AK revela: Arena do Leão será mesmo no Aurá

O presidente do Clube do Remo, Amaro Klautau, acaba de pôr fim ao mistério em torno do local da Arena do Leão. Informou – em entrevista ao repórter Paulo Caxiado, da Rádio Clube – que a arena será construída no distrito do Aurá, em Marituba, a cerca de 2,5 quilômetros da rodovia BR-316. Garantiu, ainda, que o terreno (de 200 mil metros quadrados) fica a mais de cinco quilômetros da área do lixão e que não há risco de caminhões de lixo passarem à frente do futuro estádio remista. Custará R$ 2,5 milhões. AK não falou nada sobre as dimensões da arena e nem sobre o CT ou a piscina olímpica. Antes de encerrar, assegurou que sua obsessão pela venda do Baenão nada mais é do que “amor pelo Clube do Remo”.

Te dizer…

35 comentários em “AK revela: Arena do Leão será mesmo no Aurá

  1. Sempre fui à favor da permuta do Baenão pela nova Arena do Leão. Podia ser em Marituba, Icoaraci ou em Castanhal. Podia ter 22500 lugares, 18000 ou 15000. Custar 18000 milhões, 25 milhões ou o que fosse, desde que a empresa se comprometesse a terminar a obra.

    Podia ser qualquer coisa, desde que pagasse a dívida do Remo, Tívesse um estádio que pudessemos sentir orgulho e um Centro de Treinamento para ter perspectiva de futuro.

    Mas no Aurá, não dá. Simplesmente não dá. É uma humilhação maior que ter o símbolo arrancado pelo próprio presidente ou ser eliminado na Quarta Divisão do Brasileiro. Não quero acreditar que isso tá acontecendo.

    Nunca concordei com o que tu falavas com relação à Nova Arena, Gerson, e não é agora que eu vou concordar contigo, até porque tu tens motivação política em todos àqueles comentários. Só estou fazendo um desabafo sincero, de um Remista apaixonado pelo clube.

    1. Lamento que você, camarada, veja inspiração político-partidária nas críticas ao projeto imobiliário do AK. Cumpro minha obrigação, de jornalista e cidadão, criticando o que considero uma ofensa à inteligência das pessoas. Não só aos remistas, veja bem, até porque o Clube do Remo é uma instituição paraense, bem mais que um time de futebol. Essa percepção é que me leva a apontar aqui o que considero um descalabro irrecuperável. E mais: quem acompanha essa cruzada exposta no blog e na coluna (além da rádio e TV) sabe que não restrinjo minha crítica à futura arena, mas à natureza obscura da transação do Evandro Almeida. Acredite: o presente desfecho, com a localização do projeto no Aurá, é apenas uma pequena parte do futuro incerto que os atos de AK reservam ao Remo.

      1. Tudo bem, tu nunca vai admitir isso, mas beleza. O ruim de tudo isso é que tu infelizmente está certo. Eu sinceramente acho que foi sorte tua acertar, mas infelizmente acertou.
        É triste, muito triste. Sem cabeça pra falar mais nada. Parabéns por ter acertado!

  2. Não sei prq tanta desconfiança com a arena do leão, pow se não vendesse o baenão a justiça ia tomar mesmo e por preço de banana, na verdade não foi nem venda mas sim uma troca como o Amaro disse, agora fica todo mundo criticando e torcendo pra não dar certo, pow o baenão ia crescer pra onde? esse conselheiros que são contra o que eles fizeram pelo remo? e esses que criticam qual a proposta de vcs? é claro que não tem, por isso estou totalmente a favor do Amaro, o acordo foi firmado na justiça e as construtoras envolvidas no negócio tem a obrigação de fazerem, afinal assinaram um acordo na justiça, e também a própria vai fiscalizar as obras, a própria juíza disse que o baenão vai se entregue somente mediante a conclusão da arena, então meu amigo se não pudermos mais confiar na justiça e pensar que ela está mentindo aí ta cruel!!!

    1. Leia o texto com moderação, camarada. Não há qualquer referência à Justiça, que nada tem a ver com essa história. O post é claríssimo. A crítica é toda dirigida, exclusivamente, aos desmandos da diretoria e à falta de transparência do negócio. Aliás, a venda do patrimônio só foi possível justamente porque Amaro Klautau deixou de honrar os compromissos firmados no projeto Conciliar, da Justiça do Trabalho. Portanto, na Justiça a gente acredita. Duro é acreditar nas bazófias do AK. Informe-se primeiro.

      1. Gerson, me permita uma ponderação: a venda do patrimônio (pelo preço incompatível com a seu respectivo valor) só foi possível porque, os Conselheiros, em esmagadora maioria, acataram a proposta das construtoras e autorizaram a venda. E se os prazos dos acordos deliberadamente não foram cumpridos (isso falta apurar), a culpa também é dos Conselheiros, que por desídia ou cumplicidade (isso também falta apurar), não fiscalizaram as omissões da diretoria.

      2. Concordo plenamente, mas as responsabilidades são partilhadas, embora o sistema seja presidencialista e o mandatário faz e acontece.

  3. Só quero ver quando vai acabar essa soberba, agora aonde eu já sei, no LIXÃO do AURÁ e os remistas terão outro codnome LEIXÕES do aurá.

  4. Égua vou te contar …
    Rapaz se eu ver esse cidadão na rua, não sei não …
    Como um elemento faz isso com o Glorioso Clube do Remo.

  5. O remista ainda está igual ao Maguila quando pegou aquele direto do Hollifield, ficou tão grogue que nem sabia aonde cair. Égua mano! O AK ganhou o Tourinho

  6. Qualquer leigo concluiria que essa negociata ia dar nisso. E o pior de tudo é que isso é só o começo. Qual será o próximo patrimônio destinado a pagar as dívidas tributárias e as da Justiça Comum.

    Mas que importância tem isso? Afinal de contas no final do ano a presidência terá outra pessoa.

  7. Eu sinceramente acho que a Arena do Leão tem tudo para dar certo, isso se for feita do modo que está sendo planejada. Ora, basta levar-mos este caso para situações do nosso cotidiano. Caso estivéssemos morando em uma casa caindo aos pedaços com uma dívida na justiça que não pudéssemos pagar e viesse alguém dizendo que pagaria a dívida e mais, construiria uma casa, novinha em folha, com tudo que temos direito, não aceitaríamos? Ué, acho que é a mesma coisa que está acontecendo no CR. Não vejo nenhuma tirania do AK nem dos conselheiros do clube. Acho apenas que estão achando uma saída, que por sinal vem sendo adotada por vários clubes do Brasil, para acabar com as dívidas deixadas por presidentes passados.

  8. Quanto a localização da Arena, penso que seja muito boa, melhor que de Marituba e muito mais px. de Belém, com um Terreno com o dobro da metragem que a construtora precisava, sobrando espaço, para uma Sede Campestre,por exemplo, como falou o Amaro. Gostei. Continuo dizendo: “Administrativamente, o Amaro continua dando show. A diferença dele para os demais, é que os outros, se preocupavam em dar títulos regionais e montar “grandes” times para fugir do Rebaixamento(era uma festa só.Grandes coisas), mas as dívidas estavam aumentando, por conta da gastança dessas pífias “conquistas” e, o Baenão, cada vez mais se deteriorando e, o Amaro, hoje, faz o contrário. Percebam que o Remo não sabe o que é série A, desde1994 e, o Amaro só assumiu o Remo, em 2008, mas aqueles mesmos de sempre, agora querem voltar, prometendo que, dessa vez… Vão enganar outros. Te contar. Parabéns ao Amaro Klautau e seu Vice Orlando Frade. É a minha opinião.

  9. Tô voltando hoje ao Blog, desejando uma boa viajem ao amigo Berlli (desculpe pela demora) e, para “acertar as contas” com o André “Jagger” Santiago. Te dizer. rsrsrsrsr

  10. CESAR: Tens noção de quantas vezes o Baenão foi levado a leilão. Inúmeras. Acontece que a diretoria fazia um acordo e pagava pela metade, com isso ia levando com a barriga, aliás como todos os clubes brasileiros fazem e nenhum teve seu patrimônio leiloado. Quem vendeu foi o Botafogo e veja a situação dele. Não tem mas o General Severiano e vive de jogar do Engenhão. E não esqueça que quando Amaro sair, nova enchurrada de processos aparecerão. As intenções de RR e AK são de vender a sede social e o Baenão. Por que? me perguntas. e eu te respondo: quando Levy saiu, ele deixou um acordo com a justiça de 50 mil mensais, ao que RR e AK não se interessaram em pagar, justamente para que o patrimônio fosse a leilão, onde naturalmente vão ganhar uma boa comissão, inclusive RR, que já se mandou. Mas tudo isso com o aval dos conselheiros. E por que os conselheiros (2/3) não exigião que esses presidentes cumprissem com o acordo? Se não sabes, pergunte a algum deles. E se tiveres inteligência, imagina alguma coisa, aquela coisa normal desse pessoal que hoje quer ser presidente de clube individado. Ainda te digo mais, se o Amaro pedisse o terreno ao prefeito de Marituba ele arranjaria de graça.

  11. CLAUDIO: Eu começo a desconfiar que vc só quer ser polêmico, nada mais. Pois suas colocações são contrárias a todos aqui do Blog. E és renitente, inclusive com referência ao GIBA, a quem já foi atribuida a suma ignorância do futebol. Agora quando vires uma arena de 15 mil, quando no projeto é de 24.500, e ainda no lixão do aurá, e vieres em defesa desse boto de araque, aí vou te classificar de pau-mandado, por que não dá para aguentar esse teu descomprometimento com a causa azulina. E veja que Gerson é bicolor, defende a causa azulina, quando poderia fazer como esses outros jornalista e radialista de araque, comedores de churrasco grátis.

    1. O grande problema, amigo Luiz, que vejo, é que algumas pessoas tentam a qualquer custo, impor seus pensamentos e, penso que não seja por aí. Aqui no Blog e, em todas as pesquisas até agora feitas, a maioria é sim a favor dessa venda. Lí em um de seus posts, certa vez, que vc disse que, só vc e o Gerson que “viam” o que o Amaro estava fazendo, logo, penso que vcs e mais alguns, continuam sendo uma minoria, respeito o posicionamento de vcs, mas não concordo.
      – Aliás, já inventaram outra(só podia ser coisa de Passarinho. Ele acordado, só fala besteira): De que o Baenão está sendo vendido por 28 Milhões e não 32(já que 1,2 Milhão são de propaganda e, nisso eu concordo), já que 4 milhões, são para a compra do Terreno.
      – Vamos analisar, friamente:
      1- Quer dizer que quem compra um imóvel meu, é obrigado a comprar um terreno pra eu construir um outro imóvel? Desculpe, mas não sabia desse absurdo;
      2- Se diziam que, um estádio como o Remo quer fazer, ele não o faria com menos de 60 milhões(lembra? inclusive foram citados alguns), então penso, que se entregarem o estádio pronto e com a justiça “fiscalizando” essa obra, penso que, se somarmos tudo isso, o Remo fez um GRANDE negócio, pois, ao final, dará muito mais de 60 milhões. O problema aí, amigo, é de fiscalização, para se cumprirem, tudo que estiver nesse Memorial Descritivo, que deverá ser analisado pelo Conselho, para que cumpram tudo que prometeram e, deixar o memorial com a justiça. Penso ser por aí. A coisa é simples, não precisa se ter medo do Amaro. É a minha opinião.

  12. HOMENAGEM AO GATO VELHO.
    A novidade
    Que tem no Brejo da Cruz
    É a criançada
    Se alimentar de luz
    Alucinados
    Meninos ficando azuis
    E desencarnando
    Lá no Brejo da Cruz
    Eletrizados
    Cruzam os céus do Brasil
    Na rodoviária
    Assumem formas mil
    Uns vendem fumo
    Tem uns que viram Jesus
    Muito sanfoneiro
    Cego tocando blues
    Uns têm saudade
    E dançam maracatus
    Uns atiram pedra
    Outros passeiam nus
    Mas há milhões desses seres
    Que se disfarçam tão bem
    Que ninguém pergunta
    De onde essa gente vem
    São jardineiros
    Guardas-noturnos, casais
    São passageiros
    Bombeiros e babás
    Já nem se lembram
    Que existe um Brejo da Cruz
    Que eram crianças
    E que comiam luz
    São faxineiros
    Balançam nas construções
    São bilheteiras
    Baleiros e garçons
    Já nem se lembram
    Que existe um Brejo da Cruz
    Que eram crianças
    E que comiam luz

    Chico Buarque de Holanda

  13. CLAUDIO: Se eu te oferecer uma mansão, em troca da tua aqui no centro, mas na hora só te entrego uma casa simples, por que, tembém te disse, que nessa mansão só gastaria 18 mil. Eu estaria certo e você foi enganado. É difícil de entenderes? O que farias? se a tua casa já estaria a metade derrubada, por que assim já está sendo conversado, ou seja construído metade da arena, o remo entregaria o Baenão. Tudo macomunado.

Deixe uma resposta