Um legítimo campeão

Por Gerson Nogueira

O que faz com que nossos clubes mais tradicionais ainda tenham algum respeito e certo prestígio no país do futebol? Não precisa pensar muito para achar a resposta: a dimensão impressionante de suas torcidas. Ontem, o Mangueirão foi palco novamente de uma exibição de força. Ao lotar as arquibancadas, a massa azulina mostrou que torce por um clube ainda grande, embora em constante crise de identidade.
Os 40 mil espectadores fizeram um espetáculo na maioria das vezes bem mais interessante que o jogo propriamente dito. Fazia tempo, por exemplo, que não se via um coro de milhares de vozes cantando o hino do próprio clube, sufocando a cantoria agressiva e sem sentido das “organizadas”.
No primeiro tempo nervoso e interrompido pelas muitas faltas, o Remo foi empurrado pelos gritos de incentivo do torcedor, preocupado com a lentidão e o nervosismo de alguns jogadores. Quando o Águia ensaiava um cerco mais organizado lá vinha o urro da galera para recolocar os azulinos no jogo.
Ficou evidente, em vários lances, a insegurança de alguns jogadores do Remo, inibidos diante de tanta gente. O Águia, que era visita e nada tinha com isso, tratou de se organizar e foi construindo situações de perigo, como quando Rayro quase marcou em jogada na linha de fundo. Ou, minutos depois, quando o chute de Léo Rosas estourou em nova intervenção precisa do reserva Jamilton.
Com pouca inspiração para ligar o meio-campo ao ataque, o Remo demonstrava dificuldades para superar o bloqueio defensivo marabaense. Joãozinho, um dos mais instáveis, não acertava um passe. Jhonnatan, um dos esteios do time, parecia pouco à vontade como meia recuado – ou seria volante avançado?
Na única manobra mais elaborada, que envolveu Aldivan e Reis, a bola chegou a Fábio Oliveira, que precipitou a finalização e acabou recuando para o goleiro Alan quando tinha tudo para abrir o marcador. Na zaga, excetuando os dois cochilos já citados, Edinho se sobressaía comandando as antecipações e disputas pelo alto.
O Águia terminou o primeiro tempo lamentando a falta de maior precisão de seus atacantes, pois a meia cancha até funcionou bem, com Flamel e Wando se movimentando muito, cavando muitas faltas e incomodando o setor de defesa do Remo.  

        
Quando os times voltaram do intervalo, Flávio Lopes havia feito uma alteração fundamental para dar mais agressividade ao Remo. Trocou Joãozinho por Marciano, deixando Fábio Oliveira menos isolado. Em poucos minutos, o ataque criou duas boas situações, resultantes de tabelinhas envolvendo Reis e Tiago Cametá.
Logo depois, o Águia perdeu Charles por jogo violento e o Remo achou o caminho das redes. Marciano deu uma meia volta na zaga e cruzou para Fábio marcar. Sem baixar o ritmo, o time seguiu perseguindo o segundo gol, explorando as brechas que a defesa do Águia passou a dar. Em nova jogada pela direita, a bola sobrou para Jhonnatan (que já ia ser substituído) finalizar com perfeição, ampliando o placar.
Com 2 a 0, a tarefa do Águia ficava praticamente impossível e o Remo só precisou controlar as ações no meio e na defesa para chegar, com méritos, ao suado título do returno. E sem precisar arriscar com Adriano e Cassiano.

 
 
Foi do técnico Flávio Lopes a decisão final de tirar Adriano do jogo, depois que a diretoria permaneceu dividida sobre o assunto até a manhã de domingo. O posicionamento firme do treinador aumentou ainda mais seu prestígio, que já era considerável, junto à cúpula azulina. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)
 
 
A coluna escolhe, como sempre, o melhor time do returno. Aqui vai a escalação: Adriano; Pikachu, Edinho, Roberto e Jairinho; André, Jhonnatan, Flamel e Tiago Potiguar; Branco e Cassiano. Técnico: Flávio Lopes.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta segunda-feira, 30)

17 comentários em “Um legítimo campeão

  1. Gerson e amigos, o Remo de Flávio Lopes, é outro, como falei várias vezes. O Águia do Galvão, por ele não ter tanta experiência, só joga de um jeito e, o Técnico do Remo que não é bobo nem nada, manjou e, ganhou os 3 jogos que fez, do mesmo jeito, ou seja, não dando penetração ao Azulão e, a bom o Galvão empurrar atacantes, tentando furar esse bloqueio, as vezes, até de forma desorganizada. Gostei da escolha do melhor time do Returno. Eu, só trocaria o Jairinho, que pouco jogou, pelo Aldivan.
    Agora, serão dois jogos e, o Remo não poderá perder o foco de querer ser campeão, para conseguir a vaga, direto, à série D.

    – O Remo já tem seu bom técnico, o Paysandu, ainda brinca de Lecheva, com o Benazzi livre. Fico na espera que os dirigentes do Papão atentem pra isso e, parem de fazer tantas besteiras.

    É a minha opinião.

    Curtir

  2. Como sempre sua coluna está excelente. Parabéns, amigo Gerson. Desta vez, porém, não sei porque, ela se superou.
    E falar do Fenômeno Azul é chover no molhado.
    A coluna de hoje está tão boa que eu tomei a liberdade de reproduzi-la no BLOGUE do Valentim.

    Curtir

  3. Parabéns meu amado Clube do Remo, acordando agora depois de muita comemoração com os amigos.

    Saudações azulinas!

    Curtir

  4. Sábia decisão do treinador em não arriscar com Adriano e correr o risco de ser mais uma vez prejudicado pela madrasta CBF, além do que o Jamilton fez uma excelente partida sendo um dos responsáveis pelo título pois salvou duas logo no começo do jogo que poderiam mudar o destino da partida.
    Parabéns a torcida do meu leão que mostrou ser a maior do norte, lembrei do jogo contra o tocantinópolis em 2005.

    Curtir

  5. O águia continua sua campanha para se tornar o mais impopular clube paraense, graças a seus jogadores, técnico e preparador físico(?). Não ganha um título sequer mais segue com marra de time superior aos outros, pior para seus dirigentes que tiveram que engolir mais uma derrota desse técnico bocão que apesar de quase 04 anos comandando o águia não ganha nada! E o que falar de um preparador físico que mais parece lutador de sumô? Parabéns ao grande Clube do Remo Campeão do 2º turno, com 40 mil azulinos no mangueirão.

    Curtir

  6. Em alguns momentos o mangueirão estava pequeno diante da força da torcida do Remo. A liberação de parte da arquibancada dos visitantes para acomodar a imensa “fenômeno azul” comprovou mais uma vez que em Belém futebol é coisa séria, coisa de TIME GRANDE!

    Curtir

  7. Não acho não, que esse titulo de – “UM LEGÍTIMO CAMPEÃO” possa cair bem! Ora, não venceram o Paysandu nem a TUNA, legítimo seria, se o mesmo vencesse os clássicos, mais como não venceu nenhum, não passa de um “campeão” comum.

    Curtir

  8. Uma grande vitória do Leão. Guardou as energias para o segundo tempo quando aumentou a pegada e começou a vencer a disputa, física inclusive, nomeio campo. E com a entrada do Marciano, a um só tempo, melhorou o passe e aumentou a presença no ataque. Somado a superioridade numérica decorrente da expulsão do Charles, o resultado acabou chegando na medida que o Fenômeno esperava.

    Agora, certamente, nada disso teria acontecido se o Jamilton não tivesse feito aquelas duas sensacionais defesas no primeiro tempo, além de outras participações seguras, principalmente nas bolas cruzadas sobre a área azulina.

    Registre-se também a muito boa participação do lateral direito reserva. Ele teve participação nos dois gols do Remo, fazendo o básico: levantando a cabeça e procurando um companheiro bem colocado para passar-lhe a bola. Uma boa lição para o titular que é excelente jogador, mas que precisa aprender que a excelência muita vez não pode abrir mão da simplicidade. O mesmo podendo ser dito ao Reis que mesmo sem ser excelente é um bom jogador mas precisa aprender que tocar fácil é muito mais produtivo.

    Agora, vamos ao Mapará!

    Curtir

  9. Com todo respeito, amigo André, não posso concordar com sua opinião. Qualquer um que vencesse o returno, Remo ou Águia, teria legitimidade. Ganharam em campo e, como mandam as regras do futebol, superaram os demais adversários. Por seus próprios erros ou prioridades, Tuna, Paissandu, Cametá, S. Raimundo, Independente e S. Francisco ficaram pelo caminho e assim são as coisas, meu amigo, num campeonato que não é de pontos corridos, como se sabe.

    Curtir

  10. Amigo Gerson por favor publique meu comentario, este Andre esta merecendo ouvir umas.

    Ei Andre, sai fora sofredor. RExPA só teve duas vezes este ano e não foi por culpa do Leão e sim do seu Paysandu que parou no caminho pq se o Paysandu fosse competente como o Leão foi e vencesse o Aguia estaria na Final e certamente teu time levaria uma peia bonita do Leão Azul.

    De dois RExPA o Paysandu ganhou um (graaaande saldo né?) e isso quando o Tecnico do Remo era o fraco Sinomar e empatou outro ja com o Flavio Lopes que por sinal terminou o returno invicto, não perdeu para ninguem no parazão. Campeão 100%

    O Remo evoluiu muito com a chegada do Flavio Lopes e mereceu sim o titulo por tudo o que fez neste segundo turno por tanto respeite o Clube do Remo e sua gigantesca torcido maior do norte e nordeste antes de falar tanta besteira sem sentido.

    Abraços aos amigos azulinos e bicolores de bom senso

    Curtir

  11. Amigo Gerson por favor publique meu comentario, este Andre esta merecendo ouvir umas.

    Ei Andre, sai fora. RExPA só teve duas vezes este ano e não foi por culpa do Leão e sim do seu Paysandu que parou no caminho pq se o Paysandu fosse competente como o Leão foi e vencesse o Aguia estaria na Final e certamente teu time levaria uma peia bonita do Leão Azul.

    De dois RExPA o Paysandu ganhou um (graaaande saldo né?) e isso quando o Tecnico do Remo era o fraco Sinomar e empatou outro ja com o Flavio Lopes que por sinal terminou o returno invicto, não perdeu para ninguem no parazão. Campeão 100%

    O Remo evoluiu muito com a chegada do Flavio Lopes e mereceu sim o titulo por tudo o que fez neste segundo turno por tanto respeite o Clube do Remo e sua gigantesca torcido maior do norte e nordeste antes de falar tanta besteira sem sentido.

    Abraços aos amigos azulinos e bicolores de bom senso
    *Postando pela segunda vez, desculpem se sair duas vezes

    Curtir

  12. Olha que eu tenho muitos amigos bicolores e muitos são muito chatos, mas como esse André PSC e esse outro não-sei-o-quê 7×0 Eterno (?????), vou te contar… Nem com muita calma dá pra aguentar! Vôte, cobra-dágua!! Só porque estão na TERCEIRONA (que coisa maravilhosa, não? De primeira!) ficam que nem velha coroca mexeriqueira falando mal da vizinha! Credo, t’esconjuro!!

    Curtir

  13. Eu entendo Gerson, mais eu falei isso porque! Há algum tempo que o Remo não conquistava nada, e em outro tempo, o meu Paysandu foi campeão paraense, se não me engano contra o São Raimundo, onde venceu quase todos os times, menos o clube do Remo, ai os “remistas” disseram – há, parabéns, mais não venceram o REMO! É ai, o que você me diz?

    Comigo, ou e oito ou oitenta! Se for para glorificar um, porque não glorificar o outro?

    Curtir

  14. Título merecido do Remo,que apesar de ser um time limitadíssimo tecnicamente,soube se reencontrar e reinventar no segundo turno com a chegada de seu novo treinador. Os azulinos tem de comemorar deveras,pois estavam numa fila muito grande… Parabéns ao Remo… Agora dizer que o Remo possui a maior torcida do norte e nordeste,isto é empolgação exagerada….

    Curtir

  15. Pior né amigo Charles! Os caras, são extremamente arrogantes, é querem por que querem, ser a maior torcida. Só esquecem, que aqui no Pará, existe a verdadeira FIEL, é está já colocou no mangueirão mais de 57 mil pessoas, além do mais, no estado de Pernambuco, a tircida do Santa Cruz, é muito maior que a tircida do Remo e a do próprio Paysandu, eu tenho que reconhecer isso, sou humilde em reconhecer, quando não há como competir, mais os borçais azulinos, daqui a pouco, o Paulo Caxiado vai acabar dizendo que o Remo tem a maior torcida do Brasil, é seus abobalhados torcedores vão acreditar em mais está anedota. Te contar!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s