João Galvão para técnico do Remo?

João Galvão é um dos mais polêmicos e vitoriosos técnicos do futebol paraense. Misto de dirigente e treinador, conduziu o Águia de Marabá a campanhas empolgantes no campeonato paraense, onde chegou ao vice-campeonato por duas vezes, e em competições nacionais – fez boas campanhas na Série C 2008 e na Copa do Brasil do mesmo ano, quando esteve a pique de eliminar o Fluminense de Carlos Alberto Parreira dentro do Maracanã. Adepto do esquema 3-5-2, montou equipes competitivas (quase sempre ofensivas). De temperamento afável com os atletas, tem o mérito indiscutível de fazer com que seus jogadores executem suas ideias em campo. Outra de suas qualidades é o olhar apurado para reforços bons e baratos, que quase sempre se encaixam como luva na equipe marabaense. Seu lado mais controvertido é a incontinência verbal. Falastrão, costuma provocar os adversários e instigar torcidas rivais. Nos últimos tempos, porém, tem moderado a verborragia.     

Em função do trabalho desenvolvido no Águia ao longo dos últimos quatro anos, Galvão começa a ser especulado como opção para assumir o Remo a partir de janeiro de 2011. Defensores de seu nome argumentam que o clube não tem recursos para trazer técnicos de fora do Estado e precisa, desesperadamente, conquistar o título estadual, que ficou longe do Evandro Almeida durante a gestão Amaro Klautau. Seria, sob esse ponto de vista, a opção ideal, unindo baixo custo (inclusive dos atletas que costuma indicar) e eficiência. A dúvida é se Galvão conseguiria ter num clube de massa a autonomia de que desfruta no Águia, onde sua palavra é lei. Outra grande incógnita é a capacidade do treinador de suportar a pressão de dirigentes e as cobranças que certamente sofreria por parte da exigente torcida remista.

8 comentários em “João Galvão para técnico do Remo?

  1. Eu acho que ele como um bom potiguar que é deveria vir a São gonçalo do Amarante sua terra Natal e faz parte da grande Natal e levar alguns reforços para o REMO como por exemplo o Emerson um segundo volante que tem uma boa pegada e um bom toque de bola.

  2. Gerson me desculpe, não concordo com “… mas vitorioso do futebol paraense”.

    Que título ele tem em sua carreira de treinador?.

    Como estou ha dezoito anos morando no Maranhão, gostaria, que me informasse, pois não tenho conhecimento de título nenhum vencido por este cidadão.

    Outra coisa: sendo treinador do Águia, time sem expressão nenhuma e sem torcida, ele já fala muito, imagine se for para o Clube do Remo onde a torcida é infinitamente superior a torcida do Águia de Marabá.

    1. Não disse que é o “mais” vitorioso, mas um dos mais vitoriosos nos últimos anos, levando em conta as boas campanhas do Águia.

  3. Que levem o bocudo. Não nos fará falta. É o técnico do “quase”. Quase campeão para ense, quase acesso à serie B. Já passou da hora da renovação . Tambem podem pegar o beco/barca Wilker, terceiro goleiro e sobrinho de Galvão. Laterais direito/esquerdos Gustavo/Sinesio, Vânder/Marcondes, zagueiros Roberto Santos e Edkléber, meias Jaime e Diego-Biro, atacantes Samuel Lopes, Torrô, Roma e Thiago Marabá. Em 31.10.10, Marabá-PA.

Deixe uma resposta