18 comentários em “Vai que é tuaaa…

  1. Égua, Gerson. Não acredito que vais deixar de assistir esse “momento histórico” da televisão brasileira.

    Estou me preparando. Vou até tirar uma soneca pela parte da tarde para poder ficar acordado esperando pelo Galvão.

    Essa eu não perco. (He, he, he…)

    Curtir

  2. Gérson,tu tens todo direito de não gostar,mas tente ver pelo lado dos que gostam,muito infeliz sua colocação , “tetraplégico”… Nesse esporte,há todo um preparo de anos por parte destes atletas,não é qualquer um que pratica ,são pessoas devidamente preparadas para tal função… Eu particularmente adoro,bem como minha irmã e meu pai,mas tem que se haver críticas construtivas em torno do que se fala,não excrachar apenas e tão somente…

    Curtir

  3. André, não vi exagero, não. Até que o chargista pegou leve. As fotos pós-lutas do vale-tudo são piores do que a imagem que ele usou pra ilustrar. Anote aí: essa febre pelo “esporte” de quebrar ossos só vai esfriar quando morrer alguém no tal octágono. Infelizmente.

    Curtir

  4. Sem melindres, Charles. Respeito quem gosta, mas expresso minha opinião. E não farei nenhuma crítica construtiva sobre uma modalidade que adota apenas a violência pela violência. Aliás, a extrema violência é o “charme” das lutas. Não há o que discutir ou debater. É porrada pura. Gosta-se ou não. Eu não gosto.

    Curtir

  5. O muro caiu .E o murro cai quando ?
    Aos amigos do ponto de encontro virtual digo que estarei saindo ás 6 da manhã e chegando em Bele´m ao meio-dia a manhã.Se o blogueiro-roqueiro não estivesse de férias eu iria passar na redação para conhece-lo pessoalmente.Fiquem com Jesus , voltarei a postar somente lá pela quarta-feira por conta dos compromissos que terei em Belém.

    Curtir

  6. O UFC é definitivo e tem público certo senão fosse dessa forma não atraria a venus platinada, agora , aguentar o Galvão na narração ai é pior que subir o himalaia de costas.

    Curtir

  7. Dois registros: o primeiro é que a unanimidade da concorrência ficou com despeito da globo por mais este “filé” do qual ela vai desfrutar; o segundo é que os dias de premier do Anderson Silva estão sob séria ameaça por conta do Galvão. Tem gente dizendo que o “ponta-pé frio” do Galvão é um golpe que nem as técnicas mais cinematográficas do Segal vão conseguir neutralizar.

    Curtir

  8. Me descupem minha ignorancia, mas esta semana ouví uma frase que teria sido dita por um lutador de boxe.

    “Foi o momento que mais fiquei perto da morte”.

    Isso a 30 anos atráz, imaginem se ele fosse desta modalidade.

    Curtir

  9. É, tem um narrador que não gosta muito quando algum torcedor gozador insiste em constatar que ele (o narrador) é um autêntico pé-frio pro Leão.

    Ah, corrigido pela minha pequerrucha, aqui do meu lado, registro que no post anterior pretendia dizer “Narração” e acabou saindo ‘rração’

    Curtir

  10. Pior que é mesmo 33! Mas, é só uma mera coincidência decorrente da moderação.

    A propósito da moderação, me diga Gerson: não é mais possível responder diretamente ao companheiro do blog, ou soou eu que estou me enrolando devido à longa temporada que não tenho conseguido tempo para vir aqui mais amiude?

    Curtir

  11. Gerson, acho que acidentes de trabalho (com morte) são passiveis de se acontecer. Assim como já aconteceu no boxe, futebol, automobilismo entre outros. Amigo Gerson, acho que as pessoas tem que parar de pensar e enxergar dessa forma este esporte que hoje cresce bastante no mundo todo.
    Vejo não de sua parte, mais de outras pessoas que conheço. Que fazem comparações com o homofóbia, uma coisa não tem nada haver com a outra, além doque todo e qualquer preconceito e errado, se as pessoas querem fazer certos tipos de coisas, que talvez para elas façam bem, então que façam! O que não pode, e as outras pessoas querer se meter na vida alheia. Minha opnião!

    Curtir

  12. E como o Charles Resende disse – os atletas de MMA, são devidamente preparados, e são sabedores de seus limites! Existem regras a serem cumpridas e arbitros para interve em casos extremos.
    – Outra coisa, os atletas se respeitam e devem perceber durante as lutas, quando o seu oponente está sem condições de revidar os golpes.
    Mais respeito a opnião de quem não gosta, assim como renego aos que são desinformados. Creio que não e o caso de ninguém aqui do blogue.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s