Sobra pressa, falta inspiração

Por Gerson Nogueira

Para quem não foi ao estádio Edgar Proença, os 90 e poucos minutos podem ser assim resumidos. Paissandu e Santa Cruz desesperados e ansiosos em busca da vitória, trocando ataques seguidos desde os primeiros minutos. Mas, para usar uma imagem do boxe, usavam jabs ao invés de diretos. Vontade, pressa, mas nenhum jeito. Um embate aberto, mas curiosamente feio. Bolas rifadas, chutões para substituir a armação de jogadas. Trombadas em excesso – mais de 80 faltas. Várias chances de gol (anotei seis), para os dois times, mas finalizações erradas. Moisés, Dênis Marques, Potiguar e Leozinho perderam os chamados gols feitos. Caso fizessem, o placar seria igual. Nada mais justo para um encontro entre times que abusam da transpiração por não ter inspiração para jogar.

Para o torcedor do Paissandu, restou a aflição e o desespero de sempre. O time repetiu as deficiências que exibe a cada rodada da Série C. Pior que isso: desta vez não contou com o que tem de mais positivo. Pikachu, bem marcado, pouco apareceu e sofreu com a ausência de jogadas pela direita. A esperada triangulação com Moisés e Tiago Potiguar, que tinha tudo (no papel) para dar samba, ficou apenas no ensaio.
Perdido entre os beques, Moisés quase não viu a bola. Potiguar era o mais desembaraçado, mas não dava sequencia às arrancadas e tentativas de drible. Pikachu, ala veloz e habilidoso, teve essas virtudes pouquíssimo exploradas e o Paissandu sofre quando ele não rende.

O drama principal permanece. Não há quem apareça para o arremate final. A bola ronda a área adversária, meio aos trancos e barrancos, mas os atacantes nunca chegam no tempo certo para bater. No primeiro tempo, o ataque mandou uma bola na trave. Moisés teve a trave escancarada à sua frente, em boa jogada de Rodrigo Fernandes, mas chutou à esquerda do goleiro Fred. Pantico, que substituiu Moisés, também desperdiçou boa oportunidade.
Por sorte, desta vez, o adversário também foi incompetente nos chutes a gol. O artilheiro Dênis Marques tropeçou na bola em vários momentos. Quando eles chegavam, o goleiro Dalton e o zagueiro Fábio Sanches estavam lá para salvar a lavoura. Não por acaso, foram os melhores em campo.
Givanildo Oliveira já identificou o problema crônico e vive experimentando atacantes, sem conseguir descobrir um digno do nome. Não por acaso, ainda no estádio tratou de avisar que vai procurar outro jogador para a função. Não há como sair da pindaíba atual sem marcar gols. É claro que a ineficiência ofensiva do Paissandu não se deve exclusivamente aos jogadores de área. Os homens responsáveis pela criação também não funcionam. Harison teve bom início, mas aos poucos foi caindo na rotina de reclamações e faltas. Alex Gaibú, o veterano que estreava, mostrou apatia e nenhum talento. Na etapa final, Robinho entrou, mas o setor continuou ineficiente e travado. No penúltimo minuto, Leandrinho ainda ganhou cartão vermelho.
Para sonhar com a classificação ou escapar da queda, o Paissandu precisa ter mais organização no meio e aplicação no ataque. Na base da afobação qualquer dos dois projetos corre sério risco de fracasso.
————————————————————–
Derrota do Águia em Sobral sabota os planos do técnico João Galvão, que esperava abrir vantagem sobre o Paissandu e demais perseguidores diretos. Diante do resultado, o jogo do fim de semana em Marabá se transforma em batalha decisiva para os dois representantes paraenses. Na base do cálculo e levando em conta a inconstância que reina no grupo A, ambos têm chances de subir e possibilidades de cair.
————————————————————-
Depois do novo show de corintianismo de Sandro Meira Ricci, desta vez contra o Botafogo, é de lamentar que ele não possa ser escalado para apitar no torneio mundial interclubes. Pela facilidade com que ignora penais contra o time mosqueteiro e a presteza com que marca a favor, seria de uma utilidade ímpar ao Corinthians no esperado duelo com o Chelsea.  Grande desfalque.
(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta segunda-feira, 24)

28 comentários em “Sobra pressa, falta inspiração

  1. Sinceramente, Gerson e amigos, tenho visto uma evolução muito boa nesse time do Paysandu, de jogo pra jogo. Acredito que, se contratarem o atacante que o Giva indicar, como 1ª opção, o Papão se classifica nesse grupo. Com Harison e Leandrinho suspensos, penso que o Paysandu ganha, com a saída do Harison “30 minutos”.
    Papão tem todas as condições de vencer o Águia lá dentro, se continuar nessa boa evolução de seu time.

    – Quanto ao Águia, faz parte da qualidade técnica de alguns jogadores que o time possui. Tentou acertar com o Perema, mas esse não correspondeu e voltou para o Banco. Águia precisa ter uma zaga mais experiente, e de fora, se quiser chegar. Agora, pelo menos em casa, está correspondendo.

    – Quanto ao Sandro, árbitro, realmente errou muito no jogo Botafogo x Corinthians, e contra o Fogão, claro… Te dizer o amigo Gerson..rsrs

    É a minha opinião.

  2. Notícias sobre as eleições no Remo:

    1- Sérgio Cabeça, confirmou que vai ser candidato à presidência do Remo – Fez muito pouca bobagem, quer fazer mais e mais…

    2- A entrevista do Roberto Macedo, ao Cláudio Guimarães, ontem no Bola, só confirmou a minha tese de que ele é, de longe, o melhor para o Remo;

    3- Propostas do Pedro Minowa, se for eleito(disse ontem, em uma rádio):
    – Vai contratar 3 zagueiros, porque já tem o Igor João, 2 volantes, porque já tem o Jhonatan, 3 laterais(1 que jogue nas duas(esse não poderia faltar,claro..)), 3 atacantes, pois já tem o Jaime,… Ao todo serão contratados 15 jogadores de fora, indicados por ele(só pode).
    Quanto ao técnico, ele disse que tem 4 técnicos locais, já engatilhados(imaginem)….

    Gerson e amigos, por favor, PRENDAM o Minowa e soltem após as eleições no Remo…

    Te dizer…

  3. Conclui que peças importantes faltam ao Paysandú, quando a bola chega na área não tem ninguém para o arremate, e quando se tem a chance cara a cara, o cidadão dá aquele toque para tirar do goleiro e jogar para fora,(Moisés). Não perdemos devido a ineficiência do ataque do Santa Cruz, me admiro eles levarem vantagem 6 bolas a mais que a gente, (Águia, que tomou aquele chocolate).
    Mas creio que tem jeito, creio que dá para arranjar as peças necessárias e ai sim partir para a reação que iniciará certamente com uma vitória marcante sobre o Águia. Chega de crise, de descrença, é hora de levantar, respirar fundo e acreditar:”SIM, A CLASSIFICAÇÃO É POSSIVEL!”
    BOOOORA PAPÃO!!!!!

  4. Se o Minowa disse isso ele deveria ser o quinto nome agendado para dirigir os azulinos. Acredito que um dos paraenses caia e a decisão será no confronto direto. Mas nenhum paraense se classificará. Pelo jeito, o Santa fica com a última vaga.

    1. Engano seu, camarada. Está piorando: o Botafogo ganhou no turno por 3 a l lá em São Paulo, com juiz ladrão e tudo. Desta vez, só empatou.

  5. Gerson achei que ao Gaibú falta ritmo de jogo e entrosamento. Apesar dele não ter sido brilhante gostei do jogo dele e acredito que ele renderá mais daqui para frente, é questão de tempo!

  6. Moisés decepcionou, Pikachú já esta consciente de que será peça a ser perseguida durante os jogos deve se movimentar mais para não ficar na marcação. Pantico faz cada uma que os deuses do futebol duvida, mas é esforçado!
    Fábio Sanches e Rodrigo Fernandes gostei dos dois e Dalton salvou o pior!
    Leandrinho tem que levar uma dura, perde a cabeça muito fácil e é rescidente!

  7. Ontem à noite, no intervalo da jornada esportiva entre atlético e grêmio, o Paulo Fernando falou algo muiiiiito verdadeiro, de cuja verdade eu também sou partícipe, entendo que tem sim que mandar embora ums cinco, no mínimo, desse plantel, jogadores manjados e que não deram certo e não contribuem com o time, por deficiencia técnica, outros por máscara, pensam que são craques e outros ainda por conduta não compatível à de atleta profissional de futebol, ele citou Rafael Oliveira, Tiago Potyguar, Hélinton, Robinho e eu acrescento Alex Willian e o Kiros.
    Gente o goleador que precisamos está em Santarém, chama-se Rodrigão, lembram dele no Parazão é meio porralouka, mas, em toda partida que foi acionado, pois sempre foi banco, fez gol’s, exatamente os gol’s que os importados não fazem, Pô! C——!, traz o cara; outro do S. francisco que tem vez nesse time do Paisandu é Ricardinho, o menino maluquinho, além de habilidoso, irreverente é audacioso e também sabe fazer gol’s.
    Concordo ainda com o Cláudio Santos, quando vê alguma evolução nesse time, é meio na marra mas, evolui; falta mesmo é goleador, pois a grande quantidade de gol’s perdidos pelos atacantes gera intranquilidade nos demais, desestabilizando o time.
    Realmente o maior desfalque do Curíntia pro mundial, é não poder levar o árbitrosandro meira … tremendo cara de pau.

  8. Sinceramente, Gerson, Cláudio e demais colegas deste blog, já estou até desanimado a escrever, apontando as críticas, pois estas já são velhas conhecidas. Será que o barrigudinho Nonato, do Mixto Quente com Perereca (alguém ontem postou esta) poderia ensinar o pessoal a mandar a bola para o fundo do barbante ?! Égua, vou te contar ! Se me dessem uma chance, acho que jogaria no ataque do Papão, para relembrar meus tempos de futebol em campinhos de rua e terra, em Bragança.

  9. Sei não…. acho que o Papão poderia (escrevi poderia) classificar-se
    se a CBF tomasse a única atitude que deve ser tomada contra o Treze, desclassificá-lo.

    Mas, com esse timinho isso ainda seria dificil.

    Penso que o que nos resta é torcer para não cair.

  10. Site Chance de gol: Chave A – 24/09/2012

    Classificação p/ a 2ª fase e Rebaixamento para a Série D

    1- Luverdense- maior que 99.99 % e, 0.00 % – 29ptos

    2- Fortaleza- maior que 99.99 % e 0.00 % – 26 ptos

    3- Salgueiro- 67.2 % e 0.2 % – 18 ptos

    6- Santa Cruz- 64.5 % e 0.7 % – 16 ptos

    7- Paysandu – 34.7 % e 2.2 % – 16 ptos

    8- Cuiabá- 12.3 % e 5.3 % – 15 ptos

    4 – Treze- 10.9 % e 9.6 % – 16 ptos

    5- Águia- 10.1 % e 12.5 % – 16 ptos

    9- ICASA- 0.3 % e 78.0 % – 12 ptos

    10- Guarany- 0.01 % e 91.5 % – 09 ptos

  11. Lá vem o Gerson Falar do Timão , amigo erro de juiz tem pra todo lado , não esqueça que o único título brasileiro de verdade do Botafogo , não aquela bobagem da CBF ( Taça de Prata), foi conquistado com o apito amigo.

  12. O Paisandu joga bolinha de gude, e ainda tem gente que vê evolução no futebol apresentado pelo bicolor paraense. O fato é que a desorganização não leva a lugar nem um. O interessante é que o Moises fez sua estreia em Belém no sábado, e ai como perdeu um gol cara a cara, os torcedores,o presidente, o técnico, já querem um novo atacante. Ai se contratarem o cara, ele jogar contra o Águia , o Paisandu perder o jogo e ele perder um gol cara a cara, na segunda os torcedores,o presidente, o técnico, irão na segunda correr atrás de outro atacante. Já disse e repito que o problema está na desorganização do Clube de uma forma geral, e não apenas na contratação de um ou outro jogador. O caminho já está traçado e vai ser percorrido de acordo com os planos traçados, não tem para onde correr o que o Paisandu ainda pode conseguir, é livrar-se da quarta divisão. Quanto a chegar na série B, é sonho de uma noite de verão.

  13. Só pode ser brincadeira do amigo Cláudio afirmar que o paisandú está evoluindo com 6 jogos a comando do Giva sendo 6 empates e 1 derrota. Com esse mesmo time, poucas excessões, o Lecheva fez 3 pontos em 1 só jogo.

  14. Não cabem reclamações dos botafogueses analisem. O timão fez dois gols, sendo um por erro de arbitragem, concorfo, mas o Botafogo teve a largura de contar com dois gols com participação infeliz nas jogadas dos defensores corinthianos, caso contrário o placar moral e justo seria 1X0 timão. Mas é sempre assim, se acham prejudicados em quase, disse quase, todas as ocasiões. Pensaram que o ritmo de festa continuava. Pura largura. He, he, he….. só pensamos no mundial…..

Deixe uma resposta