Tribuna do torcedor

Por Diego Gonçalves (adm_diego26@yahoo.com.br)

Rafael Córdova no Papão em 2012? Seria o retorno do arqueiro que está no Rio Branco (AC). O fato é que Córdova é considerado um dos melhores goleiros da Série C. Identificado com o clube, com a cidade e com o povo paraense, diferentemente de Josiel, já manifestou o interesse em retornar. Bem que seria uma grande “disputa” pro arco bicolor: Fávaro x Córdova. Gostaria de saber sua opinião acerca do assunto, se possivel na sua coluna, da qual sou leitor assíduo.
Obs.: Na minha opinião, ele não deveria ter saido à epoca, pois, além de ser um excelente profissional, é uma excelente pessoa, se identifica com o clube, respeita nosso povo e quer voltar. E, além do mais, está bem melhor que antes.

Sport e Abaeté se recuperam no Parazão

Abaeté e Sport Belém, derrotados na rodada de abertura da 1ª fase do Parazão, se recuperaram com vitórias importantes na tarde desta terça. Em Abaetetuba, no estádio Humberto Parente, triunfo do Abaeté sobre o São Francisco. O gol surgiu aos 45 minutos do segundo tempo, através de Juninho, cobrando falta. No estádio da Curuzu, o Sport Belém derrotou o Parauapebas por 2 a 1. O Parauapebas abriu o placar com Jean Macapá aos 7 minutos, mas permitiu o empate aos 41 minutos do primeiro tempo. Jefferson fez o gol rubro-negro. A virada veio aos 12 minutos do segundo tempo, através de Diego Índio. Sport e Abaeté passam a dividir o primeiro lugar da competição junto com Ananindeua (líder pelo saldo de gols), Parauapebas, São Francisco e Tuna.

Nas arquibancadas da Curuzu, presença de olheiros, empresários e dois ilustres espectadores, o presidente da FPF, coronel Antonio Carlos Nunes, e o presidente do Paissandu, Luiz Omar Pinheiro. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)

Leão treina forte para amistoso em Traquateua

Sob o comando dos preparadores Carlos Rocca e Benedito Gamboa, o elenco do Remo treina fisicamente para o amistoso deste fim de semana contra o Progresso Esporte Clube, de Traquateua, na região bragantina. Depois de vitórias nos amistosos contra a Tuna, Mãe do Rio e São Caetano de Odivelas, o técnico Sinomar Naves mostra-se satisfeito com o rendimento do time-base. Ele evitou comentar as propostas dos volantes Serginho e Danilo Mendes para retornar ao clube. Na manhã desta terça-feira, no Baenão, todos os jogadores do grupo participaram da sessão de exercícios físicos. No sub-20, a equipe remista faz nesta quarta-feira o jogo de ida das quartas-de-final contra o Sport Belém, no campo do Ceju, às 8h. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)

Neymar na lista dos melhores do mundo

Neymar deverá ter seu nome na lista dos indicados à Bola de Ouro 2011, premiação promovida pela Fifa. De acordo com o jornal espanhol Mundo Deportivo, o brasileiro estará na lista dos 50 jogadores que disputarão o prêmio. Na próxima terça-feira, 23 atletas serão selecionados. No dia 5 de dezembro, três serão escolhidos para a disputa de  quem será o melhor do mundo este ano. O anúncio será feito dia 9 de janeiro de 2012, em Zurique, na Suíça. Neymar conquistou o Paulista e a Libertadores neste ano pelo Santos, e defendeu a Seleção principal e a sub-20. Focado na disputa do Mundial de Clubes, no Japão, o atacante terá como concorrentes a melhor do mundo mais nove jogadores do Barcelona, segundo o Mundo Deportivo. O maior favorito ao prêmio é o argentino Lionel Messi, já eleito duas vezes seguidas:  levou a Bola de Ouro em 2009 e 2010.

Ações na Justiça podem inviabilizar Série C

O imbróglio está cada vez maior. Saiu no Diário Oficial a decisão do desembargador Ricardo Couto, da 7ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, suspendendo o grupo E do Campeonato Brasileiro da Série C. No despacho, o desembargador estabelece prazo de 10 dias para manifestações. Significa que até o dia 4 de novembro as partes envolvidas (STJD, CBF, Rio Branco e Luverdense) terão que dar explicações à Justiça Comum. Possibilidade quase zero de a competição terminar ainda em 2011.

Coluna: Emoções fora de campo

As últimas semanas trouxeram de volta ao cotidiano do futebol aquele noticiário árido e hermético, recheado de referências a leis e regulamentos. Não tem jeito, o juridiquês volta para azucrinar o torcedor, desde que lambanças da própria CBF fizeram a Série C mergulhar em incertezas e controvérsias, culminando com a paralisação determinada pela 7ª Vara Cível do Rio de Janeiro.
Protagonista involuntário dessa novela, o Rio Branco tem adotado posicionamento desconcertante. Depois de anunciar sua desistência no Twitter ontem à tarde, a diretoria mudou de idéia à noite: a briga judicial pela permanência na competição está mantida.
A situação que se desenhava desde o fim de semana apontava para o recuo do clube acreano e a volta do Luverdense à competição, colocando um fim às escaramuças na Justiça Comum. A mudança de planos interessa diretamente ao Paissandu, que é o segundo maior interessado – por motivos óbvios – na permanência do Estrelão na disputa.
A decisão de insistir na luta pela permanência na Série C não altera, pelo menos por enquanto, a situação de impasse. Depois de declarações do presidente do clube, Natal Xavier, indicando que iria retirar a ação na Justiça, a reunião entre dirigentes da Federação de Futebol do Acre (FFAC), diretores do Rio Branco e advogados da Procuradoria Geral do Estado do Acre definiu outra direção. Se desistisse, o clube estaria automaticamente aceitando o rebaixamento à Série D.
Xavier foi voto vencido na decisão de ignorar os riscos de retaliação por parte da CBF e até de desfiliação junto à Fifa. A posição de enfrentamento tem suporte na influência política do PT acreano, mas pode trazer sérias complicações ao Rio Branco.
Exemplos anteriores (América-MG e Gama) indicam que, a partir de agora, a atitude do clube passa a ser encarada pela CBF como rebeldia. E rebeldes costumam ser tratados a ferro e fogo pela entidade que manda e desmanda no futebol brasileiro.
Alheio às possíveis conseqüências, o Rio Branco demonstra coragem e desassombro. Tem sido relativamente bem sucedido nessa empreitada. Além de neutralizar a decisão do STJD que beneficiou o Luverdense, impôs agressiva estratégia nos tribunais para reivindicar seus direitos. Graças a isso, acabou forçando a suspensão dos jogos, algo surpreendente para uma modesta agremiação nortista. Por tudo isso, é bom não duvidar de suas chances de vitória nessa guerra de foice. 
 
 
A situação ficará melhor ainda para o Paissandu, depois de vários capítulos desfavoráveis, se o STJD julgar logo o recurso do Campinense contra o CRB pelo célebre jogo da armação com o Fortaleza, na rodada final da fase anterior. Pelas evidências do arranjo em campo, o clube paraibano tem boas chances de sucesso no tapetão. O atual líder do grupo do Papão corre o risco de ser penalizado e até afastado da competição. Inexplicavelmente, porém, o julgamento da ação vem sendo protelado e a previsão é de que só aconteça daqui a três semanas, quando pode ser muito tarde.
 
 
Ronaldo fugiu da concentração da Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo de 1994. Todo mundo sabia que Romário havia feito isso, até porque o marrento atacante nunca se preocupou em esconder o fato. A surpresa é que o então jovem craque estava junto com Romário nessas aventuras. Obviamente, a revelação só aconteceu agora, depois que o Fenômeno pendurou as chuteiras e não corre mais riscos de retaliação. Ronaldo contou a traquinagem ao lado dos moleques Neymar e Lucas, aproveitando para acrescentar conselhos sisudos quanto à importância da disciplina e da dedicação. Pelo sorriso irônico de Neymar, o mais provável é que decida seguir as normas não escritas da malandragem. 
A história, mais ou menos comum a todas as Copas, expõe o quanto é caduca a instituição da concentração no futebol. A Holanda de 74, um dos times mais cultuados de todos os tempos, baniu o sistema de reclusão dos jogadores. Por outro lado, os grandes clubes europeus já adotam um sistema bem flexível de acompanhamento de seus caríssimos craques. Só no Brasil persiste a visão me-engana-que-eu-gosto quanto aos supostos benefícios da concentração.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta terça-feira, 25)