Separatistas unificam campanhas

Da coluna de Guilherme Augusto (DIÁRIO)

Começa a campanha

Se não houver nenhum contratempo está marcada para a próxima quarta-feira, em Santarém, tida por alguns como a futura capital do Estado do Tapajós, um ato público para marcar o início da campanha a favor da divisão do Pará, ocasião em que será instalado o Icpet – Instituto Cidadão Pró-Estado do Tapajós.

Frente separatista

Estão sendo esperadas para participar do evento lideranças de todos os municípios da região do Tapajós e uma grande comitiva de Carajás com o publicitário baiano Duda Mendonça na chefia. O que quer dizer que as frentes que trabalham pela criação do dois estados juntaram mesmo os trapos, quer dizer, os caixas e vêm aí com uma única campanha. Mais um motivo, entre muitos outros, de preocupação para os grupos que defendem a integridade do território paraense.

Quem cala consente

A pergunta que não quer calar é se é legal esse ato público em Santarém tanto tempo antes da data marcada para o início da campanha, como ficou definido nas regras amplamente divulgadas do plebiscito que vai decidir se o Pará deve ou não ser amputado. E, não sendo legal, a Justiça Eleitoral vai permitir que ele aconteça? Ou a campanha da consulta popular começará já trombando com a lei, num mau prenúncio do que poderá vir por aí?

13 comentários em “Separatistas unificam campanhas

  1. A Pergunta que não quer calar é a quem de fato interessa a divisão do pará,o grupo que é contra a divisão do nosso estado deveria mostrar quem são estas pessoas e que beneficios está por trás deste interesse na divisão.

    Curtir

  2. Não lembro quando da criação do Estado de Tocantins ter havido tanta rejeição dos goianos da capital. Hoje aquele território geográfico oferece melhores condições de vida a todos que ali já residemm. Questão de bom senso.

    Curtir

  3. Já começaram a colocar em prática a cobiça pela Amazônia e estão começando pelo Pará. Será um começo para atingirem o que relamente objetivam que é a Amazônia, caso sejam bem sucedidos, o próximo da vez sera o Estado do Amazônas. 77 Neles.

    Curtir

  4. O Estado do Tocantins foi criado a partir da constituição de 1988, portanto, a situação lá é totalmente diferente da nossa aqui, onde é sabido que aqui os separatistas, querem diminuir o Pará, tirando-lhe toda a sua riqueza. Bem diferente do Tocantis que era e é a parte pobre do Goiás.
    Para melhor esclarecer esse sr. Carlos Berllin, aconselho elê lêr o livro de Mª do Espirito Santo Rosa: Tocantis: o novo separatismo do norte de Góias
    No nosso caso a divisão atende a interêsses pessoais, politicos e oligaquias regionais.
    Portanto companheiro devemos sim dizer Não, a essa proposta ridicula de esquartejar o Pará.

    Curtir

  5. O Estado do Tocantins, foi criado pela constituição de 1988, portanto uma situação bem diferente da nossa. Onde aqui a divisão atende a interêssses pessoais, politicos e oligarquias regionais.
    No caso de Góias a região onde agora é o estado do Tocantins era e é a parte pobre do GOIÁS.
    Elês querem diminuir o Pará, tirar sua importância no cenário nacional, então nós paraenses devemos dizer NÃO a essa proposta dícula.
    Para o sr. Berllin lêr eu indico o livro de Mª do Espirito Santo Rosa – Tocantins: o novo separatismo do norte de Goiás.
    77 NELÊS

    Curtir

  6. Disse tudo, meu caro Toninho. Defendo, inclusive, que esses apóstolos do falso progressismo busquem seus Estados de origem para esquartejar. Políticos e empresários que saíram de Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia e São Paulo para fazer fortuna no generoso Pará que voltem agora para suas regiões e proponham dividir tudo por lá. Vamos ver o que dizem seus conterrâneos de origem. Ora, ora…

    Curtir

  7. Antônio Neves. Toninho é coisa de remista por isso evito o codinome. Claro que é do meu conhecimento as circunstãncias que originou o Estado de Tocantins, mas não seria uma razão para que os goianos fossem contra? Voce com certeza reside na capital com todas as comodidades que ela lhe oferece. Um bom supermercado, farmácias, posto de gasolina, de saúde e até penitência, etc tudo próximo, ao seu alcance. O Belemense está sendo egoista, está pensando nas riquezas que estão mais ao alcance das cidades que quererm a divisão. Ora, azar do acaso. Sou a favor sim, ou então que dividam a riqueza que estas localidades beneficiam ao urbanos. Sou paraense, conheço longínquas cidades do centro e sei das suas necessidades, pensando nisso e por outras razãoes de melhor administar um estado reduzido que sou a favor. Nem sei se Baião continuará sendo Para nesta questão toda, pouco importa, o que deve ser levado em consideração é o bem estar da maioria. Ora pois…

    Curtir

  8. Concordo!
    Deve ser levado em consideração o bem estar da maioria.

    Onde está a maioria mesmo??

    77Neles!

    Curtir

  9. Prezado, para seu conhecimento eu moro no sudeste do Pará, mais precisamente em Ourilândia do Norte, e nem por isso sofro as consequências pregadas pelos separistas. Pois todos os pretextos usados por elês, não justificam e se a região está assim desamparada elês tem uma parcela de culpa muito grande, pois elês foram eleitos pela região e nada fizeram por ela.

    Curtir

  10. Com certeza…. tanto que vez por outra, o Tocantins exporta pra cá pro Pará, enfermos para tratamento no Metropolitano. Eu já vi e continuo vendo várias vezes essa prática(trabalho na área). Será que Tocantins ainda não tem condições de se bancar, depois de tanto tempo independente? é o que provavelmente vai acontecer com esses dois estados independentes. Assim não vale né? Se quiser a independencia, então vai ter que se garantir!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s