Paissandu define técnico no fim de semana

As especulações mais fortes envolvem ainda o nome de Givanildo Oliveira, que teria uma conversa neste sábado com dirigentes do Paissandu. Ao mesmo tempo, o nome de Joãozinho Rosa continua lembrado na Curuzu, ao lado de dois outros técnicos mencionados nos últimos dias: Sergio Baresi (ex-São Paulo) e Rogério Lourenço (ex-Flamengo). O preferido da diretoria é o pernambucano, que conquistou os mais importantes títulos da história do clube, incluindo a Copa dos Campeões em 2002. Ocorre que a pedida salarial de Giva, em torno de R$ 60 mil, está travando as negociações. Baresi estaria na faixa de R$ 30 mil e Rogério em torno de R$ 45 mil. O mais acessível, financeiramente, é Joãozinho, cujos salários ficariam em R$ 25 mil. De qualquer maneira, o novo treinador deve ser anunciado ainda neste fim de semana.

15 comentários em “Paissandu define técnico no fim de semana

  1. Sinceramente, mas,por respeito ao amigo Gerson, as vezes não gosto de me reportar ao que fala a imprensa, acontece que ela, é a única que poderá ajudar e muito a levantar Remo e Paysandu.
    – As vezes escuto nas rádios, Leio nos Jornais e, assisto na Tv, muitos dizerem que o Paysandu( acontece no Remo, também), não tem dinheiro para trazer, por exemplo, o Givanildo Oliveira e, que tem outros técnicos mais baratos no mercado. Cheguei ao cúmulo de ler que o Papão ía contratarpelo valor. Te dizer.
    – Falam também, que é muito melhor o Paysandu trazer 3 jogadores de 30 mil, que venham pra ser titulares, que 9 de 10 mil e, que venham, apenas pra somar.
    – Falam que 60 Mil pra um técnico, é muito dinheiro;
    – Falam que poderia se aproveitar e fazer uma base com o sub 20 e, mais os pratas da casa e, se contratar uns 3 ou 4 pra chegar e ser titulares(devem estar falando daqueles de 30 mil)

    – Sinceramente, amigos, mas temos que fazer alguma coisa pra salvar Remo e Paysandu, pois, pelo que vejo, leio e ouço, está tudo errado e, está se vendo futebol profissional, como se fosse pelada.
    – A Imprensa Paraense, salvos alguns poucos, não consegue perceber o que seria bom para esses dois clubes e, como temos dirigentes amadores e, que não entendem de futebol, a maioria acompanha o que a midia fala e, se ela não estiver falando o correto, errarão os dois, Imprensa e Dirigentes e, quem sofre com isso, são os Clubes e seus torcedores.

    – Na minha modesta opinião, o Maior investimento, tem que ser no técnico e não em jogadores,ou, nos dois, em times com boas condições financeiras.
    – Ainda ter o que pensar entre: Giva ou Rogério Lourenço, Andrade, Baresi, Joãozinho,…, sinceramente, mas não dá pra entender.
    – O Dirigente tem que entender, que se ele trouxer um técnico qualquer, ele terá que suprir essa deficiência técnica, com a contratação de muitos jogadores caros e, que na maioria das vezes, não dá certo(vide o que aconteceu com o Fortaleza);
    – A folha do Paysandu, este ano, beirou os 350 Mil, segundo o Louro em uma entrevista. Porquê?
    1º- Tinha um Técnico baratinho- Charles Guerreiro – 15 Mil
    2ª – Tinha jogadores, muitos que nem jogaram, com salários de até 50 mil Reais(Sandro, após a renovação).
    – Com tudo isso,penso que a Imprensa pensa ser mais justo e correto, se pagar 50 mil a um Sandro, até porque não se vê ela questionar isso, a ter que pagar 60 Mil ao Givanildo e sua comissão. Vou te contar.
    – O Torcedor tem que entender que ele não é pra se preocupar com quanto está se pagando para um treinador(desde que ele tenha certeza que é de 1ª linha, como o Giva), mas sim, com a folha de pagamento do mês, ou seja do Orçamento para aquele ano. De quanto se pode gastar por mês com jogadores e comissão técnica, pois é emcima disso que trabalhará o Diretor de Futebol. Agora das duas uma;
    1ª- Ou se trás um Técnico Bom e ele monta um elenco pra ganhar tudo, dentro do orçamento planejado;
    2º- Ou se trás um técnico baratinho e, se contrata muitos jogadores,pra se gastar além do orçamento, sem ganhar nada.

    – É SÓ FAZER A OPÇÃO. Desculpe,principalmente ao Gerson, que sei que ele não gosta muito, mas é a minha opinião e espero que entenda como uma crítica construtiva.

    Curtir

  2. É inegável a competência do Givanildo, mas vejo com bons olhos a indicação do Baresi e do Lourenço. São novos e tem conhecimento das bases do clubes que trabalharam, podendo trazer de lá reforços para o bicolor.

    Curtir

  3. E não é que enfim concorodarei com o Claudio.Além do que o Givanildo conhece todos os igarapés e lagos e atalahos desse Parazão.Trazer outro tecnico por diferença de 10 ou 15 mil e gastar a mais em pernas-de-pau é falta de razoabilidade.Quanto ao pappel da imprensa ,ela é culpada sim em meio-a meio do que acontece na sociedade ,no esporte ou em outros segmentos e Claudio VC É UM CIDADÃO NO GOZO DE SUAS PRERROGATIVAS ,TEM DIREITO A OPINIÃO E VOTO ,PORQUE PEDIR DESCULPAS?SE HÁ AMIZADE ENTRE VC E O COLUNISTA G N ENTÃO AÍ É QUE ELE COMO HOMEM ESCLARECIDO QUE É VAI ENTENDER QUE TODOS TEMOS UMA OPINIÃO QUE PODE OU NÃO SER IGUAL A DE ALGUEM.Como disse antes treinador bom é o que consegue ter leitura do time em campo,o que sabe montar o elenco unido e coeso,agregados e imbuidos a um objetivo.Tática é só pra enganar quem não entende.No brasil se fala em 3, 5, 2…balela.quando o time entra em campo e o outro joga no 4,4,2 ou 4,5,1 a mudança é feita na hora e fica td igual.

    Curtir

  4. Quando eu era criança lá em B AIRES ,UMA VEZ O RIVER PLATE estava levando de 2 a zero em 10 minutos de jogo .Até um cego via que era o meio-campo que não tinha um marcador,um carregador de piano,Aí o meio-campo do BOca(credo)eitava e rolava em tabelas rápidas e curtas deixando o atacante deles na cara do gol em 4 ou 5 vezes em poucos minutos.O treinador percebeu isso tbm ,ainda bem e fez duas substituiçoes,sendo que numa delas colocou um junior talentoso e veloz aberto na esquerda …pronto empatamos ainda no primeiro tempo.Futebol é como todas as outras coisas na vida ,muito se resolve ali em instantes,no momento.Não se esqueça de que o Brasil perdeu um amistoso pra Argentina em que o time de MANO jogou muito melhor e merecia vencer,mas como postei aqui o LIONEL ,em instantes ,num momento de rara categoria fez aquele golaço.Certo?

    Curtir

  5. Mas amigo Acácio, ele não vem pra comandar Base, amigo. Ele comandará um dos maiores clubes do Futebol Brasileiro. Perceba que o Grêmio Prudente foi o que mais fez isso esse ano, ou seja: Apostar em técnicos que tínham experiência em base e de procedência duvidosa, como o Toninho Cecílio, o Giuntini e Márcio Barros(uma dupla de técnicos. Te dizer), Marcelo Róspide, Antônio Carlos…., o final disso tudo, já sabemos, foi rebaixado com várias rodadas de antecedência. Penso eu, que, na situação que estão, Remo e Paysandu não tem condições de arriscar. Tem que ir na certa. É a minha opinião.

    Curtir

  6. Penso eu, amigo Marcelo, que ser arrojado e Audacioso,é trazer um técnico de peso e montar um grande time. Pensar que está sendo audacioso e Arrojado, trazendo técnicos baratos e de procedência duvidosa, desculpe, mas a isso se dá outro nome. INCOMPETÊNCIA DESSES DIRIGENTES.

    Curtir

  7. Sei que foge da premissa do post acima, mas como tudo é política, la vai:

    Deputados aprovam salário adicional.

    O deputado e também presidente da ALEPA, Domingos Juvenil (PMDB), arquitetou e junto com seus comparsas, aprovou um projeto sombrio com força suficiente para modificar o dispositivo da Constituição Estadual e regularizar um pagamento aos seus pares por sessões tidas como extraordinárias que já havia sido extinto dentro da ALEPA há quatro anos.
    Evidentemente, que esta é apenas mais uma de várias vezes que os “parlamentares” paraenses “surpreendem” ao aprovar medidas contrárias à realidade do povo paraense. O sistema “TQ” que determina as sessões deliberativa para somente às terças e quartas, foi aprovado no começo deste ano. Em agosto foram mais virulentos à sociedade paraense, usaram o cenário eleitoral e aprovaram mais um projeto canceroso do Sr Domingos Juvenil (ainda queria ser governador!), este, por sua vez estabelece sessões ordinárias apenas às terças-feiras, até o fim do pleito vigente. Portanto, as contas bancárias dos deputados continuam recebendo depósitos mensal de R$ 12 mil, para laborar no máximo, quatro dias por mês.
    De acordo com os deputados contrários ao “projeto”, nenhuma convocação extraordinária foi realizada nos últimos quatro anos, mas com a aprovação dos R$ 12 mil, os próximos quatro anos, cairá um toró sobre a ALEPA de convocação extraordinária, é só questão de aguardar. O assalariado paraense, recebe em parcelas o 13º salário, enquanto nossos parlamentares vão receber o 14º sem necessidade. É sombrio o nosso parlamento na pessoa do Sr Domingos Juvenil.
    O não menos danoso ao povo paraense, o parlamentar Alessandro Novelino (PSC), ao tentar defender essa medida imoral armou uma insídia para os contrários da medida aprovada, e perguntou: “Quem de vocês que estão aqui não gostariam de aumento de salário?” O que de imediato eloqüentemente foi esterilizado pela Sra Regina Barata com sua justificativa: “Eu votei contra não porque eu não goste de dinheiro, mas porque acho que não é justo esse pagamento.
    Percebam a isquemia cerebral do presidente da nossa Assembléia Legislativa (a ALEpa) o Domingos Juvenil, nas suas afirmações: 1ª – O parlamento precisa de mecanismo para proteger o Legislativo durante o recesso. Isso é um freio. 2ª – Nós temos que valorizar o parlamento, porque é ele que promove as coisas boas da vida. 3ª – A medida aprovada recentemente faz parte de um conjunto de medidas de proteção à ALEPA. 4ª – Nem sempre o que a população pensa é o que acontece e, por isso está tranquilo quanto à opinião pública (ele é intocável) imagina, ele.
    Hoje, como é feita a divisão do dinheiro de um deputado estadual?
    É assim: R$ 12 mil de salário, R$ 7 mil para auxílio-transporte e auxílio-moradia, R$ 15 mil para verba indenizatória, e R$ 37 mil para verba de gabinete.
    Então, que proteção esse insidioso tanto dá ênfase em prol do parlamento paraense?
    Ah..entre os 31 deputados, apenas cinco, votaram contra o salário extra, são eles: João Salame (PPS), Joaquim Passarinho (PTB), Carlos Martins (PT), Arnaldo Jordy (PPS) e Regina Barata (PT).

    Curtir

  8. Quero me congratular com o povo paraense. Continuem votando em Juvenis, Novelinos, Barbalhos, Jatenes, Carepas, Costas, P. Francos, Jordys etc.. Voces merecem, parabens!

    Curtir

  9. Em princípio treinador tem que ser o melhor remunerado, assim é em qualquer empresa. O chefe ou gerente dão as ordens e mantém a liderança pelo conhecimento e pelo status financeiro. Charlhes ganhando R$ 15 mil entre jogadores que recebiam o dôbro ou mais, fica difícil. Por isso, também que treinador local é troçado e desvalorizado. Giba tinha essa condição no Remo, mas lhe faltou o competência e não foi por falta de jogadores, porque se bem lembrado suas indicações foram péssimas ou ele não soube aproveitar o potencial de cada indicado. Tem que considerar, também, que jogador com salário atradado não rende.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s