Quem é o maior campeão de 2012 no Brasil?

Por Juca Kfouri

Terminados três dos cinco torneios mais importantes do futebol com times brasileiros em 2012, são três os campeões: o Corinthians, campeão da Libertadores; o Palmeiras, campeão da Copa do Brasil e o Fluminense, campeão brasileiro.

O Corinthians, é verdade, ainda pode ganhar um segundo título, o do torneio mais importante, o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão.

E tanto o São Paulo quanto o Grêmio podem ganhar a Copa Sul-Americana.

Até que tudo se decida, no desempate possível, o Flu argumentará com o título estadual que também ganhou, embora o Corinthians possa ponderar que não só conquistou a Libertadores invicto como disputou a final com o Boca Juniors, que eliminou o Fluminense nas quartas de final.

A discussão não terá fim, como é habitual quando se trata de futebol. E se não fosse pelo virtual rebaixamento no Brasileirão, o palmeirense seria capaz de achar um jeito de dizer que a Copa do Brasil é maior que a Libertadores e que o Campeonato Brasileiro juntos.

Flávio Araújo chega para treinar o Remo

Depois de duas semanas de especulações, o técnico Flávio Araújo desembarcou no começo da madrugada desta quarta-feira em Belém, para assumir o comando do Remo na disputa do Campeonato Paraense. Credenciado pela campanha invicta do Sampaio Corrêa (MA), campeão da Série D 2012, Araújo recebeu propostas de vários clubes, mas preferiu o desafio de treinar o Remo. Na chegada, porém, descartou o papel de salvador da pátria. “A novela do Sassá Mutema terminou faz tempo, mas trabalhar no Remo é motivante para qualquer treinador, e para mim não é diferente. Para chegar à Série D, temos que ganhar o Campeonato Paraense, portanto nossa meta inicial é ser campeão estadual”, declarou.

No aeroporto de Val-de-Cans, ele foi recepcionado pelo diretor Albany Pontes e mostrou conhecer a situação do Remo, cujo elenco está reduzido a menos de 10 atletas. Disse que irá reunir com os dirigentes para planejar contratações, não descartando a possibilidade de ir atrás de alguns jogadores do Sampaio. (Foto: MÁRIO QUADROS/Bola)