Remo apresenta dois reforços

Bruno Oliveira, 20 anos, centroavante revelado no Grêmio e que estava jogando no Uruguai, chegou hoje para reforçar o Remo. Outro reforço é o meia-esquerda Christian Fernandes, que foi revelado pelo Atlético-PR e estava no futebol do Mato Grosso do Sul. Ambos começam a treinar com o elenco a partir desta sexta-feira no Baenão. O diretor de Futebol Francisco Rosa, a contratação dos jogadores está dentro da expectativa  do clube. “Queremos jogadores novos com vontade de vencer e dentro da base salarial que o clube pode oferecer”, comentou o dirigente.

Mano chama 3 botafoguenses para jogo em Belém

Mano Menezes anunciou nesta quinta-feira, no Rio, a convocação para os próximos três jogos da Seleção: contra a Argentina, pelo chamado Superclássico das Américas, quarta que vem, no estádio Edgar Proença, em Belém, e também para os amistosos diante de Costa Rica (7 de outubro, em San José), e México (11, em Torreón). As novidades – ao todo, oito – são Borges (Santos), Diego Souza (Vasco), Elkeson (Botafogo) e Emerson (Coritiba) no primeiro grupo. No segundo, surgiram Fábio (Manchester United), Hernanes (Lazio), Kléber (Porto) e Neto (Fiorentina). Saíram em relação à lista inicial da Argentina: Renato Abreu e Thiago Neves (Flamengo), Leandro Damião (Inter), Cícero (São Paulo), Henrique (Palmeiras) e Fábio (Cruzeiro).

Para o amistoso contra os argentinos, os convocados são os seguintes:

GOLEIROS – Jefferson (Botafogo), Rafael (Santos). LATERAIS – Bruno Cortês (Botafogo), Danilo (Santos), Kleber (Internacional) e Mário Fernandes (Grêmio). ZAGUEIROS – Dedé (Vasco), Emerson (Coritiba), Réver (Atlético-MG), Rodolfo (São Paulo). VOLANTES – Casemiro (São Paulo), Paulinho (Corinthians), Ralf (Corinthians), Rômulo (Vasco). MEIAS – Diego Souza (Vasco), Elkeson (Botafogo), Lucas (São Paulo), Oscar (Internacional). ATACANTES – Borges (Santos), Fred (Fluminense), Neymar (Santos), Ronaldinho (Flamengo).

Para os amistosos internacionais: GOLEIROS – Júlio César (Inter de Milão), Jefferson (Botafogo), Neto (Fiorentina). LATERAIS – Adriano (Barcelona), Daniel Alves (Barcelona), Fabio (Manchester United), Marcelo (Real Madrid). ZAGUEIROS – David Luiz (Chelsea), Dedé (Vasco), Réver (Atlético-MG), Thiago Silva (Milan). VOLANTES – Elias (Sporting), Fernandinho (Shakhtar Donetsk), Lucas Leiva (Liverpool), Luiz Gustavo (Bayern de Munique), Sandro (Tottenham). MEIAS – Lucas (São Paulo), Oscar (Internacional), Hernanes (Lazio). ATACANTES – Fred (Fluminense), Hulk (Porto), Jonas (Valencia), Neymar (Santos), Kléber (Porto).

Capixaba vai apitar jogo do Paissandu

A Comissão de Arbitragem da CBF divulgou nesta quarta-feira os árbitros da rodada da Série C. A coincidência nesta nova escala de arbitragem foi a permanência do capixaba Pablo dos Santos Alves para apitar o primeiro jogo do Paissandu. Aspirante à Fifa, o árbitro já havia sido escalado na última terça-feira para apitar o jogo entre CRB x Paissandu no estádio Rei Pelé, no próximo sábado (24). Com a volta do Rio Branco à competição, a CBF teve que refazer a escala de árbitros para a primeira rodada desta fase, mas Pablo foi mantido no jogo do Paissandu.

Coluna: Última chance para os dinossauros

Luciano Henrique, Ruy Cabeção, Tuta, Aloísio Chulapa, Carlinhos Bala, Leo Medeiros, Ramon, Sandro e Acosta são alguns dos dinossauros que já experimentaram fama e sucesso e hoje estão meio esquecidos nas divisões secundárias do futebol brasileiro. Todos estão na faixa acima dos 30 anos e estão em fase descendente na carreira. Alguns nem titulares mais conseguem ser em times de Série C e D.
O próprio Sandro é um exemplo. Apesar da qualidade técnica, contusões sérias fizeram com que perdesse espaço para outros jogadores. Luciano Henrique, ex-campeão pelo Sport-PE, também não conseguiu se encaixar no Paissandu. Carlinhos Bala virou nômade pelo Nordeste. Acaba de ser dispensado pelo Fortaleza, depois da eliminação na Série C.
O Brasiliense virou um principal reduto dos renegados. Tuta, ex-Fluminense, e Acosta, ex-Náutico e Corinthians, são os nomes mais reluzentes do elenco, embora não consigam fazer o time pontificar no torneio. Ramon, meia que fez sucesso no Vasco, agora empresta seu indiscutível talento ao meio-campo do Joinville na Série D. Ruy Cabeção, ex-Botafogo e Fluminense, também se refugiou no Jacaré.
Na lista há espaço até para um campeão mundial. Aloísio Chulapa, titular do S. Paulo na conquista do Mundial Interclubes de 2005, agora defende o CRB, que será adversário do Paissandu nesta fase da Série C. Tem ainda goleador de Campeonato Brasileiro, como Josiel, ora no Paissandu.
São jogadores que lutam contra o tempo, os limites físicos e o jogo mais bruto das divisões inferiores para seguir na ativa. A maioria não tem muitas chances, nem pretensões, de voltar à Primeira Divisão.
A história mostra que os veteranos só retornam à ribalta quando conseguem subir de divisão junto com os times emergentes. Caso de Fábio Júnior, no América-MG. E é aí que a coisa pode ficar interessante para clubes como o Paissandu, que tentam a todo custo retornar à divisão de elite. É o caso de juntar a fome com a vontade de comer.
 
 
A Seleção Brasileira, cuja convocação sai hoje, visita o Pará na condição de 7ª no ranking da Fifa. É a pior colocação dos últimos anos. Retrato eloquente do momento de baixa qualidade vivido pelo futebol pentacampeão. Não adianta ficar se enganando. No cenário mundial, a Seleção perdeu espaço pelos maus passos nas últimas Copas e a ausência de grandes craques. O recomeço pode estar nos pés de Neymar, que vem jogar no Mangueirão.
O encanto, porém, continua intocado. Tanto que centenas de torcedores certamente estarão hoje, às 9h, no Mangueirão, para trocar alimentos não perecíveis (2 quilos) por ingressos para assistir o treino do escrete na próxima segunda-feira.
 
 
“Uma das coisas ótimas sobre estar no R.E.M. foi o fato de que essas músicas e discos significavam muito pra gente tanto quanto pros nossos fãs. E ainda são. Ser parte de várias vidas é um dom inacreditável. Obrigado. Nós ainda somos grandes amigos. Eu sei que os verei no futuro, assim como sei que verei cada um que nos apoiou ao longo dos anos. Mesmo se for só alguém na loja de discos, ou em um clube, vendo um grupo de garotos de 19 anos tentando mudar o mundo”.
 
De Peter Buck, guitarrista do R.E.M., cravando ontem o epitáfio da grande banda, num dia de luto para o rock.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta quinta-feira, 22)