Outra bola fora do boleiro sertanejo

No Facebook, o atacante Josiel voltou a manifestar seu enfado com a duríssima vida que leva na capital paraense. “Tche Loko – mas que vontade de um bailao de choop… deus livreeeeeeeeeeee , ter q aguenta mais um mes eh fodaaaaaaaa..”. Tche Loko é o apelido virtual do cabeludo jogador, que mais adiante ratifica seu estado de espírito atual: “Tche Loko – Saudades do meu Rio Grande, Goiania… de gente bonita”. Josiel é reincidente: na primeira fase da Série C, ele deu entrevista ao UOL Esporte reclamando do calor de Belém e chegou a comentar que já tinha morado em “cidades melhores”. Na ocasião, boa parte da torcida se voltou contra o repórter, avaliando que a matéria visava tumultuar o ambiente do clube. (Foto: MÁRIO QUADROS)

Andrade confirma acerto com o Papão

Para desespero de boa parte da torcida alviceleste, o técnico Andrade confirmou que foi contratado pelo Paissandu para comandar o time no restante da campanha na Série C. Campeão brasileiro de 2009 com o Flamengo, Andrade fechou um pacote para dirigir o Papão. Informações não confirmadas indicam que o valor do acordo gira em torno de R$ 60 mil. O técnico deve chegar nesta quinta-feira à tarde, mas ainda hoje seu auxiliar Júlio Camargo se apresenta na Curuzu.

Chance de Gol reduz chances do Papão

O site Chance de Gol (chancedegol.uol.com.br), a probabilidade de o Paissandu obter o acesso à Série B caiu de 92,5% para 42, 3%, depois da última rodada da Série C. Por outro lado, o CRB passou a ser o grande favorito para garantir a vaga, com 81,3%. Já o América (RN) subiu para 74% . Na tabela de projeção para disputar a final da competição o Paissandu também despencou, passando a ter somente 9,9% de chances. O site avalia que o acesso estará garantido para os times que alcançarem 11 pontos no grupo E. Com 10 pontos, as chances são de 95%.

Fogão recebe a visita da Enciclopédia

O elenco do Botafogo recebeu uma visita ilustre na última terça-feira. Logo após o almoço, os jogadores foram surpreendidos pela presença do Nilton Santos em General Severiano. Assim que o ex-jogador entrou no clube, acompanhado da esposa Maria Coeli e do vice-presidente social e de comunicação, Carlos Thiago Cesário Alvim, os atletas puxaram uma salva de palmas e reverenciaram Nilton Santos. Maior ídolo do atual elenco do Botafogo, Loco Abreu teve seu dia de fã. O atacante conversou com Nilton Santos e fez questão de tirar fotos ao lado do ex-jogador, que brincou com Maicosuel pelo fato dele usar a camisa 7, a mesma que foi de Garrincha.

Atual dono da posição em que Nilton fez história pelo Botafogo, o lateral-esquerdo Cortês revelou o conteúdo do rápido para que teve com o bicampeão mundial. “Ele desejou que eu tenha a mesma sorte dele aqui no Botafogo. Tomara! É uma felicidade grande estar ao lado do Nilton Santos, que representou muito bem o Botafogo e a Seleção Brasileira. É uma motivação a mais para mim”, disse Cortês, ao site oficial do clube.

Após o encontro com os jogadores, Nilton Santos circulou pela sede de General Severiano, visitou o “Túnel do Tempo” – corredor do clube com imagens de ídolos e conquistas do passado -, e se emocionou.

“Nilton sempre se emociona e fica empolgado de estar no Botafogo. Desde que acordou, não parou de repetir que viria a General Severiano. O Botafogo dá uma força a mais para ele, que traz pensamento positivo e boas vibrações”, ressaltou a esposa dele, Maria Coeli, ao site do Botafogo. Logo após o encontro, a delegação do Botafogo deixou General Severiano rumo ao aeroporto, para o embarque para Santos, onde enfrenta o Peixe, nesta quarta-feira, às 20h30m, na Vila Belmiro. Caso vença, o Glorioso assumirá a liderança do Brasileiro. (Do Globoesporte.com)

O jogo atrasado que adianta muito

Por Juca Kfouri

Santos e Botafogo já fizeram os maiores clássicos do futebol brasileiro nos tempos de Pelé e Mané. E já decidiram, com muita polêmica, o Brasileirão de 1995. E hoje, na Vila Belmiro, às 20h30, fazem um jogo isolado do Brasileirão de 2011. Isolado porque atrasado, embora possa adiantar, e muito, a vida dos dois alvinegros.

A do Santos, com Neymar de volta, porque o campeão da Libertadores precisa recuperar a confiança perdida e porque precisa somar pontos para poder se preocupar só com o Mundial de Clubes, no Japão, no fim do ano. E adianta muito a vida do Botafogo, sem o ex-santista Renato, porque a vitória torna real o que é virtual, potencial, hipotética: a liderança do campeonato a oito rodadas do fim. Os três pontos para os cariocas significarão um a mais do que têm Corinthians e Vasco e o mesmo número de vitórias do Corinthians.

É jogo para torcedor nenhum botar defeito e para tornar menores os jogos do Flamengo e do São Paulo pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana, no Engenhão, contra a Universidade do Chile e, no Morumbi, contra o Libertad, do Paraguai, às 21h50. O Flamengo com Ronaldinho e o São Paulo, de novo, com o técnico interino Milton Cruz, credo.

Coluna: A novela do novo treinador

Depois de marchas e contramarchas, o Paissandu deve finalmente anunciar hoje o nome do substituto de Edson Gaúcho. Quem apostou que o técnico seria Andrade, conforme sinalização da própria diretoria, já não tem tanta certeza. As negociações não evoluíram, esbarrando sempre no nível salarial e no tempo do contrato.
Andrade, que está desempregado desde que teve frustrante passagem pelo Brasiliense, não quer assinar acordo por menos de um ano de vigência. O Paissandu, obviamente, não está a fim de compromissos mais longos, até porque a presença do técnico na Curuzu pode se limitar a apenas dois jogos.
O outro motivo de discordância é o salário. Andrade, que não impõe comissão técnica própria, ainda raciocina como campeão brasileiro (levantou a taça com o Flamengo em 2009). Aí o bicho pega. Depois de pagar cerca de R$ 40 mil mensais a Roberto Fernandes, o Paissandu vinha pagando menos de R$ 20 mil ao recém-demitido Edson Gaúcho. Para ter Andrade, não desembolsará menos de R$ 70 mil por mês. E o ex-rubro-negro, escaldado, só aceita vir com pagamento adiantado.
Apesar da aprovação unânime dos jogadores, encantados com a fama de gente-boa que Andrade carrega, há na diretoria quem tenha resistências ao treinador, visto como excessivamente tolerante com os boleiros. Na verdade, há o receio de que o novo técnico seja o extremo oposto do estilo mão-de-ferro de Gaúcho.
Em meio a essas incertezas, cresce a possibilidade de uma solução caseira. Lecheva, citado por Gaúcho como incentivador de “barcas” na Curuzu, é a bola da vez para assumir o time nos dois jogos restantes (conforme a tabela atual) na atual fase da Série C. De positivo, o baixo salário e o inegável conhecimento do elenco. (Por incrível que pareça, outro nome mencionado para o cargo é o de Sandro, diretamente envolvido na queda de Gaúcho, segundo o próprio.)
Na terceira posição do grid, aparece Zé Teodoro. Referendado por bons trabalhos no futebol nordestino, o ex-lateral do São Paulo conta com a simpatia de vários diretores porque tem mais familiaridade com a disputa da Série C. Em termos de temperamento, Zé é um meio-termo entre a candura de Andrade e a rigidez de Gaúcho. 
Acontece que todas as especulações devem levar em conta o alto grau de indecisão da atual diretoria do Paissandu. Tudo o que se comenta no clube pode ser desmentido por um gesto inusitado de seu surpreendente presidente. Como diria o amigo Guilherme Guerreiro, tudo pode acontecer, inclusive nada.     
 
 
Apesar da nova tabela, a Série C continua sob risco. CBF e Luverdense lutam para derrubar a liminar que reconduziu o Rio Branco ao campeonato. Para ganhar tempo, a entidade acatou a ordem judicial, mas denunciou o clube acreano à Fifa. Diante dos últimos acontecimentos, a quarta-feira é o dia D para o futuro da competição. 

 
Botafoguenses acompanham o jogo isolado de hoje contra o Santos conscientes de que é quase uma decisão de campeonato. A vitória põe o Alvinegro carioca na liderança da Série A depois de quatro anos. Um revés poderia causar danos irreparáveis à auto-estima botafoguense. Nesse sentido, é fundamental o papel do ídolo Sebastian Loco Abreu, indiscutível comandante da Estrela Solitária neste campeonato. 
 
 
Direto do blog
 
“Eu acompanho esporte diariamente e, por nunca mais ter ouvido falar em Andrade, achei que ele tivesse ido treinar algum time de Plutão, com viagem só de ida. De repente, fico sabendo que o referido treinador ainda atrai o interesse de algum clube neste planeta. Aqui em Brasília, a última vez que eu ouvi falar nele, foi quando ele matou, enterrou e ainda rezou a missa de sétimo dia do Brasiliense”. 
 
Do Jorge Fernandes, dando a ficha do técnico pretendido pelo Paissandu.