Paissandu derrota Águia e é líder de novo

Em jogo de poucos lances de área e baixo nível técnico, o Paissandu bateu o Águia por 2 a 0, no estádio da Curuzu, pelo Brasileiro da Série C, recuperando a liderança da chave A. Um forte arremate do lateral-direito Bosco, de pé esquerdo, aos 6 minutos, surpreendeu o goleiro Alan e garantiu a vantagem ao time bicolor no primeiro tempo. O segundo gol, marcado pelo mesmo Bosco, de pênalti, só aconteceu nos acréscimos, aos 50 minutos.

Com forte marcação no meio-de-campo, a partida foi marcada por jogadas ríspidas de parte a parte, toleradas inicialmente pelo árbitro Fernando José de Castro Rodrigues. Depois de avisado sobre suposta agressão do zagueiro Edkléber em Tiago Potiguar, o mediador advertiu a ambos, sob protestos dos dois lados. A partir daí, perdeu-se no excesso de cartões sobre o time marabaense (seis jogadores estão pendurados com amarelo), revoltando o banco do Águia. Prenúncio de um segundo tempo ainda mais tenso e sujeito a tumultos.

Na segunda etapa, mais lances faltosos e novas reclamações marabaenses. Com a bola rolando, poucas novidades em relação ao primeiro tempo. O Paissandu tinha maior posse de bola, mas não criava situações claras de gol, principalmente porque Tiago Potiguar não rendeu como em outras jornadas. Marquinho e Fabrício também não estavam inspirados e Bruno Rangel pouco apareceu. Quase ao final, o volante Analdo acertou um chute na trave, assustando Fávaro e a torcida bicolor.

O segundo gol nasceu de um cabeceio de Sandro para a área marabaense. Na disputa entre o zagueiro Ari e Zé Augusto, a bola resvalou no braço do zagueiro. O árbitro custou a assinalar o pênalti, que Bosco bateu com categoria, no canto esquerdo do gol defendido por Alan. Ari, que já tinha amarelo, foi expulso de campo. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)

34 comentários em “Paissandu derrota Águia e é líder de novo

  1. Gerson, o Paysandu já era pra estar goleando, se não estivesse se atrapalhando.

  2. Sinceramente, Gerson, o Papão se atrapalha sozinho e espero que não tome o gol de empate, o que seria um castigo.

    1. Achei o jogo muito fraco, truncado em excesso no meio do campo, faltas a todo instante, amigo Cláudio. Como achou o gol logo de cara, o Paissandu se acomodou visivelmente.

      1. Quer dizer que o Paysandu achou o gol Gerson!Te contar. Se fosse o Cláudio dizendo isso, tudo bem, mais logo você!

      2. Gerson, os aguianos não vieram jogar, vieram “caçar” o Thiago Potiguar e quase conseguiram. Distribuiram botinadas e cotoveladas a todos instante, por isso o jog ficou truncado e feio em muitos momentos.

        Avante, Papão!!!

  3. Mais uma ajuda do apito amigo… Solta a língua Galvão,pois o teu time está sendo operado na cara de pau.
    Êta timinho sem vergonha esse papinha.

    1. Eu ainda sou um bom secador, por isso a leoa empatou. Gol de um lobo Guará. O Zé clone continua devendo e Giba neles.

      1. Mas não quero que ele caia da D, meus amigos remistas não suportariam mais essa decepção.

  4. Jogo fraco, que deixa dúvidas quanto às reais chances de o Paysandu subir. O Águia é uma caricatura do que foi no Parazão (quando já não era nada de mais). O nível técnico do grupo está muito aquém do esperado.

    A coisa está inteiramente entre Fortaleza e Paysandu, que domingo decidem quem será o primeiro do grupo.

    Águia e S. Raimundo – podem esquecer. Horriveis, ambos brigam para não cair (tomara que não reabilitem o Rio Branco quando jogarem em casa, caso contrário, este pode surpreender).

    O jogo esteve tão fácil que no 2º tempo o Sandro virou quase que um atacante, criando jogadas de ataque.

    1. Te conta mano! Você falar que a duvidas do acesso do Paysandu, para serie B. Na pior das hipoteses amigo, o Paysandu ficará na segunda posição. Mais me arrisco a dizer que seremos campeões dessa fase com 100% de aproveitamento.

      VAMOS SUBIR PAPÃO!!!

  5. Jogo fraco mais pela falta de interesse do Paysandu, que ao marcar logo no início se acomodou, do que por imposição do Águia ou intromissão do juiz. A meu ver os cartões foram bem aplicados.

  6. Fraco foi o placar. O papa títulos mereceu a vitória e o Águia se debateu para não cair no caldeirão, por isso respondeu com violência. Agora aquele penalti é para o Zé bater, se perdesse pouco importaria, o jogo já estava ganho.

  7. O Paysandu lembra em muitos pontos aquele time do ano passado: alguns jogadores-chave muito velhos.

    Outros, mais novos porém inexperientes e franzinos, badalados além da conta pela mídia e que alternam boas e más partidas.

  8. Brincadeira…Galvão é o maior babaca surgido no futebol paraense nos últimos anos.
    Chora demais…a verdade é que o Papão administrou o jogo corretamente…o resto é blá blá blá…

  9. Pra mim, o Paysandu jogou pro gasto, fez o dever de casa é somou os (três) pontos que eram mais importantes do que dar espetaculo. Pois todos somos sabemos, que não será possivel dar goleada, ainda mais se tratando de uma equipe chata como a do Aguia, que todos seus jogadores e seu treinador, sabe como joga o nosso Paysandu.
    Então acho que o resultado foi otimo, para retomarmos a dianteira de nosso grupo, é rumo e avante a serie B. É para o João ex-bocudo, é agora chorão, resta a lamuria de não saber perder.

    VAMOS SUBIR PAPÃO!!!

    1. Quando está marcado um clássico entre o papa títulos e o Águia, a única certeza que temos antecipadamente, é que o bocudo do Galvão vai chorar, hoje não foi diferente. O time do Águia bateu para não perder de mais. Lembra aquele jogo do Brasil contra os sulafricanos que tirou o Elano da Copa.

  10. Não concordo que o jogo tenha sido fraco. Jogo fraco é quando não tem emoção e esse teve até bastante, principalmente no segundo tempo quando o Águia colocou o Torrô no lugar do Edkleber, antes que este fosse expulso, pois já havia dado um soco no Thiago Potiguar, e se postou num 4-3-3, com o Felipe Mamão fazendo o papel do antigo meia que jogava encostado no centroavante.
    A partir daí, o Águia criava mas dava o contrataque para o Paissandu, que apresentava três problemas sérios: a falta de traquejo do Zeziel para aproveitar o corredor esquerdo; o excesso de individualismo do Thiago e o estilo de jogo do Bruno Rangel, um atacante que joga mais plantado, enquanto a partida pedia um avante velocista para explorar o contrataque.
    Charles ainda tentou resolver tirando Bruno e colocando Zé Augusto, mas o Zé é muito afoito, por isso constantemente fica na banheira.
    A partir da entrada de Vaninho, por sinal, caçado em campo, Marquinhos assumiu definitivamente a posição de segundo volante e o Sandro foi jogar de meia. Enfim, o Papão dava a impressão de ter o jogo sob controle, mas aquele chute de Analdo na trave mostra que o time que joga em casa tem que matar o jogo, pois quaquer descuido pode ser fatal.
    O Águia parecia que ainda não havia superado os desentendimentos da final do Parazão e apelou bastante, daí oito dos 14 utilizados terem levado o cartão amarelo e um o vermelho. Ficou até barato, por conta da extrema condescendência do árbitro com jogadas nitidamente violentas, notadamente de Gustavo, Analdo, Edkleber e Ari, que só foi expulso porque botou a mão na bola. Resultado justo, mas que mostrou as limitações do time bicolor, que precisa melhorar a marcação e a criação no seu meio de campo.

    1. Concordo com tudo que você disse caro Jorge, principalmente o lembrete que jogo em casa tem que matar logo no início. Esse detalhe de jogo fraco tecnicamente é muito relativo. Já vi contendas memoráveis e sair de campo amargando um zero a zero. Neste houve gols o que faz a alegria da galera.

      1. Concordo plenamente, porém, o Charles está movimentando às peças chaves. Estamos no caminho certo e em breve o time estará 100%, pois o elenco é bom e algumas peças jovens e valores já rodados. Os próximos jogos serão com um padrão melhor e parfa isso temos um bom banco….Saudções Bicolores!

    2. Em relação no que você disce do nosso atacante Bruno Rangel, também concordo, realmente ele tem um estilo plantadão dentro da grande área, onde fica sempre à esperar bola em seus pés. Espero que a documentação do Neto Potiguar, chegue logo nas mãos da diretoria bicolor, para mesma, logo tratar de legaliza-lo é da condições de jogo para o mesmo, poís trata-se de um grande jogador de muita qualidade, é que tem um estilo diferente de todos os outros atacantes, que o Paysandu dispõem em seu elenco, seria uma opção para o banco muito interessante. É aguardar é vê-lo em ação.

  11. A galera abandonou a poltroa e a TV para em loco ver o vencer, mas o público anunciado nunca bate com o real. Só 9 mil e continua o mistério.

  12. Bem lembrado. Na hora de fornecer a renda o público encolhe. A propósito, aquela queixa que o presidente bicolor ia registrar na polícia denunciando o derrame de ingressos, já aconteceu ou ficou só na encenação?
    Quanto ao Galvão, ele devia ser justo e reconhecer que o time dele quase fez um gol depois que o Roma ia sair mancando e voltou quase lá do fundo e pegou mal um rebote, mas estava completamente impedido e o bandeira não marcou. Isso o Bocudo não menciona.

    1. É verdade Jorge, esse Galvão é um mal-carater, presunçoso. No intervalo de jogo o mesmo ainda sai falando que o juíz ajudou o Paysandu, por está punindo seus jogadores injustamente, é ainda foi mais alémem dizer que o Paysandu achou o 1º primeiro gol, é que o jogo estava nas mãos do Aguia, te contar. Excesso de presunção ainda irá mata-lo do coração. O sujeito chorão, para supera-lo no choro, só os Botafoguenses que são especialista nesta arte…

  13. O Paysandu jogou bem e não sofreu ameaças. O Fávaro pouco trabalhou no jogo e não fez uma única grande defesa. Vitória justa.

    Gersão, e o The Wold Rock Bar? estava lá na sábado a noite e quase vou a sua mesa. Não quis bancar o indelicado e inconveniente. Abç.

    1. Rapaz, pra mima partida estava sobre controle, éo povo está fazendo tempestade em copo d’água, sem necessidade.

      Esse João “chorão” Galvão é um tremendo, Fils de salope, Fils de pute.

  14. Muitos aqui criticaram a postura do Paysandu dentro de campo, mais esqueceram de alguns pontos, a meu ver, os erros foram individuais, onde alguns jogadores não conseguiram funcionar como na partida contra o Rio Branco.

    1) O Zeziel, está longe de ser titular da ala-esquerda.

    2) O Fabricio, não conseguiu dar umchute na direção do gol, é ainda se esconde do jogo o tempo todo, é um tremendo sugador, pergunta que não quer calar? Cadê o seu futebol de 2008? É o excesso de cerveja! será?

    3) Thiago Potiguar, é ate sacanagem de minha parte critica-lo, poís o cara é disparado o melhor jogador em atividade no futebol paraense, mais tem de jogar com um pouco mais de humildade e objetividade, tirando isso, é insuperavel dentro de campo.

    4)Bruno Rangel, para muitos torcedores e criticos, ele não passa de um perna de paú com sorte, mais pra se trata de um bom jogador, pelo que consegue fazer dentro de campo, prendendo os zagueiros, mais o seu defeito e ficar demais plantado dentro da área, com isso facilita demais para seus marcadores.

    5) Charles Guerreiro, não sou seu defensor, ao contrário de algumas pessoas aqui do blog, que defendem “uns e outros” como se fossem seu sangue! Apenas acho que o Charles deve parar de inventar em suas escalações, e colocar para jogar cada jogador nas suas reais posições, tipo:

    Obs: Thiago, deve voltar para o meio de campo, é lançar outro atacante, o proprio Thiago, já disse sua preferência em jogar no meio campo, que é sua real posição.

    O Zeziel, também deve deixar a equipe, para entrada ou de Aldivan, ou do Marcio Goiano, poís o Zeziel apesar de ser lateral de origem, já perdeu o “cacoete” da posição, então tem de entrar que está mais habituado na posição.

    Tem de por o time no feijão com arroz, é correr para o abraço…

  15. Diga-se de passagem, o 1º gol bicolor, foi um golaço do Bosco, é ainda tem gente aqui, que acha que o Paysandu achou este gol. Te dizer em, se despeito matasse, não sei não!

  16. Se choro matasse, hoje teria muita gente morta em nosso estado, te doido! Quanto derramamento de lagrimas hoje no banco do Aguia, é na cidade de Marabá, é de alguns aqui no blog. KKKKKKKKKK

    Vou dormir, ta bom de encher o saco por hoje! Não suportando mais apresença de vocês, FUí.

    VAMOS SUBIR PAPÃO!!!!!

  17. O placar da vitória do Paysandu poderia ter sido construido ainda no primeiro tempo se Fabricio, Potiguar e B. Rangel finalizassem mais. Os bicolores não souberam aproveitar o desequilibrio dos marabaenses e quase cedem empatem no segundo tempo.
    Os erros da arbitragem não foram capitais e os cartões amarelos foram bem aplicados embora alguns outros jogadorres tivessem merecido levar (Sandro e Tácio) por simulaçõe de faltas.
    Independente de ser ou não o melhor jogador, Thiago Potiguar inexistiu, ontem. As substiuiçõers do Carles fortam acertadas embora demoradas. Vitória justa, suada.

  18. Conto a historia como me foi contada. Charles Guerreiro sofre críticas veladas dentro da Curuzú o que faz-me compreender o desabafo desse jovem treinador após a conquista do título, ainda no Mangueirão. Comungam dessas criticas algumas pessoas que com ele convivem.
    Dizem que não é muito dificil saber os nomes dos “brutus”.

  19. Realmente tem gente tentado puxar o tapete . Pessoas que querem interferir na escalação do time, palpitando, mas Charles faz que não houve. Lá um outro que trazer reforços e esta semana Charles disse que por enquanto não, quando acontecer só com sua indicação ou aprovação. Está com muita moral e isso já passou a ser incomodo para estes.

Deixe uma resposta