Baenão: na surdina, presidente bate martelo

O estádio Evandro Almeida foi vendido na manhã de segunda-feira (23), durante reunião na Justiça do Trabalho entre representantes das construtoras Agre e Leal Moreira e o presidente do Remo, Amaro Klautau. O valor da venda é R$ 33,2 milhões, sendo que deste dinheiro R$ 7,9 milhões se destinam a pagar as dívidas trabalhistas.

A venda foi sacramenta sem o aval do Conselho Deliberativo, instância máxima do clube. O fechamento do acordo, com intermediação da juíza Ida Selene, do Tribunal Regional do Trabalho, explica o gesto insano do presidente Amaro Klautau ao mandar derrubar o escudo do Remo do pórtico do estádio na noite de segunda-feira. A medida teve o objetivo de impedir qualquer recurso relacionado com o tombamento do imóvel. Àquela altura, AK já havia sido informado pela Secult do deferimento da ação de tombamento do patrimônio azulino, fato que só se tornou público na terça-feira.

A homologação da venda está marcada para 21 de setembro, mas a juíza Ida Selene afirmou, em entrevista à Rádio Clube, que o negócio é irreversível. Observou, ainda, que, sob o ângulo da Justiça, foi o menos “gravoso” para o Remo. Lembrou também que o clube ainda ganhará um “Centro de Treinamento” moderno, em área localizada em Marituba (nos fundos de um cemitério).  

Em julho, as construtoras chegaram a oficialmente desistir da transação (o blog informou que era jogo de cena), mas isto não freou o ímpeto de venda do presidente Amaro Klautau, que moveu céus e terra para fechar a negociação. AK elegeu como prioridade de seu mandato, que termina em novembro, “fazer dinheiro” com a venda do estádio de 75 anos.

Todos os prazos de negociação que a Justiça do Trabalho concedeu ao clube para quitação de dívidas, desde o final de 2006, foram seguidamente descumpridos, inclusive nos dois últimos anos, quando AK abandonou os acordos trabalhistas e se concentrou em procurar um comprador para o Baenão. Até que atraiu o interesse das incorporadoras Agre e Leal Moreira, aliadas a outros empresários locais.

Aos críticos de sua cruzada em favor da venda, AK alega que não havia outra saída, embora jamais tenha apresentado qualquer plano alternativo. O terreno que abrigaria o CT (ou Arena do Leão) teria sido adquirido por R$ 4 milhões (em 10 parcelas de R$ 400 mil). O novo estádio teria custo, segundo AK, de R$ 18 milhões. A juíza Ida Selene, na entrevista, disse que o clube terá direito a um novo estádio, mas a construtora já informou que só será responsável pela construção até o limite de R$ 18 milhões. Se os custos da obra ultrapassarem esse valor, a responsabilidade de conclusão será inteiramente do clube.

Sem justificar a destruição do símbolo do clube, que ficava no pórtico do estádio, AK argumenta que obteve autorização do Condel para vender o estádio. Os conselheiros, revoltados com a forma pouco transparente da negociação, garantem que aprovaram o começo do processo de venda, mas precisariam ser consultados no ato de fechamento do acordo.

Uma reunião extraordinária do Condel está marcada para segunda-feira, mas será antecipada a fim de discutir, em regime de urgência, os desdobramentos dos atos do presidente do clube.

54 comentários em “Baenão: na surdina, presidente bate martelo

  1. “mas a construtora já informou que só será responsável pela construção até o limite de R$ 18 milhões”

    Quando e onde vc viu isso?

    1. Deuzinei, a informação foi passada por diretores da construtora ao chefe da comissão de avaliação do Baenão, Sérgio Cabeça Braz. Esse detalhe, que sempre foi omitido pelo presidente, foi levado ao conhecimento do Conselho Deliberativo em junho, durante assembléia, motivando a desautorização da venda do estádio.

  2. O Centro de treinamento do remo será em Marituba nos fundos de um cemitério ???????????

    Que é isso Gerson !!!!!!! é verdade mesmo? hehehehe

    1. É a pura verdade, Andreia… parece piada, mas é fato. O AK jura que é um grande negócio (pra ele, claro) e ainda há gente que concorda com ele.

    2. Impressionante, o time sem história agora sem estádio, mas diga-se de passagem ganhará uma bela arena hein, coisa de primeiro mundo, só lembrando, será nos fundos de um cemitério. Tem tudo a ver, pois a camisa já é luto agora próximo a um cemitério. Te dizer hein, coisa de AK mesmo.

  3. Meu amigo se essa infromação for verdadeira, nós torcedores azulinos estamos perdidos e a tal arena do leão pode ser uma arena inacabada, onde já se viu fechar um negócio desse jeito, eu estava a favor da venda, pois como a juíza disse o Remo ia ter que vender mesmo o baenão e pior de tudo ia a leilão. mas vender desse jeito é sacanagem!

  4. Sinceramente, amigos, nunca vi um “NÓ Tático”, tão bem aplicado por um Presidente, naqueles que não querem ver o Remo crescer. Parabéns ao Amaro Klautau.
    – É bom avisar, que em nenhum momento o Amaro falou, sobre a nova localização da Arena do Leão;
    – Desconheço a informação, de que a contrutora só será responsável pela contrução, até o valor de 18 milhões;
    – Duas declarações da Juiza, acredito que deixou, nós torcedores, mas aliviados:
    1º- A de que, ao assinarem esse acordo no dia 21/09, as Construtoras passam a assumir TODAS as dívidas do Remo.Se não cumprirem, quem será cobrado, a partir daí, serão elas, logo, se conclui, que o Remo terá a tão sonhada Certidão Negativa de Débito da Justiça Trabalhista, que muitos falavam, mas só o Amaro pra nos dar;
    2º- A Justiça, também, fiscalizará as Construtoras, para que cumpram com o determinado em Contrato, ou seja, que entreguem o Baenão pronto, com tudo que prometeram e, no valor estipulado, o que cai por água abaixo, essa afirmação de que só se fará até o valor de 18 milhões.
    – O Conselho já tinha autorizado e, por escrito, essa venda, logo, não vi problema nenhum em ele agilizar o negócio, sabendo que, na verdade, queriam empurrar até acabar o seu mandato, para que a “panelinha”, quando assumisse, fizesse de conta que eles que reestruturaram o Remo.
    – Amigos torcedores, vcs já repararam, que agora, quem é do contra, dentro desse conselho, só fala em nós torcedores? Porque os torcedores não merecem isso. Porque os torcedores foram enganados….. . Agora, vá na sede social e, tente falar com um deles, pra ver se vc é bem recebido.
    – Sinceramente, mas penso que, o que é ruim pra eles, é muito bom pra nós e, temos que comemorar. A MODERNIDADE VOLTOU e, com um alento para nós torcedores, com a Justiça do nosso lado, fiscalizando tudo, para que não sejamos enganados. NÓ TÁTICO NELES( acredito que assim ficou melhor, amigo Berlli.rsrs).

      1. Desculpa Claúdio, mas eu pensava que MODERNIDADE seria agregar valores seja materiali, historico ao patrimonio mas não desfazer dos mesmos, respeito o seu ponto de vista mas por incrivel que pareça será que todo mundo está errado e só você com meia duzia de pessoas que se dizem torcedores do REMO estão certos, fazer o que?

      2. Gilvan, amigo, penso que existem algumas definições de Modernidade. Por exemplo, no nosso tema, aqui, penso que quem é contrário a venda, a define desse seu jeito. Quem é a favor, define de outro jeito. Agora, quanto a essa meia dúzia de torcedores a que vc se refere, vale ressaltar, que em todas as pesquisas feitas, inclusive pelo site da Rádio Clube, os que votaram a favor, foram em média(em todas as pesquisas) de 75%(outro “Nó Tático”). Penso que, não são, apenas seis. Convenhamos. O grande problema nessa discussão, sobre esse assunto, entre nós blogueiros, é que alguns, as vezes até com ofensas, tentam impor suas opiniões, o que penso não ser legal. Penso que o ideal é cada um defender seu ponto de vista. É a minha opinião.

      3. É por isso que digo que respeito o seu ponto vista, mas também vejo que alguns (que não são poucos) que era a favor da venda do Baenão hoje se posiciona ao contrário, devido as mudanças que surgiram no decorrer do tempo e isto é fato relatado pela imprensa e todos e ao meu ver o clube irá sair perdendo por um gestor que está mostrando insensatez, até hoje no Brasil nunca houve uma decisão judicial a favor da venda do seu estadio, os acordos judiciais existem para isso, claro desde que seja cumprido e o não cumprimento a justiça confisca a renda dos jogos para pagar as dividas, o presidente deveria como alternativa enxugar o plantel para diminuir as despesas, e pelo que eu saiba o elenco é caro para uma disputa de serie D 300.000.00, uma vez que Alecrim de Natal disputa uma serie C com um plantel de 60.000.00 já o ABC que também disputa a C é em torno de 200.000.00 e este mesmo ABC também passa por problemas financeiros, mas o presidente não é insano de querer vender o estádio para pagar dividas trabalhistas para isto existe o proverbio popular “devo não nego pago quando puder”

      4. além de não concordar com o seu posicionamento, vou lhe fazer uma pergunta: Vc não quer comparar a torcida do Alecrim com a do Remo, não é amigo Gilvan? Te dizer.

      5. A folha do Remo é de 230 Mil, segundo o Caxiado.

      6. Eu jamais compararia a torcida do Remo com a do Alecrim até mesmo porque existe uma diferença enorme o que eu comparei foi a folha de pagamento em que esta diferença é enorme e o que eu quis dizer é que o Alecrim com uma folha em torno de 60.000, segundo o jornal tribuna do norte de Natal, conseguiu pelo menos se manter na serie C com reais possibilidades de subir para a B, então amigo jogadores baratos existe de Brasil afora com boas qualidades técnicas, mais deixando claro que quando um time de massa como o remo ou outro desperta interrese claro que tem um ágio, por exemplo o proprio Tiago ganhava em Currais Novos 1.500, foi contratado para ganhar cinco e dissem que hoje ganha 10.000 uma supervalorizada, outro exemplo é o proprio Quirino ex-atacante do Potyguar está no Maranhão estado vizinho ai de vocês jogando pelo Santa Quiteria e fez três gols no domingo passado em cima do Chapadinha (segunda divisão do Maranhense) e eu acredito que não ganha mais do que 1.500 ou 2.000 e pelo menos fez três em jogo valido pelo campeonato.

      7. O Técnico deve ser mais barato, também, Giba ganha 40.000 para
        ser mirabolante de desculpas.

      8. Com certeza Carlos Berli, não sei qual o salário de Ferdinando Teixeira técnico do Alecrim Natal, mas eu acredito que competência ele tem uma vez que já conquistou sete titulos estaduais no RN, não foram por acazo inclusive dois com o proprio Alecrim, com passagem pelo futebol cearense, paraibano,pernambucano, alagoano e baiano, imclusive assistindo a transmisão do jogo domingo pela TV DIARIO um dos comentarista o Mirandinha que também já foi técnico fez muito elogios ao Ferdinando Teixeira, comentando que faz tempo que o Fortaleza não tem um tecnico como o Ferdinando que tinha um padrão e um esquema tatico de jogo palavras de Mirandinha.

      9. Conheço o trabalho do Ferdinando Teixeira acompanhando a TV Diário na época em que esteve a frente do Fortaleza. Bom técnico sem dúvida.

    1. A informação sobre construir com R$ 18 milhões vem sendo repetida pelo AK há meses, amigo Cláudio. Já tratamos disso aqui no blog inúmeras vezes, lembra? Pois é. Uma arena por R$ 18 milhões, francamente, meu amigo, é uma afronta às pessoas inteligentes… Nenhum estádio de 20 mil lugares se constrói hoje por menos de R$ 60 milhões. É hora de parar com a enrolação. A questão é que o mandato do AK termina em três meses e, depois disso, o Remo que se lasque. Só não vê quem não quer.

  5. E onde é que vcs queriam que o finado fosse enterrado?
    Claro que tem que ser no cemitério. E como ele não tem grana para pagar a cova, vai ficar lá no fundo. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK………………….

    Esse Klautau é o TERROR. KKKKKKKKKKKKKKKK
    Vamos ser justos, ele livrou S. Braz de uma grande Feiúra, não foi?

  6. ÔÔÔ O KLAUTAU É UM TERROR
    ÔÔÔ O KLAUTAU É UM TERROR
    ÔÔÔ O KLAUTAU É UM TERROR

    O que vcs acharam? não ficou beleza?

  7. Também acho estranho que a venda tenha sido concretizada somente com a presença da juíza, dos compradores e do safado do Amaro.
    Assisti uma entrevista da juíza Ida Selene ao Ferreirinha e não pude deixar de perceber a diferença da agora magistrada aos tempos de estudante e suas vestes ripongas… Te dizer!
    Aliás, também percebi a satisfação do dublê de torcedor bicolor-locutor com a perda definitiva do patrimônio azulino.

  8. Penso que a juiza não intermediou a venda do Baenão, pois não está entre o elenco de suas atribuições o serviço de corretagem imobiliária. Ela autorizou a venda depois de assumido o compromisso de quitação da dívida trabalhista. Firmado o acordo, a Justiça do Trabalho não mais levará a leilão aquele imóvel.
    Aí termina a participação da JT nessa venda. A partir daqui, se o Remo deve INSS, hotel, banco isso é problema do clube. Parece que os problemas, caso a venda do estádio não seja revertida, estão só no começo

    1. Jorge, foi a própria juíza que utilizou o termo intermediação. Não falou no sentido de corretagem, mas de intermediar um acordo.

      1. Gerson, não estou defendendo a posição da juiza. Ela apenas vê o problema pela ótica da JT. Quem, de fato, tem que ser questionado é o presidente do Clube do Remo, principalmente agora com essa idéia de jerico de arena com 15 mil lugares, A juiza, depois que os R$7.900 cairem na conta ela dá baixa nos processos e a vida segue. Como bem disse o Acácio, para o Remo provavelmente virá nova turbulência, dessa vez na justiça comum.

  9. Um clube com as tradições do Clube do Remo, com a imensa torcida que tem, não póde ficar sem estádio, sou torcedor do Paysandu, mas sinto muito pela torcida azulina que tem um presidente que manda “quebrar” o símbolo do clube na calada da noite, como se realmente estivesse cometendo um crime.

  10. Cláudio, respeito muito seus posicionamentos, mas, em alguns momentos tenho vontade de mandar você a p.q.p., por sua ingenuidade. Como eu disse, pelo carinho e respeito que nutro por você, vou enderçar a esse p.q.p ao tucano vendilhão dos bens alheios. Acabei de ver a entrevista do tucano junto à doublé de Juíza que não escondia em nenhum momento a satisfação de ver concretizada a venda desse bem patrimonial. Diga-se de passagem, eu nunca vi intermediação tão parcial. A magistrada deveria receber uma censura pública de seus pares por participar de programa de televisão ao lado do devedor para justificar a venda de um patrimônio. Nunca vi magistrado fazer isso no país. O que esperar de moderação arbitral diante de uma atitude como essa de uma magistrada? Como devem estar felizes as construtoras vendo a justiça como sua legítima representante de venda. Como remista, sofri uma violência simbólica vendo o crime contra o patrimônio imaterial da torcida sendo destruída pelos predadores tucanos. Agora é tarde, Inês é morta e o Klautau vai dormir feliz e orgulhoso como disse na entrevista. Espero que daqui há próxima copa eu esteja errado e que o Clube do Remo encontre seu caminho na dita modernidade (discurso anacrônico das pérolas neoliberais). Não só eu devo esperar estar errado, a torcida do PSC também, pois, amigos, a extinção do Remo, leva o o rival também. Riam agora, para não sofrer depois e passar a torcer por clubes do Ceará. Galera do Remo, não esqueçam de Amaro Klautau!

    1. Disse tudo, amigo Cássio. Com a lucidez e pontaria habitual. Lamento igualmente que suas piores previsões estejam por se confirmar. E avalizo a sentença: o que é ruim pro Remo é péssimo também para o maior rival. A história mostra isso. Oremos…

  11. É por isso que não estou rindo Cássio. Como postei em um blog do Gerson, sobre a força da imprensa paraense, vejo, agora, na venda do Baenão o possível declínio do futebol local. Os primeiros sintomas serão o esfriamento da rivalidade, ja que, o Remo não deve colocar três mil torcedores por jogo, depois a derrocada, pois no Pará o que mantêm os clubes ainda são as torcidas.

  12. Esses conselheiros antigos que botaram o Leão nessa situação, e agora que temos a chance de mudar, ficam embaçando as negociações, seus burros, se o Estado desapropriar o estádio aí é que estaremos lascados, pois a indenização será bem menor do que o valor da atual negociação e ainda será pago em títulos da dívida pública. Parem de encher o saco e vamos adiante, se empenhem em fiscalizar a construção da nova arena, isso sim.

    1. Perfeito. Preocupem-se com a boa aplicação do dinheiro, torçam para estarem vivos daqui a dois anos, já que a maioria está no fim.

  13. O esquema do klautau é o mesmo que o teu, Claudio?. Então é por isso que ninguém sabe quem é Colúmbia de Val-de-cans. Se tu aprovas o esquema e as estrategias do Amaro… meus pêsames. Ou vais ganhar algum apartamwentozinho?

  14. O estranho, caro Gerson, é que o Remo vinha acumulando dívidas, e o AK sempre se postou como o gestor que não atrasou salários, que mantém folha em dia, que consegue dar lucro para o time e vem a juíza dizer que os acordos não estavam sendo cumpridos. Muito estranho. O Carlos Ferreira fez a pergunta derradeira à juíza: E por quê o Paysandu não está na mesma situação? a resposta veio como uma bomba no colo de quem tem um pouco de discernimento: porque o paysandu está cumprindo os acordos. Conclusão: O AK deixou a situação chegar em um ponto que não tinha outra saída senão desfazer de patrimônio para pagar uma dívida que ele não ajudou a sanar. Isso é entreguismo desse senhor. Não tem nem como achar que estamos (quem é contra isto tudo) errados desta vez porque ingenuidade tem um preço alto pro Remo hoje. Amaro Klautau agiu como o mais obscuro dos negociadores nesta história toda, digno da transformação do Senador Palpatine em Darth Sidious no Guerra nas Estrelas, aliás, eles até se parecem, não?

    1. Clap clap clap..com um pouco de discernimento tu conseguirias lembrar que o acordo ao qual a juíza se referia era o do desconto das rendas dos jogos. Acordo que o Remo descumpriu por força de não ter jogado nenhuma competição no segundo semestre do ano passado. AH, já sei, esse foi justamente a parte mais brilhante do plano..kkkk

      1. O AK chorava aos 4 cantos que todas as cotas de patrocínio do Remo estavam comprometidas pela justiça trabalhista, chegando em casos até a 100% dos valores. Na época que o time ficou fora da Série D, o que se lia na imprensa era que até foi bom para o Remo porque recebia os patrocínios e não precisava gastar com o time. E o Paysandu, quando foi o penúltimo colocado da Série C, ficou pelo menos 4 meses sem jogar e em situação pior com relação a patrocínios. Te pergunto: não achas no mínimo estranho? Ou é o TRT que persegue só o Remo?

  15. Sou torcedor bicolor, todos aqui sabem disso! Porém sou contrário essa situação que está passando o clube do Remo. Acho isso uma falta de respeito com o torcedor, que ve seu estádio sendo “derrubado” aos poucos pelo loudo do AK! Te dizer, é como um amigo acima falou, depois só o LOP é louco.
    O cara manda logo arrancar o símbolo do clube,que atitude e essa desse meliante. Existe isso?

  16. Remo e Paissandu são rigoroisamente iguais e contrários, dependentes entre sí. Pensar que um dos dois vai desparecer é no mínino não ser paraense. Dias atrás mencionei que os problemas maiores de Remo e Paissandu eram iguais na Av. Nazaré e na Almirante Barroso.
    Nesta discussão cabe galhofa. Cabe preocupação ou indiferença irreponsável

  17. Amaro fez o que Almir fez com a Celpa e Jatene com a cosanpa: anmiquilaram-nas para vender e ganhar suas comissões. É um esquema velho, mas aqui existe comentarista que não tem a minima condição de opinar. Não vêem um palmo diante do nariz.

  18. Amigo Claudio onde assino?

    E mais, ainda quero estar aqui para observar como as pessoas que são contra a venda do Baenão, ainda terão a coragem de entrar na nova arena do Leão, isso talves seja bom de observar e ver essas pessoas morrem de raiva e perceberem que estavam erradas!

    Saudações azulinas!

  19. Como falei anteriormente, meu caro, espero estar redondamente enganado daqui há quatro anos (dei dois a mais para estar convencido, com desconto ao AK) para o bem do futebol paraense.

  20. EXISTEM PESSOAS QUE REALMENTE TORCE CONTRA O FUTEBOL PARAENSE E NAO SABEM O QUE DIZEM E PIOR AINDA QUEREM PREVER O FUTURO, HORA , ISSO É REALIDADE , NAO TEMOS QUE ESPERAR TORCEDOR REMISTA E SIM ACREDITAR , CHEGA DE SERMOS FANÁTICOS , VAMOS NOS UNIR E ACREDITAR EM UM FUTURO MELHOR PARA O NOSSO CLUBE, PRESIDENTE AMARO KLAUTAU,O SR. ESTÁ DE PARABENS, É ISSO MESMO VOCE TEVE A CORAGEM QUE MUITOS QUE HOJE O CRITICAM E QUE FICARAM DURANTE ANOS E ANOS AFUNDANDO O REMO EM DIVIDAS E ATRAZO,AI VEM ESSE BANDO DE BABACA,BUNDÃO E QUE NAO ENTENDE DE DESENVOLVIMENTO E FICAM FALANDO BESTEIRA, O MAIS ENGRAÇADO É QUE NINGUEM ATÉ HOJE ACHOU UMA SOLUÇAO PARA O CASO DO NOSSO REMO NINGUEM, NEM OS SANGUESSUGAS ETERNOS QUE SAO BENEMERITOS E CONSELHEIROS E NEM NINGUEM, QUEL A EXPLICAÇAO PARA ISSO SR.COLUNISTA? HÁ RESPOSTA EU JÁ SEI, NEM UMA POIS É INRRACIONAL ACREDITAR NESTAS PESSOAS QUE APENAS FERVE O CALDEIRAO , MAIS NAO O TEMPERAM.

    PARABENS AMARO CLAUTAU PELA SUA ATITUDE.

    HÁ,VOCES CRONISTAS ESQUECEM QUE EM TODAS AS PESQUISAS E ENQUETES FEITAS NAS COMUNIDADES DO CLUBE DO REMO INCLUSIVE NA MAIOR COM MAIS DE 36.000 CADASTRADO A TORCIDA ESTÁ A FAVOR DO AMARO CLAUTAU, ENTAO PERGUNTO A VOCES,EM VEZ DE FICAR DANDO IBOPE PARA ESSES CONSELHEIROS VELHOS E ATRAZADOS , DIVULGUEM A VONTADE DA TORCIDA ISSO SIM.

Deixe uma resposta