Confirmado torneio interestadual com Leão e Papão

Flamengo, Vasco, Paissandu e Remo disputam, nos dias 13 e 15 de junho, torneio interestadual em duas rodadas duplas. Na abertura, dia 13, jogam Vasco x Flamengo e Remo x Paissandu, no estádio Jornalista Edgar Proença. No sábado, 15, jogam os times perdedores na preliminar e os vencedores na partida principal, decidindo o torneio. Remo e Paissandu receberão cachês de R$ 300 mil, cada, pela participação. A arrecadação do torneio irá para a emissora promotora, Sportv.

41 comentários em “Confirmado torneio interestadual com Leão e Papão

  1. Com o brasileirão série A e B rolando, Flamengo, Vasco e Paysandu com suas contratações afiadas e o Remo de férias!? Hum, sei não. Acredito que os azulinos levarão 3 goleadas.

    Curtir

  2. Até quando o Paysandu vai aceitar cotas iguais as do Remo?

    Até quando vamos sustentar o Remo que vive na nossa baba?

    O torneio tem todos os seus beneficios, mas o Paysandu tem que impor o seu maior valor.

    Concordo Dennis, o Remo em pouco tempo vai voltar a pegar uma grande goleada do Paysandu, quem os 7X0.

    Curtir

  3. Acho injusta essa avaliação, amigo Edson. Remo e Paissandu têm torcidas fantásticas, por razões diversas, e um torneio como esse visa justamente explorar a paixão que os dois rivais despertam. Neste aspecto, ambos têm direito a cotas exatamente iguais. Só os ingênuos ou xiitas avaliariam que um merece ganhar mais que os outros. Por isso, é incorreto dizer que um sustenta o outro. Prefiro observar que ambos se sustentam, pois um não viveria sem o outro.

    Curtir

  4. Historicamente e em termos de torcidas não há o que se discutir.
    Mas me refiro ao momento dos dois.

    Paysandu hoje decidindo uma vaga na 3/°fase da Copa Brasil, domingo podendo ser campeão estadual e as vesperas de uma segunda divisão, badalada pela honrosa presença do Palmeiras.

    E o Remo, parado sem nada pra fazer, sem nada pra disputar.

    Reafirmo mesmo com todo respeito a sua opinião, que caberia sim ao diretoria do Paysandu pedir algo mais em face a esses pontos de vistas expostos

    Curtir

  5. Vejam que a Copa do Nordeste foi reeditada, mas cadê a organização e empenho das federações do Norte, para cobrar
    a volta da C. Norte ?! É, o Curunér tá adorando o poder…

    Curtir

  6. onde além do Pará existe futebol na região norte?? Falo de Clubes que tenham torcidas e em alguns casos até mesmo time. é mais fácil tentar arranjar um convite para Paysandu e rEmo na copa nordeste!

    Curtir

  7. Muito bom o seu argumento amigo Gerson, combatendo os comentários insanos e carregado de tendência clubística do Edson. Aliás as opiniões dele aqui no blog se baseiam só nisso.

    Curtir

  8. A torcida de Remo poderia se espelhar na do Bahia:

    “Torcedores do Bahia criam campanha público zero para jogo desta Quarta”.

    Curtir

  9. Só acho que na primeira rodada deveria haver embates entre paraenses e cariocas. Seria bem mais interessante.

    Companheiro Edson, as torcidas de Paysandu e Remo são bem maiores que a mediocridade de alguns dirigentes. Se hoje o rival está assim não é por culpa de quem torce e sim de quem dirige. Imagine você se fosse dado um tratamento diferenciado entre Bahia e Vitória, Ceará e Fortaleza, Grêmio e Internacional, etc…

    Curtir

  10. Quanto dinheiro está entrando nos cofres de remo e paysandu, hein? Seguramente vão faturar em 2013 o dobro do ano passado. Vamos ver como estarão os salários no fim do ano…

    Curtir

  11. A diferença amigo Acácio é que nunca esses times ficaram sem divisão, o Fortaleza andou bem perto, mas pra equilibrar o Ceará quedou.

    Só pra defender a diretoria bicolor que vem fazendo um bom trabalho, é bom dizer que se o Vandick analisou como boa a cota e aceitou, então tá correto, pois não podemos ficar nos baseando nos outros e sim no que é melhor pra gente.

    O torneio é bom, tem visibilidade, e dará ao papão condições de não ficar parado, pois logo depois terá o que disputar, assim como Fla e vasco, já o outro time, bom deixa pra lá….

    Curtir

  12. Discordo do ponto de vista do Gerson Nogueira,que no post.5 afirma que a dupla rexpa não vive um sem o outro,sinceramente o papão não depende em nada do remo prova disto é que estamos na série B e o remo esta na rua da amargura.na verdade é o tipo do discurso politicamente correto,nas que comprovadamente não condiz com a realidade.se o remo baixar as portas e falir,o que não esta difícil de ocorrer,o papão vai continuar trilhando o seu caminho sem nenhum problema.

    Curtir

  13. auto lá, Amigo Gerson Nogueira! não é bem assim.
    Eu compro essa briga dizendo que se o Paysandu, o futebol paraense de um modo geral dependesse desse remo, ja estariam falido ha muito tempo e vc sabe disso, pois qual o sustentáculo que o remo tem dado para a alavancagem, inovação, status do nosso futebol nós ultimos tempo?????? é claro que nada. ao contrário é vexame em cima de vexame e com isso decadência cada vez maior. e poderiamos estar pior se não fosse o Paysandu representar bem esse futebol do norte, porque até os outros times, com excessão do Sampaio que deu uma crescida agora, estão falidos. Então se vc dissesse que o remo so vive em função do Paysandu eu ainda acreditaria. Mas o Contrário, não. É evidente que um time em plena atividade, visibilidade tem de ganahr uma verba de patrocinio maior que um time que vai ficar parado o resto do ano ou colocando a placa dos anunciantes em jogos jogos caça niqueis. Isso não tem nada de xiita Gerson. É natural e vc como um homem forte da imprensa ou midia deveria saber mais que eu, pois concerteza vc deve saber que se um anunciante ou empresário resolver fechar contrato de patrocinio com vc ou seu programa lhe pagando altas verbas, é evidente que ele assim o fará porque sabe que seu programa ou sua emissora dá audiência, são dinâmicos caso contrário ele nem fecharia contrato, não é mesmo??? esse é o sentido de existir mídia: patrocinar quem está em atividades, status , evidência etc. e não patrocinar quem está de portas fecahadas porque é burrice.

    Curtir

  14. incusive amigão, É BOM deixar bem claro que o tema da minha polêmica não foi pensar que o remo não merece patrocínio. Não é isso, quero ratificar que ambos merecem patrocinio sim por terem grandes torcidas. Porém não no mesmo valor porque seria injusto ao Paysandu que tem torcida igual ou maior mas vai disputar um serie B durante o ano todo, enquanto o outro que tem torcida vai ficar parado oficialmente o resto do ano, so fazendo um amistoso aqui, ali etc. è so isso gerson. vc entende???

    Curtir

  15. e sobre o investimento… o PSC ha uns 5 anos investe muito mais do que o remo no seu plantel, no entanto, tem patrocinios de igual valor. Nesse torneio PSC, FLa e vasco tem planteis com alto investimento, enquanto o remo…e ainda receberá o mesmo valor

    Curtir

  16. Perfeitas as análises sobre a falsa dependência mútua de remo e paysandu. Os ultimos anos tem mostrado exatamente o contrário. Se o bicolor dependesse do remo, teria caído junto com ele e estariam ambos na mesma condição. Vemos a mesma situação em outros estados, onde uma equipe grande cai e isto em nada afeta o desempenho das outras. Trata-se de um mito, entre os muitos que circulam por aí, e que os fatos estão se encarregando de derrubar.

    Curtir

  17. típico debate que vai durar semanas….. nada melhor do que o bom e velho futebol.

    Bem amigos do blog, as opiniões tem fundamentos, todas, só que no meu ponto de vista existem casos e casos.

    Para esse torneio, defendo a mesma cota de patrocínio, afinal além de um torneio curto os quatro times estarão em igualdade de condições, vão disputar o mesmo torneio dividindo o mesmo público.

    Defendo uma cota maior para o Papão se o caso fosse o seguinte: um mesmo patrocinador para o atual cenário. Hoje se uma CAIXA dessas da vida estivesse afim de soltar uma grana para os times da capital, seria um absurdo que a cota destinada para o paysandu fosse igual ao do remo mesmo que o time estivesse disputando a série D, por tudo que o Edilson e o Édson (vcs são djs de aparelhagem?) já falaram aqui.

    é o que eu acho.

    Curtir

  18. Em tempo: tais mitos surgem da necessidade que alguns tem de fazer “média” com o lado que ocasionalmente estiver por baixo…

    Curtir

  19. Aproveitando o espaço dado pelo amigo Gerson Nogueira, estou lançando em primeira mão o pagode Rocildo Secador. Letra do ilustre azulino , musica de Daniel do Cavaco. ELE CHEGA CHEGANDO, ELE VEM DE MANSINHO ELE É SECADOR/ TE SEGURA BICHOLA LÁ NA ARQUIBANCADA ELE É UM TERROR/ É ROCILDO OLIVEIRA O MAIOR SECADOR,ELE VEM DE AZUL CLARO SANDÁLIA NO PÉ E CHAPÉU BICOLOR, É ROCILDO OLIVEIRA O MAIOR SECADOR ELE VEM DE AZUL CLARO SANDÁLIA NO PÉ E CHAPÉU BICOLO/ ELE É VENCEDOR EM CIMA DO PAPINHA ELE TEM DOIS TABUS, ELE É ARRETADO PROMETE JOGAR NA TERCEIRA O PAPÃO/ É ROCILDO OLVEIRA O MAIOR SECADOR ELE VEM DE AZUL CLARO SANDÁLIA NO PÉ E CHAPÉU BICOLOR/ A INFIEL SE ARREPIA, SABENDO QUE TEM ESSE TAL VENCEDOR, NOS DOIS ÚLTIMOS JOGOS METEU DOIS CASSETES NO TAL BICHOLOR / É ROCILDO OLIVEIRA O MAIOR SECADOR, TE SEGURA BICHOLA LÁ NA ARQUIBANCADA ELE É UM TERROR,É ROCILDO OLIVEIRA O MAIOR SECADOR, TE SEGURA BICHOLA LÁ NA ARQUIBANCADA ELE É UM TERROR. KKKKKKKKKKKKKKKKK. VOU GRAVAR E LANÇAR NO RITMO DO JOGO DO MEU AMIGO JOÃO CUNHA.

    Curtir

  20. Edson Amaral Paysandu, o único do Para na Copa do Brasil, até ele encontrar um time de verdade. Me responda uma coisa meu caro freguês listrado. Qual o clube paraense com a melhor média de público até o momento? Me diga também qual o clube paraense com a melhor média de público do ano passado? Se for o bicolor eu concordo com você, Ele deveria realmente ter uma cota de participação maior.

    Curtir

  21. Já que o Paysandu não precisa do Remo, vamos fazer uma campanha para acabar com tantos RE-PAs no Parazão, que o certame seja disputado com dois grupos, cada um encabeçado por um dos titãs e que ambos só poderiam enfrentar-se numa possível semifinal ou final. Seria munto melhor que aturar seis, oito clássicos em numa mesma competição.

    Curtir

  22. Acredito que Remo e Paysandu estão – ou poderiam estar – seguramente entre as 20 maiores equipes do país. Explico o por quê de minha crença: ambas têm tradição e história; são equipes de grandes centros urbanos; têm torcidas gigantescas e apaixonadas com uma alta capacidade de fidelização a programas como o sócio torcedor e ávidas por participação na vida interna dos clubes, bem como pelo consumo de tudo que diz respeito aos seus times, desde a simples notícia ou informação até a mais simplória quinquilharia que impuser as cores azulinas e alvi-azuis. Nesse sentido, são exatamente iguais e não cabe distinção. No entanto, o momento de ambos é reflexo de ciclos que curiosamente se alternam, fazendo com que não haja amplas e duradouras hegemonias e protagonismos. A própria história se encarrega de esclarecer estas assertivas: se nos anos 50, 70 e 90 do século passado o Remo deu as cartas no cenário local, o Paysandu esteve nos mais altos lugares do pódio nos anos 60, 80 e nos anos 2000 do presente século. Até nos grandes feitos há um certo equilíbrio, pois se no confronto direto os azulinos levam vantagem, em números de conquistas estaduais e nacionais a vantagem é bicolor. No frigir dos ovos, há o testamento dos fatos históricos que indicam certa igualdade. Mas sobretudo o atual momento, e os últimos 12 anos, indicam um certo protagonismo bicolor, decorrente das conquistas bicolores em nível estadual, regional, nacional e a participação na maior competição internacional de clubes do continente, além de acessos à divisões do futebol brasileiro. Houve também muito fracasso, descensos, mas o balanço ainda é positivo. O Clube do Remo, por sua vez, conquistou a 3ª divisão nacional, um título estadual invicto e com 100% de aproveitamento e uma arrancada fulminante que o garantiu na Série B em 2006, no entanto não disputa a Série A há quase e vinte anos, desde 2007 não pontifica na Série B nacional e patina há 5 temporadas em busca de vaga na última divisão nacional. Houve um distanciamento que é inegável, mas nada que se compare a um Juventus x Torino ou um Real Madrid x Atlético de Madrid, proporcionalmente falando, desde que, é claro, haja reação do lado azulino. E é claro que os patrocinadores vêem uma certa igualdade entre as equipes como no pontos expostos acima, mas eles também sabem que o momento também é levado em conta quando se quer expor uma marca ou atrela-lá a um ou outro clube.

    Curtir

  23. Rocildo meu chapa, a razão imagino eu desse torneio é exatamente esse, explorar e mostrar para o Brasil a paixão do torcedor paraense. Tanto do papão como do Remo.

    O Re-Pa é um dos grandes clássicos do futebol brasileiro e pela primeira vez terá esse nivel de exibição.

    Ajudar na grade do Sportv. Nisso vc tem razão e não se discute, o Remo só está sendo convidado pela grandeza da sua torcida, que últimamente tá que nem a POROROCA, só aparece no 1° semstre, tem que aproveitar.

    No caso das cotas, o valor tá bom. Onde o papão vai ganhar 300 mil em 5 dias? Penso que foi isso que avaliou o Vandick, pouco se importando com o que ia ganhar o outro lado.

    Curtir

  24. Caro Rocildo vc que é sofredor de carteirinha do time SEM DIVISÃO,por favor responda se puder quando,aonde e contra quem o remorto vai disputar sua próxima partida oficial.ganha um vale brinde se acertar a resposta.

    Curtir

  25. Amigo Heleno o que contribuiu para a reedição da Copa do Nordeste que em 2014 dará uma vaga na Sul-americana, foi que esta região que para a CBF o Maranhão e o Piaui não fazem parte, possui grandes clubes do futebol brasileiro como o Ceará, Fortaleza, Sport-PE, Náutico, Santa Cruz-PE, Bahia, Vitória-BA, ABC, América-RN e outros de massa como o Campinense e o Treze-PB, e por si só o torneio já é interessante. No Norte da região incluindo os dois excluídos do nordeste, as equipes seriam Sampaio Correa, Moto Clube, Maranhão, Piauí, Flamengo-PI, River, Paysandú, Remo, Nacional-AM, e sem desmerecer mas não sei como destacar os grandes dos demais estados componentes, o interesse do público é bem menor, talvez até dando prejuízo. O futebol é negócio que hoje em dia é visto para gerar lucros!
    Sendo então inviável a Copa Norte, os dois grandes de Belém junto com a FPF, a federação Maranhense e a Piauiense, poderiam estudar uma forma de incluir seus filiados na Copa do Nordeste e com uma premiação de duas vagas para a Sul-americana, porém será que as atuais federações participantes aceitariam a inclusão das citadas pretendentes?
    Acho que seria interessante, mas cabe aos clubes tomarem a iniciativa juntamente com suas federações!
    Cito que o Paissandu tem um grande número de simpatizantes pelo nordeste brasileiro sendo também não diferente no caso do Remo. É um caso a pensar!

    Curtir

  26. Bem explicado, amigo Miguel. Nem sabia que tinham deixado de lado os “primos pobres” do MA e PI. Vou te contar… Mas é isso, impera a lógica do lucro. Agora, se organizaram essa C. Nordeste
    como dando vaga à Sul-Americana, então, se aprovarem a do Norte, teriam que pedir que também desse vaga à Sul-Americana.
    Tá bom que vão dar !

    Curtir

  27. “Até quando vamos sustentar o Remo que vive na nossa baba?”

    Agora o velho viajou na maionese, tira o Leão do paraense pra ti ver quem vive na baba, coitado o tabu 33 maltratou a cabecinha dele hehehe

    Curtir

  28. Realmente ganhar 300 mil em cinco dias é uma cota que os dois do Pará não recebe de certos patrocinadores por mês! E nem sempre no RexPa!
    Não vejo porque diferenciar a cota de um ou de outro mesmo que o Paissandu esteja anos-luz à frente do rival, acho que houve respeito por parte do proponente com as duas grandes torcidas!
    O Pará foi escolhido para sediar este torneio por ter um público apaixonado por futebol. Os dois grandes do Rio de Janeiro que nos dias de hoje não vivem o glamour de outras épocas, ainda são grandes atrativos onde forem pelo Brasil. De fato juntou-se a fome com a vontade de comer. Para o Remo uma grana muito bem vinda, o que não será diferente para o Paysandú que acrescentará aos seus cofres um valor que será muito bem vindo!
    O produto Paysandú, (não tem jeito Gerson, eu tento grafar Paissandu, mas o Paysandú é automático, rs), está começando a recuperar valor no cenário nacional agora depois de 6 anos no limbo. Mas até mesmo os investidores não se atrevem a bancar altos valores haja vista o histórico bicolor no campeonato nacional, goleadas sofridas e quase nunca figurar entre os primeiros à nível se série A, mas como é um recomeço na B, é o momento de recuperar o prestígio e com isso aumentando os valores dos patrocínios paulatinamente, uma coisa puxa a outra!
    Para a torcida do Remo com exceção de uma Copa do Brasil dificilmente enfrentará o Flamengo e o Vasco em disputas nacionais, e para o Paissandu o caminho está mais curto pois disputamos uma série B que está mais perto da série A onde estes times sobrevivem!
    É a minha opinião!

    Curtir

  29. Não esqueçam os bicolores que este torneio teve como motivação primeira o sucesso de público no rexfla com 50 reais o ingresso, lembram? Só se falava disso na SporTV. Então a superioridade momentânea do paysandu não diminuiu a visibilidade e a rentabilidade proporcionadas pelo Leão. A grana que a emissora deve faturar (leia-se Bilheteria) independe de quem está na série b ou não. E sem cotas iguais esse torneio não aconteceria.

    Daí que o paysandu está (ou é) tão ruim de grana quanto o remo e todo mundo quer faturar. Bater o pé por uma cota maior para o paysandu seria, além de arrogância, burrice.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s