Nova decisão do STJ mantém novela na Série C

Do site do STJ
Uma nova decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Ari Pargendler, tornou ontem sem efeito liminar concedida pelo próprio ministro na última sexta-feira (6) relativa à Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol. Com isso, fica restabelecida a tutela antecipada determinada pela justiça de Campina Grande (PB) em 28 de junho, assim como a cautelar do mesmo juízo de 4 de julho. Em embargos de declaração apresentados pelo próprio Estado do Acre, que é o autor da reclamação, o ministro entendeu que a decisão de 28 de junho na ação ordinária é “irrelevante para o propósito desta reclamação”. Ele também reafirmou que a decisão na ação cautelar de 4 de julho, que determinou o cumprimento de decisão anterior da mesma vara de Campina Grande, se deu no exercício de competência legítima desse juízo, conforme determinado pelo STJ em conflito de competência.
As duas decisões, na cautelar e na principal, são da 1ª Vara Cível de Campina Grande. Em conflito de competência, o ministro Marco Buzzi determinou que esse foro decida as questões urgentes envolvendo três processos em trâmite na Paraíba, no Acre e no Tocantins, todos relativos à participação de times locais na Série C. Autorizada por essa decisão, a juíza Ritaura Santana concedeu a cautelar, determinando a inclusão do Treze Futebol Clube na competição, com a exclusão do Rio Branco Football Club.
Na sequência, o juiz Falkandre Queiroz determinou, na ação principal, multa de R$ 100 mil para o caso de início do campeonato sem o Treze, multa diária de R$ 5 mil por atraso no cumprimento da decisão, que todos os administradores de estádios de futebol se abstivessem de autorizar jogos da Série C e intervenção policial, em casos necessários. Na última sexta-feira, o ministro Pargendler concedeu liminar suspendendo essa decisão na ação principal, porque afrontaria o determinado pelo STJ no conflito de competência. Porém, diante dos embargos de declaração apresentados pelo próprio Estado do Acre, autor da reclamação, o ministro tornou sem efeito sua decisão anterior.

7 comentários em “Nova decisão do STJ mantém novela na Série C

  1. Acho que tem político nisso aí, até a Fifa silenciou. Se fosse clube paraense, estaria suspenso do futebol há séculos. O Rio Branco também não tem direito algum, pois foi rebaixado para a série D.

    Curtir

  2. O treze tá parece o diábo, já sabe que o inferno é dele e quer levar junto pra lá todo mundo.

    Realmente JJ, o Rio Branco não era pra tá na 3° divisão.

    Curtir

  3. Já falei e repito, o 13 só tá nessa graça toda pq os processos estão correndo em 1ª instância, na justiça da própria paraiba, onde eles devem ter um peixe grande que está ajudando.

    Quando isso subir pros tribunais, especialmente o STJ a graça desse timeco vai acabar e ele vai ver o que é bom pra tosse.

    Curtir

  4. Mauricio o que chegou ao STJ foram questões incidentais relacionadas com liminares, que não são relativas ao mérito da questão discutida.
    o processo ainda tá em alguma vara da paraiba.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s