Tuna dispara primeira goleada do Parazão

Na primeira semifinal do 1º turno do Campeonato Paraense, na tarde desta quarta-feira, no Souza, a Tuna goleou o Cametá por 4 a 1 e reverteu a vantagem no cruzamento entre as duas equipes. Agora, a Lusa pode até perder por 2 gols de diferença no jogo de volta, sábado, em Cametá.

O jogo teve um começo equilibrado e com o Cametá até mais agressivo. Aos 2 minutos, Rafael Paty arriscou chute de longe, assustando o goleiro André Luiz. Aos 9, Garrinchinha errou cabeceio na pequena área tunante. E o Cametá continuou buscando mais o gol, em jogadas normalmente puxadas pelo lateral-esquerdo Souza.

Só aos 19 minutos, a Tuna ameaçou pela primeira vez, em cruzamento para a área que Beá não conseguiu aproveitar. Aos 22 minutos, o jogo começou a mudar. Lineker recebeu bola na intermediária e passou para André Mensalão, que disparou um chute cruzado no canto esquerdo de Evandro, abrindo o placar.

O gol desestabilizou o Cametá, que não teve mais tranquilidade para atacar e perdeu o duelo de meio-de-campo, principalmente porque Soares não aparecia para a armação das jogadas. Sete minutos depois do gol inicial, Mensalão voltou a aparecer bem em campo chutando rasteiro e obrigando Evandro a dar rebote. Lineker, que chegava na corrida, bateu para as redes. Tuna 2 a 0.

Cacaio, então, deu sua contribuição para que o Cametá se desfigurasse ainda mais em campo. Tirou o meia Ratinho e lançou Marcelo Maciel. Deixou em campo o inoperante Garrinchinha e perdeu seu jogador mais criativo na meia cancha. Aos 31, tentando reagir no jogo, a equipe cametaense chegou com perigo e Soares sofreu falta junto à área. Ele próprio cobrou e André Luiz fez difícil defesa. Logo em seguida, quase aconteceu o terceiro gol cruzmaltino: Edilson cruzou da direita e Beá pegou a bola quase de sem-pulo. O tiro resvalou no travessão e saiu.

A Tuna não arrefecia o ritmo e, aos 42 minutos, Lineker novamente tocou a bola para Mensalão, grande nome da partida, e este disparou no canto superior de Evandro. Um golaço. Tuna 3 a 0. O primeiro tempo fechou com a tranquila e até surpreendente vitória parcial tunante.

No intervalo, Lineker saiu machucado na Tuna e Cacaio tentou corrigir a lambança inicial e lançou Ciro no lugar de Garrinchinha, mas já era tarde. Logo aos 8 minutos, em bola aérea na grande área cruzmaltina, Edilson desviou de cabeça e tirou o goleiro Evandro da jogada. Tuna 4 a 0.

O Cametá lançou-se à frente, buscando descontar e Marcelo Maciel se destacou nos ataques pelo lado esquerdo, levando sempre vantagem sobre Sinésio. Em duas ocasiões, chegou de frente para o goleiro André Luiz, que espalmou para escanteio. Aos 26 minutos, em nova arrancada, Maciel foi empurrado por Sinésio dentro da área, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Aos 31 minutos, Rafael Paty deixou de aproveitar rebote de André Luiz, mandando a bola por cima. Maciel voltou a aparecer na área aos 34 minutos, dividindo bola com o goleiro tunante, que errou o soco e atingiu o atacante, mas o árbitro novamente ignorou a infração. Mas, já nos acréscimos, aos 47, Maciel entrou pela direita e chutou forte. André Luiz soltou a bola nos pés de Paty, que tocou para as redes, estabelecendo o placar final de Tuna 4, Cametá 1. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)