Zé Carlos ainda é dúvida no ataque remista

Zé Carlos ainda não tem presença garantida na partida do Remo deste domingo contra o Cristal (AP) no Mangueirão. Lesionado desde sexta-feira, o atacante ainda passará por avaliação médica na manhã de domingo. Caso seja vetado, Giba tem as opções de Frontini e Héliton para compor o ataque com Vélber. O técnico promete uma grande atuação, para garantir a vitória e a classificação antecipada à próxima etapa do Brasileiro da Série D.

Papão escalado para enfrentar Pantera

O Paissandu está deste as 14h30 deste sábado em Santarém para jogar, amanhã, às 17h, contra o São Raimundo, pelo Brasileiro da Série C. Charles Guerreiro não tem maiores dúvidas para a partida e deve escalar: Fávaro; Bosco, Leandro Camilo, Da Silva e Zeziel; Tácio, Sandro, Marquinhos e Fabrício; Bruno Rangel e Tiago Potiguar. Ainda em Santarém, o presidente Luís Omar Pinheiro admitiu a possibilidade de contratar o atacante Fernandão, ex-América (RJ). Outro que continua cotado é o centroavante Rodrigão.

Série C: Águia goleia Rio Branco por 4 a 0

Com gols marcados no segundo tempo, num espaço de 12 minutos, o Águia goleou o Rio Branco do Acre por 4 a 0 e posicionou-se em terceiro lugar na chave A do Brasileiro da Série C. A partida foi realizada, na noite deste sábado, no estádio Zinho Oliveira, em Marabá. Bernardo, aos 12; Felipe Mamão, aos 15, 18 e 24 minutos foram os goleadores da noite. A vitória foi merecida. O Águia foi inteiramente superior ao Rio Branco durante toda a partida, perdendo ainda inúmeras oportunidades de gol. A renda foi pouco superior a R$ 10 mil, com um público de cerca de 650 pagantes.

Dez filmes clássicos sobre heavy metal

Reproduzo aqui a lista dos dez melhores documentários já produzidos sobre heavy metal, segundo o craque André Barcinski, crítico de cinema dos bons e um grande fã de rock’n’roll, obviamente. “Você pode até não curtir heavy metal, mas os documentários são ótimos”, diz André – e eu assino embaixo.

Anvil: The Story of Anvil (Sacha Gervasi, 2009) – Um dos melhores filmes sobre música de todos os tempos. Absolutamente imperdível. O diretor acompanha alguns anos na vida da banda canadense Anvil, grande promessa do metal nos anos 80 e que acabou esquecida. Há uma sequência mostrando um show na Hungria, com quatro pessoas na platéia, que é um dos momentos mais comoventes e hilariantes já filmados. Confesso: eu choro toda vez que assisto a esse filme.

Metallica: Some Kind of Monster (Joe Berlinger e Bruce Sinofsky, 2004) – O Metallica se tranca num estúdio para gravar o disco “St. Anger”. No intervalo, o baixista Jason Newsted pede demissão, James Hetfield desaparece para se tratar de alcoolismo, e a banda decide contratar um psicólogo para uma terapia de grupo. Uma cena, em especial, me gela os ossos: quando Dave Mustaine, 20 anos depois de ser chutado da banda, acerta as contas com Hetfield e Lars Ulrich. Sensacional.

Heavy Metal Parking Lot (Jeff Krulik e John Heyn, 1986) – Em 1986, os diretores tiveram uma idéia simples e genial: foram até o estacionamento de um ginásio onde iam tocar Judas Priest e Dokken, ligaram a câmera e deixaram os headbangers pagarem todos os micos possíveis. O resultado é um clássico absoluto do cinema caseiro e item obrigatório em todo ônibus de turnê que se preza (era um dos filmes prediletos do Nirvana).

Until the Light Takes Us (Aaaron Aites e Audrey Ewell, 2009) – Estarrecedor filme sobre a cena de black metal norueguesa, com direito a assassinato, incêndios criminosos em igrejas e uma entrevista com Varg Vikernes (Burzum, Mayhem), preso pela morte de um colega de banda.

The Decline of Western Civilization Part 2 – The Metal Years (Penelope Spheeries, 1988) – Lemmy disse tudo: “Esse filme destruiu muitas carreiras. Ele fez todo mundo parecer idiota”. Não foi culpa da diretora Penelope Spheeries, claro, mas dos entrevistados, que parecem, de fato, idiotas. Ozzy Osbourne aparece fazendo café da manhã em sua cozinha e está tão chapado que consegue derramar metade de uma jarra de suco de laranja fora do copo. O filme é um registro histórico do metal e do hard rock no auge dos penteados mais ridículos de todos os tempos.

Metal: a Headbanger’s Journey (Sam Dunn, 2005) – O antropólogo Sam Dunn viaja pelo mundo entrevistando músicos, fãs e jornalistas. O resultado é um filme abrangente sobre os vários gêneros e subgêneros do metal. Não é emocionante como os documentários centrados em bandas específicas (Anvil, Metallica) e sofre de um certo didatismo, mas tem incríveis imagens de arquivos. Confira acima o filme na íntegra e com legendas.

Dream Deceiver: The Story Behind James Vance versus Judas Priest (David Taylor, 1992) – Em 1985, James Vance, 19 anos, viu seu melhor amigo se matar com um tiro. Vance pegou a mesma arma, apontou contra a própria cabeça e disparou. Sobreviveu. Mas seus pais processaram o Judas Priest, banda que, segundo Vance, o compeliu e ao amigo suicida, por meio de mensagens subliminares em discos. De gelar os ossos.

Paradise Lost: the Child Murders at Robin Hood Hills (Joe Berlinger e Bruce Sinofsky, 1996) – Não é exatamente um filme sobre heavy metal, mas o gênero é parte fundamental da história. Os diretores acompanham o julgamento de três jovens, fãs do Metallica, acusados de mutilar e matar três crianças em rituais satânicos. O filme ganhou uma continuação em 2000, em que as provas usadas no julgamento são questionadas. O Metallica gostou tanto do filme que chamou os diretores para fazer seu próprio doc, “Some Kind of Monster”.

Iron Maiden: Flight 666 (Sam Dunn e Scott Mcfayden 2009) – O Maiden embarca num avião – pilotado por Bruce Dickinson – e dá a volta ao mundo tocando para multidões. Divertido pelas cenas de bastidores e pelas imagens dos maidenmaníacos em diferentes países. Tem ótimas cenas no Brasil.

This is Spinal Tap (Rob Reiner, 1984) – OK, não é exatamente um documentário, mas uma obra de ficção posando de documentário, mas os exageros e idiossincrasias da banda fictícia Spinal Tap poderiam muito bem ser reais. Um clássico da comédia que não envelheceu um dia.

Águia pode usar 3 atacantes contra Rio Branco

O jogo é decisivo para o Águia. Não pode nem pensar em empate, neste sábado, às 19h, contra o Rio Branco, no estádio Zinho Oliveira, em Marabá. João Galvão, audacioso como sempre, planeja até lançar o trio atacante Samuel Lopes, Felipe Mamão e Torrô, num 4-3-3 para sufocar os acreanos desde o começo. Caso decida voltar ao 3-5-2, o trio de beques será Bernardo, Edkléber e Darlan. A única baixa da equipe é o atacante Roma, que está lesionado desde o jogo contra o Paissandu na Curuzu. Na Rádio Clube, Campos Filho narra a partida, com reportagens de Paulo Henrique.

Flu paga maior salário do futebol tapuia

O atacante Fred renovou com o Fluminense e ficará no clube até 2015, segundo o diário carioca Extra. Em sua edição online, o jornal diz que o acordo foi feito após o clássico com o Botafogo, e que o salário do atacante ficará em torno de R$ 600 mil. Ainda de acordo com o Extra, os detalhes do acordo só serão divulgados oficialmente depois que o atacante retornar aos gramados, o que está previsto para o dia 22, no clássico diante do Vasco. Fred chegou às Laranjeiras no começo de 2009 com um contrato de cinco anos, que iria até março de 2014. Desde que voltou ao país, ele tem sido alvo de especulações e propostas para retornar à Europa, mas já afirmou que pretende ficar por muito tempo no clube carioca. Se confirmado, será o maior salário pago a um jogador em atividade no futebol brasileiro. (Com informações da ESPN)

Como nunca antes na história deste país…

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva manteve o nível de aprovação de 77% obtido para seu governo, segundo o Datafolha. A taxa é idêntica à apurada na pesquisa realizada de 20 a 23 de julho. Agora, no levantamento feito do dia 9 até ontem, os eleitores que acham o governo Lula regular somam 18% (antes eram 19%). A taxa dos que consideram a administração petista ruim ou péssima não variou, mantendo-se em 4%. Quando indagados sobre qual nota, de zero a dez, dariam ao governo federal, 33% conferem a nota máxima. Outros 15% dão nove. Lula recebe nota oito de 22%. Apenas 2% acham que o petista merece zero por seu desempenho como presidente. A média nacional obtida pelo presidente é 8,1.

Lula tem seu melhor desempenho entre os moradores do Nordeste (média de 8,6), entre os que têm nível fundamental de escolaridade (8,5) e entre os que declaram ter renda familiar de até dois salários mínimos (8,4). A avaliação positiva de Lula tem se mantido alta ao longo deste ano. O petista é há algum tempo o presidente mais bem avaliado entre todos para os quais o Datafolha já fez esse tipo de levantamento. (Da Folha de SP)

Cabra bom. Vou te contar…

Pará participa dos Jogos da Fenae

Neste final de semana (sábado, dia 14), uma delegação de 93 atletas da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Pará (APCEF/PA) seguirá viagem para Fortaleza (CE), a fim de participar dos Jogos Nacionais da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae). Os Jogos, programados para o período de 14 a 21 deste mês de agosto, vão reunir dois mil atletas representando APCEF’s de todo do País. O Pará somente não vai disputar uma das 25 modalidades esportivas na programação. Nos meses de junho e julho, os atletas da APCEF/PA intensificaram  treinamentos preparando-se para a sequência de competições na capital cearense. Os treinos ocorreram em diversos locais, mas, sobretudo, na sede do Caixaparah e na sede do Sindicato dos Bancários do Pará e Amapá. A delegação paraense será coordenada pelo presidente da APCEF/PA, Isan Guimarães. (Com informações de Eduardo Rocha, da Zê-Efe Comunicação & Marketing)