Para Neto, Luxemburgo deve ser o novo técnico

Valmir Rodrigues e eu, ao lado do craque Neto, hoje comentarista da Bandsports, que cobre a Copa da África do Sul e tem opiniões bem interessantes acerca do atual momento do futebol brasileiro, refletido na fracassada campanha da Seleção. Para o ex-jogador, o maior problema do time de Dunga era a ausência de um verdadeiro craque, alguém que pegasse a bola e assumisse a responsabilidade em campo. “Os alemães têm uns três bons (Ôzil, Schwainsteiger e Müeller), os holandeses pelo menos dois (Sneijder e Robben), os espanhóis têm Villa e Iniesta. E nós? Só Kaká nessa seleção pode ser chamado de craque, mas não rendeu. O Brasil de 2010 era pior que o de 1990 em termos de talentos individuais”, avalia Neto. Acrescenta que, apesar do relacionamento tempestuoso com a imprensa, Dunga não é mau sujeito. É até um cara razoável, diz Neto. O problema, para o ex-craque, estava na comissão técnica. “Dunga recebeu muita pilha de Jorginho, com aquele discurso religioso que acha que todos os demais têm que baixar a cabeça e só ele está certo”, observa.

Para o comando técnico do escrete, escala um nome: “Vanderlei Luxemburgo é o meu preferido porque gosta de jogador talentoso e seus times são sempre ofensivos. Scolari joga pra trás, assim como Mano Menezes. Na mão de um desses aí, a Seleção seria igualzinha a essa do Dunga. Precisamos, em 2014, ter o verdadeiro futebol brasileiro em campo”.

12 comentários em “Para Neto, Luxemburgo deve ser o novo técnico

  1. Sem premetitação. Tem muitos bons nomes que podem suceder Dunga, para evitar a troca popular do 6 por meia dúzia.

  2. Apesar de não concordar com o que ele falou sobre Felipão, concordo com ele, em relação a Vanderlei Luxemburgo. Penso que ele, mais do que ninguem, merece esse cargo na seleção,por tudo que fizeram com ele, quando esteve lá, e, o mais importante, continua sendo, até hoje, um dos melhores técnicos do Futebol brasileiro. Luxemburgo Já( como disse o amigo, Marcelo Maciel).

  3. Por ter sido a seleção que encantava a imprensa brasileira, volto à baila com a Argentina para concordar com os periodistas platenses que reconheceram ter havido espasmos de talento (apenas) na derrota sofrisa contra a Alemanha.
    Saudado pela convocação de 6 e a utilização de 3 atacantes, Maradona sentiu o erro cometido quando precisou de volantes e não os tinha a disposição.
    Aqwui na “patria amada” espero que o novo treinador não inflacione com atacantes e nem se espelhe nos suiços.

  4. Há que fazer algumas correções, como exemplo, adequação do calendário das competições, tanto nacionais quanto internacionais. Clausulas contratuais dos jogadores com clubes de fora do país, que favoreçam a nossa seleção, evitando e/ou minimizando as possibilidades de convocados chegarem lesionados à seleção, haja visto a Copa, ser um curto torneio. E vai por aí. Em 05.07.10, Marabá-PA.

  5. Até tu José? “Craque” Neto? Um péssimo profissional como comentarista, e um jogador que fazia (e, muito bem) bater falta, mas nunca foi um jogador excepcional (vide seleção brasileira e um fim de carreira tão melancólico no próprio Corinthians), a ponto de ser chamado, mesmo de brincadeira, de “craque” Neto? Definitivamente, vocês fazem parte de um meio que se deixa levar por absurdos como esse, ou seja, uma emissora (declaradamente corinthiana) empurra e coloca na cabeça dos outros coisas desse tipo, e uns tantos “pegam corda” e para “agradar” ainda vem com essa. Até tu José!!!!!!!!!!!! rs

Deixe uma resposta