Paissandu perde um mando de campo

Além da queda, o coice. Por unanimidade de votos, o STJD puniu o Paissandu com a perda de um mando de campo e foi multado em R$ 2 mil por infração ao artigo 213, I, II, parágrafo primeiro do CBJD. A punição tem a ver com o arremesso de objetos no gramado do Mangueirão durante o jogo contra o CRB pela segunda fase da Série C. O tribunal também puniu o CRB, por infração ao artigo 206, a pagar multa de R$ 300,00.

É a prova insofismável de que o que está ruim sempre pode ficar pior.

Remo leva traço de Marçal e Joãozinho

O Remo fazia planos de fechar contrato com três ex-jogadores do Independente Tucuruí, mas pelo visto só conseguirá se acertar com o volante Adenísio, que já treina no Baenão. Marçal e Joãozinho, indicados também por Sinomar Naves, não se apresentaram como havia sido acertado. As informações mais recentes indicam que devem permanecer no Independente, que fez proposta para que renovem contrato com o clube campeão estadual de 2011. Novos nomes, porém, estão sendo agendados pelo clube e podem chegar ainda nesta semana.

Romário pressiona Teixeira e Valcke

O deputado federal e ex-jogador Romário (PSB-RJ) aproveitou a audiência da comissão especial da Câmara que discute a Lei Geral da Copa, nesta terça-feira, em Brasília, para fazer questionamentos ao secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, e ao presidente da CBF e do Comitê Organizador Local, Ricardo Teixeira, sobre denúncias de corrupção. Mas os dois se recusaram a responder as perguntas. Os questionamentos de Romário tiveram como base as acusações feitas pelo jornalista escocês Andrew Jennings, da BBC. Ele citou uma declaração do presidente da Fifa, Joseph Blatter, na qual Valcke era descrito como “chantagista”. O deputado levantou ainda o “caso Mastercard”, quando a Fifa trocou a empresa de cartões de crédito pela Visa e foi condenada judicialmente por não respeitar cláusula de preferência – na ocasião, Valcke chegou a ser demitido da Fifa, mas foi recontratado depois e agora ocupa o segundo cargo na hierarquia da entidade. Em relação a Ricardo Teixeira, o deputado lembrou que o presidente da CBF prestou depoimento à Polícia Federal sobre a denúncia de que teria recebido propina. Também segundo denúncia de Andrew Jennings, Teixeira fez um acordo com a Justiça da Suíça, tendo devolvido o dinheiro e mantendo sigilo no caso. “O senhor recebeu propina? Se o seu nome aparecer no processo, o senhor renuncia à CBF e ao Comitê Organizador Local?”, questionou Romário.

Valcke e Teixeira manifestaram irritação com as perguntas de Romário. O secretário-geral afirmou que o jornalista da BBC tem problemas com a Fifa e, por isso, o ataca. Afirmou ainda que o “caso Mastercard” está julgado e concluído. Disse que não falaria sobre o tema e que as denúncias não o impedem de dormir. Teixeira, por sua vez, destacou ter aberto uma ação civil contra Andrew Jennings e também não respondeu aos questionamentos. O deputado se irritou com a falta de respostas e com o presidente da comissão, Renan Filho (PMDB-AL), que o impediu de insistir nas perguntas. “O brasileiro tem direito de saber com quem está lidando. É importante para a Copa do Mundo, sim. Isso aqui é um circo”, reclamou Romário. (Da ESPN)

Romário é o primeiro cabra com coragem suficiente para peitar os donos do futebol. Merece o meu respeito. E, que mal pergunte, quem é esse bate-pau chamado Renan Filho?

Fujam para as montanhas…

Galvão Bueno será o narrador do primeiro combate de UFC (Ultimate Fighting Championship) na TV Globo, no dia 12 de novembro (próximo sábado). A emissora já confirmou o narrador na transmissão, que vai ter a companhia do lutador Vitor Belfort como comentarista. Neste dia, será disputado o título dos pesos-pesados entre Cain Velasquez e o brasileiro Junior “Cigano” dos Santos, na cidade americana de Anaheim, na Califórnia. Galvão Bueno e Vitor Belfort vão acompanhar a luta dos estúdios da TV Globo em São Paulo (ou via tubo, como usado no jargão de televisão), informou a assessoria de imprensa da emissora carioca. A disputa será transmitida ao vivo depois do programa “Altas Horas”, por volta da 0h (de Brasília). A Globo adquiriu os direitos de transmissão do UFC em 2012, vencendo uma disputa com a Record. Além dos combates, a emissora comprou os direitos para transmitir o reality show de MMA (artes marciais mistas) “Ultimate Fighter Brasil”. O ganhador deste programa terá um contrato com o UFC. (Do Folhaonline)

Está aí um estrupício que não posso deixar de NÃO ver…