,9%
    Paysandú-PA 32,7% e
    América-MG 29,5%.

    Curtir

  26. Ano passado em certa altura do campeonato da série C este mesmo site já apontava o Paysandú com mais de 90% de estar na série C e com o Santa Cruz na B, quando o Paysandú deu aquela alavancada rumo a segunda divisão.
    São estatísticas mas o desenrolar dos fatos é que após 4 rodadas mostrarão os sérios candidatos ao acesso ou ao rebaixamento.

    Curtir

  27. Corrigindo: Apontava o Paysandú com mais de 90% de chances de estar na D 2014, salvo engano, foi após aquelas 6 rodadas sem vencer culminando com a saída do Givanildo!

    Curtir

  28. Candidatos ao rebaixamento para a série B 2014!
    Bahia-BA 99,2%
    Vasco da Gama 72,8%
    Vitória-BA 63,7%
    Náutico-PE 54,4%
    Criciúma-SC 28,9% e
    Atlético-PR 25,0%.
    Já não era novidade o Vasco aparecer com probbilidade tão negativa neste ano!

    Curtir

  29. Candidatos ao título:
    Botafogo-RJ 22,8%
    Atlético-MG 21,1%
    Corinthians-SP 15,5%
    Goiás-GO 12,4%
    São Paulo-SP 10,1% e
    Cruzeiro-MG 9,0%.
    Existe praticamente um empate técnico entre o Botafogo do amigo Gerson eo Galo Mineiro.
    O Flamengo não aparece nem como candidato ao título nem ao rebaixamento!

    Curtir

  30. A réplica do 35 foi fraca igual o comentário do raciocínio lógico, falou, falou e não disse nada, não soube responder o óbvio ululante, deve ser mais uma tartaruga no dia a dia, ou seja, alguém colocou em cima da árvore, pois subir sozinho não consegue.

    Curtir

  31. Antônio, desculpe a demora. O problema da Justiça Desportiva é que na verdade é uma justiça leiga, quer dizer, não são juízes concursados e pagos (?) pelo Estado, mas profissionais do Direito pagos pela CBF – eu nem sei quanto é a remuneração e se de fato são pagos. Assim, estão mais sujeitos a injunções políticas. Por isso é que é difícil opinar, pois a “jurisprudência” muda toda hora. Como exemplo, lembro que até este ano já estava estabelecido que as punições de uma competição seriam cumpridas, eventualmente, em outras, tal como perdas de mando de campo num Brasileiro seriam cumpridas normalmente na Copa do Brasil. Houve pedido e o Remo se livrou dessa forma de cumprimento, que passou a ser na própria competição. No caso do Paysandu, por outro lado, como falou o Estanislau, havia previsão dos regulamentos serem complementares, e sabe porque? Porque a CBF tem agora por “norma” permitir que os clubes utilizem o maior número de jogadores nos campeonatos, inclusive com prorrogações de contratos. Antes que algum bicolor comece a reclamar, não estou dizendo que isso está correto, apenas exponho os fatos com base em informações colhidas com quem milita na área. Se fôssemos decidir com base apenas no Direito Desportivo, sem injunções, o argumento do Remo creio ser mais válido, porque o regulamento do campeonato paraense é inconsistente, ou melhor, não explica o que vem a ser critério técnico, e critério técnico tem a ver muito mais com número de pontos do que com “decisão”. Relembro que isso inclusive ocorreu com o Coritiba nos idos de 1980, quando este time teve que perder um jogo no campeonato brasileiro para se classificar, em razão desse critério técnico. A solução, portanto, é esclarecer – para o próximo campeonato estadual – qual o critério que valerá, se o de maior número de pontos ou do vencedor de turno. Para esse, vai prevalecer a injunção política, creio eu.

    Curtir

  32. Observem o regulamento do catarinense 2013, que tinha turno, returno e semifinais, e vejam a diferença, pois neste caso as semifinais e finais são fases posteriores aos turnos, ficando claro que a classificação de uma fase não serve de cômputo para a fase seguinte, salvo para a “vantagem” de segundo jogo em casa, especialmente na fase final “http://www.fcf.com.br/wp-content/uploads/2012/10/Regulamento-do-Campeonato-da-Divis%C3%A3o-Principal-de-2013.pdf”.

    Curtir

  33. A vaga da série D é do Remo, li os argumentos do Antonio Oliveira no outro post e só veio a confirmar meu entendimento. Vejam, se Remo e Paragominas, nessa ordem, desistissem de disputar a série D, quem seria o time chamado para disputar a competição nacional? Essa resposta serve para confirmar que o Regulamento da CBF é claro, o time participante é aquele melhor classificado no campeonato estadual.

    Curtir

  34. Só para complementar, Antônio e Estanislau, isso não garante que o Remo vai ter a vaga. É só um exercício de raciocínio. Quem decide é o STJD. O que deveria ser logo modificado é o regulamento para o ano que vem, explicitando o critério técnico, para se evitar esses problemas.

    Curtir

  35. Antonio Oliveira, outro paradigma a ser usado no presente caso, quando um atleta obtém índice técnico para disputar, por exemplo, uma olimpíadas, o que se leva em consideração? Ele ter ganho uma competição ou ele ter obtido determinado índice técnico? Claro e óbvio que é o índice técnico. Assim sendo, o Clube do Remo que obteve o maior número de vitórias, menor números de derrota, menor números de gols sofridos, maior saldo de gol, e, por consequência, maior pontuação que o terceiro colocado, no caso, o Paragominas no campeonato paraense. Desta feita, data máxima venia, mas seus argumentos, por mais válido e sublime que sejam, não subsiste numa análise mais acurada da situação.
    O Regulamento da série D da CBF é interessante porquanto não objetiva que uma equipe que tenha vencido na sorte um turno venha a disputar a competição. Não por outro motivo, que os atuais campeonatos das séries A e B são por pontos corridos, pois assim é o entendimento da CBF.

    Curtir

  36. Não gosto dessas projeções, amigo Miguel. Quase sempre significa que os sopradores de apito estarão ainda mais ligados no meu Botafogo hahah…

    Curtir

  37. Não gosto dessas projeções, amigo Miguel. Quase sempre significa que os sopradores de apito estarão ainda mais ligados no meu Botafogo hahah…

    Curtir

  38. Pô Elton, Valeu, pela resposta. A propósito, se toda a demora que alguém tivesse que experimentar fosse deste tipo, 20, 30 minutos, no máximo, este mundo seria bem mais feliz.

    Bom, quanto a sua opinião, ela é muitíssimo parecida com a do Staninslau e com a do Lucilo, pois consideram que o regulamento da fpf não esclarece quais são os critérios técnicos. E também porque consideram que tal circunstância tende mais à pretensão do Remo. Falo só destes dois, porque, salvo engano meu, foram os que expuseram mais detalhadamente o entendimento.

    Aliás, se fôssemos nós a julgar, eu, você, e os dois que citei, minha opinião já estava sendo quase goleada. Já seriam 3 a 1. É que eu acho que a tendência é mais para o PFC. Interessante que eu acho que se houver injunções externas, seriam a favor do Remo.

    Bom, democraticamente, ao tempo que admito estar numericamente vencido, me permito apenas colocar para sua avaliação, meu argumento:

    1- o art. 10, parágrafo primeiro do Estatuto do Torcedor define o que deve ser entendido por critério técnico: a colocação obtida em competição anterior.

    2- Por opção da própria cbf, o campeonato da série D, serve exclusivamente para garantir o acesso a seria C.

    3- então, o campeonato paraense é a competição anterior que deve ser levada em conta para fins de indicação do representante paraense na seria D.

    4- o Regulamento do paraense/2013, no art. 51, diz que o representante paraense na série D, será o melhor colocado no campeonato 2013, descontado aquele que já tenha vaga numa competição nacional.

    5- O Paysandú, sendo campeão, é o primeiro colocado, o melhor colocado do paraense/13. Como já tem vaga na série B, a vaga deve ser entregue ao segundo melhor colocado.

    6- O PFC é o vice-campeão, logo é o segundo lugar, o segundo melhor colocado. Por via de conseqüência, deve ser contemplado com a vaga para a série D, numa interpretação que leva em conta o Estatuto do Torcedor, o regulamento da fpf.

    Remato fazendo uma pergunta, e se a Tuna ou o próprio PFC fossem os campeões, pois tiveram chance pra isso? Eles não teriam direito à vaga na série D, porque conquistaram menos pontos do que o Remo?

    Um abraço, Elton. E valeu pela resposta.

    Curtir

  39. Ao ver opiniões abalizadas e tão claramente esmiuçadas por Elton, Estanislau e Oliveira, chego a acreditar que é possível fazer deste espaço um lugar dedicado à troca saudável de argumentos e críticas. Nem tudo está perdido. Valeu, amigos.

    Curtir

  40. Bom, Stanislau, mesmo não convencido, já me admiti vencido.
    Esperemos o resultado.

    Só não entendi direito um aspecto de teu comentário 50. Mas, antes de reler, para, se for o caso, comentar alguma coisa a respeito, preciso ir rapidinho levar minha pirralha na casa de uma coleguinha dela. Na volta cuido disso.

    Curtir

  41. Aí é que está a nossa divergência, Antônio. Para mim, fora o campeão, não está esclarecido qual é o critério para se definir o melhor colocado, se o vice ou o time que tenha maior número de pontos. Isso porque o regulamento do Parazão embola as fases classificatória e final, ao contrário do exemplo que dei, do Catarinense, que expressamente cria uma relação de subordinação entre uma fase e outra, ou seja, a fase final necessariamente reúne os quatro melhores. Tanto é assim que a Tuna, mesmo disputando o título do segundo turno, poderia ser rebaixada, como o foi. E porque? Porque o critério geral e que vale para a classificação – sendo esse exatamente o conceito de critério técnico – é a pontuação geral, confere? Sou eu advogado do Remo, usava exatamente esse exemplo, que ocorreu de fato, para basear meu argumento. Observe que no mínimo há divergência de critério técnico, e esse é o grande equívoco do regulamento, repito, que não ocorreu em Santa Catarina. Abraços da terra do carvão.

    Curtir

  42. Antonio, a resposta ao comentário 50, é simples, nem sempre o campeão é o que tem o melhor índice técnico.

    Curtir

  43. Para o Botafogo voltar a por fogo novamente em alguma coisa, os dirigentes lisos do mesmo, precisam arrumar dinheiro e reforçar o elenco. Pois o time que tem o Botafogo hoje, pode se considerar um elenco médio e bem mesclado.
    Quando falo mesclado, falo mesclado de jogadores jovens e veteranos, porém a mais veteranos que jovens. Mais os veteranos possuem mais qualidade e vitalidade que os jovens, por isso acho que o elenco e médio.
    Se o Botafogo fosse as compras e pegasse um atacante ao estilo do Luis Fabiano, que apesar de veterano também e bom que se diga, acho que o time iria longe na competição nacional.
    Minha opinião!

    Curtir

  44. Gerson, mas este blog já é (ou sempre foi) um lugar de intercâmbio, saudável e bem humorado, de ideias e críticas. Tanto já é que quando excepcionalmente “o samba começa a atravessar”, sempre há quem compareça e reaja lembrando os que se excedem que eles precisam se conter.

    Curtir

  45. O regulamento do campeonato paraense não é claro. ano passado o Advogado Hamilton Gualberto, já havia posto em dúvida a clareza desse regulamento, que credencia o clube de melhor indice técnico como representante do Pará na quarta divisão, desde que o mesmo não esteja classificado para uma outra divisão do campeonato brasilero. Eu entendo que o Remo é o melhor classificado, levando-se em consideração o indice técnico, e a vaga por direito deveria pertencer a ele.

    Curtir

  46. De fato, Elton, nossa divergência reside exatamente aí, em definir quem é o segundo melhor colocado e qual o critério para defini-lo.

    Realmente, Estanislau, há esta descoincidência. A questão é que reconhecê-la como existente, acaba não superando a divergência que estamos comentando.

    Aliás, também acho que apurar o mérito técnico da forma que você apura (mais vitórias, mais pontos, melhor defesa etc) um método judicioso. O que me parece, entretanto, é que dada a sistemática da competição os números da campanha acabam sendo relegado, pela colocação alcançada pelas equipes ao final do campeonato, porque a decisão final isola os turnos anteriores quando há campeões distintos do primeiro e do segundo.

    Bom, mas isso fica pro stjd decidir.

    Agora, é hora de saborear uma gelada sem colarinho. Vida que segue. E estamos sempre por aqui para novos comentários sobre este ou outro assunto.

    Curtir

  47. Infelizmente eu não vejo futuro neste time do papão,Diego Bispo e Raul são no máximo bons reservas,YagoPikachu desaprendeu a jogar e ainda se acha craque,Ricardo Capanema e Vanderosn fazem somente o feijão com arroz,Djalma deveria ser dispensado e então só sobra o Eduardo Ramos para dar criatividade neste meio campo o que convenhamos é muito pouco,no ataque somente o Rafael Oliveira que voltou a jogar bem merece ser titular e não ponho fé nestes reforços que foram contratados,espero estar enganado.no meio campo campeão do brasileiro em 1991 tínhamos o Edgar,Mazinho,Oberdan,Rogerinho e no ataque o matador Cacaio,em 2001 na conquista do bi brasileiro o meio campo tinha o Sandro goiano,Rogerinho,Jobson e no ataque o matador.pelo que assisti ontem contra o asa vou me contentar se o papão não for rebaixado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s