O passado é uma parada…

74365_10151234042371172_503295762_n

No dia 9 de janeiro de 1822, o então príncipe regente Pedro Orleans e Bragança surpreendeu a Corte portuguesa, que cobrava seu retorno imediato a Portugal. Contagiado pelo clamor nacionalista da então colônia, proferiu a célebre frase: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fito”.

8 comentários em “O passado é uma parada…

  1. Nosso amigo Daniel bem quem poderia aparecer com seus bons conhecimentos históricos para comentar este post.A propósito hoje aniversário da minha avó Estelita,89 anos bem vividos.Que Deus lhe dê ainda muitos anos de vida.

    Curtir

  2. Gerson, essa semana assisti a mais um filme sobre o período monárquico no Brasil. E mais uma vez fiquei impressionado como se vende uma imagem totalmente depreciativa dos nossos monarcas. D. Pedro II foi uma das personalidades mais inteligentes de sua época e sempre o colocam como o oposto. Triste um povo que não valoriza sua história e seus heróis.

    Curtir

  3. Tem razão, amigo Dennis. Nossos historiadores se especializaram em dar cores mais fortes aos defeitos dos personagens, ao invés de valorizar suas virtudes.

    Curtir

  4. Sem querer comparar, José Sarney também é um homem muito inteligente, dizem até que é um bom escritor, mas…

    Curtir

  5. Amigos Dennis e Gerson,

    A questão sobre as não tão novas interpretações e abordagens sobre personagens e períodos históricos de nossa não muito gloriosa história é tributária de concepções do conhecimento histórico, bem como da escrita historiográfica, que romperam com a tradição positivista dos oitocentos e que esteve bastante presente no estudos e na escrita de uma história brasileira até meados dos século XX. A enfatização da figura dos homens públicos, os líderes natos, os responsáveis pelos grandes feitos políticos, bem como a construção das identidades nacionais foram professadas com fé pela historiografia positivista a partir da preocupação desta com a precisão que vislumbrava elucidar os fatos históricos através de uma criteriosa crítica dos documentos (sobretudo os escritos) em busca de uma verdade histórica, pronta e acabada. O que esteve contido nos livros de história e se ensinou em nossas escolas por muito tempo foi justamente elaborado a partir desta compreensão do passado e da dimensão dada a importantes personagens de nossa história balizados pelas concepções da história positivista. Muito embora a superação da tradição positivista tenha focado em outros objetos e objetivos – daí talvez derivando a abordagem “depreciativa” de certos personagens da história nacional, embora muitos jornalistas e não os historiadores propriamente ditos tenham se ocupado de tais enfoques -, há de se reconhecer que muitos personagens e figuras públicas de nossa história tem importância significativa e reconhecida por muitos historiadores. Sebastião José de Carvalho e Melo, o Marquês de Pombal, por exemplo, é personagem primordial para o entendimento de uma Amazônia hoje em sua maior parte falante da língua portuguesa e não castelhana, em que pese ter elaborado um conjunto de medidas saneadoras e modernizadoras que levaram à aculturação das tribos nativas de nossa região na segunda metade dos anos 1700.

    Curtir

  6. Amigos querem conhecer a verdadeira história do Brasil, leiam os livros do Laurentino Gomes “1808” e “1822” vocês vão entender por que os políticos e a elite brasileira, vivem do modo como estão hoje, leitura obrigatória deveria ser o livro em qualquer escola do Brasil, para que todos conheçam a podridão que existe nos poderes da republica desde a época do império.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s