Argentina salva a Copa da mesmice

Depois da exibição de hoje, aqui em Johanesburgo, a Argentina não deixa margem a dúvidas: é o futebol mais bonito de se ver nesta Copa. Eu, fã de dribles e ousadia ofensiva, tenho que me render ao futebol da equipe de Maradona. Na estreia contra a Nigeria, o time oscilou muito, levando um sufoco no final. Messi foi o grande destaque daquela partida. Nesta quinta-feira, diante da Coreia do Sul, La Pulga não foi tão espetacular, mas nos lances em que se envolveu deixou a marca do talento. Quanto esteve bem marcado, o conjunto foi determinante para a vitória. Diria mais: a insistência obstinada em atacar salvou a Argentina de um tropeço. Quando o jogo estava 2 a 1, no começo do segundo tempo, os sul-coreanos chegaram perto do empate, mas aí prevaleceu a força ofensiva alviceleste. Em dois lances de contra-ataque, muito bem tramados, Higuaín matou o jogo. Destaco a força da equipe porque já se nota entrosamento e jogo consistente no meio-campo (e Verón não jogou). Os laterais continuam a não existir, a defesa é hesitante, mas quem se importa? Ao invés de tocar para os lados, como a seleção de Dunga, a Argentina verticaliza o jogo, sempre na direção do gol. E é pra lá que todos os grandes times devem ir.

27 comentários em “Argentina salva a Copa da mesmice

  1. Caro, Gersom.Parabéns pela crônica.Concordo com vc. A Argentina, jogando ofensivamente e com um meio de campo criativo, é um time que empolga.Além de ter um técnico que é o carisma em pessoa. A Argentina está jogando um belo futebol. O problema é que a crônica esportiva “pacheca” e os “pachecos” de plantão não querem ver isso. Gosto de times ofensivos, que se impõe. Maradona ensinou Dunga como se deve jogar diante uma Coréia.
    Outra coisa: só uma defesa bem armada não ganha uma copa do meundo, que é um torneio curto.É preciso ter ataque e meio-campistas criativos. Na primeora rodadas, os pachwecos da TV Gazeta, Flávio Prado e cia. falaram que não entendia o esquema do Maradona, em jogar sem um lateral direito. falaram que a defesa da Argentina é fraca. Pra que defesa quando se tem um Messi? Um abraço. Márcio Farias

      1. Exatamente o que eu penso, Aderson. Contra a retranca norte-coreana, o Brasil não conseguiu sair do cerco, nem criou condições pra isso. Preferiu cair na besteira de ficar rolando bola de um lado pra outro, deixando o tempo passar. Os argentinos, não. Quando eles entram em campo (e eu fui ver os dois jogos), parece que têm pressa. Podem não fazer logo os gols, mas tentam, buscam alternativas. E fazem isso com rapidez, nada daquela preguiça que o time brasileiro exala. Eles tocam muito na bola, mas na direção do gol, quase nunca para os lados . Isso faz uma baita diferença.

  2. No quesito beleza, mesmo diante da excelente apresentação da Argentina na segunda partida, ainda fico com a Alemanha. Para destaques no jogo de hoje quando o Messi esteve mais policiado e o conjunto e entrosamento realmente foram determinantes para a vitória, voto no Messi e no Higuain, ambos pela disposição e presença ofensiva, em especial o segundo pelos três gols que marcou. Ah, eu sou um dos que não se importam que na Argentina inexistam os laterais e que a defesa seja hesitante, principalmente se houver o confronto com o Brasil.

  3. No Maradona nada vejo de carismático e sim uma personalidade histrionica. Só espero que o deus argentino não ensine ao Dunga tudo o que aprendeu. Já bastam os defeitos do “capitão do mato”.

    1. No espectro futebolístico, apesar da cabeça grande, o Dunga não suportaria um software tão avançado, como é o do Maradona, com a pelota, dentro das 4 linhas.

  4. O que é melhor. Que vença o futebol dos volantes de contenção, ou o futebol dos atacantes?
    Tá ai uma duvida grande.
    Como brasileiro quero a vitoria do Brasil, da seleção brasileira. Mas como amante do futebol bem jogado, e com arte, não tem como não querer a vitoria da Argentina.
    Sei que muitos podem me xingar, mais analisem os fatos.
    O Brasil vencendo, vai ser a vitoria da concepção do dunga, ou seja, vai comigo quem é do grupo, e não os melhores. E a vitoria da seleção que tem a melhor defesa do mundo, incluido ai o melhor goleiro do mundo. mas não tem um atacante, ou um armador entre os melhores da copa até agora.
    O exemplo de 94 é cruel. A seleção venceu, por isso Pareira diz que acertou, mas o povo lembra a seleção de 82.
    Não estou fazendo a apologia de jogar bem e não ser campeão, estou fazendo apologia do futebol arte do brasil, que teve em Pelé, nosso maior exemplo, mas que teve tambem, Didi, Garrincha, Ronaldos, Zico, Falcão, enfim uma seleção inteira de craques.
    sinto inveja ao ver a seleção da argentina jogar. Sei que o Ego deles ta cada vez maior e Maradona mais marento que nunca, mas temos que admitir que esta seleção não passa nenhuma segurança para os confrontos verdadeiros que ainda vão vir.
    Poderemos pegar nas oitavas chile ou espanha, depois inglaterra ou frança nas semis e depois nas quartas a holanda. Não é uma tarefa fácil para quem pensa em primeiro se defender.
    espero estar errado e a seleção melhore.
    Sinto a falta dos artigos de Armando Nogueira que a esta hora já estaria acertando suas palavras certeiras nesta seleção do dunga

  5. Prá mim, apesar da vistosa camisa, a Argentina não me engana. Não passará da próxima fase.

  6. Só o que é vistoso da Argentina é o AZUL E BRANCO, que fica muito bem em qualquer ser Humano.No utebol, calma vamos esperar mais pra frente.

  7. Égua Gerson, foram 2 gols em impedimentos e até os 30 minutos do segundo tempo a Coréia estava em cima e poderia ter empatado, não vi toda esta bola assim não, é a minha opinião. E a Coréia do Sul não fez como a do Norte que ficou todo tempo atraz.

    1. Foste fiel a tudo que aconteceu, meu caro otávio, por isso digo, quem mostrou bola até agora foi o Chile, embora longe de ser campeão.

    2. Pra você ver, Otávio. Mesmo não sendo essa maravilha toda, a Argentina é a mais empolgante de todas as seleções que eu vi jogar aqui. Se a gente questiona os gols (considero apenas o segundo em impedimento, ainda assim discutível) portenhos, não se pode criticar a postura sempre ofensiva, obstinada em busca do gol. Deu um apagão no começo do segundo tempo, mas logo retomou o estilo agressivo. O motivo é simples: o time está cheio de jogadores habilidosos, cuja vocação é atacar. O nosso não pode ser mais diferente: está cheio de volantes, que tem por vício natural apenas defender.

  8. Égua, Gerson, tem mt pacheco aqui…aliás gosto da Argentina porque sua camisa me lembra a de um grande time do Norte do Brasil.
    Agora, sinceramente, a seleção de Dunga não tem condição de ganhar essa copa.Não tem brilho.Não tem carisma.Não empolga. Até a de 94 empolgava mais.Mais,essa, com esse tal de Felipe Melo é brincadeira…

    1. E o pior, caro Márcio, é que o Felipe Melo virou imagem e semelhança do Dunga, já reparou? Em todas as entrevistas ele sempre resolve agredir verbalmente um repórter. Acho que descobriu o quanto isso agrada o chefe, só pode ser. Em campo, tenta jogar no mesmo estilo botocudo que caracterizava Dunga. Pode reparar. Adotando esse figurino, não sai nunca desse time.

  9. Eu ja sabia! Agora so falta a Espanha. Parabens ao futebol ofensivo. Se vai ser campeao ou nao e outra historia, mas pelo menos o show e garantido. A Alemanha joga um futebol equilibrado e eficiente e tambem merece chegar. Resta saber se a Italia naquele lenga lenga de jogar mal e ser finalista vai fazer igual de novo.

  10. Eu torci como louco pela Argentina hoje. Não adianta enganar ninguém, sou admirador do futebol dos hermanos e, claro, principalmente do baixinho Messi.

    E aquela camisa listrada me comove…

Deixe uma resposta