Alemanha cai e frustra boa impressão inicial

A Alemanha desfez nesta sexta-feira a impressão inicial, deixada com a goleada sobre a Austrália por 4 a 0 na estreia. Perdeu para a Sérvia, agora há pouco, jogando com as mesmas limitações e falta de inspiração das demais 30 equipes da Copa – a exceção, insisto, é a Argentina. Desperdiçou um pênalti com Podolski (nas fotos acima), mas os sérvios podiam ter feito pelo menos mais dois gols em ataques bem tramados.

40 comentários em “Alemanha cai e frustra boa impressão inicial

  1. É só pegar um time mais um pouco arrumadinho e dá nisso, ou vocês acham que a Austrália é parâmetro?

    1. Você falou tudo amigo, mais você lembra que em 2006, nossa seleção brasileira pegou um sufoco, dessa mesma seleção Australiana.

  2. Caro Gerson, a Alemanha ao contrário do jogo de estréia, enfretou um adversário mais consciente, aplicado e forte o que exigiu mais do time alemão. Jogou bem e até poderia sair com o empate, jogou a maior parte do jogo com 10 o que psou na balança. Na minha opinião é mais candidata ao título que a Argentina. Acredito na classificação alemã pelo bom futebol que pratica .

  3. Das “maravilhas” eleitas nesta Copa só resta a Argentina.O que está havendo em Africa. Análise precipitada, erro de avaliação ? Com a palavra os exegetas deste blog. Respeitoso e ansioso aguardo explicações.

  4. Gerson, acredito que algumas seleções, por se sentirem favoritas, não estão respeitando seus adversários, como deveriam. Gana, para quem a Sérvia perdeu, não é superior tecnicamente a Alemanha, que perdeu para esta Sérvia. Aliás, penso que foi o que aconteceu com a Espanha. No jogo de hoje, a Sérvia sabia que, se perdesse, seria a 1ª seleção eliminada da copa, por isso entrou com mais vontade de ganhar o jogo e, poderia ser de mais. Vc pode ser favorito, disparado, mas se desmerecer seu adversário e, ele jogar com a vontade que lhe falta, é derrota na certa. Vide Boca Júnior x Paysandu, em La Bombonera. Lembram? É a minha opinião.

    1. O paysandu, venceu este jogo contra o Boca Jrº, contra o menospreso do adversário, mais você não pode esquecer a vitória bicolor foi merecida, é como o Carlos Lira, falou lá embaixo, se os dois jogassem 2 dias, o paysandu ainda sairia vitorioso.

  5. Caro Tavernard, penso que essa copa está cheia de zebras (seleções fracas) aí alguns dessas zebras deixam as mais tradicionais à vontade e fica uma impressão de falso favoritismo. Não queria citar o Brasil pelo fato de ser uma seleção que alterna bons e maus momentos, de repente atropela o Costa do Marfim e nos empolguemos.
    Como disse acima acredito na classificação da Alemanha e receio a Argentina ficar na 2a fase. E quanto ao Brasil, bem ou mal é o Brasil e pode ir muito mais longe que as duas. Assim é o futebol e voce sabe muito mais do que eu que não estou flutuando.

    1. Caro Marcelo. Todo torcedor brasileiro é exigente e sempre espera que a seleção seja aquela de 1982 que encantou na Copa. Para funestrar a situação hoje, temos o Dunga como técnico e um arsenal de jogadores, com poucas excessões, feijão com arroz. Se baseie por aqui, o torcedor do time fúnebre sempre espera que o RÉ ganhe um título que preste, e até hoje, já passados mais de 100 anos, ficaram com uma terceira que caiu do céu, mas eles não perdem a esperança e continuam esperando esse dia chegar. É o caso da seleção brasileira de hoje, se for campeão é pela esperança que temos e pela fé que é comum no brasileiro. Que digam os milhares que acompanham o Círio de Nazaré.

  6. E a Alemanha não conseguiu ser eficiente. Não conseguiu porque não converteu as três claras oportunidades criadas para o Podolski, uma delas um penalti. Não conseguiu porque insistiu num preciosismo estéril na elaboração das jogadas de ataque (muito parecido com a Espanha)quando poderia ter investido mais também nos arremates de média e longa distância. Não conseguiu porque as substituições não surtiram qualquer efeito, antes, os substitutos renderam menos que os substituídos, sem contar que o Podolski foi mantido em campo quando era o mais indicado para sair. Mas, não conseguiu, principalmente, porque bem mais qualificada que a Austrália, a Sérvia conseguiu explorar melhor as limitações dos Germânicos, as quais restaram mais acentuadas com a rigorosa expulsão do Klose. Foi um jogo muito bonito onde a eficácia da Servia prevaleceu. Mas creio quer a Alemanha ainda esteja bem viva na competição.

  7. Gerson, fundamental em Copa é não sair atrás no placar, principalmente quando se carrega o peso da tradição, da expectativa e consequentemente da cobrança, aí bate o desespero e fica mais fácil tomar mais gol. Quero ver a Argentina numa situação dessa, a nossa defesa pelo menos não comete tantas falhas e na frente não devem jamais nos menosprezar. Somos sim tão favoritos quanto qualquer outro, ou até o maior favorito.

  8. E a Alemanha, pode até não se classificar para as 8as, é assim mesmo, não tem mais bobos no futebol, quanto Argentina, ainda não pegou nenhum nó tático, como diria o Claudio de Val de Cans.

    1. Pode ate ser amigo, pois eles tem um ponto negativo, que notório em todos os seus jogos, o preparo físico deles e pífio, quando chega ao segundo tempo das partidas, o problema é em conseguir segura-los, nos primeiros 45 minnutos, pois no segundo será um abraço……….

  9. Peraí Claudio, não podemos comparar jogos da copa com PSC e Boca. Naquele jogo o PSC venceu por que teve a estratégia correta (e os jogadores funcionaram no dia), o Boca iria jogar dois dias e não empataria o jogo, sinceramente.

    Quanto a Alemanha, vou defender o Gerson. Nos textos ele elogiava o futebol da Alemanha, mas sempre ressaltou a fragilidade do adversário, ou seja, guardava a certeza para a próxima partida. Certo ou errado Gerson?

  10. Por favor,amigos, a comparação que fiz do Paysandu e Boca, foi só pra ilustrar meu comentário, sem desmerecer (e nem podia ser diferente) a grande vitória bicolor.

    1. Cláudio, a vítória deles lá foi tão na merda, que a realidade apareceu dentro do Mangueirão. E você tem razão em dizer que o Boca entrou com o salto lá em cima.

      O Boca no primeiro jogo perdeu uma infinidade de gols e o paissandu num contra-ataque fez o seu.

      Se eles tivessem sido tão bons na Argentina, teriam confirmado a superioridade em Belém.

      E o final dessa história todos nós conhecemos.

      A vitória pode ter sido considerável, mas que foi na merda, isso foi.

      1. Quem tem história, até pelos avessos são lambradas e bem contadas por sinal, pelos cotovelos. BI, BI 44.

      2. Anderson não fale asneira, o Paysandu não teve somente uma chance, e o Boca jogava em casa e com 1 jogador a mais, foi pressão normal

        O Paysandu fez uma partida excelente para entra na historia, haja dor de cotovelo hehehehehehe

  11. Vejo está copa, é acho que e bem mais díficil vencer em uma libertadores doque nesta copa, que a meu ver está fraquissima! Minha opnião.
    É como o pessoal de nossa imprensa sempre fala, está copa, está nivelada por baixo. À exemplo a França, Ítalia, Alemanha, Inglaterra, Brasil, Espanha, favoritos que se não estão tomando “cacete”, no minimo estão se amarrando contra adversários bastante modestos e sem tradição nenhuma…Acho que os proximos jogos, mostrarão mais surpresar nesta copa no Paíz das zebras.

    1. Independente das preferências e os estilos sobre moda deambos treinadores, mais o Alemão pelo menos levou para copa, o que ele tinha de melhor em seu País, por mais que tenha levado o farelo hoje, sou mais a Alemanha contra o nosso Brasil, nosso time e deprimente, é minha humilde opnião certo ou errado.

  12. A Alemanha mesmo com os seus melhores certamente não é melhor do que o time do Dunga. Acredito no Brasil, nesta copa não tem bicho Papão.

    1. Com certeza caro Otavio, mais é a pura verdade, o nosso time que o Bundão do Dunga levou, não é nenhuma, unanimidade entre os torcedores de todo Brasil, quanto mais os suplentes, se os titulares, não são grande coisa, que dirá os reservas! TE CONTAR MANO.

  13. Ei 33, o Paysandu jogou com nove lá e aqui, sem o Robgol na frente e o Vanderson atraz. Mas o problema foi que o Dario Pereira pegou corda do Chico Ferreira e colocou um sub 20, que não lembro o nome, quando deveria ter colocado o Gameleira, este, pronto, batia até na mãe, era jogo pra ele, aí deu no que deu. Alem do mais colocou o Vandick, fora de forma, quando deveria ter colocado o Zé.

    1. Caro Otávio, o perna-de-pau que o Dario Pereira colocou naquele jogo, numa 4a a noite que Belém parou e deixou os torcedores do time avesso fulos da vida foi o Wellington.

      1. Esse Wellinton, que você está falando, era o lateral direito, reserva da equipe bicolor, é entregou o terceiro ou o quarto gol, não me lembro mais.

    2. Este sub-20, a que você se referiu, chama-se Bruno, que jogava de volante, e entregou a bola para o perigoso Carlitos Teves, que passou por ele, e cruzou a bola, para que Guilhermo Squeloto, fizesse o gol do Boca, no mangueirão

  14. So dois times jogam ofensivamente: Argentina e Chile (treinado por um argentino). A selecao alvi-azul tem elenco; os chilenos, tecnico. O no tatico e retranca e saida no contra-ataque, mas com qualidade, nao adianta so ficar atras. Se pegarem um time nessas condicoes, terao dificuldades pra vencer.

Deixe uma resposta