22 comentários em “O futebol pode ser cruel

    1. É, Acácio, ninguém ganha antes de jogar e periga dar Inter x Inter pelo 3° lugar. Agora, dá uma vontade de consolar essas tristonhas, e não aparece um gaúcho pra fazer esse papel…

    2. A soberba Acácio está inclusive em muitos comentários. Dizem que perder para “o Congo” é uma vergonha!!!
      O Inter não perdeu para “o Congo”. O Inter perdeu para o Mazembe – que tem em sua equipe, jogadores que atuaram no futebol francês, belga e outros países europeus.
      Os brasileiros – pelo menos alguns – precisam conhecer o futebol que se pratica na Africa, atualmente.

      No lugar de buscar refugos bichados, no eixo sul/sudeste, se sou dirigente de Águia, São Raimundo, Cametá ou mesmo dos restos mortais de Remo e Paysandu, pensaria em jogadores bons, baratos e com fome de bola – já que não temos qualquer política de formação de atletas (nenhum CT temos no Pará).

  1. A famosa assertiva de wanderlei luxemburgo de que não existe mais bobo no futebol se fez mais uma vez presente,dessa vez com todo os requintes de uma tragédia não anunciada(convenhamos,por essa ninguém esperava e é aí que mora o perigo) onde um nervoso e intranquilo internacional sucumbiu frente ao futebol moleque e de espírito essencialmente serelepe(vide a dancinha do ótimo goleiro africano)do time provindo do congo africano.Que fique a lição de que não existe time imbatível e que o jogo se vence nos 90 minutos em campo.

  2. Esse é o retrato do futebol brasileiro.

    Enquanto estiver nas mãos do Teixerão, vai continuar.

    A que se faz a que se paga.

  3. VERGONHA! Sem dúvida, o maior vexame da história do futebol brasileiro. Por mais que se deva respeitar os adversários, a verdade é que o Congo simplesmente não existe no mundo do futebol. Nem sonha em disputar Copa do Mundo. O Inter começou a tremer lá pela metade do primeiro tempo, pois o gol estava demorando a sair. No segundo tempo o Mazembe já sabia que o bicho não era tão feio, pelo contrário, o Inter era inofensivo. O time africano foi para cima e venceu merecidamente de um adversário medíocre. Nunca vi um time brasileiro tão ruim. D’Alessandro pipocou. Não acertou nada, assim como o resto do time. E o Inter volta para casa com o peso de uma vergonha sem tamanho. Duro foi agüentar a turma da Globo tentando disfarçar. O Inter jogava mal, mas em momento algum isso foi dito. No máximo, que o jogo estava “dramático”. Ficou mais dramático ainda quando o Mazembe fez 2 x 0.

    Foi sapato alto ou ruindade mesmo? Como pode o Inter se preparar durante pelos menos três meses como se fosse para uma Copa do Mundo, fazer um investimento altíssimo e perder de uma forma tão pífia? Um dia para ser apagado de nossas mentes. Remo e Paysandu não estão sozinhos na galeria de vexames do ano!

    1. Como diz o Wianey Carlet o Inter não joga bem há 4 meses. A conversa do Celso Roth de que tinha priorizado o Muncial era apenas para marcarar as fragilidades do time e justificar as derrotas no Brasilelrão. O último jogo, com a Grêmio Prudente mostrou isso.
      Alias, essa estória de priorizar competição é um grande H de dirigentes, treinadores e jogadores – as torcidas ainda engolem tais lambanças!. O profissional do futebol tem que encarar com seriedade (para ganhar) toda competição que disputa.

  4. O que tem haver a derrota do inter com o safado do Ricardo Teixeira caro Rodrigo Cavalcante? tem gente que fala muita besteira nesse blog, o inter perdeu hoje pro velho ditado do futebol “QUEM NÃO FAZ LEVA” só foi isso e nada mais, Parabéns aos africanos!!

  5. DISCORDO veeementenmente de quem culpa o Treinador Roth.Não foi ele quem perdeu dois gols na cara do gol.Fez as substituiçoes corretas…é que tem dia que quando a bola não quer entrar ,já era mano.

  6. Apesar desses constantes exemplos, que atualmente são ainda mais corriqueiros, ainda tem cronista em Belém que iinsiste em analisar o futebol pela ótica da tradição e da camisa.

    Remo e Paysandu estão vendendo o almoço pra comprar a janta e ainda tem quem diga que somos superiores a times que estão fora da mídia e do ranking da cêbêefe.

  7. Esse joguinho de toca pra lá e pra cá que se vê hoje no futebol brasileiro só podia dar nisso, enquanto os neguinhos (irmãos de cor) só no toque rápido e entortando a gauchada prepotente.

  8. Torço pelo Inter, mas bem feito! Viva a África. Foi uma das poucas vitórias de colonizados (lembrmem-se que no futebol, o Brasil é potência). Que os tambor5es da Áfricas ressoem ante à soberba branca e ocidental.

    1. A frase escrota. Disse de Abu Dhabi, depois do jogo, o Pedro Denardin “quem venceu foi o desodorante da torcida do Mazembe”.
      Por essas e outras é que alguns gaúchos estão se ferrando.
      No final da tarde, na Rua da Praia (a Andradas) se dizia que “a torcida do Grêmio foi salva pelo Congo”. Frase infame!!!

  9. Não é só o futebol paraense que está em queda, não. É todo o futebol brasileiro. Vejam só: quando o Adriano, considerado o pior jogador do campeonato italiano (seguido de perto pelo Ronaldinho Gaúcho) é o sonho de consumo de todos “grandes” clubes brasileiros, além do Conca, um jogador que nunca foi convocado nem pra seleção de base argentina, ser considerado o melhor jogador da atualidade no Brasil. E encerrando com essa de hoje do Internacional. Nada mais a dizer, senão: “Precisa-se urgentemente repensar o futebol brasileiro”.

  10. Fernandes Filho. Pensamos iguais. Não é de hoje que reclamo essa discussão. Infeklizmente aos dirigentes, jogadores e torcedores só. interessam-lhes o noticiário ou as provocações tacanhas.
    Ainda omtem o pte. . do Gremio anunciava a vinda do Mazembe para inaugurar o novo CT gremista. E a compostura de um presidente por onde anda ?

  11. O FUTEBO BRASILEIRO E A POLITICA TUPINIQUIM ESTÃO ENTRE OS QUE MAIS CAIRAM DE NIVEL NOS ÚLTIMOS ANOS .Quanto ao inter ,postei em outro tópico e repito …ZEBRA coisa nenhuma,assim como numa econimia liberal,o futebol precisa se adequar à metas.PRIMEIRO o objetivo é o gol.Segundo se puder dar espetaculo e vencer bem,senão é assim mesmo .Pra nostálgicos em geral apenas espetáculo TÁ DIFICIL.ENFIM QUANTO AOS ARGENTINOS POSTEI AQUI AINDA EM SETEMBRO QUE ELES ERAM OS MELHORES DA POSIÇÃO NÃO SEREM GENIOS OU CRAQUES ,MAS PELA FALTA DESSES E OS REFUTEI COMO BONS JOGADORES.PEDI QUE ALGUÉM ME MOSTRASSE QUE EU ESTAVA ERRADO E ME INDICASSE UM MEIO-CAMPISTA BRASIELIRO QUE ESTIVESSE JOGANDO MAIS …NÃO HAVIA …GANSO ESTAVA FORA,ROGER QUE UM DIA A IMPRENSA ARGENTINA CHAMOU DE NOVO MARADONA(ECA)era reserva no Cruzeiro…enfim o futebol brasielrio fica nessa de querer mostrar um exibicionismo,um espetáculo capenga e não tem objetividade e nem a maestria…Valorizar um tecnico que disse que o gol era é somente um detalhe dá nisso.pra mim zebra nada ,apenas foram eficientes,objetivos e não tem mais Pelé e nem joão.OU NÃO,diria Caetano frescoso.

Deixe uma resposta