No desespero, Palmeiras pede anulação de jogo

Pouco depois da CBF divulgar a súmula da partida entre Internacional e Palmeiras ignorando a polêmica anulação do gol ilegal marcado pelo atacante Barcos, o clube paulista entrou com um pedido de impugnação do jogo em que saiu derrotado por 2 a 1 no último sábado.
A alegação do Palmeiras, segundo explicou o diretor jurídico Piraci Oliveira, é que o quarto árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima só teve condições de informar o juiz Francisco Carlos do Nascimento porque o delegado do jogo, Gerson Baluta, colheu informações com jornalistas presentes no Beira-Rio para determinar a anulação do gol marcado com a mão a partir do testemunho de quem viu a jogada na televisão.
Agora, o Palmeiras espera que o caso seja julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva no dia 8 de novembro, mesma data em que será debatido o pedido de efeito suspensivo em relação ao gancho de quatro jogos longe da cidade de São Paulo – o clube espera conseguir levar o duelo diante do Fluminense para o Pacaembu. (Da ESPN)

14 comentários em “No desespero, Palmeiras pede anulação de jogo

  1. Na minha opinião, sob uma ótica mais ampliada, casos como este mostram que o ideal seria que a FIFA admitisse logo que a arbitragem pudesse ser submetida a alguma coisa parecida com chamado “desafio”, como ocorre no Tênis.

    Agora, estritamente no que respeita à solução para a controvérsia gerada pela insatisfação do Palmeiras, entendo que se ficar provada a influência externa, acho que, no máximo, deveria sobrar uma punição para o juiz por não ter visto a infração do Barcos, por ter anulado o gol com base no informe externo, e por não ter registrado a confusão ocorrida por conta da forma como o gol foi anulado.

    Creio não ter cabimento anular um jogo, pela invalidação de um gol desenganadamente ilícito, máxime se a falha da arbitragem, verificada na forma de invalidação, não se deu por má-fé, por desonestidade ou coisa que o valha.

    Curtir

  2. Desculpem amigos mas vou na contramão de todos aqui no blog.A questão aqui não é discutir a validade do gol muito bem anulado de Barcos ou se o Palmeiras realmente mereceu uma sorte melhor neste jogo.É apenas uma simples questão de direito porque se a FIFA determina de forma muito clara que não se pode usar recursos tecnológicos para esclarecer dúvidas sobre lances polêmicos da arbitragem e se o auxiliar se utilizou da televisão para invalidar esse lance,o Palmeiras só está atrás de um direito seu.Simples assim.

    Curtir

  3. Lances polêmicos que geram dúvidas, não haverá justiça reparando um lance claramente irregular. Atitudes que beneficie o infrator como esta só faz uma entidade ficar desacreditada.

    Curtir

  4. Desculpa amigo Edmundo,mas acho que não leste o meu post com atenção.De forma alguma disse que o lance do Barcos foi mal anulado,o problema é a utilização de recursos tecnológicos extra campo para esclarecer qualquer lance duvidoso.Isso não pode,é completamente proibido pela FIFA,e se essa utilização de recursos tecnológicos for comprovada, o Palmeiras está no seu direito de reclamar.Na boa,preste mais atenção antes de criticar sem fundamento

    Curtir

  5. Não está na contra-maõ não Rafael, eu já postei aqui anteriormente que o que o Palmeiras reinvidica faz sentido.Não pode haver interferencia de pessoas estranhas à arbitragem.isso é a regra do jogo, deveria ser seguida.Em 86 Maradona fez gol com amão, juiz não anulou , mesmo com tv mostrando e ele sendo avisado por repórteres.Sabe poq ?pq ele aplicou a regra do jogo, se ele não viu, nem assistentes ele não pode parar para analisar um lance via aviso de repórteres.Creio que isso um dia aconteceria, até para que a FIFA libere logo aos árbitros a utilização de replay, imagens de tvs, para elucidar lances assim.

    Curtir

  6. Rafael eu lhe entendi e vc está certo em afirmar que não pode ter interferencia externa..eu nao sei se houve …agora na boa, tambem, vc nao respondeu a minha indagação….rsrsr

    Curtir

  7. No desespero negativo meu amigo,a questão não é o gol de mão(todo mundo viu que foi,e outra foi penalti antes no barcos) a questão é que um dirigente da cbf anulou o gol.
    Se for pra anular gol irregular o Fluminense e Botafogos da vida eram pra ter mais de mil gols anulado nesse brasileiro ,a justiça tem que ser pra todos.
    Porque um dirigente da cbf não validou o penalti do internacional em cima do Tinga contra o Corinthians naquele brasileiro no passado?
    Estou do lado do Palmeiras,a justiça tem que ser pra todos.

    Curtir

  8. Rafael, realmente você não está sozinho. Há muita gente boa na crônica especializada que ainda que veladamente (a maioria) comunga do mesmo entendimento.

    De minha parte, entretanto, com todo o respeito a sua opinião, considero que a questão não seja tão simples assim, tipo: face à proibição da FIFA, se o árbitro decidir com base em informação de pessoa estranha aos integrantes do grupo de arbitragem em serviço na ocasião, a partida deve ser anulada.

    Primeiro que não há uma regra específica determinando que deva ser adotada esta solução (anulação) em casos que tais. Demandando, portanto, exercício interpretativo, o que sempre torna a tarefa mais complexa, dada a subjetividade que o trabalho de interpretação acarreta.

    Segundo que não se trata de uma violação da regra do jogo pp. dito, da prática do esporte pelos atletas, da disputa entre os adversários. Não, trata-se de violação de regra de comportamento imposto à arbitragem.

    Terceiro que não houve má fé, desonestidade, malícia da arbitragem, como aconteceu por exemplo no caso do árbitro EDILSON. De fato, no caso deste ex-árbitro, a anulação das partidas me pareceu medida menos afrontosa da lógica desportiva. Aqui houve apenas uma conduta atabalhoada.

    Ademais, não se perca de vista que uma decisão pela anulação do jogo, vai de encontro à desportividade que deve informar as disputas, pois significaria, como disse o Diogo, premiar o infrator confesso das regras do esporte. É por isso, em síntese, que acho que a solução mais justa e de acordo com a desportividade é a punição exclusivamente da árbitragem.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s