Começamos a ganhar a Copa

Por Gerson Nogueira

Desconfio que Mano Menezes caiu porque a cúpula da CBF estava com medo de criar um novo Dunga, que no começo era provisório e foi ficando, ficando até perder a Copa de 2010. A situação era mais ou menos parecida. Mano assumiu sem que ninguém – nem ele – acreditasse que ficaria até 2014.

A demissão foi providencial, pois o tempo está escoando e a partir do próximo ano não haverá mais espaço para mudanças de comando. Havia quase um consenso de que a chance de título mundial passa pela escolha de um novo técnico, com competência e “cara” de Seleção.

Mano ganhou o cargo por uma combinação simples de fatores: ausência de grandes nomes (Muricy recusou e Felipão não quis) e força política de Andres Sanchez na CBF. “Corintiano”, Mano foi uma indicação pessoal de Sanchez, avalizada por Ricardo Teixeira.

Sem torneios oficiais a disputar em 2011, quase não foi notado. Apesar de amistosos contra seleções sem tradição, a Seleção Brasileira jamais empolgou. Mano mudava constantemente e o time não ganhava um rosto. Veio a Copa América e a eliminação vexatória – com direito à pior série de penais da história do escrete – começou a desgastar o treinador.

Para os Jogos de Londres e a busca da única conquista que a Seleção não tem, surgiram dúvidas quanto à sua permanência, mas José Maria Marin (que substituiu a Ricardo Teixeira) decidiu bancá-lo.

O novo fiasco, com derrota para a seleção mexicana na partida final, selou o destino de Mano no cargo. Só teve sobrevida até sexta-feira porque, aparentemente, Marin não quis medir força com Sanchez.

Agora, fortalecido no cargo, Marin tratou de se livrar de Mano, sem precisar dar muitas justificativas sobre a demissão. Afinal, o técnico não ganhou rigorosamente nada e não conquistou nenhum título de relevo. Não conseguiu se consolidar no papel, tanto que as reações à sua saída foram extremamente positivas.

Mano só venceu mesmo os dois Super Clássicos com a Argentina, competição caça-níquel disputada pelos times B dos dois países. E, ainda assim, foi batido pelo fraquíssimo time argentino no tempo normal do embate de quarta-feira.

Com a saída de Mano, começa a temporada de especulações. Entendo que três nomes disputam o cargo: Felipão, Muricy Ramalho e Tite. Chances maiores para o primeiro, que já tem um título mundial no currículo e sempre foi o preferido da CBF.

Muricy, que esnobou o escrete, é o segundo na fila. Tite é a terceira opção. Setores da imprensa carioca citam Abel e até Parreira, mas está mais ou menos óbvio que o técnico não sairá do Rio.

Sob o reinado de Marin, até Pep Guardiola, que curte período sabático nos Estados Unidos e admitiu o sonho de treinar o Brasil, tem mais possibilidades de ser contratado do que qualquer técnico vinculado ao futebol carioca.

Creio, porém, que qualquer que seja a escolha não há como comparar com Mano, um técnico cuja principal experiência foi comandar Grêmio e Corinthians na Série B do Campeonato Brasileiro. Bagagem insuficiente para o tamanho da responsabilidade que uma Copa do Mundo exige.

————————————————————–

Fritura em fogo brando

O diretor de Seleções da CBF, Andres Sanchez, que já estava mal na foto com a demissão sumária de seu protegido Mano Menezes, conseguiu queimar ainda mais o próprio filme em entrevista tão deslocada quanto rude. Obrigado a reconhecer publicamente a ausência de poder – foi voto vencido quanto ao técnico – tratou de disparar farpas em direção aos repórteres, como se possível descontar a irritação em terceiros.

Segundo fontes da entidade, depois de Mano, o próximo a ganhar bilhete azul será o próprio Sanchez. Talvez pressentido esse desfecho, o cartola corintiano usou a tática da linha burra, distribuindo coices verbais para tentar resguardar Mano de críticas. Não funcionou.

————————————————————–

A negociação misteriosa

Os compradores dos direitos federativos de Pikachu já admitem deixá-lo no Paissandu até o Campeonato Paraense. A ideia é manter o jogador em atividade enquanto não surge um clube interessado em seu futebol. Por ora, somente o Palmeiras se manifestou publicamente, mas recolheu o galho por implicância com o apelido do irrequieto lateral-direito paraense.

Caso fique para o Parazão, Pikachu se transformará em atração do Paissandu e um de seus principais trunfos para reconquistar o certame estadual. Até lá, também, talvez já se tenha informação mais certeira quanto ao valor real do negócio.

Alguns falam em R$ 700 mil, outros em R$ 800 mil e há gente que garante que Pikachu foi negociado por mais de R$ 1 milhão.

————————————————————–

Direto do Facebook:

“Deixando a politicagem de lado e um abraço caloroso a todos os queridos técnicos acima, me enternece saber da saída de alguém que nem devia ter entrado (convoca mal, escala pior e mexe erradamente). Só espero não voltarmos para a vaidade do Luxemburgo, a truculência do Felipão e enfrentarmos o português do Tite (titês)”.

De Alcyr Guimarães, músico dos bons e ex-jogador de futebol.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO deste domingo, 25) 

11 comentários em “Começamos a ganhar a Copa

  1. O torcedor só sabe ao certo quanto custa sua entrada no estádio para assistir jogos. Transação de jogadores é sempre obscura e valores questionáveis. O valor real de Pckgol nem ele saberá.

    Curtir

  2. É VERDADE GERSON NOGUEIRA, começamos a ganhar a COPA ou pelo menos as esperanças se renovaram mesmo não sabendo quem vai assumir. Mas o certo é que Mano Meneses ja foi tarde, muito tarde. Porém antes tarde do que nunca. Não se pode negar que o homem, como pessoa e bom, bastante educado, Porém como treinador da nossa selação era muito fraco, caldo de Gó, que estava deixando preucupados e sem nenhama vontade de assistir jogos da seleção até torcedores apaixonados pela Seleção Canarinho igual eu. Honestamente, desde que Mano assumiu a seleção deixei de assistir os jogos. Ainda assisti sem sem esperança de ganhar medalha de ouro a decisão olímpica. Mas depois de mais esse fracasso não quis mais assitir jogos da seleção porque não me dava mais vontade. Com Mano, nunca consegui escalar um time da seleção. Toda convocação era um time diferente. A seleção não tem base forte. Não tem nenhum jogador que possamos afirmar que é titular absoluto para a Copa. Nem mesmo Neymar, que so é badalado porque ta na mídia, é o menos pior que os outros e igual a Ronaldinho Gaucho, nunca disse o que foi fazer na seleção quando estava em evidencia, a pesar de se julgar intocável. Pelo andar da carruagem, se mano permacecesse até a Copa, iriamos correr o risco de vespera da convocação final ter de recorrer as velharias como Kaka, R gaucho, Lucio, Ze Roberto, Luiz fabiano etc. Era evidente e ficou mais evidente que Mano estava lá, através do costa quente Andress Sanches, mais para beneficiar indiretamente o Corinthians que a seleção. Ou seja, era a seleção servindo de laboratória para o Corinthians se aperfeiçoar para a decisão do mundial. Essa ultima convocação provou isso. Agora faço um alerta que o novo treinador vai ter consciência que vai começar do ZERO, tendo de formar a base ou espinha dorçal da seleção e depois o resto do grupo. Além disso, terá muitas dificuldades ´porque Sanches ainda está por lá, nãi até quando, mas vai querer atrapalhar. tenham certeza disso. É a minha opinião. Porém agora posso dizer: pra frente Brasil, salve a seleção.

    Curtir

    1. Chamou atenção a forma como Mano Menezes tratou o Fluminense durante a Série A deste ano. Só começou a convocar Fred e Cavalieri quando o Tricolor já tinha assegurado o título de campeão. Há suspeitas de que Andrés buscava, com essa atitude de Mano, ganhar a simpatia dos tricolores que integram a cúpula da CBF.

      Curtir

  3. Precisamos lembrar algumas coisas: 1- Estamos em uma safra de jogadores que não convencem. 2- A influência dos interesses comerciais atrapalham muito a corrupta CBF. 3- Futebol virou negócio obscuro e caras de “bom caráter” não querem esse pepino.
    …. Pra não ficar sem palpitar, prefiro o Muricí Ramalho, se tiver saúde pra isso.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s