Estratégia da Seleção é explorar laterais

As informações sobre os últimos treinos da Seleção Brasileira indicam que Dunga vai tentar usar os lados do campo para chegar à vitória. Depois das imensas dificuldades enfrentadas contra a Coreia do Norte, o técnico deve liberar os laterais Maicon e Michel Bastos para atacar mais e auxiliar os dianteiros Luís Fabiano e Robinho, guarnecendo suas posições com os volantes Felipe Melo e Gilberto Silva. A Costa do Marfim, ao contrário do que se supõe, não deve se expor contra o Brasil. Sua provável estratégia será esperar a iniciativa brasileira e explorar os contra-ataques. Os jogadores do Brasil consideram a equipe de Drogba a seleção mais complicada do grupo G, principalmente por jogar bem fechada, marcar forte e sair em velocidade. A tática de usar os lados do campo é mais velha que a fome, mas costuma dar bons resultados.

2 comentários em “Estratégia da Seleção é explorar laterais

  1. Na na cara que os flancos deve ser explorado contra quem joga defensivamente, mas correndo, sem aquela lentidão apresentada no jogo contra a Coréia , com os meias procurando alternativas de jogo.

  2. Essa é a melhor opção, e mais acredito que a saída de Felipe Melo deveria ser sacado para a entrada do Josué. Temo até que Felipe Melo seja expulso neste jogo.

Deixe uma resposta