Fifa pode punir goleiro brasileiro

A cinta utilizada pelo goleiro Júlio César, que foi filmada e fotografada no jogo contra os portugueses, em Durban, pode causar problemas para a Seleção Brasileira. A peça é proibida pela Fifa. Para utilizá-la, como proteção especial para as costas, o goleiro teria que ter autorização expressa da entidade. Caso haja alguma denúncia ao comitê especial da entidade, o Brasil pode ficar sem o seu goleiro nas próximas partidas. O artigo 4 do regulamento da entidade diz claramente que é vedado o uso de equipamento que possa pôr em risco a integridade física do jogador e dos demais atletas. Quem primeiro tocou no assunto, para variar, foi o Diário Olé, da Argentina, que aproveitou para relembrar os dois toques de mão na bola de Luís Fabiano no golaço contra a Costa do Marfim, e citou até o gol de Túlio contra a seleção portenha na Copa América. É o chamado sujo falando do mal lavado. Há gol mais descaradamente irregular do que o de Maradona contra a Inglaterra na Copa de 86? Pois é…

6 comentários em “Fifa pode punir goleiro brasileiro

  1. O caso expõe mais uma faceta medíocre da seleção de Dunga. Fizeram de tudo para tirar o Drogba do jogo contra a Costa do Marfim, alegando que ele usava uma proteção metálica no braço. Agora descobre-se que Júlio César é que vinha cometendo o delito, jogando três partidas de forma irregular…

  2. Independentemente da hipocrisia da CBF, tenho que provavelmente não haverá punição, eis que a exemplo do que ocorreu com o Drogba, acredito que a peça de proteção era do conhecimento oficial da FIFA, representada na partida pelo árbitro, o qual creio deve ter autorizado a respectiva utilização.

  3. Alguns sites trazem a informação de que esta protação o goleiro J. Cesar já faz uso algum tempo, e que não existe nada de metal, apenas uma espécie de zíper, portanto nada de proibido.

  4. Fosse abdominal talvez a cinta oferecesse perigo aos adversários. O que a FIFA já deveria ter feito era instituir “cinturadas” aos seus sopradores de APITO. Vai, vai … .

    1. Não so neles, mais também proibir as tais vuvuzelas, que em casa, pela televisão já e um barulho insuportavel, fico imaginando durante os jogos dentro do estádio. Te doido!

Deixe uma resposta