Tribuna do torcedor

Por Walmiglisson Ribeiro da Silva (wall_rsilva@hotmail.com) (*)

Dirijo-me a você no sentido de externar toda a minha insatisfação com os preços praticados no interior do Estádio Olímpico do Pará, a quando da partida Brasil x Argentina. Veja alguns exemplos: água mineral de 500 ml: R$ 6,00 (nos melhores supermercados da cidade, mesmo com a margem de lucro do comerciante, eu pago menos de R$ 5,00 em um garrafão de 5 litros); pacote de rosquinhas: R$ R$ 5,00 (fora do estádio comprei o mesmo produto por R$ 1,00); refrigerante, lata de 350 ml: R$ 4,00 (fora do estádio, R$ 2,00). E por aí vai… Meu questionamento se dá pelo fato de entender (a menos que esteja errado) que todos os ambulantes que atuam nas dependências do referido estádio têm concessão (onerosa ou gratuita) da SEEL, ou atuam para a mesma, e está completamente apartado de considerações sobre a renda ou situação econômica daqueles que estavam no estádio, visto que o futebol é e sempre foi o esporte do povo. Por se tratar de um estádio mantido por uma Secretaria de Governo, que por sua vez é mantida com o dinheiro público, ou seja, do torcedor, é evidente que algo precisa ser feito no sentido de coibir este verdadeiro furto contra o povo que aprecia estes eventos, pois isto é oportunismo. Tenho certeza que não praticarão os mesmos preços nos jogos do PSC na Série C, por exemplo. Conto com a ajuda dos Sr.s para que as sejam dados esclarecimentos sobre o tema, por quem de direito, sempre com vistas a resguardar o direito daquele que é a grande estrela do nosso esporte, o torcedor. Abraço…

(*) Walmiglisson é bacharel em Direito (UFPA) / assessor e consultor jurídico

22 comentários em “Tribuna do torcedor

  1. Estes preços são um cruzado de direita capaz de derrubar o Maguila.

    Na fatidica decisão do parazão deste ano fui obrigado a comprar uma coca de 600ml à R$ 5.00,
    Realmente tá complicado.

    Curtir

  2. No Blog do Marcos Lopes tem um Ranking dos olheiros e os melhores paraenses colocados são:

    58° Izabelense
    79° Paysandu
    103° remo.

    Curtir

  3. Para esta pratica abusiva, acredito que se alguém procurar o Ministério Público, o mesmo pode caracterizar como formação de Cartel, principalmente por o estádio ser público

    Curtir

  4. Realmente é um absurdo esses preços, mais tem gente que paga, ai eles deitam e rolam, eu não dou, pode dizer o que quiser, meu dinheiro e ganho com suor e não com facilidade!

    Curtir

  5. Parguntei a um vendedor o porque desses precos. Segundo ele, os preços são estipulados pela CBF, que até sobre os ambulantes arrecadou. Estavam uniformizados e com tabela de preços personalizada do evento “Super-Clássico das Américas”. Impressionante o nível de organização deste jogo de ontem, nesse ponto temos que parabenizar os promotores.

    Curtir

  6. Interessante, lutaram e conseguiram acabar com Conselho Interministerial de Preços que estabelecia o preço do produto até a ponta e isso horrorizava os comerciantes. E agora ?

    Curtir

  7. Como bacharel em direito , assessor e consultor jurídico o Walmiglisson deveria saber um pouco mais dessas mumunhas… eu, hein!

    Walmiglisson dverias ter passado no mercadinho do bairro e se abastecido. evitarias certos aborrecimentos.

    Curtir

  8. Tem que fazer como eu faço:
    Enche o isopor de Litrão para ingerir antes do espetáculo e quando faltar 20 min. entra e assisti a vitória do Lobo. Quanto a este joguinho desta seleção meia boca EU NAO FUI!!!!!!!!!!!

    Curtir

  9. Solidarizo-me ao Sr. Walmiglisson. A festa da torcida parauara foi além do esperado pelo Ricaço Teixeira e sua trupe. Principiei movimento para ir assistir ao jogo mas desistí quando tomei consciencia dos preços cobrados para um prélio entre as duas seleções com times considerados reservas. Então, essa questão de água, refrigerante e etc. com preços extorsivos,nada mais foi, que uma extensão dos exorbitantes preços cobrados pelos ingressos, ou melhor, a exploração, literalmente, pela CBF, campeou livre, leve e solta nos bolsos de quem se dispôs ir ao jogo. Com o agravante, de servir de “massa de manobra”. Consciencia minha gente…..Em 30.09.11, Marabá-PA.

    Curtir

  10. Acho que o Procon, ou ate mesmo um posto avançado da Promotoria dos Direito do Consumidor cairiam bem…Já encaminhei o e-mail para o MP

    Curtir

  11. Não meu caro. Não entendo sobre “Mumunhas” e, por isso mesmo, repudio tais práticas. Meu comentário foi feito no sentido de contribuir com a coletividade (coisa que falta nesse país). Dinheiro eu tinha de sobra pra gastar naquele dia, fruto de uma vida de trabalho e dedicação aos estudos. Mas não é por isso que tenho que concordar com estas práticas abusivas. Talvez eu tenha de sobra uma coisa que lhe falta: CONSCIÊNCIA SOCIAL!!!

    Curtir

  12. Certíssimo, amigo Walmiglisson. É uma longa caminhada até que a sociedade se conscientize plenamente sobre seus direitos. À nossa maneira, buscamos colaborar para isso.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s