Ícone do site Blog do Gerson Nogueira

Messi se aproxima da consagração absoluta

Da Folha de SP

Poucos foram os jogadores que criaram uma dinastia no topo do futebol. Messi, aos 24 anos, prepara-se para consolidar a maior de todas elas. Só Cruyff, Platini, Ronaldo, Van Basten e Zidane foram premiados três vezes com nobres prêmios que os elegeram os melhores de uma temporada. Desses, só Platini conseguiu triunfar por três anos seguidos, uma série a ser igualada nesta segunda-feira por Messi. Pelé e Maradona, que brigam historicamente pelo trono absoluto do futebol, não tiveram como vencer nem a Bola de Ouro, que até 1995 era restrita a europeus, nem o prêmio da Fifa, que nasceu apenas em 1991, quando Maradona já vivia a decadência.

Nas últimas duas décadas não houve um tri melhor do mundo genuíno. Ronaldo e Zidane tiveram carreiras brilhantes e um tanto quanto acidentadas, com baixos. Até por isso se alternaram muito como melhores do mundo. Messi, que jogou neste domingo no empate por 1 a 1 entre Barcelona e Espanyol, tem despertado cada vez mais comparações com os melhores de todos os tempos. Di Stéfano, argentino que foi o maior ídolo do Real Madrid, reinou no início da Copa dos Campeões e ganhou duas vezes, em anos alternados, a Bola de Ouro.

Pelé teve muitos de seus melhores anos atrelados a conquistas de Mundiais (1958, 1962 e 1970). Como o “Rei” não atuou na Europa, há quem relativize no exterior a soberania dele no futebol. O auge de Maradona, entre 1986 e 1990, talvez lhe rendesse três prêmios de melhor do mundo, mas não estaria muito à frente do que Messi estará a partir de hoje no futebol. O craque do Barcelona, aliás, é o único que venceu o prêmio de melhor do mundo desde que Bola de Ouro e Fifa fizeram uma fusão. Até 2010, não raro ele sofria algum tipo de contestação. Messi, com personalidade discreta e atitude humilde, pouco entra em polêmicas e não se põe como um grande da história. Mas a história está o colocando em lugar com que grandes nem sonharam.

Cuidado com La Pulga!

Sair da versão mobile