Perguntinha do dia

O que você acha da ideia de abrir o Campeonato Paraense com um Re-Pa no dia 12 de janeiro, nas comemorações do aniversário de Belém? (Dirigentes de Remo e Paissandu apoiam a ideia lançada pela assessoria da Prefeitura de Belém e a Federação Paraense de Futebol mostra-se inclinada a aceitar.)

23 comentários em “Perguntinha do dia

  1. Do que adianta, se nem feriado municipal é? Belém é a única capital cuja data do aniversário não é feriado municipal.
    Acho a ideia furada, pois o lado bicolor estará completamente vazio. Não há ânimo nem clima para ir ao estádio com a continuidade da gestão caótica do aLOPrado.
    Aliás, os azulinos podem desde já comemorar a maioria de público, pois esse campeonato paraense vai ser totalmente esvaziado pela torcida bicolor.
    Eu, pelo menos, pretendo não pisar em nenhum jogo desse campeonato que nada vale.

    Curtir

  2. Vai ser bom para os clubes que começam o ano arrecadando um dinheiro. Agora o time que perder o jogo vai ter problema,cobranças da torcida em relação ao mau desempenho de jogadores e treinador correndo o risco de ser demitido na primeira rodada.

    Curtir

  3. Creio que até lá a dupla ainda não terá seus times arrumados de molde a proporcionar um espetáculo à altura da importância da data, além do que, sob o meu ponto de vista, certamente retiraria um tanto da emoção do campeonato que é justamente o Re/Pa lá pelo meio dos dois turnos. Como marketing para a figura dos gestores públicos que se manifestaram favoráveis, bem assim dos dirigentes da Federação, me parece excelente. Daí que só me parece adequado concretizar a idéia de semelhante evento se ditas autoridades e dirigentes, além de isentarem alguma taxa que exista (inclusive o percentual da Federação), arcarem com todas as despesas e ainda liberarem um cachê razoável para a dupla.

    Curtir

  4. Não acho que seja uma boa. Não haverá motivação e duvido que coloquem vinte mil no Mangueirão.

    Já que nossos dirigentem não sabem administrar, que tal criar cotas de importação, ou seja, cada equipe só poderia ter em seu elenco um determinado número de jogadores de fora do estado. Isso empregaria os de casa, forçaria o descobrimento de novos talentos, e de quebra não inflacionaria o futebol local.

    Curtir

  5. Concordo com o Silvio,se fosse feriado,com o jogo ocorrendo a tarde ou mesmo pela manhã seria bem interessante.Agora não sendo assim,tem de ser no domingo mesmo que é o dia ideal para um REXPA.

    Curtir

  6. Silvio foi feliz no comentário e traduziu , creio , o pensamento de todo ou quase todos os bicolores.Se for confirmado só a torcida do leão vai.E com o agravante de que um dos técnicos poderá ser demitido no dia seguinte.Agravante ou quem sabe uma boa saída se os dois técnicos forem regionais.Como se sabe há males que vem para bem.Mas sinceramente o futebol paraense precisa de uma sacudida, a mesmice se repete, perdoem-me a redundância.
    Para mostrar que nossos dirigentes e governantes paraenses são tão inteeeeeligeeeeenteeeesssss que não é feriado na maior e mais importante capital do Norte em sua data de fundação.Depois acham ruim os “estrangeiros” malharem.

    Curtir

  7. Nada de contrapartida do município. Chega de roubarem nosso dinheiro. Se os times não acreditam no sucesso financeiro do jogo, não o façam. Lamentável que esse tipo de idéia parta do próprio torcedor.

    Curtir

  8. Um RE x PA em seguida a um fracasso bicolor é tudo o o que querem os remistas. Há muitos anos que a maior felicidade pra eles é ganhar do rival que está sempre acima no cenário local e nacional, daí o assanhamento deles. Clássico que se preze não deve ser banalizado e tem que valer alguma coisa. O ideal seria ficar pra final, muito embora seja difícil de acontecer, pois o Remo nem turno ganha. O Paysandu não tem nada a ganhar e o Remo nada a perder.

    Curtir

  9. Rogério como vc tem sido coerente em seus comentários quando o assunto é ajuda aos clubes com finanças públicas.
    Lhe faço a seguinte pergunta.
    O que vc acha quando o governo ajuda financeiramente o carnaval, quadrilhas juninas, festas religiosas e outros?

    Eu acho que como faz parte da cultura popular merece ajuda e vc acha também?

    Não me tenha como intrigante é só uma pergunta.

    Curtir

  10. É evidente que sou contra qualquer tipo de subvenção. Haveria carteiras nas escolas e leitos nos hospitais se não fossem os milhões atirados no ralo com a “cultura popular”.

    A ajuda ao futebol irrita ainda mais quando sabemos que esses clubes, apesar das inúmeras fontes de renda, encontram-se falidos. No entanto, não faltam Governo do Estado nem Prefeitura, em busca de votos para ajudá-los. O governo alardeia, sem a mínima vergonha, que gasta cinco milhões financiando transporte e hospedagem dos clubes no Parazão. Quanta coisa daria para fazer com isso?

    E ainda vemos apoio da população a esse tipo de coisa. Equivale a galinha convidar a raposa para tomar conta do galinheiro.

    Curtir

  11. Sinceramente, Gerson e amigos, mas é tanta incompetência desses dirigentes, que o torcedor fica sem saber o que é pior. Pelo menos, hoje, só vejo um único lado positivo num jogo como esse: A queda de um treinador local,ou seja, o que perder a partida, como bem observou o amigo Pr Carlos.
    – Hoje, segundo um jornalista, o LOP foi aconselhado, inclusive por sua mulher, a largar o Futebol e, entregar o mesmo, nas mãos de um Conselho Diretor, tendo à frente o Vandick. Se isso for posto em prática, é a melhor notícia do ano para os torcedores do Papão. Vou ficar na torcida.

    Curtir

  12. Sendo jogo comemorativo, nada contra. Opomho-me a ideia de torna-lo válido pelo Campeonato que não se aviinha muito alvissareiro.

    Curtir

  13. Gerson e amigos,

    Ao meu ver um Re-PA na atual conjuntura, não teria muito o que ser comemorado por nenhuma das partes. Porém, como já foi dito acima, creio que valeria apenas do ponto de vista financeiro, como uma arrecadação extra para os clubes.
    Ao invés de uma partida válida pelo Parazão, eu faria um duelo a parte, uma taça extra pela comemoração do aniversário da capital paraense. Algo, como Taça Metrópole da Amazônia. Sendo que os custos com estádio, segurança, iluminação e etc deveriam totalmente custeados pela PMB. Renda toda dos clubes, meio a meio, e quem sabe um cachê municipal.
    Entretanto, o duelo tem que ser muito bem vendido do ponto de vista comercial e midiático, se aproveitando das ferramentas de marketing para causar apelo junto ao lado passional do torcedor. Afinal, que bicolor ou azulino não gosta de um bom Re-Pa? Comemorar e tripudiar sobre o arqui-rival?
    Assim, ganharíamos um confronto extra nestes tempos cada vez mais escassos de Clássico Rei da Amazônia, além de engordar os caixas dos dois gigantes em tempos de vacas tão magras.
    Os principais aspectos negativos, ao meu ver, ficam por conta dos elencos ainda em formação, escalações ainda pouco conhecidas dos torcedores, times sem entrosamento e atletas ainda longe do melhor condicionamento físico. Mas, é como eu digo, se bem trabalhado sob o prisma passional do torcedor, a emoção do jogo em si, pode dar caldo.

    Abraço,
    Israel Pegado

    Curtir

  14. Obrigado nobre jornalista por retirar comentários , indevidos, desrespeitosos á minha pessoa por parte do clone.Eu continuarei orando por ELE.
    Peço a Jesus todos os dias que abençoe a todos aqui.Somos a maioria pais de família , pessoas sérias , mesmos os solteiros ou solteiras , nesse ponto de encontro virtual trocamos idéias e opiniões.A idéia, li certa vez ,do blogueiro-roqueiro é a socialização, o compartilhamento de idéias e com isso além de desanuviarmos nossa mente, também ofertamos nossa contribuição , mostrando à parte da imprensa e dirigentes politicos e esportivos o que boa parcela do povo pensa.
    Infelizmente esse TRANSTORNO DISSOCIATIVO DE IDENTIDADE está se aprofundando cada vez mais e tomando conta de cada célula e neurônio dessa pessoa , coitado .
    Precisa de ajuda médica urgente.Encaro apenas como um infortúnio pequeno , haja vista que estou suficientemente afeito à perseguições gratuitas e levianas por aprte do “bicho homem”.Mas quero dizer a todos aqui que ORO por ELE.
    Que JESUS faça uma obra diferente na vida desse senhor que EXPLICITAMENTE precisa de ajuda.Essa doença é séria e traz problemas seríssimos ao portador e familiares.Inclusive todos detectamos aqui que não se trata mais apenas de uma brincadeira inocente de extremo mau gosto , diga-se de passagem e enquadrada no ordenamento juridico , passível de punição legal ,mas de uma denotação clara, cristalina do TDI (transtorno dissociativo de identidade).
    Analisando os comentários feitos por essa pessoa acometida do citado transtorno , mais conhecido popularmente como DUPLA PERSONALIDADE.Observa-se que ele posta e ataca ele mesmo , se desculpa , dá boa noite , xinga , se retrata, volta a xingar, posta palavras chulas e depois com outro codinome posta comentários até bem redigido com um uma mensagem razoavelmente lógica e interessante.Ou seja é um estágio avançado e sério da doença e ORO por ele.Com certeza age assim também na vida pregressa e suas contigências.Acho que mais do que indiferença nossa ou o blogueiro apagar as mensagens poderíamos tentar ajudar essa pessoa de forma prática.Pedindo que se identifique corretamente para que possamos ajudá-lo clinicamente .Se ele quiser se ajudar , claro.

    Curtir

  15. Ou o Lop pode fazer a mesma coisa que o ex-presidente do paisandu Miguel Alexandre Pinho fez no Estadual de 2000 e nos Brasileiros de 1991 e 2001, vitória certa do lobinho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s