Uma decisão empolgante

Por Gerson Nogueira

COLUNA GERSON_29-04Remo e PFC decidirão o returno do Campeonato Paraense, após superarem Paissandu e Tuna, respectivamente, nas semifinais. Pelo que produziram nos jogos decisivos, ambos chegam merecidamente à decisão, que tem os elementos necessários para empolgar o torcedor.

No sábado à noite, o Remo impôs a segunda vitória consecutiva ao Paissandu, repetindo a dose do primeiro confronto, inclusive no placar. Com aplicação, disciplina tática e objetividade, os azulinos neutralizaram o toque de bola característico do adversário, conseguindo sair para o jogo e criar várias boas situações ainda no primeiro tempo.

O gol marcado por Leandro Cearense logo no começo, em jogada do volante Jonathan, deu segurança ao Remo e intranquilizou o Paissandu, que precisava vencer para passar à final desta etapa.

Com cinco homens posicionados na meia cancha – Gerônimo, Nata, Jonathan, Capela e Ramon –, o Remo fazia o jogo girar e tinha sempre um ou dois jogadores aparecendo ao lado do atacante Leandro Cearense.

A zaga do Paissandu mostrava-se insegura, talvez sentindo falta da cobertura que Ricardo Capanema costuma fazer. Esdras falhava muito e não se entendia com Vânderson no combate ao meio-campo remista. Em consequência, a bola não chegava a Eduardo Ramos, principal organizador do time. Quando chegava e era endereçada aos atacantes, as finalizações saíam erradas.

Mesmo confuso, o Paissandu tentava reagir. Pikachu, por duas vezes, e João Neto desperdiçaram boas oportunidades para empatar ainda no primeiro tempo. O Remo aproveitava os espaços para contra-atacar. Capela, o melhor da equipe, quase marcou. Cearense também esteve perto de fazer o segundo gol.

Depois do intervalo, Lecheva optou pela estratégia do tudo-ou-nada. Tirou Vânderson e Iarley, poucos produtivos, lançando Alex Gaibu e Rafael Oliveira. A providência deu certo e, logo aos 4 minutos, veio o empate. Rafael foi à linha de fundo e jogou na área para o arremate de Djalma.

O gol empolgou os bicolores, que tiveram excelentes chances de passar à frente. Rafael bateu de meia-bicicleta para grande defesa de Fabiano, João Neto e Pablo cabecearam errado diante do goleiro azulino.

Acuado com a reação do Paissandu, Flávio Araújo tirou Ramon e Capela, por cansaço, colocando Clébson e Tiago Galhardo. Na primeira bola recebida, Clébson acertou um tiro de longa distância no canto esquerdo do goleiro Paulo Rafael, desempatando a partida.

Com a vantagem, o Remo dedicou-se a explorar os contragolpes, quase conseguindo chegar ao terceiro gol em jogada de Galhardo pelo lado direito do ataque.

Destaque na vitória remista para Diogo Capela, que deu estabilidade ao setor de armação, e para o trio Jonathan-Alex Ruan-Yan, todos oriundos da base do clube. Endy destoou, errando muitos passes. No Paissandu, Djalma foi o mais regular e Rafael Oliveira entrou bem. Pelo acúmulo de falhas e omissões, Iarley, Esdras, Pikachu e Paulo Rafael foram os mais improdutivos.

———————————————————–

Paragominas avança, Tuna cai

Na outra semifinal, o PFC precisou de quase 85 minutos de esforço para conseguir superar o forte bloqueio defensivo da Tuna, na Arena Verde. Ao final, vitória por 2 a 1, com generosa contribuição do goleiro Dida, que falhou nos dois lances capitais.

Com o gramado prejudicado pela chuva, o jogo foi todo disputado à base de chutões no primeiro tempo. A Tuna acabou prevalecendo, com boas tentativas de Fabrício e Daniel Papa-Léguas. Um pênalti sofrido por Daniel deu origem ao gol inicial, anotado por Fabrício, após defesa parcial do goleiro.

Sempre no ataque, o PFC pecava por concentrar suas ações em cruzamentos para a área, quase todos aliviados sem problemas pelos zagueiros tunantes. No segundo tempo, quando botou a bola no chão, o time de Charles cresceu em campo, sufocando a Tuna e deixando poucas brechas para o contra-ataque.

Depois de muita pressão, os gols viriam nos últimos dez minutos. Aleilson empatou, de cabeça, depois de subir entre três zagueiros. O goleiro Dida saltou atrasado, não conseguindo defender. No minuto final, o goleiro falharia clamorosamente, repondo a bola nos pés do atacante Beá, que garantiu o triunfo do PFC – e, de quebra, a vantagem no confronto com o Remo.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta segunda-feira, 29)

83 comentários em “Uma decisão empolgante

  1. Gerson e amigos, penso que, se o Remo mantiver sua estrutura tática, além dessa disposição que demonstrou nesses dois clássicos contra o Paysandu, o Leão vence os dois jogos, tanto aqui, como lá… O PFC ´um time desorganizado taticamente e com um bom técnico como o Flávio, não será difícil anular seus principais jogadores… O Remo tem tudo, mas tudo pra conseguir essa vaga à série D 2013..

    Ao Remo, só resta jogar no 3-6-1 ou 4-5-1 e fazer valer sua camisa… Nada de 4-4-2, pelo amor de Deus, Flávio… É um jogo de 180 minutos, como se diz, mas é no jogo daqui que o Remo tem que conquistar essa vaga, e eu não tenho dúvidas, que conquistará…

    É a minha opinião.

    Curtir

  2. Mais do que um tecnico o paysandu precisa de reforços.sendo que o lecheva tem competencia para permanecer no comando.porem de nada adianta trocar o tecnico sem reforçar o time

    Curtir

  3. amigo Claudio, técnico não joga, tem que mandar este “mão de quiabo” RASGAR da toca do lobo, não é a primeira vez que este “iluminado” falha, abraços………..

    Curtir

  4. Cláudio, como crítico do esquema com três zagueiros eu prefiro o 4-5-1. Porém, o problema é que o homem-chave desse esquema, o volante-meia Jonnathan não jogará a próxima partida, que como você disse e eu concordo, é o jogo da classificação azulina. Vamos torcer para que o Flávio consiga suprir a falta deste jogador que considero um dos mais importantes do time.

    Curtir

  5. GN, análise quase perfeita do PSC X CR, coloco apenas um senão, o PSC perdeu pro Paulo Rafael, outrora cantado em verso e prosa.

    Curtir

  6. Mariano, como o Flávio Araujo ao que tudo indica “limou” o Tragodara de seus planos, o Remo só tem um jogador capaz de substituir o Jonathan, com rendimento semelhante. Basta que ele oriente com firmeza este jogador (exija, se precisar) que ele deixe de lado as firulas e jogue fácil, simples, pro time, e que ele cumpra efetivamente estas orientações, deixando que sua habilidade flua naturalmente. Falo do Tiago Galhardo que é jogador habilidoso, com alguma velocidade e com bom sentido de marcação. Aliás, há quem diga, porque acompanhou a carreira do Galhardo desde o início, que a posição verdadeira do polêmico jogador, não é nem meia armador (como foi propagandeado por quem o trouxe), nem meia atacante (como ele próprio disse quando recebeu as primeiras críticas pela baixa produção na armação das jogadas). Na verdade, ele seria mesmo um volante. Agora, do jeito que o Flávio Araujo é arredio, creio que ele vá de Tony mesmo. E aí, só resta torcer para que o Tony desempenhe muito bem as funções recebidas do treinador.

    Curtir

  7. O Flávio parece que encontrou um esquema que é eficiente em todos os quesitos. Na minha opinião, o esquema do Remo na verdade, é o esquema da moda no futebol europeu, o 4-2-3-1. E está funcionando bem, volantes protegem bem a zaga, os zagueiros estão seguros, os laterais apoiam bem, com destaque para o Alex Ruan e Capela, Ramon e Jhonnatan estão criando bem as jogadas e nosso atacante, seja Val Barreto ou Leandro Cearense, está fazendo gols. Não podemos esquecer a base de tudo, “todo grande time começa por um grande goleiro”, e temos o melhor do campeonato, São Fabiano. Penso que temos time pra vencer o Paragominas, pois eles demonstram muita garra, mas não vão suportar um mangueirão lotado na quarta-feira e a torcida azulina promete invadir Paragominas no domingo. Não querendo ser abusado, mas já sendo, tem uma vaga pra mim no carro da Rádio Clube para ir à Paragominas?

    Curtir

  8. Remo e PFC de quarta pode ser dos melhores jogos do campeonato. A apropriadíssima alcunha de jacaré dá a exata noção de como se deve jogar no pantanal do PFC, com muita garra e atenção. O jogo de domingo será uma verdadeira guerra, como bem mostrou o jogo contra a Tuna. Como o primeiro jogo será em Belém, no não muito menos enlameado Mangueirão, o Remo tem que fazer o placar em casa mesmo, pois em Paragominas a bola não rola. A manutenção do 3-6-1 será fundamental para isso. A saída de Jhonnatan obriga a meiúca com Gerônimo e Nata na cabeça-de-área, mas a volta do trio titular da zaga: Carlinho Rech, Henrique e Mauro Pastor, passa estabilidade. Talvez jogue Yan em vez de Mauro, o garoto arrebentou no RE-PA. No mais, volta Val Barreto ao ataque e Clebson, fica no banco, mas com moral elevado depois do gol no RE-PA. Se for para arriscar um time mais ofensivo, se Branco tiver condições de jogo, entraria com ele na vaga de Endy, ou até mesmo com Galhardo. Assim, acredito num time mais ou menos assim: Fabiano, Carlinho Rech, Henrique e Mauro (Yan); Endy (Branco/Galhardo), Nata, Gerônimo, Capela, Ramon e Alex Ruan; Val Barreto (Leandro Cearense).

    Curtir

  9. Temos que tirar o chapéu para o Flávio Araújo, eu fui de alguns que queria a saída dele, ele foi o principal responsável por essa classificação e possível título do segundo turno e até o campeonato.
    Os jogadores estão felizes e dando tudo de si. Estou mais feliz pelos jogadores da base, Alex Ruan tem que ser titular absoluto na lateral esquerda, Yan foi uma excelente surpresa, como nos velhos ensinamentos sempre misturar a base com bons jogadores importados.

    Eu aconselho a diretoria do PFC deixar os dois jogos para o mangueirão, sem dúvida o melhor palco para tal. O mesmo poderia ficar com a renda, pois o título me desculpe mais vai ficar com o Leão.

    Curtir

  10. Claudio o nosso presidente Vandick precisa entender que no futebol, deve sair sua figura de amigos de todos e agir com a responsabilidade que seu cargo determina.

    Não adianta manter no elenco quem não serve e nem contratar por gratidão.

    E no caso do Lecheva, já deu o que tinha que dar, apendeu o que tinha que aprender. Basta!

    Curtir

  11. O problema, Cláudio, e essa é a minha preocupação…É que jogando no lamaçal de Paragominas, a técnica e a tática inexistem. Aí, eles se nivelam – por baixo- com o Leão.

    Pode ver. O jogo fica mais dependente da força, do fôlego e, claro, da sorte dos jogadores que conseguirem definir em um lance capital.
    Se tratando de Remo, posso te afirmar que “sorte” é uma coisa que tem deixado a desejar lá pelas bandas do Baenão.

    Sou Remista, mas tenho plena consciência que o Remo é azarado pra caral#@*, meu caro.

    Só o fato do Remo ter perdido sua vantagem em 5 minutos, por causa dessa palhaçada do Dida, já me desanimou. Se não ganharmos quarta feira, nem assisto o jogo de domingo.

    Chega de sofrer…Eu hein.

    Curtir

  12. É por aí, amigo Édson… Vandick, ao que parece, é muito “bonzinho”..

    – Zico, eterno ídolo da Gávea, foi demitido do Flamengo, por fazer tantas besteiras, como diretor de futebol….

    – Arthur Oliveira, ídolo do Rio Branco, foi demitido do Estrelão, por fazer tantas besteiras como diretor de futebol..

    O Futebol, amigo, não perdoa incompetentes, mesmo sendo ídolos…

    Cuidado, Vandick…

    Curtir

  13. Pra mim, a maior surpresa do jogo foi Yan. Entrou como incógnita e postou-se muito bem na defesa, fazendo boa marcação e ótimos desarmes. A segurança do jogador deveria fazê-lo figurar pelo menos no banco de reservas.
    Talvez o Remo tenha também um bom volante da base que seja melhor que o Tony, pra lançar mão na vaga do Johnatan pois a molecada do Leão demonstra muita garra e, graças a eles, o Remo tem se reerguido desde as derrotas do início do returno.
    Como aconteceu com o Cametazinho, aposto que no dia que o Flávio sair do Remo, vai querer levar Johnathan, Alex Ruan e Endy; talvez até o Yan.

    Curtir

  14. Como diretor de futebol, eu não sei. Mas Arthur é um vencedor como técnico. Já manifestou que quer ser presidente do Remo e eu o apoio…

    Agora deixa eu estudar. Prova de histologia é mais difícil do que jogar lá em Paragobala! Abraços a todos!

    Curtir

  15. O time azulino é infinitamente superior e deverá entrar em campo só para confirmar o favoritismo!
    Do outro lado um time desorganizado que na base do abafa, entrega dos jogadores e uma pitada de sorte, tiraram a Tuna das finais!
    Se fosse jogo de loteria coluna um na certa, já que o leão é o mandante!

    Curtir

  16. Wandick para ocupar um cargo desse importante de gestão, vc precisa entender que decisões duras precisam ser tomadas e que nem sempre vc irá agradar a todos, e mais, sem essa de proteger amiguinhos, a prioridade é a coletividade, a NAÇÃO BICOLOR, portanto FORA LECHEVA!!!

    Curtir

  17. Claudio, Andre, Icca, Pr Carlos, MMaciel, Edson, Antonio Oliveira, Daniel Leite, Gerson Nogueira e demais comentaristas do blog mais lido do NNE…ontem tivemos um fato triste na 2ª rodada do Campeonato da Sacramenta…um policial civil, torcedor de uma equipe chamada Furacão agrediu com um jato de spray de pimenta o arbitro de futebol profissional…o policial, de prenome Edson, segundo testemunhas do fato, é lotado na DP do municipio de Baião….peço desculpas aos nobres amigos do blog, mas fato dessa natureza eu nao poderia deixar de mencionar …..

    Curtir

  18. Com todo respeito camarada Cláudio Santos, mais o que você fala sobre o Flávio Araújo e o Lecheva não tem fundamento algum nos seus comentários 1 e 2 desse tema amigo.
    1º quando o Flávio Araújo perdeu os dois jogos consecutivos para o Paysandu por 2 a 1 e 3 a 1, você foi uma das pessoas que defendeu aqui no blogue a demissão do mesmo. Agora vem dizer que ele e “bom técnico” por que seu time venceu o Paysandu em duas partidas cujo o resultado já estava armado na véspera, mais tudo bem, e a sua opinião.
    2º o Lecheva e o menos culpado do que ocorreu, ele pode ate não ser um primor de treinador, mais conseguiu ao longo da competição desbancar o Remo em duas ocasiões, perdendo em três e claro. Mais nada que seja fora do “normal” perder um clássico. Diferente do Clube do Remo, que além de perder para o Papão, também perdeu para o PFC, Tuna, e está fora da copa do Brasil sob o comando do “bom técnico” Flávio Araújo como você mesmo teima em achar.
    Tudo bem, e a sua opinião! Eu só espero que o Remo consiga passar pelo PFC e venha disputar com o Paysandu o título em igualdade de condições. Caso o Remo consiga vencer novamente o Paysandu e leve o titulo de 2013, ai sim concordarei com o sei raciocínio e darei a mão a palmatória, ao contrário de você e de muitos que desmerecem o bom trabalho do sempre criticado Lecheva.

    No meu entendimento, se há um culpado pelas derrotas do Paysandu para o Remo, este não e o Lecheva! Ele apenas cumpre o que lhe e mandado, cabe culpa aos mandatários alvi-celestes, que por algum motivo escuso que jamais saberemos, foi imposto de alguma forma a facilitar as coisas para o Remo.
    São vários indícios que levam a crer que isso aconteceu. A barracão do ex- titular o goleiro Zé Carlos, assim como a efetivação do Iarley na marra, culminado com a reserva dos artilheiros João Neto e Rafael Oliveira.
    A má escalação do time contra o Remo nos dois últimos jogos, onde preferiram por em campo o Helinton e o Iarley em um campo cheio de água e outras coisas mais.
    Como disse mais acima, só vou concluir que não existe conspiração em nosso futebol se o Remo vencer o Paysandu na final e levar o caneco. Porque ficará “evidente” a “superioridade” do elenco azulino, assim como a “superioridade” do treinador azulino frente ao time e ao técnico bicolor.

    Curtir

  19. É intrigante saber que o time não vence há 5 jogos, e desses, duas derrotas seguidas para o maior rival e a diretoria não toma uma iniciativa sequer. Em outros tempos não muito distantes já tinha caído treinador, dispensado um monte de jogadores e diretor renunciando. Mas o que vemos e sentimos é um silêncio inquietante como se nada estivesse acontecendo de ruim ou de mal. Engraçado, mas recentemente a mesma coisa aconteceu lá pelo outro lado e as ações tomadas foram às mesmas, ou seja, nenhuma.

    Curtir

  20. Fernandes Filho, dissestes tudo amigo! Realmente quiseram fazer um caça as bruxas no Baenão e não aconteceu. Agora querem o mesmo caça as bruxas na Curuzu e temo que cacem as “bruxas” erradas meu amigo.
    Digo e repito, o Lecheva e o menos culpado pelo “fracasso” nesses últimos jogos. Erros existem sim, mais quem tem de dar condições de trabalho são os gestores e não os subalternos. Quem contrata são os dirigentes e principalmente o presidente.
    A segundona está na porta, e ate agora o Paysandu contratou apenas o zagueiro Fábio Sanches, muito pouco para quem tem o elenco que tem e acha que está tudo certo perdendo para o Remo que nem divisão tem.

    Curtir

  21. Na verdade ficar de fora das finais do 2º turno, atrapalhará e muito a preparação do Paysandú para a série B, pois as finais do Parazão serão nos dias 12/05 e 19/05, sendo que o Papão estreará no dia 25/05, isto é, o time que disputará as finais deverá ser praticamente o mesmo da estréia da série B.
    O Papão deve logo iniciar as contratações para série B e Copa do Brasil, e começar a dispensar.
    Quanto as finais do 2º turno, não creio que o Remo seja favorito disparado, senão ganhar no dia 01/05, tem que fazer um bom resultado, dificilmente sairá como campeão do 2º turno, pois o PFC em Paragominas é bem mais determinado. Já conhece o campo tanto que sempre inicia do lado esquerdo das cabines, deixando o lado direito para o 2º tempo, pois é melhor para atacar.
    Outra coisa, não será problema nenhum escalar o Jaime e o Eduardo, pois esse negócio de contrato é balela, o Reis jogou contra o Remo no Mangueirão e não deu em nada. Se o Remo não terá o Jonathan, o PFC não terá o Marquinhos nem o Ilaílson no meio-campo. Portanto disputa em aberto.

    Curtir

  22. Observando os jogos pós Flamengo, acredito ser crível que o técnico Flávio Araújo estava com a mente mais voltada para as partidas com o nosso maior adversário, então como explicar a boa evolução tática e técnica da equipe? E os chutões que praticamente inexistiram no jogo passado?. Se ele agiu, assim foi certíssimo na atitude pois sabíamos que a tarefa em derrotar o mengão no Rio era quase impossível, o jogo contra o Paysandu era na verdade o objetivo maior, dependíamos desses jogos para seguir adiante no campeonato e a tão sonhada vaga no brasileiro série D. Agora teremos o Paragominas pela frente em dois jogos difíceis e se o Remo manter essa postura demonstrada nos recentes jogos, a chance de chegarmos a final do campeonato são enormes.

    Curtir

  23. Lucilo, a ausência de chutões também ocorreu pela modificação da trinca defensiva. Henrique e Nata saem jogando com passes. Yan dá chutões, mas para a Lateral.

    Maurão, meu caro, é quem adora desferir balaços para frente sem a menor necessidade.

    Curtir

  24. Amigo Cláudio, o Clebson foi apenas emprestado para o Remo, certo? Quando ele deverá ser devolvido ao Salgueiro?

    Poxa, o Bismarck (Antigo sonho de consumo do Remo) ainda está dando sopa no Campinense. Seria uma grande contratação para a série D….

    Ah, e tenho mais uma daquelas perguntas comparativas Ahahah…Quem é melhor volante, Mael ou Ilaílson?

    Curtir

  25. Thiago, eu diria que os dois são melhores que Nata e Tony. Rrsrsrs. Alguém sabe me dizer se a Série D terá as despesas bancadas pela CBF? Se não for, já podemos contabilizar duas vagas para o Pará, pois haverá desistências.

    Curtir

  26. Até que enfim a diretoria deu uma dentro:

    “Ingresso para Remo e Paragominas custará R$10” Fonte ORM.

    Curtir

  27. Eu sempre ouço muitos entendidos do assunto elogiando o Ilaílson, mas também ainda não vi todo esse futebol no rapaz. Concordo contigo.

    Só acho que o Remo precisa, urgentemente, de Volantes. Também estamos carentíssimos na Lateral Direita – E esse é o maior problema.

    Dá pra contratar o Mael, o próprio Ilaílson (Que é melhor que Tony) ou, ainda, o Eloir (Que tá no nosso vizinho, o Sampaio). Mas lateral direito…O único LD regular que tem por aqui é o Sinésio, afinal Levy já vazou.

    E agora, José?

    Por falar em volante…Desde que o Remo perdeu André, não achou outro volante “pegador”. Nata não é nem metade dele, apesar de estar evoluindo.

    Curtir

  28. A limitação do público no Mangueirão é só por causa da deficiente evasão em caso de emergência ou é por causa de problemas estruturais? O amigo Cláudio sabe de algo mais?

    Curtir

  29. Questão de segurança, amigo Miguel. Recomendações do Ministério Público determinaram essa redução de capacidade.

    Curtir

  30. Bismarck seria uma boa para a Série D, amigo Thiago, mas o Remo parece ter outras prioridades para a posição.

    Curtir

  31. Sim, sim, amigo Gerson. Você tem toda a razão…

    Mas ainda acho que o Remo deveria já deveria fazer uma listinha de quem está ou não nas possibilidades do clube. Uma coisa boa que li é que, segundo o @Sigaremo, Ratinho estaria muito interessado em voltar ao Leão; Seria um substituto bom para Branco, que está quase contratado pelo Águia.

    Sinto que, mesmo com a classificação para a série D, muita gente boa vai sair…É uma pena.

    Curtir

  32. Queria saber se esse goleiro Dida é o mesmo que foi suspeito de receber propina quando o Cametá iria decidir o título contra o Paysandu? Se o for o mesmo que defendeu a Tuna, então é muito suspeito o gol que levou no final.

    Curtir

  33. Dewson Fernando apita Campinense e Flamengo CB 2013 nesta quarta feira…caso os amigos nao tenham lido, favor ler meu comentario de numero 20…lamentavel o fato….triste mesmo…abraços a todos…

    Curtir

  34. O próprio, amigo Rosivan.

    O mais curioso é que todos os atletas da Tuna foram ao ataque e o único que “sobrou” na defesa estava de costas para Dida.

    Advinha para quem ele, supostamente, passou?

    É bizarro pensar que alguém pudesse destruir o excelente trabalho do Cacaio por mau caratismo. Tomara que tenha sido apenas falta de atenção mesmo. Eu hein…

    Curtir

  35. Por sinal, o Senador Tapidoido teria ido muito mais longe se tivesse contratado Cacaio em vez de Sinomar “Noves” ou Mariozinho boca-de-abiu.
    Mais que resultados, gostei de ver o comprometimento e o apego de Cacaio com a Lusa; Se a Tuna tivesse mais gente como ele dentro do Clube, não tinha chegado tão baixo.

    Curtir

  36. Engraçado, como é torcedor do leilão, falam que time do paysandu e timeço ai vencem as partidas , ja se posturam na serie D. ate vendo contratações… Bom agirem fico pensanndo será que ja estão garantidos na serie D, os jogos de Quarta e Domingo não valem nada? o Paragominas não tem time pra vencer o ja estão ensainado compra da vaga ? essa impressão que fica . Pois estou lendo os comentarios so se falam em contratações para serie D. E nem comentam se vão vencer o PFC… eu hein !!!

    Curtir

  37. Suposto torcedor do PFC, vc é sofredor listrado banana de pijama, dá pra perceber muito bem. Até porque, os verdadeiros torcedores do PFC NÃO TEM VERGONHA de mostrarem a cara, ao contrário de você. E ninguém tá falando aqui que a série D está garantida. Vá procurar chupeta para chupar.

    Curtir

  38. O cidadão do post 49 não deixa de ter razão. O Remo antes de pensar em contratar, tem que assegurar a vaga à série D, para depois pensar em contratações, pois os próximos 02 jogos serão tudo ou nada para as pretensões do Remo em 2013.

    Curtir

  39. Calma, você mesmo está dizendo que nunca irá torcer para time sem divisão, isso prova que você não é torcedor do Paragominas, e sim do timinho de listrado. Vá tomar uns remedinhos de tarja preta depois volta para conversarmos.
    abs

    Curtir

  40. Quando discuto sobre contratações com meus queridos colegas de blog, só estou estipulando, Dário. Sonhando…

    Aqui é um lugar onde todo mundo pode dar pitaco sobre QUALQUER coisa, contanto que se mantenha o respeito. Até sobre as (im)prováveis aquisições do meu clube do Remo.

    Gosto de imaginar alguns jogadores bons vestindo a camisa do Leão. Que mal tem nisso?

    Eu mesmo, nunca admiti que o jogo contra o Paragominas seria fácil. Aliás, se tudo seguir a lógica, não será mesmo. Ainda mais atuando no brejo que é a Arena Verde.

    Seja mais paciente e tenha a devida calma antes de escrever certos comentários. Ninguém veio aqui para brigar.

    Curtir

  41. Claudio, a partida está em boas mãos..vs torcer para o trio sair sem chamar atencao..rsrs…

    Curtir

  42. Boa tarde Gerson Nogueira e Amigos do Blog;
    Discordo frontalmente do grande baluarte Cláudio Santos pelas razões a seguir:
    1º O FA não é grande técnico coisa nenhuma, o único esquema tático que ele sabe montar é RETRANCA, aí eu concordo. É UM GRANDE RETRANQUEIRO;
    2º o ESQUEMA preferido do GR (grande retranqueiro) é o 1- 4-6; e o 1-4-5-1, (o 1º 1, é o goleiro, claro) então é só povoar o meio campo e chiutão prá frente, quando pega uma zaga desatenta fatura e liquida a partida; esse é o grande técnico FA pro nosso baluarte e esses são os nós táticos que ele aplica, genial não?!,
    3º Todos sabemos que o responsável pela ascensão do remo chama-se BRIO, exatamente isso, os moleques da base e os rejeitados pelo FA, mostaram prá todos, o que está na cara, os bondes trazidos pelo FA não jogam naaaaada, mas, são escalados sempre claro, mas ainda bem, prá salvação da até então acabrunhada torcida emista, que pintou por lá uma tal de virose, e ums cartões amarelos que escantearam os meninos de ouro do FA, que sem alternativas foi obrigado a escalar os moleques oriundos das bases e mais um enjeitado, que botaram prá fora o BRIO que o jogador paraense tem e o resultado está aí, parabéns garotos; mas, sempre tem um mas, né não? prá azar do Cláudio Santos, penso, uma vez que a Virose se foi e os cartões amarelos, quitados, lá vem os bondes, de novo!!! e agora FA? fazer o quê. Bom isso é problema dêles, no que tange ao Grande Bicolor Amazônico, entendo que “Perdemos os Anéis, mas, Preservamos os Dedos” essas duas derrotas serviram para mostrar-nos o que corrigir, onde corrigir e com o que corrigir, senão vejamos:
    1º Penso que está na hora do retorno do Zé Carlos ao arco do Grande Bicolor pois apesar de entender que o Paulo Rafael é um Grande Goleiro, percebo que ele não recuperou ainda a forma das campanhas do ano 2012, Copa do Brasil e Série C, está muito nervoso, brigão e isso transmite insegurança prá defesa;
    2º Penso que retorno do Rafael Oliveira no lugar do Iarley, dará mais agressividade ao time que está perdendo muuuitos gols, lamentavelmente o Iarley não reencontrou nem 60% do seu verdadeiro futebol;
    4º A entrada do Billy no lugar do Vânderson, deverá ser providenciada, isso tornará o time mais ágil e dinâmico, estamos perdendo todas no meio campo e na contenção, claro que a ausencia do Capanema sobrecarregou o Vanderson, uma vez que o esdras não encontrou o rítmo da partida e deu no que deu.
    Ademais é treinar e treinar, prá ver se a turma adquire alguma categoria, já pensaram se o Pikachú tem só um pouco dela, aquela bola seria uma cavadinha e o goleiro Fabiano não sairia nem na foto, pois já estava caindo, e como é que o artilheiro João Neto, perde um gol daqueles logo no primeiro minuto de jogo, e o que dizer daquela cabeceada do Thiago Costa? é por essas e por outras mais que discordo dos ataques do grande Cláudio Santos ao Lecheva, o esquema tático que ele adota é o 4-4-2 que todos conhecemos, as oportunidades surgem, mas os afoitos e vaidosos jogadores querem resolver tudo sozinhos e acaabam poerdendo os gol’s; ora issso não é culpa do técnico, o time terminou o primeiro tempo perdendo, ele fez as mudanças que entendeu nescessárias e em quatro minutos de jogo no segundo tempo ele chegou ao empate; pô camaradas taí a mão do técnico, pô agora ele tem culpa da falha do Paulo Rafael, que impediu o progresso da reação do time adversário que apesar ds méritos pessoais do jogadores como lembrei acima, foram bafejados pela sorte, uma vez que os dois gol’s deles resultaram de falhas individuais dos nossos jogadores? isso é jogada trabalhada? isso é esquema tático?? passar bem meus amigos, curtam bastante esse moimento, pois ele é sim para ser curitdo, mas, de quarta em diante a sorte de vocês mudará de novo, haja vista, que os eleitpos do FA estarão de volta.

    Curtir

  43. Senhor Dario Marques, o senhor ouviu algun diretor ou membro da comissão técnica do Clube do Remo, falar algo em torno de contratações. claro que não ouviu e não ouviu , porque nem deles falou nada a respeito disso. Aqui ocorre apenas algumas manifestações de torcedores que dão palpites com essa relação a esse assunto. Flávio araújo é uma pessoa séria, e no momento pensa somente no seu Paragominas.Agora de uma coisa fique certo senhor mineiro. O mesmo significado que tem o Cruzeiro para Minas Gerais, tem o clube do Remo para o nosso Estado . Portanto respeite também o Estado do Pará, já que ele está dando a você a condição que Minas Gerais não deu, para que você evolua em todos os sentidos. E digo ainda que se esse mal entendido fosse com um bicolor, eu me reportaria da mesma forma, mesmo porque sou nortista,sou paraense,sou belenense,sou papa chibé , e fico puto da vida quando vem gente metido a besta do sul e sudeste sacanear como se aqui fosse terra de besta. Agora eu me invoquei com o teu Paragominas, vou meter o cassete nele aqui dentro do mangueirão, e se esse teu time geladeira do Cruzeiro meter a cara leva cassete também. Afinal esse Cruzeiro além de ser freguês do Remo e eu provo, ainda levou cassete do papinha lá em Fortaleza. Sem falar no Veron que sozinho detonou com o teu time dentro do mineirão.

    Curtir

  44. No post.2 o Claudio Santos afirma que a solução para o papão é demitir o Lecheva e contratar técnico importado,engraçado é que ele fez esta mesma afirmação sobre o remo antes do rexpa dizendo que a diretoria remista deveria obrigatóriamente demitir o Flávio Araújo e contratar o Arthur Oliveira pois do contrário apostava que o leião seria goleado pelo papão.a diretoria remista não concordou com a idéia do Claúdio Santos(infelizmente) e manteve o FA que comandou as duas vitórias azulinas.lembras destas previsões amigo Claudio?

    Curtir

  45. Nestes mais de três anos que frequento este blog aprendi muita coisa, sobretudo como resistir às provocações dos bicolores. Lembro que no início eu ficava irritado com a provocação dos torcedores rivais e só não revidava porque não levo jeito para isso. Hoje eu nem ligo para provocação, pois entendi que a discussão saudável deve ser sempre mantida e é vital para para o crescimento do blog. Quando surge alguém aqui irritado, percebe-se logo se tratar de algum novato ainda não acostumado com o clima competitivo e provocador tão comum entre torcedores rivais e muitos deles desaparecem por conta de atritos iniciais.

    Curtir

  46. Pô, Edmundo, é lamentável um fato deste. E que providências já foram tomadas? Um BO e uma queixa na Corregedoria já seriam um bom começo. Agora, cá pra nós, só muito gosto pela mediação, para correr este risco e outros muito maiores, não é mesmo, Edmundo?! Avalie que uma vez escreveste aqui no Blog que as coisas haviam melhorado pelos campeonatos de bairro para os mediadores.

    Curtir

  47. A briga não é minha, mas acho que quem chega numa cidade e torna-se um cidadão como outro qualquer, tem todo o direito de adotar um time de futebol e por ele torcer, entrando nas discussões e gozações tão normais. Todos aqui têm telhado de vidro. Cuidado com os bairrismos desnecessários, que às vezes querem dizer não apenas amor a sua terra, mas também complexo de inferioridade ou puro preconceito mesmo. Não estou afirmando que é o caso aqui. Muitos, milhões de nós, norte-nordestinos, vão para outras regiões do Brasil e tornam-se fanáticos por times da cidade onde chegam. Amigo Jaime, em Atlanta, certamente gosta dos Hawks, creio. Normal também é o ressentimento do povo do nosso interior em relação à capital.

    Curtir

  48. Amigo Jairo, desse dia que postei, para o 1º jogo, o Flávio teve o tempo do mundo e por isso conseguiu o que ninguém esperava, mas teve que fazer o que eu sempre falava aqui, que era reconhecer a superioridade do Paysandu, primeiramente…. Uma coisa é certa, se o Parazão não tivesse paralisado, o Leão, já era amigo…

    Aliás, Batman diria: Santa Paralisação….

    É a minha opinião…

    Curtir

  49. Amigos Silas Negrão e Jairo, não e de hoje que bato de frente aos comentários sempre controversos do escriba Cláudio Santos.
    Se vocês procurarem maia acima, esplanei exatamente o que o caro colega Jairo falou. Que antes do primeiro RE-PA dessa semi-final, o Cláudio Santos pedia a cabeça do Flávio Araujo e seguidamente a contratação do Arthur Oliveira para motivar o elenco azulino para os dois confrontos com o Paysandu.
    Mais a diretoria azulina não deve frequentar o blogue do Gerson, assim como a diretoria bicolor também, no que penso ser um erro. Pois as vezes acho que seria muito importante as diretorias abrir um canal direto entre a torcida e os dirigentes dos clubes da capital, para saber como está a satisfação de nos enquanto torcida.
    Amigo Jairo, também penso que não há méritos nenhum a serem creditados na conta do Treinador azulino, afinal de contas o clube azulino não chegou a empolgar nenhuma vez nesse início de temporada, em nenhum momento sobrou contra nenhum adversário.
    Ao contrário do Papão, que se não chegou a ser o melhor time do campeonato, mais foi hiper superior no clássico que venceu o Clube do Remo por 3 a 1. Onde o placar de 3 a 1 foi pouco.
    O treinador azulino e sem dúvida alguma, um experte em montar um time de futebol na retranca, fato que ocorre desde que o campeonato se iniciou.
    Caso o PFC consiga furar a retranca no primeiro jogo da final e saia vencedor, e bem capaz dele (Flávio Araújo) por em campo outro “ferrolho” para não tomar gols.
    Arrisquem-se a dizer qual seria o novo esquema do famigerado treinador azulino! Quem sabe um – 1 – 5 – 5. Com cinco jogadores na defesa, e outros cinco na meiuca, sem nenhum jogador de ataque. Depois tem gente que acha que o treinador azulino e o cara, e que tem mais coelhos na cartola que os demais treinadores do futebol paraense.

    Curtir

  50. Amigo Silas, em um post meu, eu falava justamente sobre esse brio, motivação,…. Falava que o Remo não estava precisando mais ser treinado, de preparação física, de nada… Precisava de motivação, coisa que o Flávio não conseguia mais passar ao grupo e isso, voltou a acontecer, principalmente por essa parada, por esse tempo, que eu falava que ele precisava, mas que não tinha e acabou tendo…

    Curtir

  51. Notas sobre o Paysandu:

    – Lecheva está em SP, foi ver os jogadores indicados pelo Yamato…. Pode? Será que quando ele voltar aí vai o Vandick, depois o Roger,….

    – Yamato vai para Naviraí, assistir ao jogo do regional no domingo, do Naviraiense, para passar informações ao Lecheva… Yamato vai de Gerente a auxiliar técnico…Te contar…

    Quando Lecheva chegar e dizer: esse eu quero…. Já foi contratado, como sempre vem acontecendo… Um bom técnico, resolveria isso…

    Acoooooooooorda Vandickkkkkkkkkkk

    Curtir

  52. Caro amigo Cláudio, então, quer dizer que agora é OFICIAL: Yamato é auxiliar técnico, mesmo ! Vou te contar… Mas, olha, se serve de consolo à nação alvi-celeste, tá muito melhor como está do que na era (ERAS !) LOP ! rs

    Curtir

  53. Acho que o CR irá passar tranqüilamente pelo PFC, se respeitá-lo. rs

    Será legal ver o CR voltar à série-D. Fico triste quando penso no meu tio, lá de Bragança, que torce pelo CR e nunca mais teve alegrias dadas pelo CR.

    CR na série-D e Papão campeão, vencendo os 2 jogos contra o CR, na final.

    Curtir

  54. As coisas, as vezes, não fazem sentido.Lecheva, já dito melhor técnico deste parazão, tem o melhor plantel tecnicamente. O FA, já dito aqui por cima que é ruim, com elenco dito inferior, agora é O LÍDER GERAL DO CAMPEONATO. Tem alguma coisa errada aí.
    rsss

    abs

    Curtir

  55. No Paysandu, tem o técnico de fachada, Sr. Vandick, e o presidente de fato Roger Aguilera, este quem manda e desmanda no Paysandu. Essa é a verdade.

    Curtir

  56. Amigo Cláudio, o CR, FA e todos os sofredores azulinos parecem-me que têm é que agradecer ao Tapiocouto, pela paralização do campeonato, pois FA teve tempo para arrumar o CR. rs Mas acho que essa mudança, quase que da água para o vinho, foi essencialmente por causa da PRESSÃO. FA esteve na corda bamba e até pediu para ir-se embora. E até você, amigo Cláudio, sentenciou, corretamente, que o FA não tinha mais condições psicológicas de dirigir o CR. Acho que com toda essa pressão, ele ficando, viu-se forçado a adotar (tentar !) outra esquema. Claro, que
    não foi só isso, pois a outra metada do sucesso veio por que o elenco atuou com vontade, entrega.

    Curtir

  57. Gerson, então, deve ser aquilo que suspeitava: que a RBA-Santarém alterou a programação da rede, pois não dá para entender se disserem que foi por problema técnico, pois passou
    o Canal Livre, logo após o Pânico. Já tinha pensando em escrever a RBA, para alertar que o pessoal daqui, às vezes, faz umas barbeiragens na operação.

    Curtir

  58. Puxa, Gerson, se der, por favor, poste o Bola na Torre, de domingo. Puxa, logo em fds decisivo aconteceu essa, de não passar pra cá para Santarém… Vou te contar. Abraço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s