A frase certeira

“Não tem como não ficar triste com toda essa situação complicada. Eu tenho uma longa carreira, passei por muitas alegrias e tristezas. E vejo o mesmo erro se repetindo no Palmeiras por anos e anos. É muita divisão. E começa lá em cima e repercute no time. Quem perde a eleição fica trabalhando contra. Não quer que a pessoa no poder consiga sucesso. Muita gente não pensa no clube. Pensa na própria vaidade e em não deixar o outro ter sucesso. Por isso o Palmeiras parou de ganhar. Pode ver que passaram por lá os melhores treinadores do Brasil: Luxemburgo, Muricy e agora o Felipão. É difícil demais trabalhar assim. Pode colocar o técnico que for”.

De Marcos, goleiro do Palmeiras, desalentado com a crise que assola o clube.

19 comentários em “A frase certeira

  1. Qualquer samelhança com o que acontece por aqui, Gerson, não será mera coincidência. Te dizer.

    Curtir

  2. É como na República Brasileira. O povo ganha das elites e essa corja não se dá por vencida. Lula e Dilma deram uma surra na cambada dos “punhos de seda”, e seus asseclas (os 3% da kombi serrista/fhc/dem) ficam vomitando indevidos agouros ao Brasil do futuro!!!
    Os 87% de aceitação do governo Lula dói na mente desse grupelho.

    Curtir

  3. Putz, tá igual a torcida do Paysandú: diz ter os melhores títulos, mas se exaspera quando é obrigada a ouvir que tem a menor torcida. Sem stress, que o ambiente já tá muito pesado.

    Curtir

  4. Todos teem o direito de resposta, mas o óbvio não pode ser desprezado. O Papa títulos, o maior do norte, TEM os melhores títulos desejados pelos clubes locais e chega a combinar com uma certa dose de inveja dos que estão mais para meros participantes, daí ser facilmente entendido a extensão da palavra “EXASPERA. Se stressar, basta voltar pelo mesmo intinerário no sentido inverso comum aos abnegados e obsercados invejosos e voltar ao ponto de partida.

    Curtir

  5. Gerson, o remo ganhou o apelido de “mais querido” de uma pesquisa nos anos 40 do extinto jornal ” A vanguarda ”

    de lá para cá tiveram varias outras pesquisas:

    – 1993, em uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha em parceria com a Folha de São Paulo, a torcida do Paysandu aparecia em 15º lugar com cerca de 1% da preferência dos entrevistados.

    – 2001 a Revista Placar fez numa pesquisa pela internet e mostrou que na Região Norte o Paysandu tinha 12% da preferência contra 8% do Remo.
    Em outra pesquisa da Placar juntamente com o Datafolha mostrou que o Paysandu tem cerca de 1,1% contra 0,66% do Remo.

    – 2004 , Na pesquisa feita pelo IBOPE em parceria com a revista Lance, a torcida do Remo aparecia em 16º lugar, com cerca de 1.300 torcedores, enquanto que a do Paysandu aparecia em 17º lugar com cerca de 1.100 milhões de torcedores.

    – 2004, Pesquisa realizada pela Rede Globo em parceria com o IBOPE no ano de 2004, mostrava que o tanto o Remo quanto o Paysandu tinham preferência de cerca de 1% da população brasileira.

    – 2006, o site http://www.enquetes.com.br, realizou uma enquete onde os torcedores votavam nos clubes participantes da Série B desse ano. O Remo foi disparadamente o clube mais votado com cerca de 16.238 votos (72,51%), superando clubes como Atlético/MG, Sport e Coritiba.

    – 2007, a Revista Placar fez uma pesquisa que mostrava a torcida bicolor com 34% da torcida de Belém. O Remo tinha preferência de 23% os entrevistados.

    – 2008, o Instituto Guallup fez a maior pesquisa de torcidas do Brasil, classificando o Remo como o dono da maior torcida da região, aparecendo na 21º colocação com 2.100 torcedores, já o Paysandu aparece no 23º lugar com 2.060 torcedores.

    – 2010, o Datafolha classificou a torcida do Paysandu na 20º colocação, com 0,43% da preferência nacional, a frente do remo

    – IBOPE em 2010, o Remo foi o único paraense que apareceu na pesquisa, na classificação por faixa etária (jovens de 10 a 15 anos). O Remo tem 1,1% ou cerce de 280 mil torcedores.

    – Pesquisa feita pelo Instituto QualiBest mostrou que o Paysandu tem a preferência de 0,3% dos internautas de todo Brasil contra 0,1% do Clube do Remo.

    – 2010 site do jornal Diário do Pará, fez uma enquete para saber qual a maior torcida do Pará. Em primeiro veio o Remo com 56% da preferência contra 42% do Paysandu. São Raimundo e Águia obtiveram 1% cada.

    REPAREM QUE NA MAIORIA DAS PESQUISAS, A TORCIDA DO PAYSANDU FICOU NA FRENTE

    Curtir

  6. No final de ano, com saúde e otras cositas mas (graças a Deus), não há que falar em stress.

    A propósito de qual inveja estamos falando: da inveja de não ter os melhores títulos ou da inveja de não ter a maior torcida.

    Mas, que foi engraçada foi, aquela sacada dos “87% de piração”, de exasperação, de mau humor, daqueles a quem parece que não bastou ganhar um título (eleição) tão almejado e tão importante. Daí que não resisti a tirar mais uma forrazinha fazendo aquela comparação infame. Feliz natal!

    Curtir

  7. Como dizia Venicius de Moraes: Se todos fossem iguais a você não existiria rivalidade. Satisfaz-me o bom senso. Feliz natal em dôbro e 2011 melhor que 2010, que para voce, no futebol, não deve constar do velho álbum de vaidades.

    Curtir

  8. Neste caso, a ultima pesquisa é a que reflete mais precisão nas informações.
    Para conhecimento cientifico, a do Diário do Pará é a que tem maior representatividade e, portanto, é a que melhor aclara a questão supracitada, minha cara, Andreia.

    Curtir

  9. PESQUSAS SÉRIAS SÃO AS DE PÚBLICO NOS ESTÁDIOS E MEMSO ESSAS OUTRAS QUE SE DIZEM SÉRIAS NÃO CORRESPONDEM À REALIDADE.A TORICDA DO PAYSANDU É MAIOR NÃO SÓ AÍ NO PARÁ QUANTO EM TODO BRASIL ,COMO DISSE E SEMPRE REPITO ONDE VOU COM A CAMISA DO PAPÃO ALHUÉM FALA OU PERGUNTA …’ É PAYSANDU” ALÉM DISSO NO BRASIL ,EM OUTROS ESTADOS , DO NINGUÉM CONHECE O AZULETE-DESBOTADO.Ontem mesmo ao pegar um taxi na volta pro hotel onde estou hospedado aqui em Campo GRANDE ,MS, O MOTORISTA ME DISSE “VC É ESTRANGEIRO ?MAS COMO ANDA COM ESSA CAMISA DO PASAYNDU DE BELÉM ?”E NO DIALOGO SEGUINTE ele me afirmou que nunca fOi à Belem ,mas” ouço falar muito no Paysandu,tem muitos paraenses aqui que andam com essa camisa”.

    Curtir

  10. Meu caro Alonso,
    Sou mais a pesquisa do Diário do Pará do que a sua, por razões óbvias.
    Eu também, por questões de negócios, conheço um pouco o Brasil e sei que Clube do Remo e Paysandu, caminham lado a lado rumo ao esquecimento de outros centros. Portanto, não deliremos no sentido de se sobrepor ao outro no âmbito extra Pará.
    Tudo é parecido, tanto para Clube do Remo quanto para Paysandu!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s