Público decepciona diretoria do Papão

O jogo Paissandu x Águia teve público de 7.777 pagantes, com arrecadação de R$ 110.637,50 no estádio Mangueirão. Descontadas as despesas, de R$ 68.054,26, a renda líquida que coube ao Paissandu foi de R$ 42.583,24. A diretoria bicolor havia colocado 17.830 ingressos à venda apostando no entusiasmo do torcedor com a grande vitória sobre o Sport (PE) pela Copa do Brasil.

Águia despacha Paissandu e vai decidir o returno

Nem de longe parecia o time que humilhou o Sport na Ilha do Retiro. Desarrumado e sem criatividade para superar o bloqueio adversário, o Paissandu não conseguiu a vitória que precisava e deu adeus ao Campeonato Paraense de 2012. O representante de Marabá é o primeiro finalista do returno do Campeonato Paraense. Classificou-se na noite deste sábado ao empatar em 1 a 1 com o no Mangueirão. Como havia vencido a primeira partida por 1 a 0, em Marabá, precisava apenas empatar para ir à final desta etapa. Empurrado pelo razoável público presente ao estádio, o Paissandu foi até superior nos primeiros 45 minutos. Tocava bem a bola do meio para a frente e criava situações perigosas para a defesa marabaense.

A distância e a desorganização entre os setores eram compensadas pela disposição dos jogadores, com destaque para Pikachu, Tiago Potiguar, Billy e Neto, nessa ordem. Apesar da forte marcação do Águia, que escalou Alexandre Carioca para marcação individual sobre Potiguar, o Paissandu esteve sempre com a posse da bola e  desperdiçou algumas boas oportunidades. Flamel, principal jogador aguiano, pouco apareceu no primeiro tempo, vítima da velocidade com que o Paissandu jogava e da postura recuada de seu time. As poucas tentativas ofensivas do Águia vinham através do ala Léo Rosas, mas Branco ficou praticamente esquecido no ataque. Quando a primeira etapa terminou, o gol do Papão parecia questão de tempo.

Depois do intervalo, porém, tudo mudou. Logo aos 4 minutos, Branco abriu o placar e obrigou o Paissandu a uma postura ainda mais agressiva para buscar a virada. Adriano Magrão, novamente improdutivo no Parazão, saiu e Lecheva passou a apostar tudo no jogo de velocidade para pressionar o Águia. Com Bartola em campo, as jogadas teriam que priorizar o estilo vibrante do jogador, que tinha Héliton e Potiguar como companheiros de ataque. Inexplicavelmente, com um ataque de baixinhos o Paissandu passou a cruzar bolas altas para a área marabaense, facilitando o trabalho dos zagueiros. Potiguar, que havia jogado bem no primeiro tempo, passou a exagerar no cai-cai e demonstrava irritação com a dura marcação, acabando por receber o cartão amarelo.

Somente aos 47 minutos, o Paissandu chegou ao empate num lance fortuito. Em cruzamento para a área, o zagueiro Bernardo cortou a bola com a mão, como se estivesse num jogo de vôlei. O bom árbitro Edeval Ferreira Figueiredo assinalou o penal, que Pikachu converteu, após repetir a cobrança (Bartola invadiu a área e foi corretamente advertido). No último minuto, o Paissandu ainda buscou o milagre do segundo gol, mas não havia mais tempo. Reconhecendo o esforço, parte da torcida aplaudiu os jogadores à saída do gramado. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)

O maior poeta do rock visita o Brasil

O cantor e compositor Bob Dylan desembarcou nesta sexta (12) no Rio de Janeiro para uma turnê que fará no Brasil a partir deste domingo (15). O grande bardo do rock fará seis shows, passando por cinco cidades. Começa no Rio (15) e segue por Brasília (17), Belo Horizonte (19), São Paulo (21 e 22) e Porto Alegre (24). (Foto: Folha SP)

Deixe o seu palpite para a semifinal

Espaço aberto para os palpites sobre a segunda rodada da semifinal do returno do Parazão. Só concorre a um brinde do blog quem apostar nos resultados dos dois jogos, Paissandu x Águia e Remo x São Francisco. Para o jogo do Papão, os palpites só valem até 19h deste sábado. Para o jogo do Leão, palpites se encerram às 15h de domingo. Em caso de empate entre acertadores vale o critério de horário da postagem. Boa sorte!

Medicina esportiva no Bate-Bola do Camisa 13

Na próxima quinta-feira, 19, acontece o terceiro e último Bate-Bola alusivo aos 20 anos do Troféu Camisa 13 da RBATV. Desta vez, estará em debate a Medicina Esportiva e o tema escolhido é dos mais atuais: “Lesões nos músculos, meniscos e ligamentos”. Segundo os especialistas, são as contusões mais comuns nos esportes de choque, sendo o joelho a parte mais afetada. Serão expositores Erick Nunes, ortopedista e traumatologista, especialista em joelho; e Flávio Freire, radiologista e especialista em PRP (plasma rico em plaquetas), técnica que vem contribuindo bastante para a recuperação de lesões e processos pós-cirúrgicos.

Desta vez, Cláudio Guimarães estará na mesa de debates, para o qual a comunidade da área médica ligada ao esporte está sendo convidada. Como ocorreu nos dois primeiros eventos, o acesso é livre com as inscrições sendo feitas na chegada ao auditório do DIÁRIO, onde acontecerá o evento, com expedição de certificado de participação na próxima quinta-feira, às 18h, e a entrada pela travessa Enéas Pinheiro.