Brasil muito perto do 14º título na Libertadores

Por Juca Kfouri

Inter está a um empate, no Beira-Rio, na quarta-feira que vem, do 14º. título brasileiro na Libertadores.

Sim, é verdade, os argentinos já ganharam a taça 22 vezes.

Mas o Inter está também a um empate de ser bicampeão da Libertadores, o que o igualará ao Santos de Pelé, ao Cruzeiro e, mais importante do que tudo, ao rival local, ao Grêmio. A vitória de virada ontem à noite, em Guadalajara, por 2 a 1, com gols do amuleto Giuliano (foto) e do zagueiro Bolívar — apelido mais adequado impossível para uma taça do continente de Simón Bolívar, o grande libertador venezuelano — foi daquelas dignas de um campeão.

O nome de Bolívar é Fabian Guedes e o apelido é em homenagem ao pai, o ex-zagueiro Bolívar Modualdo Guedes, que foi campeão paulista pela Inter de Limeira, em 1986, além de ter jogado em clubes como o Grêmio e a Portuguesa e pela seleção olímpica do  Brasil que disputou os Jogos de Munique, em 1972. Bolívar, o filho, já ganhou bem mais que o pai, pois é tetracampeão gaúcho pelo Inter, além de campeão da Libertadores de 2006 e da Taça Sul-Americana, em 2008.

E está em vias de ser bi da Libertadores.

4 comentários em “Brasil muito perto do 14º título na Libertadores

  1. Vale reçaltar que, o nosso glórioso (Paysandu sporte clube) em 2003, fez parte, é fez bonito nesta edição da “copa toyota libertadores”. Onde o time que o desclassificou, se tornou o campeão da mesma. Da-lhe, Papão o melhor do norte do País.

    VAMOS SUBIR PAPÃO!

  2. Salve o Colorado Altaneiro. Antes de ser tricolor paulista nos anos 80, em 79 flertei com o Inter, aquele timaço de Benitez, Batista, Falcão, Mauro Galvão, Mauro Pastor, Caçapaba, Bira, Chico Spina, tricampeão brasileiro naquele ano. Essa foi a razão de não ter ficado triste com a eliminação do meu tricolor. Com essa conquista (alguém tem dúvida disso?), o Internacional mantém o seleto clube dos Campeões de Libertadores e já pode ser considerada a segunda equipe brasileira de maior aproveitamento nesse torneio já que a primeiro é o São Paulo.

  3. Méritos ao Internacional que tem um bom time atualmente e não é por acaso que vai conquistar mais uma libertadores, agora esse time mexicano é mais fraco que o Primavera com ou sem sol.

Deixe uma resposta