Papão goleia Salgueiro e só depende de um empate

“Vamos subir, Papão!!” Este conhecido grito de guerra da torcida alviceleste começou a ser entoado ainda no primeiro tempo do jogo diante do Salgueiro, neste domingo à tarde, no estádio Edgar Proença. Com grande atuação, o Paissandu goleou por 4 a 0 e assumiu a terceira colocação no Grupo A da Série C. O time paraense pressionou desde o começo e estabeleceu boa marcação no meio-de-campo, impedindo que o armador Clébson levasse o Salgueiro à frente. Ainda assim, aos 8 minutos, Peri quase marcou em falha da zaga bicolor. Aos 10 minutos, em rápida manobra na entrada da área, Alex Gaibu quase abriu o placar. Quando o jogo parecia mais equilibrado, surgiu o primeiro gol. Em grande jogada, Kiros mandou para as redes, depois de fintar o goleiro. Com grande duelo no meio-de-campo, a partida prosseguia travada e com poucas oportunidades. Somente aos 40 minutos, Gaibu desperdiçou nova oportunidade.

No segundo tempo, porém, o Papão marcou logo aos 3 minutos, novamente com Kiros, desta vez aproveitando rebote na área. O jogo ficou movimentado, com tentativas de parte a parte. Aos 15 minutos, o veterano Júnior Ferrim errou o cabeceio diante da trave de João Ricardo. Empurrado pela Fiel, o time de Lecheva logo chegou ao terceiro gol. E que gol! Aos 22, Tiago Potiguar acertou um belíssimo disparo, sem defesa para o goleiro pernambucano. A goleada foi fechada, aos 42 minutos, Pikachu cobrou com perfeição falta no ângulo do goleiro Luciano.

Com o triunfo, o Paissandu chegou aos 24 pontos e assumiu a terceira posição na classificação do Grupo A e agora depende apenas de um empate diante do Icasa na rodada final (domingo, 17h), em Juazeiro do Norte. Até mesmo com uma derrota o Paissandu pode se classificar, desde que o Santa Cruz não vença o Águia em Marabá. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)

FICHA TÉCNICA

Paissandu: João Ricardo; Pikachu, Marcus Vinícius, Fábio Sanches e Pablo; Vanderson, Ricardo Capanema, Alex Gaibu e Harison (Lineker); Tiago Potiguar (Neto) e Kiros (Rafael Oliveira). Técnico: Lecheva.

Salgueiro: Luciano; Márcio Tamandaré, Sérgio Rafael, Luiz Eduardo e Peri; Pio, Rodolfo Potiguar, Vitor Caicó (Júnior Ferrim) e Clébson (Charles); Marciano e Elvis (Edmar). Técnico: Neco.

Árbitro: Edmar Campos da Encarnação (AM). Assistentes: César Augusto de Oliveira Vaz (TO) e Rogério de Oliveira Braga (PI).

Público Pagante: 23.408; credenciados – 3.010; público total – 26.418. Renda: R$ 456.620,00.

Sampaio é campeão invicto da Série D

Com mais de 40 mil pagantes no Castelão, o Sampaio Corrêa conquistou neste domingo o título brasileiro da Série D. Derrotou o Crac por 2 a 0, gols de Eloir e Pimentinha, e garantiu o título invicto da competição. O time do Maranhão é o único clube brasileiro a conquistar as três divisões inferiores à elite do futebol nacional, pois já tinha sido campeão da Série B, em 1972, e da Série C, em 1997. A conquista coroou o retorno do Sampaio à Terceira Divisão, após três temporadas na quarta. O Crac ficou com o vice, mas, assim como Mogi Mirim e Baraúnas, que foram eliminados na semifinal, também conquistou o acesso à Série C 2013.

Águia é goleado e fica na zona da degola

O Águia voltou a ser goleado fora de casa nesta Série C. Levou de 4 a 0 do Treze-PB, no estádio Amigão, em Campina Grande, e entrou na zona do rebaixamento do Grupo A. Com 19 pontos, o Águia é o nono colocado e precisa derrotar o Santa Cruz na última rodada para escapar à degola. O time de João Galvão começou a ser derrotado neste domingo logo aos 22 minutos do primeiro tempo. Aderlan marcou para o Treze. No segundo tempo, Ney Mineiro marcou aos 5 e aos 11 minutos, sufocando qualquer possibilidade de reação do Águia. Brasão estabeleceu a goleada aos 36 minutos. O Azulão ainda perdeu os jogadores Branco e Juliano para o confronto decisivo de domingo contra o Santa Cruz, em Marabá. Ambos foram expulsos de campo.

FICHA TÉCNICA
Treze: Beto; Aderlan, Thiago Gasparetto (Alexandre), Adalberto e Celico; Wagner Rosa, Júlio Zaboto, Éverton César e Cristian (Pardal); Brasão e Ney Mineiro. Técnico: Sérgio Cosme
Águia: Marcelo Cruz; Ivonaldo, Roberto, Carlão e Starley (Luis Fernando); Daniel, Vando (Branco), Analdo (Marquinhos Marabá) e Flamel; Danilo e Juliano. Técnico: João Galvão
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO). Assistentes: Edson Antônio de Sousa e Márcio Soares Maciel.