Josiel não é mais jogador do Paissandu

A diretoria do Paissandu confirmou, no começo desta noite, que o atacante Josiel não é mais jogador do clube. Ele não apareceu no clube durante toda a manhã e levantou as primeiras suspeitas sobre seu desligamento, confirmado finalmente depois que a boataria já se alastrava. Desgastado junto à torcida pelo mau rendimento nos jogos e pelo episódio recente de críticas (via Facebook) à cidade e às mulheres paraenses. A chegada do técnico Andrade parecia sinalizar para a permanência de Josiel, com quem o treinador havia trabalhado no Flamengo. Segundo pessoas ligadas ao jogador, ele já não tinha clima para frequentar restaurantes e vinha sendo perseguido até no supermercado. Contribuiu também para o desfecho o atraso no pagamento de salários. (Com informações do repórter Dinho Menezes, da Rádio Clube)

Ginasta paraense ganha ouro no Pan

O paraense Péricles da Silva, de 22 anos, conquistou medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, com a seleção brasileira masculina de ginástica artística. A competição aconteceu na noite de terça-feira, 25. Apesar de morar em São Paulo, Péricles tem raízes paraenses. Ele é um dos muitos atletas que encabeçaram as primeiras turmas do projeto Papo Cabeça (hoje chamado Pro Paz nos Bairros).

Jornalista inglês volta a denunciar Teixeira

Nesta quarta-feira, em depoimento no Senado Federal, o jornalista da BBC Andrew Jennings reforçou as denúncias de recebimento de propina por parte de João Havelange, ex-presidente da Fifa e Ricardo Teixeira, presidente da CBF e do comitê organizador da Copa do Mundo de 2014 e se colocou à disposição para esclarecer o caso à presidenta Dilma Roussef e à Polícia Federal. A presidenta, por sinal, irá receber uma cópia do depoimento de Jennings. Assim como fez durante sua participação no programa Bola da Vez da ESPN Brasil, gravado em julho deste ano, o jornalista apresentou evidências da corrupção entre altos dirigentes da Fifa.

Jennings voltou a afirmar que Havelange teria recebido US$ 50 milhões, R$ 87,5 mi, em propinas da ISL, empresa de marketing compradora dos direitos de comercialização das Copas do Mundo de 2002 e 2006. Já Ricardo Teixeira teria ganhado outros US$ 9 milhões, R$ 15,75 – outros cartolas de federações internacionais também teriam se beneficiado. “Será que eles pagaram impostos ao Brasil sobre esses valores”, indagou Jennings ao senadores brasileiros. Ricardo Teixeira teria recebido os valores por meio da Sanud, empresa de fachada de Lichenstein. Jennings chegou ao valor por meio de um cruzamento de dados da CPI do Futebol de 2001 que teria mostrado o cartola recebendo dinheiro desta empresa e de uma lista atribuída à ISL, na qual haveria repasse de propina para a mesma Sanud. (Da ESPN)

Rio Branco recua e Série C volta ao normal

Uma reunião que envolveu até o governador do Acre, Tião Viana, e diversas autoridades estaduais definiu na noite desta terça-feira o caminho a ser traçado pelo Rio Branco, devolvendo normalidade à Série C do Brasileiro. Em comum acordo com a Procuradoria Geral do Estado, o clube vai apresentar oficialmente sua desistência das ações judiciais contra decisão do STJD que o afastou do campeonato. Com isso, pretende se resguardar de eventuais sanções por ter recorrido à Justiça Comum.

A partir do recuo do Rio Branco, a CBF deve oficializar as novas datas das rodadas da Série C. É provável que o Luverdense faça três jogos seguidos, entre os dias 2 e 11 de novembro, a fim de normalizar a disputa e se igualar à situação dos demais competidores. Nesse caso, o Paissandu só voltaria a jogar no dia 16 de novembro, justamente contra o Luverdense, fora de casa.