2 comentários em “O passado é uma parada…

  1. No carnaval de 88 eu já não estava em Belém, o último em que estive na Doca foi o de 87 quando o intérprete da Arco-Iris foi Carlinhos de Pilares cantando “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”.

Deixe uma resposta