6 comentários em “Capa do DIÁRIO, edição de quinta-feira, 12

  1. Cheque em branco: isso me lembra uma outra lambança das mesmas cores desta, só que ocorrida em âmbito nacional. O que não me admira é a “sorte” dos dirigentes do PTB para fazer jus a tantas graças.

  2. O Diário poderia também informar ao público leitor, por dever de ofício, o que significa repasse constitucional de recursos de uma esfera de poder a outra, independente do governante de plantão. É preciso lembrar que a dívida do Governo do Estado com a prefeitura de Belém é histórica e vem da época da gestão do Edmílson quando o então Governador Almir Gabriel (hoje aliado de Jáder) antecipou de forma eleitoreira e criminosa contra os cofres públicos municipais, o FUNDEB em 2000 e reclassificou os municípios do Estado, reduzindo em muito o repasse para Belém. O próprio jornal reconhece que a dívida é maior. O repasse feito é de somente a metade da dívida reconhecida. É de bom alvitre que o jornalismo sério e profissional, com um texto informativo correto, faça seu título de capa de acordo com o que informa. Mas, quem sou eu a dar aula de jornalismo…

    1. O problema caro Cássio, é quem está por tráz dessas informações?É claro, o tal “cabeça branca” J Barbalho, é agora, contando com o reforço de seu ex-desafeto Almir “cara de rato” Gabriel, que é seu reforço para seu elenco! Te dizer, espero muito mais dessa dupla de ataque, ainda mais com esse centroavante “matador”, Almir Gabriel.

  3. Não é a política que é sem-vergonha. Somos nós os eleitores que fazemos essa sujeira. Andar com Dulciomar é um testemunho de embriaguez pelo poder.

  4. É a vil estirpe em avançado estado de ebulição. Não sei qual a maior vergonheira, se o fisiologismo eleitoral ou o jornalismo fisiológico – em toda sua extensão.

  5. Temos de chamar o Giba, para dar boas desculpas em nome de nossos politicos. Mais o único problema, é, que o mesmo não poderá, participar das caminhadas por causa do sol!

Deixe uma resposta