Paissandu fica com R$ 50 mil da renda

A renda do jogo entre Paissandu e Rio Branco foi de R$ 101.194,00. Descontadas as despesas (R$ 50.306,02), restou ao Paissandu a quantia de R$ 50.887,98. O público pagante foi de 5.633. Com os credenciados (610), o público total chegou a 6.243). Apesar dos números oficiais, ficou a impressão de que havia muito mais gente nas arquibancadas do estádio “Vovô da Cidade”. (Foto: MÁRIO QUADROS/Bola)

26 comentários em “Paissandu fica com R$ 50 mil da renda

  1. Para um periodo de férias, acho que o público foi bom, espero que melhore depois da vitória por goleada de sábado, é com isso o paysandu consiga seus objetivos com a renda, que pagar funcionários é o plantel, sem falar nas dividas trabalhistas.

    VAMOS SUBIR PAPÃO, É O FUTEBOL DO PARÁ COMO UM TODO. TANTO QUE O PARÁ SO FICOU CONHECIDO MUNDIALMENTE NO AMBITO FUTEBOLÍSTICO, GRAÇAS AO PAYSANDU EM ESPECIAL 2003 LIBERTADORES DA AMERICA.

    VAMOS SUBIR PAPÃO!

  2. Jogando em casa dar para fazer o arroz, como LOP não é bobo, acredito que o lucro foi maior que o anunciado. No Mangueirão não daria essa renda com certeza.

    1. égua, não foi dar uma volta, ficou em casa com a vovó kkkkkkk coitado, acabei de chegar de moscow ok,

    2. desculpe se esqueci alguma letra tá BERLLI dicionário kkkkk vou fazer que nem o sr: a culpa é do teclado kkkkk

  3. O Paysandu não precisa de bilheteria. Entre patrocínios milionários e outras fontes, arrecada cerca de 810 mil/mês. Posso discriminar cada um desses itens se necessário.

  4. Engana-se quem pensa que o dinheiro fica com o Paysandu. O clube vê só uma pequena fração do que é desviado, valor que não entra na contabilidade do clube. A esperteza do negócio não beneficia o Paysandu em nada.

    1. Aqui está (valores mensais):

      1) Funtelpa: 100 mil
      2) Mensalidades dos sócios (incluindo aí cerca de 3.000 sócios-torcedores): cerca de 100 mil
      3) Publicidade estática (anúncios que os clubes vendem “por fora” e não aparecem entre as placas da Funtelpa, mas nos fundos do campo, como Kaiser): cerca de 100 mil
      4) Licenciamento de produtos e aluguéis (uma infinidade de coisas – boutiques, camisas, toalhas, tudo o que envolva o nome do clube, até “arroz Papão” e “arroz Leão” já tem, bem como propriedades alugadas): vamos ser muito ingênuos e calcular em apenas 50 mil…
      5) Bilheterias: com tantos re-pas e mega-evasões de renda, 200 mil
      6) Banpará: 60 mil
      7) Cimed (apenas Paysandu): 70 mil
      8) Yamada: 80 mil
      9) Cerpa: 30 mil
      10) Rede Celpa: 20 mil

      Apesar dos descontos da justiça, que hoje são baixos, ainda sobra uma fábula. E devemos considerar que, em alguns casos, a estimativa é modesta da minha parte. O eterno discurso de falido e pobrezinho não cabe mais. O torcedor deve, sim, cobrar o destino dessa grana. O mesmo vale para o rival.

  5. Um bom plúbico para um período de férias, a tendência é melhorar após o período de férias, Vamos invadir a Curuzu dia Primeiro Torcida Bicolor!!!

  6. Dados mentirosos. Tá havendo mutreta do presidente com essa BWA, empresa que ele sempre criticou mas tá sempre se associando a ela. Aí tem!

  7. O que uma vitoria por goelada não faz. Dias atrás elogiei a sinceridade corajosa do LOP quando disse que no Paysandu não havia dinheiro e por isso não pagou a taxa para o habite-se. Sábado após o jogo, empolgado, LOP foi categorico : a situação FINANCEIRA do clube é COMODA. Qual das duas expressa a realidade .

      1. buáááá kd a infiel buááá desse jeito não vamos bater o record do fenômeno azul buáááá no próximo vai ser 20.000 kkkkkk fuiiiiii

  8. Capacidade anunciada versus capacidade realmente instalada. O LOP mostrou-se satisfeito, também com a relação renda/publico em entrevista a RM. Continuo “baratinado”.

  9. Geson sempre fica essa impressao…rsrs…mas um amigo disse q no intervalo ”deu” dez contos e entrou …assim a impressao nunca vai acabar…..

  10. Gerson, esclareça por favor. Está fora deste valor as despesas com campo e outros que favorecem o clube que joga no seu estádio ou não?

  11. O governo, ou mesmo uma empresa, poderia gerenciar um campeonato. Era só pagar X aos times competidores. Mas mesmo que essa empresa desse 5 milhões a Remo e Paisandu, por um campeonato regional, tenho certeza que os dois clubes não aceitariam. Por quê? já o disseram. Esses dirigentes não são imcompetentes. Eles são espertos demais, Visam lucro para seus bolsos e projeção. Essa entrada de 10 reais não vai só para o funcionário. Existe esquema, assim como lá na copa fizeram.

  12. Estive na Curuzu e tinha no mínimo nove mil torcedores e eles vêm anunciar um público de cinco mil?

    Alguem está faltando com a verdade.

Deixe uma resposta